Panela de Séries » Arquivos The Handmaid's Tale - S02E08 - Women's Work - Panela de Séries

Posts Populares

The Handmaid’s Tale – S02E08 – Women’s Work

Cuidado com aquilo que você almeja, pode ser tornar realidade!

O episódio anterior mais uma vez deixou a gente com um gostinho de quero mais. A perspectiva de uma revolução feminina funciona bem como gancho pra deixar a gente ansioso para um próximo episódio. O episódio então começa com esse gancho. Serena e June parecem estar se dando muito bem comandando Gilead. Pelo tamanho da barriga de Offred, passaram-se alguns meses que Fred estava hospitalizado, porém, essa espera acabou e tudo volta a desmoronar para as garotas no poder.

Nesse ponto devo elogiar a atuação de ambas e em como tudo foi bem dirigido para nos mostrar como Serena estava realmente de luto por largar aquele poder temporário e June angustiada por saber que aquele momento de “felicidade” ia embora com o retorno do Comandante. Quem diria, não?  Desse modo, para variar, o pequeno sucesso das mulheres foi então derrubado.

 

Tudo então começa a voltar ao ‘normal’. Serena tem que voltar a ocupar seu papel de dona de casa e esposa, Offred de porta-bebê e até mesmo Nick parece compreender e assumir seu papel de macho opressor. Sim, precisamos falar disso. Eden é uma garota que foi criada nos moldes dessa nova sociedade, sendo assim ela realmente vive em função de agradar seu marido e procurar ter um filho. Óbvio que pelo enredo da série temos a reação de achá-la chata, inconveniente e uma mera antagonista, porém é preciso ter um olhar além disso e perceber o sofrimento desta moça que tem como único objetivo de vida deixar feliz seu marido. Assim, quando falo sobre Nick assumir seu papel de macho opressor digo nas ordens proferidas por ele ao descobrir que Eden encontrou as cartas de June.

De volta à trama principal, June é pega se comportando mais uma vez como Offred. A filha de Janine está doente e ela acaba por proferir frases que não seriam naturalmente ditas por ela. Aqui também podemos destacar que o momento de felicidade que ela e Serena tinham no começo do episódio, nada mais era do que ‘comandar’ aquela sociedade que June tanto abominava. Fazer algo prazeroso (como pegar uma caneta) depois de tanto sofrimento fez com que June esquecesse um pouco da sua essência.

Se por um lado June absorveu características de Serena nesse tempo que passaram juntas, por outro lado Serena pareceu aprender a ter mais compaixão pelas aias. Não que essa compaixão seja resumida aos sentimentos destas garotas, mas ao finalmente sentir o gostinho do poder (que ela parece tanto gostar) e voltar ao seu papel de submissa, Serena teve um choque de realidade que pode nos trazer muitas reviravoltas na série.

Ainda sem freios e noção do quanto era perigoso o que estavam fazendo na ausência de Fred, Serena acaba colocando sua cabeça em uma bandeja para ajudar June e Janine em uma missão desesperada para salvar a pequena Angela. Tudo que Serena fez parecia o mais sensato e a gente conseguiu enxergar June agindo em todo o processo, mesmo que os esforços da nova dupla amiga (Jurena rs) tenha sido em vão.

O que Serena não esperava e nem a gente é que o seu poder era extremamente limitado nessa sociedade e tudo que ela estava fazendo traria consequências. Então temos mais uma vez Serena sendo confrontada pela realidade social que ela ajudou a construir. Mais uma vez a série nos joga em uma ambiguidade de sentimentos: por um lado, Serena sendo açoitada pode parecer pouco se comparado ao que Gilead faz com as outras mulheres, porém não tem como não termos misericórdia sendo que o “castigo” de Serena chega quando ela passa a agir em uma mudança em prol destas mulheres.

Assim, Women’s Work mostra que em Gilead uma mulher não pode mais ser escritora, redatora, médica ou até mesmo mãe dos seus próprios filhos, mesmo que por boas causas, como tirar o caos social ou simplesmente ajudar uma criança morrendo, a mulher não pode mais exercer qualquer função trabalhista. Realidade essa não muito distante de alguns arranjos sociais contemporâneos.

ps.: Todo o conteúdo abordado neste episódio também nos faz perguntar: essa sociedade preza mesmo pela vida ou apenas pela submissão das mulheres? Mesma pergunta pode ser feita em relação a um polêmico assunto: aborto.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Nyegirton

Sarcástico e bêbado sempre que possível. Ama um bom meme e uma problematização. Apaixonado por humor, suspense, terror e trêta. Professor nas horas vagas.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu