Posts Populares

The Originals – S04E10 – Phantomesque

Um episódio definido por retornos…de vários tipos.

Se eu tivesse que definir esse episódio com uma palavra seria retorno e de diversos tipos. Teve personagem voltando da morte, teve outros muito queridos reaparecendo depois de tanto tempo sumidos e teve o meio retorno de um dos principais da série. Pois vamos falar mais disso, não é mesmo?
Começamos já o episódio com nossos queridos Rebekah e Kol se divertindo horrores aí pelo mundo quando diversos vampiros da linhagem de Elijah caem mortos e eles se dão conta que o irmão deles está morto e correm pra New Orleans. Daí já vem o primeiro retorno esperado e maravilhoso, esses dois lindos que deixaram saudades desde o dia que foram embora de vez. Mas, o mais fofo não foi nem a volta deles em si, foi o momento que Rebekah apareceu para Klaus, quando ele tava lá abrindo o coração pra um Elijah morto e no caixão e Rebekah já chega reinando dizendo que poderia matar uns e outros por aí depois dessa e assim que vê que é sua querida irmão, Klaus corre pra um forte abraço com ela como quem dissesse “Você ta aqui, ta viva e que saudade da p*rra”. Klebekah é muito vida, sim senhor <3
Aí depois já aparece o Kol daquele jeitinho dele de ser, mas que nós não deixamos de amar também né? Hahahaha
O foco do episódio é encontrar a alma perdida e dilacerada de Elijah no pingente quebrado e enquanto isso, Klaus se juntar aos seus irmãos retornantes para encontrar as outras armas com os espinhos da roseira que ainda podem matá-los como fez com Elijah. Eu to cansada de dizer aqui o quanto eu amo o Klaus, não é mesmo? Mas como amor e ódio andam juntos e aconteceu comigo e com Elijah também, tem horas que me irrito seriamente com ele e dessa vez foi a pressão imensa que ele jogou pra cima de Freya trazer Elijah de volta como se tivesse lidando com uma máquina e isso desde o episódio passado né? Se não fosse a princesinha Hope, a bixa nem tinha conseguido canalizar Elijah, SOS! Ainda bem que Hayley tem senso e pode o suficiente para mandar Klaus ir esfriar a cabeça e deixar ela lidar com isso. Rainha mesmo né? Ele nem debate, simplesmente vai, um arraso 😛
Só que é assim né? No começo ta com vontade de socar o Klaus, minutos depois quando ele ta lá com Rebekah e Kol destruindo merecidamente aqueles bruxos malditos que se juntaram ao Hollow, já to amando ele de novo e no fim do episódio depois daquela conversa com Hayley, eu tava amando REAL. Não adianta, é entre tapas e beijos mesmo rs.

Enquanto Klaus, Rebekah e Kol estão na missão achar as estacas com os espinhos, Marcel está na missão tentando salvar Sofya e por mais que tentasse inicialmente não contar sobre isso pra Rebekah, ele acaba se vendo obrigado a falar a verdade quando ela ameaça levar embora a última arma que pode matá-los, mas que também pode ser usada para trazer Sofya de volta. Doeu em mim a carinha da Rebekah quando diz a Klaus que já viu esse olhar nele e é de amor e senti daqui a revolta de Klaus por Marcel ter machucado sua irmãzinha assim, até porque vamos combinar que já passou da hora dessa Sofya ir embora/morrer/qualquer coisa que ela suma dessa série. Mulherzinha sem sal do cacete, afff…
Ao mesmo tempo, Freya está tentando buscar Elijah dentro de suas milhares de memórias no seu subconsciente dentro do pingente. Ela entra em sua mente e consegue acessar umas ótimas memórias inclusive, quando ele matou Agnes, quando ele destruiu uma porrada de vampiros que tinha ido atacar os Originais no complexo, mas em nenhuma delas é onde Elijah está se escondendo até que Hayley dá a idéia dela ir tentar buscá-lo já que o conhece profundamente. Para isso, contam com a ajuda da pequenina e poderosíssima Hope (que eu amo cada vez mais) juntamente com Freya. Hayley se depara com a memória de quando ele retornou pra ela depois de anos no início dessa temporada, que foi um dos momentos Haylijah mais maravilhosos, caça por todas as outras portas de sua mente, mas deixa a “porta vermelha” por último e é justamente lá que o verdadeiro Elijah está escondido. Um Elijah sombrio, de séculos e séculos atrás, que matou milhares de inocentes para se alimentar e que acaba não reconhecendo sua amada e a perseguindo deixando-a apavorada. Ela só consegue se libertar porque Hope também invade a mente de seu tio e começa a chamar pela mãe e ele só volta a si quando já ta com os dentes enfiados no pescoço de Hayley e Hope exala um grande poder ao gritar pela mãe. De repente, Elijah se reencontra, reconhece Hayley e sai logo atrás de Hayley e a cena seguinte dilacerou o meu coração, que foi Hayley com medo dele e ele dizendo que não precisava porque era ele de verdade e pedindo perdão por aquilo, logo depois elas voltam à consciência e ele fica lá parado e destruído e eu junto com ele né? Afff ver meu amorzinho assim e ainda destruindo meu ship mor é para acabar com a minha vida de vez </3

No fim do episódio, temos uma conversa Klayley tão linda onde Hayley ta lá revivendo tudo o que viu e revela a Klaus que não imaginava que fosse encontrar Elijah justamente naquela memória tão obscura, que ela achou que fosse ser em um momento bom e sabemos porque ela pensou isso né? Freya disse a ela que o lugar que ele estaria seria basicamente a essência dele, o refúgio e quando ela viu a cena dos dois juntos, ela jurava que era ali, mas não e isso doeu bem muito na bichinha até porque uma coisa é ela saber o que Elijah já fez, outra coisa é ver e viver isso. Mas o que Klaus diz a ela sobre eles serem monstros, porém Elijah ser o melhor de todos eles porque sempre fez o que fez por amor a família e todo o rumo da conversa me fez esquecer porque eu tava odiando o Klaus no começo e amá-lo novamente como antes, até a própria Hayley abriu um sorrisinho né? Eu gosto muito dessa cumplicidade que os dois criaram ao longo dos anos, de verdade *-*
Por fim, vemos um Kol destruído falando com Rebekah que não conseguiu rever Davina enquanto todos conseguiram o que queriam, Rebekah nos fazendo muito feliz e dizendo que vai ficar na cidade até tudo se resolver e a Hollow aparecendo, ressuscitando Davina para felicidade que dura 2 segundos de Kol e revelando que trouxe ela de volta sim, mas que agora elas estão ligadas, ou seja, a Hollow quer obrigá-lo a ser leal incondicionalmente a ela, afffff!

E agora é só esperar mesmo pra ver o que vai ser isso, eu duvido que Davina aceite isso, mas não sei como Kol vai lidar com isso não, prevejo ele aceitando esse acordo inicial sim e criando uma batalha entre a família. Quero ver também quando teremos Elijah de volta de vez e como vai ficar esse relacionamento Haylijah, eu simplesmente não agüento mais sofrer por esses dois, foram muitos poucos episódios de alegria, minha gente rs
Algo me diz que quem vai acabar com a Hollow de vez é a nossa queridíssima Hope, aguardemos! Deixem as opiniões de vocês abaixo que estou curiosa para saber 😉

gostou da matéria? deixe um comentário!

  • Paulo Adriano Rocha

    Olha quem deu as caras em TO… enfim, né?
    Esse episódio foi meio complicado. Uma que não sei qual o problema em Marcel não dizer que queria a porcaria dos espinhos pra ressuscitar a Sofya. Só pra não magoar Beka? Please… Detesto quando um personagem age assim. Outra, pra quê trazer essa mulher de volta? Dispensa, véi… DESNECESSÁRIO. Sem contar que ele não demonstra nem um pouco que ela seja o grande amor da vida dele, muito menos ela essa lealdade toda a ele então, apenas PARE!
    Muita encheção de linguiça aquela historia das portas (super MATRIX aquilo – adorei). Se tinha UMA porta diferente, óbvio que era naquela, né? Mas não, elas tinham que achar que era em outra só pra ficar revendo as memórias do cara… Sou fã do cara dos lencinhos, mas convenhamos que ele é um monstrinho sanguinolento. Só Hay que não tinha visto isso? Sei…
    Agora, gostei que quando Hope apareceu, ele saiu da porta já com um daqueles ternos de $9,000 (rycoooo). Haha.
    Quanto a Kol e Davina… Pow, eu curto demais eles dois, mas tô vendo que isso vai dar em m… Vai ele trair a família DE NOVO? Será que os dois vão morrer DE NOVO? Assim não dá…
    Ah, e agora só temos duas linhagens de vampiros, a de Klaus – que está desligada dele – e a de Rebecka. Tá difícil ser vampiro esses dias, viu? Hehe.
    Ah, Freya melhor pessoa, viu? Porque se fosse eu, dava um cala a boca no Klaus com um feitiço daquele de quebrar o pescoço… Abusado!

Caroline Azevedo

Seriadora de carteirinha. Shipper de plantão. Friendsmaníaca. Viciada em música. Feminista. Meu sonho é ser uma Sense8 e me dividir em várias partes para conhecer esse mundão afora, tudo ao mesmo tempo, agora.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu