Posts Populares

The Flash – S04E08 – Crisis on Earth X, Part 3

E não é que esse crossover tá bem bom? A história continua no episódio mais recente de The Flash

Lá na Terra X, onde o nazismo ganhou e o Oliver é o novo Führer, as coisas não tão muito legais pros nossos heróis. Além do fato óbvio de estar em outra Terra, todos tão com colares que impedem que super poderes sejam utilizados. Então nada de Nuclear, nada de Flash. E como eles tão presos em um campo de concentração, várias outras pessoas também tão lá. Pessoas culpadas dos mais diversos crimes, inclusive se apaixonar pelas pessoas erradas. E quem é o chefe daquele lugar? A versão X do Capitão Lance, que agora é um membro do alto escalão do Reich. E enquanto tá todo mundo preso lá, o plano do Oliver do mal de roubar o coração da Kara segue firme e forte.

E na Terra Um, as coisas não tão muito legais, O Cisco, a Caitilin, o Harry e o resto do Team Arrow tão presos naquelas celas do Star Labs, das quais é impossível sair; a Kara tá presa numa cama sendo bombardeada com radiação de um sol vermelho e a única esperança resiste nas mãos de Iris West e Felicity Smoak, que tão andando pela tubulação do prédio enquanto bolam algum plano mirabolante pra salvar o dia.

Quando tudo parece mais perdido do que o esperado lá na Terra X, surge a versão de lá do Capitão Frio, que agora atende por Leo Snart e tem um relacionamento com um dos presos mantidos no campo de concentração. Sabe aquele lance de amar a pessoa ‘errada’? Pois então. E o cara ainda tem poderes (inclusive ele parece muito com o Nova da Marvel), veja só.

Um dos lances mais legais nesse crossover todo é essa relação Kara X e Oliver X. Pode mudar a realidade, pode mudar o planeta, pode até colocar nazistas no meio, mas o Oliver sempre vai ser perdidamente apaixonado por alguém. E ele vai fazer de tudo pra salvar essa pessoa. Nesse mundo, é arrancar o coração de alguém pra manter sua amada viva. Ah, tem a coisa de dominar o planeta pro Reich, mas no fim das contas ele não tá muito interessado nisso não. Mas voltando, a Kara. As duas Karas tão tendo uma discussão, falando do lance de ter poderes e reinar sobre os mais fracos x ter poderes e ser a luz de esperança que os mais fracos precisam. E essa ´é a prova de que a criação que molda a pessoa, não a genética. Enquanto isso, a Iris e a Felicity tentam salvar o pessoal das celas, mas o plano delas não dá exatamente certo e tudo que elas conseguem é enviar um sinal de socorro pro resto dos Legends, que tavam fazendo qualquer coisa mais importante ao invés de terem sido convidados pro casamento.

De volta pra Terra X, os heróis salvos vão pra base da resistência, que no fundo é só a base do Arqueiro em outra dimensão (o que quer dizer que mudaram as luzes, a decoração e não muito mais do que isso. É da CW que a gente tá falando, não dá Netflix). E o líder da revolução, que fez o plano de destruir o portal pra Terra Um enquanto os vilões tão lá, é o nosso querido Winn Schott, bem badass nesse admirável mundo novo. Inclusive, mesmo com todo mundo dizendo que ele não pode fazer isso, que os heróis precisam voltar pra salvar as pessoas que eles amam, ele tá cagando e diz que vai fazer e pronto, que afinal de contas aquilo é uma guerra e eles precisam vencer, de qualquer forma. E não dá pra culpar o cara né. Até a Alex tenta convencer ele, dizendo que na Terra de onde ela vem, ele e a Kara são melhores amigos, mas também não dá muito certo. Irredutível ele.

O Jax e o Stein tão conversando sobre os problemas internos deles, já que o professor tá querendo desistir da coisa de ser o Nuclear e ir viver com a família, mas sem Stein não tem super poderes pro Jax. Mas, como ele diz, o problema nem é esse. O Jax vê o Stein como um pai, como parte da família que ele nunca teve, então é natural que ele sinta falta do cara. E ele reconhece isso, deixando claro que ele faz sim parte da família, que é um filho melhor do que ele jamais poderia ter esperado.

Quem tá muito pistola é a Alex, que tá querendo ir salvar a irmã de todos os jeitos, sem nem se importar como. E quem acalma ela é a Sara, dizendo que entende tudo que ela tá sentindo, já que a irmã dela morreu, e que vai fazer de tudo pra evitar que o mesmo aconteça com a Kara. Além disso, rola um conselho bem massa. A Alex tá meio em dúvida sobre voltar com a Maggie ou não, já que elas acabaram não faz muito. Só que, como a Sara diz, se a Alex acabou é por algum motivo muito válido e racional, e que vale a pena focar nisso antes de ir atrás dela.

Mas veja só, no fim das contas o Winn permite um plano dos heróis voltarem pras suas casas.

Lá na Terra Um, a cirurgia tá prestes a começar. O Thawne tá muito bem nesse papel de cientista maluco que não, mas rola a impressão que todos esses lances e bicos que ele faz são muito pequenos pra tudo que ele tem o potencial de fazer. Inclusive, logo em seguida, quando a Kara fala que o primo dela vai ir atrás dele, ele diz que já lutou contra o primo. E venceu.

Como última tentativa desesperada, a Felicity e a Iris cortam a luz do prédio todo, impedindo que a operação aconteça. E enquanto tá todo mundo procurando elas, elas vão atrás da Kara pra salvar ela. E quase dá certo, não fosse por um detalhe. O Metallo no elevador.

O jeito encontrado pelo pessoal lá na Terra X pra invadir a base dos nazistas é bem simples. Já que o chefe deles é o Oliver, eles só vestem o Oliver com roupas nazistas e entram pela porta da frente. Como é que algo assim daria errado né. Lá dentro, o Lance X tá prestes a lançar a arma secreta deles, a Wellenreiter, uma versão nazista da Wave Rider. E ela é mandada pra Terra Um. Só que o Lance tá desconfiando que esse Oliver Queen pode não ser exatamente quem ele diz que é, então propõe um teste. Surge a Felicity daquela Terra, que tá presa por ser judia, e o Lance dá uma arma pro Oliver. “Mata ela aí”, diz o cara. Naturalmente, o Oliver se nega e tenta atirar no Lance, só que era um teste né, e a arma tava descarregada. Aí o Oliver precisa abater todo mundo lá e é o que ele faz, em questão de segundos.

Lembra daquela coisa que o Winn X ia usar pra destruir o lugar que tá o portal pro pessoal voltar pra casa. Pois então, é o Tornado Vermelho a tal da arma.

E sendo altruísta como sempre foi, quando o Thawne tá prestes a matar a Felicity por ela se negar a relevar os códigos, a Kara aparece e diz que ninguém vai morrer por ela. Fofa ela né?

O fim do episódio é bem louco. Enquanto o Flash e o guri que parece o Nova mas não é vão tentar impedir o Tornado Vermelho de fazer o que ele tem que fazer, o resto do pessoal vai tentar ativar o portal pra poder voltar pra casa. Mas é uma base cheia de soldados armados, então não tinha como dar muito certo. Eles até conseguem resistir à primeira onda, mas eles não tão muito perto de conseguir o que queriam. Então, o professor Stein decide que a melhor chance deles conseguirem abrir o portal é o Nuclear se separar e ele ir ativar o portal enquanto o Jax ativa a fonte de energia. A ideia até é boa, mas na prática não dá muito certo. O Jax até faz a parte dele mas é cercado por caras armados e não parece ter muita salvação. Só que, na tentativa de fazer a sua parte, o Stein é atingido por um tiro nas costas.

Três episódios já foram, agora só falta mais um.

 

Rafael Augusto

Um hiperativo que não sabe viver sem ler, escrever, ouvir música, ver séries e filmes, geralmente tudo ao mesmo tempo. Fã de ficção científica, suspense, Stephen King e histórias em quadrinhos.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu