Posts Populares

The Last Ship – S04E03 – Bread & Circuses

Encontros e desencontros.

Depois de episódio duplo na estreia como é tradição, The Last Ship já chegou no terceito episódio querendo nos mostrar mais sobre onde estão as valiosas sementes, como sempre a série corre de maneira rápida e esse episódio logo nos foi apresentado que as sementes estavam perto todos que as queriam.

A saga atrás das únicas sementes que podem salvar o mundo continuam, só que dessa vez em terras da África Branca, ou mais restritamente dizendo na Argélia, onde a mãe do Mahamud estava prestes a chegar com as famosas sementes e com isso a equipe do Nathan James já estava em terra buscando informações sobre onde encontrar a família do Mahamud e depois de muitos receios da população, a equipe acaba descobrindo o local, porém ao chegarem já era tarde demais, pois os homens do Omar e ele já estavam no local tentando pegar, mesmo a senhora negando está com ela, só que em um momento de fúria jogando móveis para o alto o Omar acabou achando escondido, mesmo com o Green com mira para atirar, não deu nada certo, então coube a senhora a tomar atitude e tentar mata-lo com uma faca, só que foi em vão e ele a matou de forma maestral com uma espada e ainda pegou as sementes, fazendo com que os marujos do Nathan James ficassem em apuros, sobrando uma atitude drástica para a Sasha, que foi para cima do Helicóptero e colocou um localizador sem que ninguém percebesse, logo percebemos que rainha é para isso.

Bread & Circuses

O Tom depois de uma noite quente tinha que agir e decidiu ao acordar pegar o colar da sua companheira da noite para usar como chave e entrar em uma sala secreta a procura de algo valioso, mas a tensão toda valeu de pouco, pois poucas respostas foram encontradas, mas que podem ser importantes para o quebra cabeça. Depois de todos estarem dispostos o Tom, Giorgio e demais partem para uma ilha no meio do mediterrâneo e lá não me surpreende, mas nos mostra ele negociando com o Omar as sementes e ao descobrir que a marinha americana está atrás dele, o Omar aumenta os valores das sementes fazendo até o Tom se envolver mais nisso, pois ele sabe que seus comandados estão por perto, mas mal sabe ele o quão perto, já que o rastreador que a Sasha havia colocado estava funcionando perfeitamente e era questão de tempo a marinha chegar.

Quando a marinha chegou no solo da bela ilha da Sardenha, eles começaram a rodar procurando informações úteis, ainda mais com o Omar no topo de uma espécie de ringue para observar as lutas e quando menos eles esperam, quem está no centro da principal luta, o seu eterno comandante Tom, que para muitos não chegou ser surpresa, mas para mim foi, pois não esperava esse encontro tão rápido na série e ainda mais lutando, percebendo isso o Mike acaba tendo uma ideia brilhante que é ele mesmo ir lutar contra o seu amigo, o que chocou o Tom, mas foi ótimo para ele dar informações legais ao novo comandante e o instruir basicamente para o que fazer ao perder a luta, que foi o que aconteceu.

Lúcia decidiu ir fechar negócio e conseguiu pegar as sementes com o Omar, só que nesse instante a marinha já estava ligado e no momento do encontro entre Lúcia e Giorgio a marinha atacou levando a crer que era Omar que estava traindo e começou um belo tiroteio, até que veio o momento hino do episódio em que o Tom pega as sementes e se apresenta, deixando as sementes com o Mike e ele olhando a Lúcia, que em um momento de distração o esfaqueia e foge, fazendo ele ir de forma debilitada atrás dela, com direito a perder a arma dentro de um foço. O Tom depois de matar vários homens do Giorgio e do Omar e se juntar literalmente aos seus amigos, se separa novamente para pegar a confiança do Giorgio e ajudar os amigos a fugirem, só que logo ele descobre que a Lúcia havia escapado e decide fugir, enfurecendo o Giorgio, mas chocando ainda mais a equipe abutre quando o Tom avisa que o Mike está em maus Lençóis.

Mais um episódio bom de The Last Ship, que chega a ser repetitivo, porque é uma série que corre perfeitamente a história, sem grandes barrigas para encher e sempre com muitos plots bacanas. Nesse episódio em questão podemos nos surpreender com a rapidez com que tudo aconteceu e os encontros do pessoal, mas o que mais me deixou puto foi a inocência do Mike, que agiu como um amador que é a principal diferença para o Tom, que mostrou como joga esse jogo de forma profissional, porém queria que acontecesse mais para frente coisas que jamais imaginaríamos, talvez morte de alguém querido por mais sofrido que seja, vai dar mais um belo gás.

Então é isso, um forte abraço e até mais.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Phelipe

Um cara Fitness, gosta de esportes e um escorpiano nato, apaixonado pela vida. Um “nerd” que curte balada e um baladeiro que curte coisas “nerds”, porque a vida é muito curta para se apegar em coisas pequenas, logo pode observar que sou uma pessoa muito eclética em todos os sentidos da vida.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu