Posts Populares

The Flash – S04E05 – Girls Night Out

Só um episódio #GirlPower para me fazer não me importar com Iris! Hahaha

Minha gente, não sei para onde os roteiristas de The Flash estão nos levando e às vezes parece um ciclo vicioso, mas a verdade é que esses últimos episódios têm resultado em, ao menos, momentos divertidos. Faz um tempinho que a gente não vê aquele Barry chorão da season 3, nem um time inteiro que parece que decorou a bíblia dos discursos motivacionais. Está tudo mais leve e engraçado, o que tem sido um ponto positivo, embora eu ainda tenha sérias críticas a o que os roteiristas vêm fazendo com a trama.

O quinto episódio dessa quarta temporada pela primeira vez teve uma fórmula diferente, ou melhor, teve uma pequena inversão de papéis: ao invés de ver Barry como o salvador da pátria, tivemos outra pessoa, ou melhor, outras pessoas salvando Central City de mais um ataque meta-humano.

Ok, eu sei que essa parte do ataque já está mais que repetida, afinal, quase sempre temos a mesma coisa: a cidade entra em perigo por causa de meta-humano, Barry e sua equipe penam um pouquinho, depois a equipe (quase sempre com a ajuda do Cisco) descobre uma solução, Barry salva a cidade com um discurso motivacional e, por fim, o episódio termina com uma cena instigante. Eu sei, isso é chato, mas algumas coisas fazem parte da jornada do heroi e da história do Flash. O que os roteiristas devem fazer – e eles tentaram nesse episódio – é não deixar isso se tornar maçante.

Pois bem, o episódio começa com a organização das despedidas de solteiro de Barry e Iris e com a aparição da Felicity para comemorar com as meninas. Flash e os meninos vão para casa de Joe e Cisco apresenta um vídeo super fofo de Barry e Iris quando novinhos e as meninas vão para um restaurante. Nesse meio tempo Ralph aparece na casa de Joe e convida todo mundo para ir uma boate de stripper. Se tudo parece que será mais fácil para os meninos, para as meninas as coisas começam a se complicar pois Norvock, à mando da vilã Amunet, vai atrás da Caity.

É a partir daí que o grande conflito desse episódio se instaura, amigos. Amunet, vilã engenhosa e que tem o poder de atrair objetos de metal, quer a ajuda da Nevasca para conseguir dinheiro explorando um meta-humano que chora uma substância alucinógena. A partir daí as próximas cenas mostram como Nevasca, Iris, Felicity e Cecile entravam um embate para conseguir parar Amunet, já que ela fará de tudo para conseguir executar seu plano.

A grande luta do episódio acontece quando Amunet está tentando vender o meta-humano que “chora droga” as meninas, Iris e Filicity, tentam atirar nos assassinos. Porém, elas são pegas por alguns dos capangas de Amunet, mas Killer Frost aparece para lutar contra a vilã. O grande problema é que Amunet é mais forte, mas Nevasca consegue se proteger ao criar, provisoriamente, uma camada protetora de gelo para ela e as meninas. A solução vem quando Iris dá a ideia de utilizar o imã (que milagrosamente existia no local – risos) para conter a vilã.

Resultado de imagem para girls night out the flash

Não vou mentir que achei a solução feita por elas meio chinfrim, viu? Mas, foi interessante, já que tivemos, enfim, uma Caitlin que parece conseguir controlar Nevasca e uma Iris não tão chata, que realmente ajudou um pouquinho no desenvolvimento do episódio.

Ah, enquanto as meninas salvavam o dia, o episodio nos presenteou com cenas divertidas (créditos na imagem), com Barry e os meninos como meros coadjuvantes para variar um pouquinho. Mas para falar que as cenas não foram inúteis, tivemos uma cena bem fofa de Joe confessando a Bar o quanto está nervoso com o fato de ser pai e Barry dizendo palavras realmente reconfortantes. Eu gosto sempre dessas cenas, pois, ao meu ver, elas são as partes mais humanas de uma série de heroi.

 

Outras considerações:

Muitas pessoas reclamaram do episódio, principalmente das cenas das meninas, que, de fato, não foram tão bem elaboradas. Eu gostei da abordagem e do tema da série e achei que fugiu da mesmice #girlpower.

Apesar de eu ter gostado do episódio, ainda estou preocupada com a falta de emoção dos acontecimentos. A série está mais leve? Está. Mas ainda sinto falta daquele nervosismo que a season 1 me causava, com acontecimentos muito bem amarrados e nos fazia pensar.

O Homem Elástico é engraçado, mas em alguns momentos me pareceu caricato demais. Vejamos como será a participação dele daqui pra frente.

Flash está cada vez mais perto de descobrir mais sobre Devoe, o Pensador, que, por sinal, apareceu no finalzinho do episódio capturando o meta-humano que chorava substâncias alucinógenas. Espero que esse vilão seja mau de verdade, porque até o momento não tem me causado medinho nenhum (e nem curiosidade) haha.

É isso, gente! Dou nota 6,5 ao episódio. O que acharam?

gostou da matéria? deixe um comentário!

Tatiane Silva

Sou uma Social Media e Community Manager que ama tanto o que faz, que acaba fazendo isso quase que o tempo todo. Eu moro na internet, por isso acrescento doses diárias de cultura inútil e memes que é pra eu não me entendiar. Amo realities musicais, gasto horas em grupos de discussão e sou viciada em coisas que me fazem dar boas risadas e esquecer da minha conta bancária negativada.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu