Pode se dizer que é uma  season premiere no meio da série. 

Depois de dois episódios na season premiere de The Last Ship, chegamos ao terceiro episódio dessa série maravilhosa da Tnt.

O episódio começou de uma forma diferente, mostrando outras pessoas que até então não tínhamos visto, lá na flórida, e falando de Russos que tinham chegado a praia, isso tudo 13 dias antes.

Voltando aos dias de “hoje” vimos o comandante Tom e uma equipe indo a casa branca tentar encontrar algo, mas estava totalmente vazia. A Drª. Scott estava falando do avanço da produção da cura, e que estava se espalhando. Quase todos estavam no navio, e estavam indo a caminho de Norfolk, nesse caminho podemos vê o quanto a Alisha estava ainda abatida por causa dos atos de sua mãe e nem queriam receber visitas.

Depois de vemos os primeiros acontecimentos e a equipe do Tom voltar da casa branca com alguns discos vêm que o governo americano se precaveu da pandemia e tinha laboratórios em regiões de seguras, mas para isso, os marinheiros deveriam decodificar o disco para saber a localização exata de tudo. A Drª Scott conseguiu falar com o seu mentor Dr. Hunter, e isso na hora me cheirou muito mal.

PS: Quando mostrou aquele provável russo na costa da flórida, e aquele monte de corpo lá, aquilo me confundiu legal.

Amei o papo fofo que a Drª Scott e o Tex tiveram e ele fala que esta atrás da filha dele de 14 anos e que não vê a três, mas às vezes acho que só eu que shippo os dois. Quando a tripulação chegou a Norfolk viram que tinham alguns militares lá e que esses militares conseguiram fazer um controle e uma separação para que as pessoas não ficassem infectadas. Por se tratar de uma cidade onde tinham vários marinheiros com familiares, muitos estavam nervosos por causa disso, e não sabiam se iria encontrar alguém vivo.  Depois de todos esses encontros vimos  vários militares se preparando junto com cientistas e médicos, para entrarem em aeronaves com a cura e espalhar pelos Eua, obvio que não cobriria os Eua todo, mas a de se destacar a cena em que vários caças sobrevoam, foi muito bem feito, e as vezes parece que usou caça de verdade, ou até deve ter usado mesmo e eu não sei. A Alisha estava totalmente deprimida por causa de sua mãe, e que ela percebia que seus companheiros colocavam a culpa nela.

307251

As equipes de terra ao se espalharem deram bastante atenção aos seus tripulantes para que cobrissem área perto de onde seus familiares residiam, a Kara na hora que foi na casa de sua mãe não achou ela, porém sua mãe deixou algo que dizia que ela estava na pista de boliche. Ao chegar à pista acabou encontrando sua mãe, em uma cena emocionante.

PS: O Russo lá estava dormindo em um saco de dormir infectado e mesmo assim não pegou o vírus, como isso é possível?

306806

A Drª Scott ainda estava procurando noticias do Michel, o namorado dela, mas ela ao entrar em contato com o Dr. Huter ficou sabendo que a última noticia que se teve dele foi na China. O Mike estava em uma região e no local tinha várias tendas e o Tex acabou encontrando um album com fotografias da família dele, porém não achou as pessoas. A Kara e a mãe dela trabalhando juntas e conversando foi legal, mas a Kara não dizer do bebê foi sacanagem, mesmo ela sabendo que a mãe iria querer que ela ficasse em terra firme.

O Capitão Tom estava com um dilema nas mãos, pois os marinheiros que encontraram seus familiares queriam levar eles para  navio como ele, ou serem dispensados, mas ele preferiu dispensa-los com a honrarias necessárias.  A Tenente Andrea Garnett estava muito abatida, pois os seus familiares estavam na lista de mortos, e ela não foi poupada.

PS: A parte do russo estava estranha, primeiro porque ele já tinha feito amigos e também estavam em um bar com pessoas que acreditam ser escolhidos ¬¬.

O Tom achando que seu navio seria um alvo fácil decide avisar sua família que ira renunciar da missão para ficar com eles, mas depois a sua filha fala com ele que a mãe dela não iria concordar com aquilo jamais. A Kara teve que despedir da sua mãe e nessa hora ela contou que já sabia do bebê kkkk, pois é a mãe dela, e ainda mandou seu namorado cuidar dela.  O Tom estava decidido, porém não sabia como falar e estava enrolando para ir ao navio, mas seu pai deu um choque de realidade nele, dizendo que ele era o Noé e o navio sua Arca e que sem ele não iria salvar o mundo. Mas depois de analisar bem o capitão decidiu voltar a missão e deixar sua família lá. A Alisha depois de todo o seu drama foi promovida a tenente, pois provou ser leal com seus companheiros, mesmo com tudo que sua mãe fez.  O Tom decidiu que a mulher de Quincy iria ficar lá e ela moraria ao lado de sua família, e senti um clima de romance.

306811

PS: O cara Russo estava ouvindo no bar a conversa do missionário com outro cara onde dizia da cura, e ao intrometer e dizer que é verdade a história da cura o pergunta “o que você vai fazer em relação a isso?”

Esse episódio foi um episódio mais emotivo, e com cara de inicio de temporada, parece que a temporada começou e o passado foi a season finale, por isso foi bem morno, mas extramente importante para o decorrer da série.

Galera, o que acharam desse episódio? Como será o resto da temporada? O que aquele russo está aprontando? Comentem aí, marinheiros e paneleiros .

phelipe

Phelipe
Phelipe

Bacharel em Direito, Cruzeirense, polêmico quando deve ser, além de muito confuso, autêntico e um pouco louco. Começou o seu amor por série com Prision Break e depois disso virou vício.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: