Por um problema de logística, a review dessa semana será um pack dos dois últimos episódios exibidos, episódios que vieram para chacoalhar mais ainda o que está por vir nessa mid-season.Fury of Firestorm” começa seguindo o cliffhanger apresentado no final do último episódio, em que Professor Stein sofre um colapso devido a uma possível instabilidade e deterioração celular. Logo, o grupo conclui que a única alternativa para salvá-lo seria encontrar alguém que fosse molecularmente compatível com Stein, ou seja, alguém cujo o comportamento celular tenho sido afetado pela explosão nuclear há 2 anos. A partir daí, a série apresenta dois possíveis “matchs”: o primeiro, Henry Hewitt, também cientista e extremamente parecido com Stein e o segundo, Jefferson Jackson, mecânico e ex-atleta que teve seu joelho comprometido pela explosão.

O plot principal segue o modelo de “vilão da semana” de novo, mas dessa vez esse foi apresentado de uma forma extremamente mais fluida e com devida ligação ao desenrolar do enredo. Pode-se dizer até que a história por traz da busca por um novo herói tem sua validade moral, visto que as decisões de ambos os personagens são completamente contraditórias ao que segue o modelo de “mocinho” e “herói”. Enquanto Hewitt se mostra indignado por não ser compatível com o professor, Jeff aparenta desespero por tal responsabilidade e poder. Resultado? Henry “ganha” poderes e mostra que mesmo sendo aparentemente o mais apto a detê-los, não é um herói e sim, vilão. Jeff aceita ser a outra metade de Stein, trazendo Firestorm de volta à cena e claro, já interagindo com Flash na luta contra Hewitt. Formam uma boa dupla.

tumblr_nwwyfabW7A1uiwhhxo4_540

Citando uma parte de uma frase dita por Barry durante o episódio: “Secretamente, todo mundo acha que sabe como suas vidas serão, ninguém considera que a vida tem seus próprios planos para você, gostando ou não”. A frase foi capaz de resumir toda a moral do capítulo, dizer muita coisa e ainda dar um impulso pro surgimento de um novo casal, que, como eu canso de dizer aqui, tem uma química maravilhosa. Até mesmo Joe West concorda e acredita que Barry deva se permitir a um novo amor, Patty Spivot, ao invés de ficar preso a paixão pela sua filha. Iris e Barry já não tem mais graça, nem ao menos química com a chegada de Spivot, o que deixa a dúvida: Se esse casal realmente acontecer, como a série irá nos convencer a preferir Iris Allen? Me lembra muito a época em que assistia “Smallville” e pensava: “O que será desse seriado sem Clark e Lana? A diferença é que a personagem Lois era extremamente mais carismática do que Iris Múmia West.

Outros plots foram mais desenvolvidos ou pelo menos, tiveram seu clímax iniciado. Iris tenta uma reconciliação com sua mãe, Francine, após saber de sua situação de vida. Entretanto, descobre que ela ainda guardava segredos, como um filho nascido 8 meses após fugir de Central City. Tal filho que acredita-se ser Wally West. O episódio termina com Spivot com um homem-tubarão que ela suspeitava estar vagando por Central City, e tal vilão sendo parado por ninguém mais ninguém menos, que Harrisson Wells da terra 2.

tumblr_nx9sclELOP1s9xlo1o2_540

E então, chegamos ao que foi o mais divertido, esclarecedor, leve e de longe, o melhor episódio da segunda temporada de Flash! Como uma tendência da série, o episódio começa, também, dando continuação ao cliffhanger apresentado no final do episódio anterior. Quem seria Harrison Wells da terra 2? Estava enganado, mas minhas dúvidas faziam sentido. Harrison não poderia ser Zoom, muito menos alguém relacionado a Eobard Thawne, já que o mesmo foi morto por ele na terra 1. E seguindo essa lógica, Wells 2 é apresentado como um inventor cientista que cria tecnologia contra meto-humanos, esse também foi responsável pela criação dos vilões da série, inclusive nosso misterioso Zoom. Wells tem uma filha e decide ir atrás de Barry na terra 1, sua única alternativa para deter o vilão e então salvar a menina. O humor negro do novo Wells e as tiradas irônicas do personagem deram a alguém com a mesma cara, uma personalidade completamente diferente de Eobard, Tom Cavanagh digno de parabéns por sua atuação maravilhosa.

tumblr_nx9qyrEYd11rq49qyo2_500

O molde vilão da semana segue em roteiro, entretanto, mais uma vez tivemos uma abordagem mais fluida envolvendo personagens antigos como Linda Park, ex namorada de Barry. Sua sósia da terra 2, Doctor Light, que pode disparar raios de luz concentradas, flashes cegantes e absorver energia vem a mando de Zoom para matar Flash, já que o desejo do vilão é ser o único speedster de todos os universos, o mais rápido e mais poderoso. Em uma das cenas, Dr. Light cega provisoriamente Barry, o que rende cenas hilárias do personagem fazendo caras e bocas, esbarrando em tudo e procurando Cisco para ajudá-lo em um, literal, encontro às cegas! A equipe viu a necessidade de agir contra a vilã a partir do momento que ela tenta assassinar sua outra metade da terra 1 e acaba matando um inocente. Assim, Wells põe a condição de meta-humano de Cisco em jogo, contando a todos do que o garoto era capaz, tal que consegue localizar a meta humano. Intrigantemente, Wells se mostra um conselheiro bem parecido com seu sósia da terra 1, e Jay, um covarde. Como diria Cisco: “Positividade deve ser algo da Terra 1”.

tumblr_nx9sr3vouu1qdhizao1_500

As cenas envolvendo casais, lances românticos e tiradas desajeitadas de dois personagens, principalmente, renderam ao episódio um tom divertido e extremamente agradável que fizeram desse, o melhor episódio da temporada. Finalmente, depois de terminar seus “estudos científicos”, Barry convida Spivot pra um encontro e torno a repetir, que a química de Grant e Shantel é maravilhosa e me faz querê-los como shipp permanente. #Sparry #Bivot. A questão é que antes do encontro, Barry fica cego pela luz de Dra. Light e não pode cancelar outra vez. É quando Cisco decide ajudá-lo e guiá-lo com uma câmera embutida em uns óculos escuros, outra cena que nos mata de rir com as caras irônicas do personagem e os deslizes do casal mais maravilhoso da série. O encontro rende um beijo e o início de um novo Barry, espero eu que bem longe Iris West! Entretanto, Spivot é muito boa para ser verdade, ela frisou muito o assunto sobre viagem no tempo e algumas histórias sobre sua quase morte. Será que a detetive esconde algum segredo? Será ela Zoom disfarçado? Ou uma viajante do tempo? Isso a gente só poderá descobrir nos próximos episódios, até a próxima Review pessoal!

Considerações Finais:

  • Me divirto com esse trio Barry, Cisco e Caitlin. Eles super se combinam e realmente parecem uma equipe!
  • Sou só eu ou alguém mais ta começando a achar que Spivot viaja no tempo ou esconde alguma coisa que ainda vai surpreender muito todo mundo?
  • O que foram essas cenas de Barry cego , de #Sparry e de Cisco? Muito engraçado!
  • Será que Caitlin realmente se tornará uma vilã? Percebam na fala dela quando questiona o fato de algum deles ganhar poderes!
  • Como de costume, segue a promo do próximo episódio!

Carlos Alberto
Carlos Alberto

Estudante de Engenharia, amante de música, viciado em séries e programas de TV! Fã de carteirinha de The 100, Flash, Game of Thrones e etc, se arrisca escrevendo reviews de suas séries favoritas!
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: