Posts Populares

The Last Ship – S04E06 – Tempest

Nem sempre podem vencer todas as batalhas

Com traições, guerras e a busca de um alimento que possa alimentar o mundo e dá uma sobrevivência a humanidade, The Last Ship segue caminhando, mesmo que de forma bem ok se compararmos com temporadas anteriores.

No episódio passado nos foi dito que o Velleck havia firmado um acordo com a Inglaterra, tanto que o Flethcer estava pronto parar trair os americanos em favor do seu país, mas logo no início desse episódio nos mostrou o Velleck traçando planos e exigindo coisas dos gregos, onde fiquei meio O.o, mas tudo é uma blindside na vida. No Nathan James obviamente ninguém desconfia do Fletcher, mesmo ele tendo mudado seu semblante e vivendo conversando com um dos refugiados e sendo ameaçado, mas os planos do Harry e ele deveriam continuar seguindo, ainda mais que o Harry colocou até uma ameaça nas costas da Sasha. Uma tempestade, muito malfeita pela produção estava se aproximando, mas o Tom decidiu ir a favor dela, para usar como uma proteção, só que o Fletcher estava dizendo para seus novos amigos as coordenadas, sem ninguém perceber, mas a sua nova chefe se tratava da Lúcia, que cismou em derrubar o Nathan James.

O Miller é um dos personagens que mais gosto, mesmo sendo bastante apagado, mas achei incrível a metáfora que ele usou para descrever o Nathan James e o livro odisseia, talvez não tenha muita relevância para a história da série, mas eles passam justamente por isso, talvez até sem saber. O Fletcher tinha que começar a colocar o seu plano em prática, primeiramente foi fazer uma mala com coisas importantes, que por um momento pensei que a Azima iria desconfiar dele, porém não, logo depois ele escondeu suas coisas, encontrando o Tom e a Sasha falando dele, mas da parte pessoal, porém sinto que o Tom desconfia dele, mas isso com uma mistura de ciúmes envolvido.

Ao se aproximar da ilha que queriam ir, eles começaram a encontrar um navios gregos fazendo mudar e mudar o plano a todo instante, mas o Fletcher já estava se preparando para colocar tudo em prática, para pegar as sementes, enquanto os gregos estavam tentando fazer com que os americanos mudassem de planos, onde todos tinham um plano e ninguém sabia se algum daria certo, ainda mais com a Lúcia dando ordens, onde nem foi explicado seu conhecimento marítimo.

Quando mais foi se aproximando, mais mudanças nos planos acontecia, até que o Tom teve uma ideia de Gênio que seria passar ao lado dos navios e irem em direção a chuva, arriscando muito, mas não tinham muito o que fazer, achei bem hino, deixando a Lúcia revoltada, mesmo sendo uma missão bem suicida a deles, ainda mais que Lucia quase disparou fogo. Quando eles escaparam, a chuva ficou mais forte e era uma verdadeira tempestade e nem vou criticar tecnicamente a cena, porque a TNT não é a HBO para gastar horrores, mas com o recurso limitado fez o possível, mas dentro do navio foi tecnicamente perfeito, as balançadas e tudo, sendo que nisso, houveram várias coisas interessantíssimas.

Uma das coisas mais interessantes foi o Harry fingindo um infarto para poder ir na enfermaria e por coincidência acabou encontrando o Fletcher que ambos deram aquele olhar de melhores amigos em que diz tudo e aproveitando de estar na enfermaria com as sementes sem segurança, o Harry acabou matando o médico que estava com ele. Sem saber tudo que estava acontecendo, os comandantes tinham que proteger o navio no meio dessa grande chuva, que hino, só que a chefe de comunicações (nem sei se é esse nome) descobriu o contato dele com a marinha grega e fez com que boa parte do navio o procurasse.

Ao perceberem as mortes tanto na enfermaria, quanto na área em que o Fletcher foi abordado, houve uma emissão de socorro dentro do navio, onde todos iram procurar o Fletcher, sem saber que havia outro traidor dentro do Navio. O O’Connor tinha que trabalhar fora do navio para consertar um problema no motor do navio e deu o azar de encontrar o Harry que o matou, mas me deu uma esperança quando o Tom o encontrou no navio, só que ele acertou o Harry nas costas e o cara não morreu, que conseguiu encontrar o Fletcher que fugiu, mas eu coloco um pouco de culpa da Sasha, que ficou com receio de atirar não sei se por gostar dele ou se para tentar proteger as sementes. Depois daquela tempestade, o Nathan James tinha que saber o que aconteceu e quais as medidas deveriam tomar depois de perder a batalha, mas a Sasha foi esperta em saber o tempo em que o Fletcher havia mudado de lado e por falar do Fletcher, me surpreendeu com ele sobrevivendo e o Giorgio o encontrando com as sementes, mesmo depois daquela forte chuva.

Achei um episódio fabuloso, mesmo com nossos heróis saindo derrotados e como, mas essa sobrevivência do Fletcher foi cinematográfica demais, porque ninguém esperava isso dessa forma, ainda mais que todos nós somos saudosos da Rachel que nem corpo e velório teve, mas vamos criar expectativa porque a série será boa, onde nem sei até que ponto a Grécia e o Reino Unido são aliados.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Phelipe

Bacharel em Direito, Cruzeirense, polêmico quando deve ser, além de muito confuso, autêntico e um pouco louco. Começou o seu amor por série com Prision Break e depois disso virou vício.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu