Posts Populares

The Voice AU – S06E11 – The Knockouts 01

Let’s beggin the Knouckts!

Oi gente, olha eu aqui novamente pra falar desse reality maravilhoso <3. Novamente o TVAU faz mudanças no seu formato, desde a season 3 a produção tem mudado em todas as temporadas e em especial nessa fase, mas nesse ano a mudança foi ainda mais brusca, já que dessa vez a alteração foi na ordem das fases do programa e não no formato em si dos Knouckts ou as antigas Superbattles, como eram chamadas nas temporadas anteriores. Dessa vez o formato do programa será os Knouckts logo após as Blind Auditions e só depois disso vim as Battles, eu particularmente eu amei a proposta, foi bastante inovadora e acho que vai dá um gás diferente no programa. Essa fase do programa é a minha favorita em todas franquias, então ter a fase agora, significa mais performances de Knouckts e também conhecer melhor dos candidatos, já que nas battles eles nem sempre tinha como se dá 100%, já que dividiam a música. O meu medo fica por conta das dolorosas battles que teremos na próxima rodada, uma vez que agora serão battles entre os melhores, sendo assim dificilmente teremos um cordeirinho, como tínhamos antigamente. Seguindo o estilo das antigas Superbattles, cada knouckt contará com três acts que cantarão individualmente de acordo com o tema dado. Outro detalhe é que nessa rodada cada coach tem direito a dois steals que podem ser usados em qualquer um dos outros dois acts que não foram escolhidos pelo seu primeiro coach.

Agora vamos deixar de enrolação, porque são 15 performances só nesse episódio para avaliarmos. Para comentarmos da melhor forma possível, optamos em comentar sobre todos os três candidatos de cada knouckt num só comentário, além de deixarmos claro a nossa opinião de quem foi o vencedor. Contaremos com os comentários da nossa querida Tati, que é uma das nossas reviewers oficiais do TVAU, e a Luana que sempre prestativa comenta as nossas reviews quando solicitada, meninas muito obrigado por embelezar essa review <3.

Fasika Ayallew – “Send My Love (To Your New Lover)” by Adele vs Kelly Read – “Someone like You” by Adele vs Judah Kelly – “When We Were Young” by Adele

Tema: Adele

Michel: Nossa, esse tema é muita responsabilidade, todos sabemos que um Adele card é o tipo de apresentação que todos criam muitas expectativas e que dificilmente essas expectativas são atingidas. O pareamento entre os três não foi o mais justo, até porque foi o embate de um 4 chair contra duas acts 2 chair, mas estrategicamente foi uma ótima jogada da Delta. Dentre os três, estava mais apreensivo pela Fasika por conta do tema, mas primeiro que a escolha da música foi a mais acertada, ela superou minhas expectativas e conseguiu se apresentar muito bem com a música escolhida, vocalmente ela foi correta, tem um timbre lindo e amei ainda mais que ela estava super confortável no palco, não foi uma performance de impacto, mas foi bastante adorável. Eu tinha um pé atrás com Kelly, pois não gostei tanto de sua audição, a escolha da música tão batida da Adele, me deixou ainda mais com o pé atrás, mas no fim das contas, achei que ela fez uma boa performance, considerando que não tinha muita expectativa, foi uma performance legalzinha, mas bem esquecível ao mesmo tempo. Para mim o Judah pegou a melhor música dentre as três, por conta que ela tem aquele forte apelo emocional e ao mesmo tempo não é ainda tão saturada como Someone Like You, o que aconteceu é que Judah tem um timbre maravilhoso e ao pegar uma música maravilhosa dessa, não tinha como não ser nada menos que maravilhoso né? Claramente ele fez a melhor performance entre os três, mas a Fasika também mandou super bem e não deixou ser pisada por um dos grandes favoritos da temporada, só Kelly que destoou bastante entre eles. PS: Amei que a Kelly roubou a Fasika, porque sempre achei que elas tem tudo a ver, acredito que ela será muito melhor trabalhada pela Kelly, principalmente seu estilo R&B. Vencedor: Judah Kelly.

Tati: Tenho que dizer, primeiramente, que amei essa versão de Knockouts temáticos! Sério, dá um ar diferente pra competição e ainda permite que o coach separe coerentemente seus embates, considerando o estilo do cantor correto para o trio. Qualquer um desse trio pode cantar Adele perfeitamente. Dos três, Judah tem maior capacidade vocal pra isso e, em todo momento, ele mostrou que tem muitos recursos vocais um ótimo controle. Mas me senti MUITO incomodada com a apresentação, pois não senti conexão com a música. Um show de técnica com ausência de emoção. Fasika fez o famoso basicão, mas não vi nada de errado no que ela fez, mas nada demais também, só mostrou uma ótima vibe R&B, vocalmente correta. E que decepção que Kelly Read me proporcionou com Someone Like You, minha gente? Eu gostei muito dela nas blinds, mas o K.o foi meio decepcionante, principalmente, nas partes que ela desafinou. O começo tava até bom, mas depois foi só desacerto. No geral, Judah realmente mereceu vencer o K.o e eu daria a vitória pra ele, com a ressalva que Deltinha precisa trabalhar essa questao emocional no menino. Vencedor: Judah Kelly.

Luana: Antes de mais nada… Alguém pode mostrar as blinds de Fernando Daniel e Billy Gilman pra Kelly e Delta? Porque se elas ficaram “omggggg” com essa versãozinha do Judah, imagino que vão morrer com essas blinds. Mas enfim… Foi um KO bem consistente. Kelly soou datada, mas acho que é pelo fato dela não ter mudado nada no arranjo da música e já termos visto 131212 covers iguais, mas ótimos vocais. Fasika me cativou demais! “Send My Love (To Your New Lover)” é a minha música favorita do 25 e acho que esses foram os melhores vocais que já ouvi em realities com esse hino. E daí tivemos o Judah… Timbre lindo, música maravilhosa, mas me incomodou a reação dos coaches bastante, porque definitivamente não foi pra isso tudo. Ainda assim, eu daria a vitória a Judah, mas sem essa babação toda, porque ele não fez nada surreal ali não, inclusive nem ganhar de lavada ganhou. Vencedor: Judah Kelly.

VENCEDOR: JUDAH KELLY

STEAL: FASIKA AYALLEW (KELLY ROWLAND)

Darcy Thornton – “Rather Be” by Clean Bandit feat. Jess Glynne vs Sarah Stone – “Runnin’ (Lose It All)” by Naughty Boy feat. Beyoncé vs Jesse Dutlow “Latch” by Disclosure feat. Sam Smith

Tema: Dance Producers

Michel: Esse tema poderia ser chamado também de Feats né? hahaha. Eu entendi claramente o George ter escolhido a Darcy e Jesse para esse tema, eles tem toda uma vibe jovial e um estilo mais despojado no palco, mas o que a Sarah tem a ver com esse tema? Achei muita burrada dele aqui. A Darcy pegou uma música que eu achava que ela ia arrasar, mas não sei o que aconteceu, porque ela deu umas desafinadas durante toda a música, uma pena porque ela tem um timbre tão lindo e nessa apresentação em si o seu timbre acabou meio que desvalorizado. Mesmo fugindo um pouco da proposta do tema, a Sarah simplesmente pisou aqui novamente, seja pelos vocais maravilhosos ou pela conexão com a música, ela simplesmente foi o destaque disparado entre os três. Mesmo errando em ter colocado a Sarah nesse pareamento, o George acertou bastante dando essa música para ela, que tem uma pegada mais emocional e intimista, mas é aquilo ela foi maravilhosa demais, mas sua performance não teve nada de “dance”. Latch é uma de minhas músicas favoritas e o que mais amo nela é as estrofes mais graves e no refrão aqueles falsetes maravilhosos, mas foi aí no ponto x da música que o Jesse vacilou feio, ele desafinou horrores no refrão e passou zero conexão com o que cantava, correto foi apenas sua postura no palco mais desenvolta, de resto foi terrível. Vencedora: Sarah Stone.

Tati: Lembra que eu falei mais acima que era possível que os coaches escolhessem um tema que combinasse coerentemente com o trio? Então, esse coach certamente não é o Boy! Ah não, gente, Credocuruzmariajose, nada funcionou nesse trem! O K.O da Sarah foi o melhorzinho pra mim. Ela tem algo que me faz gostar dela, acredito que seja porque tanto na blind, quanto nesse k.o, ela tenha demonstrado um mínimo de entrega possível ao que cantou. Eu não vejo muita singularidade na voz dela, mas o conjunto da obra me agradou. Aí vem Darcy, que fez uma blind lindinha, me cantar Rather Be, toda trabalhada na desafinação. Não vou pôr a culpa apenas na song choice, mas isso não era música pra ela, ao meu ver. E sobre Jesse, lançarei uma regra no The Voice: só é permitido cantar música com falsete, se você souber, viu? Gente, que minutinho mais sofrível foi esse? Ele até tentou, rebolou, mas não rolou pra mim. No final da conta, vitória justíssima da Sarah e, sim, ninguém merecia steal. Vencedora: Sarah Stone.

Luana: Gente, meio tenso esse KO. Jesse foi bem abaixo do que a música pede e não me empolgou nada. Darcy teve problemas em sua apresentação, mas conseguiu finalizar num saldo positivo devido a sua energia e o belo timbre. Sarah foi vocalmente impecável, no entanto, considerando que o tema foi “Dance Producers”, eu achei a songchoice um pouco fora da proposta. Cantar algo mais lento, quase sempre é uma opção mais safe, mas acho que esse tema em especial pedia uma performance mais energética. Com outra música, daria a vitória à Sarah fácil, mas aqui fiquei em dúvida entre ela e Darcy, pelos motivos que citei. Vencedora: Sarah Stone.

 VENCEDOR: SARAH STONE

He Planned Us – “Ain’t No Mountain High Enough” by  Marvin Gaye & Tammi Terrell vs Lewis Ciavarella – “I Can’t Stand the Rain” by Ann Peebles vs Gemma Lyon – “Ain’t Nobody” by Chaka Khan

Tema: Independent Woman

Michel: Apesar de achar esse pareamento ruim, por conta de achar que os 3 poderiam ser facilmente descartados do time, no fim das contas foi um pareamento aceitável. Apesar do tema favorecer mais o grupo e a Gemma, o Lewis era o cara que simplesmente podia surpreender a todos, apesentando algo mais original, mas isso não aconteceu. Eu não curti tanto o grupo He Planned US desde a audição, por conta de todo estilo datado e zero originalidade que elas passavam, a música escolhida para elas só reforçaram minha opinião sobre elas, vocalmente elas até estavam melhor que nas audições, mas a performance no geral foi no mínimo esquecível. Lewis tem me decepcionado muito, pela segunda vez ele pra mim prometia fazer uma performance maravilhosa, mas o problema é que em ambas ele não cresce na música, fica naquela linearidade que eu detesto. A música da Gemma achei a melhor dentre as três, mas a execução da música eu achei apenas razoável, os vocais estavam até bons, mas faltou algo mais em sua performance. Desde a blind auditions, não entendo o boom que vem fazendo com ela, acho ela uma boa vocalista, porém nada demais a ponto de ser destaque dessa temporada, mas justiça seja feita, aqui ela foi a melhor disparada entre os outros dois concorrentes. Vencedor: Gemma Lyon.

Tati: Esse trio já me ganhou pelo tema ahahaha. Esperei o programa, esperando, no mínimo, muita atitude no palco. Não faltou isso pra Gemma, gente! Muito confortável no palco e com uma ótima entrega. Eu teria gostado mais da apresentação se o arranjo tivesse sido mais animado, mas no geral, eu gostei bastante. Confesso que não lembrava de Lewis: que voz grave é essa, Brasil? Hahaha Achei a apresentação muito dark, sim! Mas não fugiu do estilo dele e eu achei ok, dentro daquilo que ele se propôs. Quanto ao trio, gente, pensei que eu iria odiar, mas eu gostei demais, viu? Achei as harmonias ok, os vocais bons e eu consegui perceber elas se divertindo durante a apresentação e, geralmente, é isso que a gente quer ver de uma dupla ou trio. Sinceramente, daria a vitória para o trio, tranquilamente. Mas acho que Kelly optou pela Gemma, por ser uma artista que ela se identifique mais. Vencedoras: He Planned Us.

Luana: Minha gente… Why?! Tanta coisa a ser dita aqui, pouca coisa positiva. Primeiramente, por que tem um HOMEM num KO de tema “Mulher Independente”? Segundo, por que tantos clássicos tiveram que ser assassinados num único palco? Nossa, não gostei de nada aqui. E assim, catando caroço de feijão no meio de pedra… Gemma teve uma ótima última nota, é isso. Vencedora: Gemma Lyon.

VENCEDOR: GEMMA LYON

Liz Conde – “Alive” by Sia vs Lucy Sugerman – “She Wolf (Falling to Pieces)” by David Guetta feat. Sia vs Brooke Schubert – “Big Girls Cry” by Sia

Tema: Sia

Michel: Primeiro que achei maravilhoso esse tema, homenageando uma grande artista da nossa atualidade. O pareamento eu achei correto, uma vez que sabíamos que qualquer um que fosse contra a menina Lucy, sofria grande risco de ser eliminado. A Liz pegou uma música com uma batida mais forte, os vocais dela estavam maravilhosos e estava conectada com a canção, mas mesmo com isso eu ainda fiquei esperando algo mais original dela, não teve impacto, ficou apenas naquela linha razoável. Se a performance anterior já tinha sido esquecível, depois da performance da Lucy ela se tornou totalmente nula, a Lucy simplesmente zerou tudo e mostrou como ser original e intimista no palco, os vocais maravilhosos como sempre e com aquele diferencial que só a Lucy tem o dom de fazer, o tipo de artista que tem seu estilo vocal muito característico. Minhas expectativas nessa garota, era as mais altas possíveis e ela simplesmente conseguiu corresponder a todas elas e continuar sendo uma de minhas grandes favoritas nessa temporada <3. E no fim, vem a Brooke, já não lembrava de sua blind e pelo jeito não lembrarei nem do seu knouckt, inicialmente seus vocais estavam corretos, mas quando chegou no refrão faltou força, ficou muito linear, ela até tentou arriscar umas notas mais agudas, mas acabou ficando só na tentativa mesmo, outra coisa que não achei a conexão dela com a música zero, ao menos pra mim ela não conseguiu me passar verdade no que cantava, faltou ser mais intimista e emocional na canção. Vencedora: Lucy Sugerman.

Tati: Minha gente, eu estou com sérias suspeitas que Lucy é um anjo e não contaram pra gente. Essa menina canta e eu só quero fechar meus olhinhos e pensar o quanto a vida é bela. Todos os segundos que sobraram em outras apresentações medianas faltaram nessa. Eu queria MUITO ver Lucy cantando essa música numa versão regular, pois tenho certeza que seriam mais dois minutos de muita doçura. A forma como elevou as notas foram suaves, mas eu senti cada uma delas. A escolha de Seal para Liz também foi certeira, porque a menina tem força e um timbre que casou perfeitamente com o que a letra diz. Senti muita força no que Liz cantou e, mesmo que o timbre dela tenha parecido afetado em algumas vezes, eu achei uma apresentação digna. Achei Brooke a mais fraca de todas, mas mesmo assim foi uma boa apresentação, a voz dela é agradável e eu não tenho muito o que criticar na apresentação. Seal foi certíssimo em escolher Lucy, ela é uma das melhores artistas da competição e fez um excelente K.o. Muito ansiosa para ver minha anjinha avançando na competição. Vencedora: Lucy Sugerman.

Luana: O melhor KO que vi até aqui e não tem nem comparação! Assisti os vídeos na ordem: Liz – Brooke – Lucy, e dizer pra vocês… Eu já tinha achado Liz e Brooke ótimas, mas estava muito curiosa pra ver Lucy (minha favorita das blinds) cantando uma música tão maravilhosa e esquecida pelos realities musicais, como é “She Wolf (Falling To Pieces)”… E o resultado não poderia ter sido melhor! Lucy tem um timbre belíssimo, na mesma medida que ele é incrivelmente doce e suave, é também carregado e assombroso. Espero demais ver essa menina na final, porque ela é a melhor competidora dessa edição e só tende a crescer mais e mais. Vencedora: Lucy Sugerman.

VENCEDOR: LUCY SUGERMAN

Sally Skelton – “Will You Love Me Tomorrow” by The Shirelles vs Robin Johnson – “Faith” by George Michael vs Ellis Hall – “Need You Tonight” by INXS

Michel: Com um tema tão sugestivo desse, o George escolheu três ótimos acts do seu time para esse knouckt. Talvez esse tenha sido o pareamento mais difícil e também o mais justo, por conta que todos os três fizeram ótimas performances. Primeiro já começamos com essa princesa de voz angelical <3, amei a escolha da música e a forma como a Sally cantou foi tão fofa, intimista e emocional, que fiquei dando replay por várias vezes. Eu conhecia essa música através da Celia Pavey (TVAU Season 2), então eu já tinha uma expectativa lá nas alturas, mas a menina Sally conseguiu bem atender minhas preces e fazer um versão digna dessa música que já tinha recebido um outro cover maravilhoso. Depois de uma performance mais intimista, vem o Robin com uma performance mais animadinha e homenageando o saudoso amigo de Boy George, George Michael. O Robin para mim foi ótimo, uma vez que os vocais deles estavam ótimos e conseguiu passar aquela diversão que a música propõe, além de que arrasou em sua presença de palco, amei suas dancinhas no palco. Depois de duas ótimas performances, as coisas ficaram complicadas para Ellis, aliás era o que eu achava, mas ele simplesmente conseguiu ser tão maravilhoso quanto seus concorrentes, amei o quão original ele soou, estava ali todo introspectivo e conectado com sua performance, mais uma performance foda e assim deixando ainda mais difícil a escolha do George. Eu fiquei muito divido entre os três, mas por gosto pessoal eu iria com Sally ou Ellis, então como já tinha certo favoritismo pela Sally por conta de sua audição e hoje ele ter sido maravilhosa novamente, ficaria com ela <3. PS: Achei que aqui é aquele “tanto faz”, mas no bom sentido! Vencedor: Sally Skelton

Tati: Todo mundo tá cansado de saber que fazer música não envolve só a voz do artista, né? Pelo menos pra mim é assim. Robin não tem a voz que mais me agrada, mas com uma apresentação que foi entretenimento puro, eu não tirei os olhos por nenhum do moço. Eu não tinha reparado muito nele nas audições, mas ele tem um perfil completamente carismático e comercial. No contraponto, veio Sally, intimista e comedida, mas que também me fez não tirar os olhos dela nem por um segundo. WYSLM também uma música que possui um significado grande pra mim e quando Sally começou a cantar, eu consegui sentir cada palavra cantada por ela. Foi tudo tão calmo, tão original, que eu só conseguia pensar como seria difícil pra Boy escolher o vencedor desse trio, sem antes mesmo ouvir a terceira pessoa. Aí vem Ellis para me deixar mais na dúvida ainda ahahaha. Ellis foi super bem, adorei essa vibezinha folk dele e percebi que ele teve uma mega evolução a partir da sua blind. A voz, a emoção, o jeito que ele demonstrou-se conectado com a letra, tudo isso foi muito bem colocado durante a apresentação . No final das contas, eu fiquei bem indecisa com quem eu ficaria. Eu salvaria Ellis, mas os três mereciam demais! Acredito que Boy tenha salvo Robin pelo estilo e não o culpo por isso. Graças a nossa senhora dos steals, os outros dois foram felizmente salvos. Vencedor: Ellis Hall

Luana: Que KO foi esssssssssssssssse! Haha. Só eu acho que o pior de todos (e que já foi MUITO MELHOR que mais da metade do pessoal desse episódio) acabou sendo escolhido?! Sally foi simplesmente maravilhosa, com uma songchoice divina ela soube ressaltar todos os melhores aspectos de sua voz e entregou uma performance brilhante! Ellis foi outro que não precisou se esforçar demais para esbanjar estilo e convencer em sua performance. E daí tivemos Robin, que aparte da dancinha, se saiu muito bem, mas ainda abaixo dos outros dois (mas o timbre dele lembra bastante o do George Michael mesmo). Acredito que George tenha baseado sua decisão no que viu nas blinds + o que foi apresentado hoje, porque só assim pra segurar esse hype do Robin, né. Mas não vou mentir…. Simplesmente não tinha COMO o Boy George escolher errado aqui, pois os 3 foram muito acima da média. Um pisão em forma de KO, você quer @KellyRowland? -q Vecendora: Sally Skelton.

VENCEDOR: ROBIN JOHNSON

STEAL: ELLIS HALL (DELTA GOODREM)

STEAL: SALLY SKELTON (KELLY ROWLAND)

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Nesse primeiro episódio de TVAU, tivemos ótimas performances e bons pareamentos em sua maioria. Por enquanto nenhuma injustiça foi feita, dos 5 pareamentos, concordei com quatro dos seus vencedores, sendo que o que discordei, eu tenho que admitir que foi uma escolha até aceitável, além de que o que os outros dois que gostei mais, receberam steals <3. Além das boas escolhas dos vencedores, gostei muito de como os steals foram usados, Kelly apesar de já ter gastado todos os seus já no primeiro episódio dos Knouckts, foram ótimas adições no seu time. Apesar de por enquanto está tudo fluindo da melhor forma, tenho medo dos próximos episódios, já que ainda restam 11 knoucts, sendo assim ainda pode vim muita injustiça por aí, só nos resta torcer e aguardar que nossos favoritos não sejam pareados juntos ou que ao menos os steals sejam muito bem usados.

Por enquanto, os times ficaram assim após o primeiro episódio dos Knouckts:

#TeamDelta: Judah Kelly e Ellis Hall.

Delta formou um ótimo time ainda nas blind auditions e tirando por hoje, tem sido estrategicamente correta. O Judah é um dos favoritos dessa temporada e ela claramente o colocou num pareamento favorecendo ele e assim eliminando os nomes mais fracos de seu time. Outro grande acerto foi o steal que ela usou, o Ellis mereceu muito o seu steal, apesar que não o vejo indo muito longe em seu carismático time, o Ellis mostrou que ainda tem muito a oferecer ao programa.

#TeamSeal: Lucy Sugerman.

Assim como Delta, o Seal tem sido muito estratégico em seus pareamentos e escolhas. Nesse episódio ele garantiu uma das favoritas do seu time da temporada e se livrou facilmente de dois nomes fracos em seu time. Tentou o steal na maravilhosa Sally, mas acabou perdendo no embate contra Kelly, o que achei ótimo, uma vez que o time dele é muito forte e podia ser que nessas ele precisasse se desfazer da Sally.

#TeamKelly: Gemma Lyon, Fasika Ayallew e Sally Skelton.

O time mais fraco para mim após as blind auditions é o team Kelly, para completar ela não se ajuda e acabou fazendo para mim o pior pareamento desse episódio, por conta que nenhum dos acts conseguiu se destacar. Apesar do seu vacilo no pareamento, ela foi muito esperta no uso dos steals e adicionou dois ótimo nomes ao seu time. Aliás, com a entrada da Sally em seu time, eu acho Sally a melhor do time dela, quando comparado aos demais.

#TeamGeorge: Sarah Stone e Robin Johnson.

O George para mim vacilou muito em parear três ótimos nome no seu time, além de que acho que ele acabou fazendo uma péssima escolha ao não escolher a Sally para continuar no seu time. Por outro lado, ele foi bem esperto ao parear a Sarah contra dois acts claramente fracos no seu time, uma decepção que Darcy acabou não vingando no seu time e foi eliminada justamente. Assim como Kelly, o George precisa fortalecer seu time nessa fase, porém por hoje achei que ele acabou fortalecendo de um lado e enfraquecendo do outro.

Para vocês que gostam de acompanhar o episódio completo, segue abaixo o link para baixar ou assistir o episódio online, aliás eu super indico que vejam para ver como foi feito cada pareamento e as dicas que foram dadas para cada act. Agradecemos novamente ao Ric que tem sempre disponibilizado os episódios pra gente.

[CLIQUE AQUI PRA BAIXAR O EPISÓDIO COMPLETO]

Bem pessoal, por hoje é só isso. Mais para frente teremos mais dois episódios dos The Knouckts e só tirando por hoje, promete muito! Espero que vocês tenham curtido a review, fiquem sempre ligados nas nossas postagens e pedimos desculpas pelo atraso, porém com a nine bloqueando o acesso aos vídeos, estamos tendo dificuldade de agilizar as nossas reviews. Como de costume, fiquem a vontade para comentar aqui com a gente, suas opiniões são sempre bem vindas para nossas reviews.

Um abraço a todos e até breve!

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

  • Paulo Adriano Rocha

    O pessoal sempre fala muito do TVAU, mas, pow, escutar um minuto de música? Gostei não…

    • Michel Araújo

      Paulo a franquia pra mim é a melhor, sobre um minuto de música é apenas nessa rodada mesmo, mas nas blind auditions e lives, voltam ao normal. Até porque não tinha como colocar mais que um minuto e meio para cada participante, já que seriam 48 participantes.

Michel Araujo

Baiano perdido em Aracaju, fã de realities show musicais e séries. Uma personalidade misturada a humor, sarcasmo e uma leve ousadia.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu