Posts Populares

The Last Ship – S02E05 – Achilles

Entreguem vários prêmios para essa série: 

Eu não me canso de elogiar essa temporada de The Last Ship, não pelo fato da primeira ter sido fraca, o que não foi, mas sim pelo fato da qualidade do texto, da técnica e de tudo que está sendo mostrado nessa temporada, pois houve uma evolução muito interessante. A história em si está me criando várias expectativas, curiosidades, teorias e muitos pensamentos, ainda mais depois de vimos que um dos inimigos do nosso Uss Nathan James tem um submarino, não que eu entenda de marinha, mas um submarino é uma força e tanta, pois é quase um inimigo invisível.

O episódio já começou nos tirando quem realmente são os inimigos, e não são os russos como deduzimos, e sim algumas pessoas imunes ao vírus que querem mostrar o quão poderosas são, mas essas pessoas são mais sortudas que competentes, pois elas simplesmente conseguiram um submarino, porque todos os tripulantes tinham sido atacados pelo vírus, e vimos que elas utilizariam o Niels para conseguir a cura no Uss Nathan James.

Dentro do Uss Nathan James todos estavam procurando o submarino, mas não achava ele no sonar, e o Tom diz o Mike para tentar descobrir sobre o submarino com o prisioneiro deles. E gostei do Tom ao dizer que está tanto caçando quanto evitando o submarino. Dentro do submarino o Niels nos respondeu uma grande duvida sobre ele, pois ele revelou que era um dos russos que estavam no navio que os americanos derrubaram, e ele ainda disse algumas informações internar sobre o Uss Nathan James.  Dentro do navio, o Mike foi interrogar o prisioneiro, e ele pouco sabia, mas disse que tinha sido recrutado na Espanha, e que os lunáticos que comandavam a equipe deles estavam procurando a cura, mas ele não sabia que eles matariam vários no navio-hospital, e que ele era inocente e ainda pediu um asilo político. Nessa hora eu particularmente acreditei nele, pois pareceu ser sincero.  O Mason é o responsável pelo sonar do navio, mas ele não tem muita experiência e não sabe dizer as coisas muito precisas e com firmeza, algo que pode atrapalhar bastante.

312146

O Submarino localizou algo no sonar deles, e o ‘comandante’ deles mandou preparar um torpedo, e eu tranquei o c*.  Dentro do navio eles estavam olhando no confuso sonar do Mason, mas estavam confiando nele e eles estavam indo em direção ao possível submarino para eles, e ainda tinham que pensar em um possível disparo de torpedos deles, mas tinham a esperança de não serem atacados, pois eles queriam a cura. No submarino o comandante diz que eles devem resgatar o Juan Carlos dentro do Uss Nathan James, mas já dentro do navio o Juan diz que eles pouco se importam com ele e que ele dirá tudo, mas queria que o amarrassem do lado de fora do navio, e nessa hora vi que ele e os outros estavam armando algo grande. O comandante Tom diz que o navio entra em estagio de silêncio 2, que é uma espécie de alerta de guerra e ficam parados esperando o inimigo pelo o que entendi.

Achei fantástico o que é o silêncio 2, pois é um silêncio total, onde o navio não pode fazer nenhum barulho, nem conversar.  O Submarino percebeu que eles silenciaram, pois desapareceram do sonar, e bolaram um plano para pegarem eles, mesmo com o Ned um pouco exaltado com seu irmão que é o comandante. Continuando no submarino, o comandante já tem o plano em mente para afundar o navio.  O Juan Carlos era um prisioneiro plantado dentro do Uss Nathan James para saberem a localização dele, pois ele tinha um rastreador nele, e por isso que ele passava tanto mal, e ainda disse que a ‘turma’ dele já tinham tomado a Europa. A Equipe do navio decide fazer uma cirurgia e tirar o rastreador dele e a responsável seria a até então apagada Dr. Scott, mesmo sem ser a vontade dela.

MEU DEUS O QUE FOI AQUILO QUANDO O SUBMARINO ATIVOU O SONAR ATIVO? Eu nem sei o que quer dizer sonar ativo, mas fiquei arrepiado demais, quando tanto o Uss Nathan James, quanto o Submarino começaram  a atirar os torpedos, fiquei todo arrepiado com tudo que estava acontecendo. Aquela cena onde o submarino mergulha para desviar do torpedo foi demais, e merece aplausos de pé, mas não fica nem um pouco atrás da emoção que tivemos quando o Uss Nathan James desvia de três torpedos que passam muito perto deles. Parabéns TNT por essa cena maravilhosa que me proporcionou.

312274

No Nathan James eles tinham uma duvida sobre o submarino, pois sabiam que não tinham o acertado, mas não sabiam para onde ele tinha ido.  O Submarino tinha mergulhado e estava bem fundo e estava encostando-se às paredes rochosas embaixo d’água, mas eles mostravam coragem. Dentro do Juan Carlos não tinha um rastreador, mas sim um pen-drive, mas estava codificado e os marinheiros da informática iriam tentar decodificar. O Niels foi útil finalmente para o pessoal do submarino ao dizer que o Dr. Hunter saberia a localização deles exata.

312154

Dentro do Nathan James ao decodificar o pen-drive descobriram que era a localização dos laboratórios e deduziram que eles queriam chegar aos laboratórios para controlarem toda a cura. Vou ser bem sincero naquela cena dos mísseis em direção aos laboratórios, pois não entendi muito bem, como que o Submarino, ou seja lá, o que for atirou em direção aos laboratórios? A Dr. Scott estava com o meus pensamentos na cabeça, pois eu tava estava me perguntando porque eles atirariam nos laboratórios. Gostei do Mike ao perceber que o Juan( que não resistiu e morreu) sempre falava que todos eles eram iguais e a Dr. Scott ficou intrigada com isso. Quando o Tom estava falando com sua família, a Dr. Scott chegou até ele para soltar uma bomba para ele, que todos do navio são imunes naturais e ele deduz que eles querem matar todos e serem únicos, mas ainda não sabiam como tinham conseguido a localização. E isso logo é explicado para nós ao mostrar o Niels comemorando que ele tinha conseguido as localizações, e o ‘comandante’ do submarino dizendo que eles não iriam dominar o Uss Nathan James e sim os Estados Unidos.

312275

Galera, eu não sei o que dizer, só sentir. Na verdade sei o que dizer sim, que a TNT está de parabéns por essa série maravilhosa que nos proporciona semanalmente, pois não é uma simples série apocalíptica, é algo que vai, além disso, pois foge do clichê das outras, pois aqui tem um navio maravilhoso, pessoas treinadas e um grande trabalho em equipe. Posso está sendo exagerado ao dizer isso, no calor da emoção do episódio, mas a considero a melhor série apocalíptica que já vi em meus vários anos de telespectador de séries.

Eu queria saber a opinião de vocês a respeito dessa série maravilhosa e me dizer que não estou iludido e que ela é realmente isso tudo que digo. Um beijo e abraços a todos e até mais marinheiros e paneleiros.

phelipe

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Phelipe

Um cara Fitness, gosta de esportes e um escorpiano nato, apaixonado pela vida. Um “nerd” que curte balada e um baladeiro que curte coisas “nerds”, porque a vida é muito curta para se apegar em coisas pequenas, logo pode observar que sou uma pessoa muito eclética em todos os sentidos da vida.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu