Posts Populares

The Voice AU – S07E15 – Battle Rounds Part 2

Mais um dia de ótimas battles!

Pessoal, tenho que dizer que esse formato de colocar as battles depois dos Knockouts funcionaram muito, prova disso são essas battles maravilhosas que estamos tendo a honra de assistir. A única coisa que detesto nesse formato é o tempo curto para os Knockouts, para tudo ficar perfeito e mais justo, as apresentações deveriam ter no mínimo um minuto e meio, até porque se com menos de um minuto muitos deles entregaram performances impecáveis, imaginem então se tivesse mais tempo? Seria uma verdadeira chuva de lacres. Fazendo um desabafo aqui, ainda estou me recuperando da facada que levei do George ao eliminar a Maddison, mas vamos seguir a diante que ainda tenho muitos favoritos para torcer nessa temporada.

Vamos juntos conferir tudo o que rolou no último dias de battles, que fizeram jus ao primeiro dia e não deixaram o nível cair em questão de qualidade. Junto de mim, tenho nesse episódio o comentário da nossa paneleira Luana e do meu colega Ives que está estreando aqui nas nossas reviews do TVAU.

[TEAM DELTA] Ben Clark vs Nathan Brake – “I Want To Know What Love Is” by Foreigner

Michel: Eu tinha tudo para não curtir tanto essa battle, porque apenas me simpatizo por ambos acts e a música não gosto muito, mas eu simplesmente me vejo dando vários replays nessa performance e completamente hipnotizado pela desenvoltura do Ben. Eu achava que Nathan ganharia fácil essa, mas impossível superar o Ben aqui, ele foi simplesmente impecável nessa performance, a afinação desse homem é assustadora e de quebra ainda tem uma postura no palco maravilhosa que sinceramente acho que ele pode ser um dos grandes destaques dessa temporada. O Nathan foi muito bem também, mas no geral que sua voz soou um pouco estridente demais e quando cantando junto com o Ben, ficou evidente que sua voz era engolida pela voz do Ben. Ben, entrou pra minha seletiva lista de favoritos, arrasou demais! Eu escolheria o impecável Ben.

Luana: Finalmente uma música com proporções dignas pro Nathan! Nas duas rodadas anteriores eu já tinha amado a voz dele, mas sentia que ele ainda não estava explorando tudo o que é capaz, e estava sendo limitado pela músicas que estava cantando. Hoje o papo foi outro, ainda mais porque seu adversário também não deixou o caminho livre, né? Achei uma ótima batalha, tecnicamente falando, mas queria um pouco mais de imersão de ambas as partes. Porém, apesar de Nathan ser o meu act preferido que restou no #TeamDelta, acho que o Ben levou essa com justiça.

Ives: Que battle mais sem graça e eu não poderia me importar menos com os dois acts. Ben não faz o estilo que eu curto ouvir, respeito seu trabalho, mas sempre fiquei na dúvida se cantores líricos deveriam participar de realitys shows, já que não há muita versatilidade, mas nessa battle ele já mostrou que pode surpreender nas songchoices, apesar de essa ser bem batida, ele fez um bom trabalho, usou a extensão vocal do lírico, mas sem exageros, já Nathan deveria ser eliminado só por esse cabelo que botaram nele, eu amei a sua blind, principalmente a parte do pedido de casamento, mas sempre o achei genérico, há milhares igual a ele em todas as versões do reality. Eu escolheria o Ben.

Winner: Ben Clark

Wildcard: Nathan Brake

••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

[TEAM JOE] Sally Skelton vs Homegrown – “The Chain” by Fleetwood Mac

Michel: Primeiro eu agradeço o Joe por escolher essa música e grito ‘QUE HINO’! Esse pareamento me doeu muito, porque no team Joe são os meus favoritos, porém tenho um amor maior pela maravilhosa Sally. Eu amei a battle deles, ambos mandaram muito bem e nos entregaram uma performance linda do nível que eu esperava deles. Amei que sentir a Sally aqui soltando mais seus vocais, em especial por conta do desafio de se destacar numa battle com um trio, então achei que ela tentou ainda mais soltar sua voz para não ficar ofuscada. Homegrown eu amo as harmonias deles que são sempre muito bem feitas, porém achei que poderiam ter deixado as harmonias só para o refrão mesmo e nas estrofe valorizar mais de cada um individualmente, já que os três são ótimos vocalistas. Mas no geral, eu amei demais essa battle, até porque não tinha como não amar uma das minhas músicas favoritas cantada por uns dos meus acts favoritos! <3. Eu escolheria Sally por ter se destacado mais e não ter se deixado ofuscar pelo maravilhoso trio.

Luana: Primeiramente: AMÉM FILHO DE ADAM LEVINE! Pisou muito, Joe! Desde songchoice até decisão, isso aqui foi só arraso por parte do coach! Mas agora, vamos à batalha, né…. Sally maravilhosa! Ela foi tão incrível aqui, que o trio simplesmente ficou parecendo seus backing vocals! Ela pode não ter o timbre mais impressionante da competição, mas super se destaque porque tem muita star quality e segurança de quem é como artista! Eu já estava bem triste por ela, porque achava muito que o Joe faria o óbvio e avançaria o trio! Mas que surpresa maravilhosa, né mores?! Felizmente Sally sai vitoriosa! Sem dúvidas, a vitória foi total da Sally.

Ives: A battle que eu mais esperava e ainda por cima com um hino de uma das bandas que mais amo no mundo ❤, eu jurava que ficaria sem saber quem escolher e uma parte de mim estava torcendo para Homegrown, pois amo indie/country, mas Sally destruiu. The Chain é uma música maravilhosa, permite o cantor mostrar uma agressividade nada exagerada e foi aí a queda do trio country, eles invés de mostrar uma versatilidade preferiram suavizar mais uma música, já a Sally veio toda baseada no gótico, mostrando vocal e atitude, apagando completamente, seus oponentes. Eu escolheria a Sally.

Winner: Sally Skelton

Wildcard: Homegrown

••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

[TEAM DELTA] Trent Bell vs Josh Richards – “There’s Nothing Holdin’ Me Back” by Shawn Mendes

Michel: Gente, até os que menos gostava dessa temporada estão me surpreendendo, sim estou falando do Trent. Eu amei a escolha de Delta para os meninos e o pareamento que para mim não soaria bem quando vi a primeira vez que seriam eles, no final acabou que foi uma ótima escolha os dois juntos. O Josh eu adoro sua postura no palco bem divinho, vocalmente ele foi muito bem e ainda arrasou na presença de palco. Por outro lado, achei que o Trent deu uma melhorada enorme aqui, talvez o desafio de cantar com um cantor com uma voz forte o motivou a entregar vocais muito melhores, além de achar que essa batida mais pop/rock combina muito mais com ele. No final das contas, acabei gostando muito dos dois e achei a performance super cool e divertida. Aqui eu achei um empate, fiquei super na dúvida de quem escolheria aqui.

Luana: YUKE?! Nossa, eu achei demais que o Trent roubou o show aqui e pela primeira vez na vida eu gostei de verdade dele! Tudo bem que a música não favorecia muito o Josh, mas nossa, como ele foi ofuscado! A voz do Trent estava firme e ele estava muito sóbrio quanto a tudo que tinha que executar, e isso acabou evidenciando a inexperiência de Josh, que soou bem mais inconstante. Adorei a postura da kid? Adorei sim. Mas acho que o Trent entrou pra entregar a performance da sua vida mesmo. Sendo assim, eu teria que avançar o Trent.

Ives: Como eu amo o mini poc e fiquei extremamente feliz quando a Delta o roubou, pois era minha esperança era de que ele e a Jacinta formassem a dupla do pop e salvassem o time Delta, mas quando vi a songchice, já sabia quem a Delta preferia e mesmo assim o Josh pisou lindamente no Trent (que parecia mais um backing vocal da estrela). Enfim, a Delta é louca e só vai levar um nome bom aos lives. Eu escolheria o Josh.

Winner: Trent Bell

••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

[TEAM GEORGE] Chang Po Ching vs Aunty Ora – “With a Little Help From My Friends” by The Beatles

Michel: Esse episódio estou pagando minha língua mesmo, estou vendo os acts que mais critiquei nessa temporada fazendo lindas performances e superando minhas expectativas. Eu amo a Aunty por conta de todo carisma dessa mulher, mas preciso dizer que o Chang fez bonito aqui também. A escolha da música foi muito justa, uma vez que valorizou ambos e todos os dois conseguiram entregar o melhor dos seus vocais aqui, foi uma batalha muito equilibrada, a divisão da música proporcionou que ambos tivessem seus momentos de destaques. Amei que a medida que um soltava um notão, o outro ia lá e compensava, mas sempre respeitando o espaço um do outro. Gostei muito dessa battle, pela primeira vez consegui curti uma performance do Chang e por vez nessa apresentação sua voz me remeteu ao maravilhoso John Legend. Aqui novamente achei muito empatado, mas escolheria Aunty por uma questão de favoritismo particular.

Luana: COMO ASSIM?! Nossa, o Chang mandou bem demais, socorro! Eu vim pra essa batalha pensando “ok, Aunty, vem destruir o coitado”, mas nossa, fui tombada! Por incrível que pareça, ele conseguiu se sair melhor do que ela. Em algumas harmonias a voz da Aunty ficou excessivamente estridente, enquanto que ele manteve a compostura  e entregou vocais firmes e se jogou de cabeça! Outra coisa, em alguns momentos a enunciação da Aunty não estava boa, o que acho que acabou prejudicando, porque o mais lindo nela é quando você compreende na alma a mensagem que ela está passando. Enfim, com muita surpresa e tombada em dizer isso… Eu daria a vitória ao Chang.

Ives: O Boy George está muito louca, como ele me passa isso???? Mano, esse coachs conseguiram estragar o melhor top 12 da história, a Aunti era uma artista única, ela tinha um carisma, uma felicidade ao cantar que alegrava a todos, já o outro parece que está cantando forçado, teve o pior knockout da season e mesmo assim o George insisti nisso, espero que saia escorraçado no primeiro live. Eu escolheria a Aunty.

Winner: Chang Po Ching

••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

[TEAM JOE] Ben Sekali vs Leo Abisaab – “One Last Song” by Sam Smith

Michel: Dentre os diversos pisões que tivemos no episódio de hoje, essa foi a battle mais fraca, porém nem de longe foi ruim, ao contrário foi até boa no geral, só pra ter uma ideia do nível dessa rodada. Bem, inicialmente eu tinha curtido bastante escolha da música, porém quanto a execução eu esperava bem mais dele. O que não me agradou foi que ficou tudo muito contido e sem nenhum momento de destaque para nenhum, ficou tudo meio linear demais para mim. Eu achei que o Leo aqui se arriscou mais, soltando umas notas mais agudas, enquanto o Ben não saiu da zona de conforto de sua extensão vocal, algo que tenho criticado nele desde sua audição, porque sempre acho que ele pode mais do que faz. Eu escolheria o Leo por achar que ele foi mais dinâmico vocalmente na canção.

Luana: Credo, não via a hora de acabar esse vídeo. Confesso que eu mal lembrava desses dois, e essa batalha não poderia ter sido mais descartável. Obviamente, ambos são bons cantores, mas acho que acaba por aí, né? Nunca vi mais sem sal. Nem tem muito o que falar aqui, pra ser sincera. A música é chata, e eles fizeram o que tinha que fazer. Bom, achei o timbre do Ben mais distinto, por isso iria com ele, na falta de outra opção tipo “eliminar os dois e trazer a Zoe de volta”.

Ives: Mais uma injustiça no programa de hoje, quando eu vi os paramentos, eu já havia dado a vitória ao Bem, mas o que eu não esperava era que o Leo apresentaria sua melhor performance, ele o TEMPO TODO foi superior ao Ben, teve emoção, soube se portar e os vocais estavam perfeitos, eu realmente não sei o que deu na cabeça do Joe para escolher o Ben, ele parecia que tinha coisas mais importantes a fazer e queria ir embora o mais rápido possível. Eu escolheria o Leo.

Winner: Ben Sekali

••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

[TEAM KELLY] Bella Paige vs Erin Whetters – “Sorry Not Sorry” by Demi Lovato

Michel: Fiquei um pouco desapontando com a escolha de música, acho que ambas mereciam mais uma baladinha com vocais mais desafiadoras e explorando bem a emoção de ambas. Porém tenho que dizer que o resultado da performance ficou muito bom, de certa forma foi muito legal ver ambas numa vibe mais pop, onde tenho que dizer que a Bella se saiu muito melhor, tanto em sua postura no palco, quanto nos vocais. A Erin bem que tentou, mas achei que a música não se encaixou tão bem no seu timbre mais rouco e rasgado, enquanto a Bella achei que mandou muito bem na performance, soube ter controle na voz e mostrar muita versatilidade e presença no palco. Gostei de ver a Bella cantando algo mais pop dançante, amei o visual dela na performance, porém espero que Kelly faça escolhas para Bella que explorem melhor esses vocais potentes da garotas, o que nos impressionou tanto em sua audição. Eu escolheria a maravilhosa Bella.

Luana: Mas que carambolas, Kelly?! Que música mais “rasa” pra ambas as vozes, que decepção. Eu já tinha nutrido um certo carinho pela Erin desde sua audição, mas nossa que morte, hahaha. A voz da menina estava extremamente irritante aqui, foi até difícil aguentar. Bella também caiu muito de produção, mas pelo menos, acho que ela estava melhor inserida musicalmente no contexto da performance. Ambas tentaram criar momentos para si e até conseguiram, mas a decepção com a escolha da música foi real pra mim, viu. Espero que mais pra frente a Kelly entre nos trilhos com a Bella, porque ela não merece ficar se limitando a essas canções genéricas não. No mais, por puro potencial e favoritismo pessoal mesmo, eu iria com a Bella.

Ives: É tanta coisa que quero comentar que estou perdido e não sei por onde começar, estou tão animado que posso soar meio doido. Primeiro, eu gostaria de parabenizar a Erin por ter ido bem e ter ajudado essa battle se tornar maravilhosa, mas felizmente ela nunca teve a menor chance. Segundo, eu gostaria de agradecer a Kelly deusa Rowland por não nos entregar uma battle gritada e datada e sim algo atual e cheio de atitude. Terceiro e mais importante, Bella Paige, você quer o mundo? Eu te dou, a Bella teve a melhor audição da temporada e tem minha torcida para ser a campeã desde o ínicio, porém, eu estava com medo de ela se tornar a diva datada que era no kids, mas até agora ela tem calado minha boca, olha essa atitude, esse vocal, ESSA ROUPA AAAAAAAAAAAAAAAAAA, ela parecia uma artista fazendo feat com uma participante, ela estava tão linda, tão perfeita, parecia um anjo, meu Deus, estou muito apaixonado. Eu escolheria a Bella.

Winner: Bella Paige

•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

•••••••CONSIDERAÇÕES FINAIS•••••••

Entre favoritos eliminados e bonitões arrastados, até que tivemos um bom top 12 para os lives, sendo que ainda podemos contar com mais um bom nome para o live, dependendo da escolha do público. Achei as escolhas para wildcards até sensatas, a escolha de Joe foi mais que sensata com Homegrown, o George apesar da eliminação injusta da Maddison, a Mikayla fez por merecer em sua battle essa segunda chance, a Delta poderia ter usado na Sommer, porém entendo totalmente o motivo de ter usado com o Nathan que ela já tem mais afinidade, por fim, a Kelly não entendi a sua escolha de dar o wildcard pro AP, mas levando em conta os demais que poderiam ter recebido, acredito que qualquer decisão sua poderia não parecer um nome forte para wildcard. Dentre os quatros que concorrerão para a última vaga do top 13, minha preferência seria Mikayla > Homgrown >>> Nathan >>> >>>> AP, porém baseadas em escolhas dos australianos em outras temporadas, preparei meu tombo para caso o AP vença, hahaha.

No geral, os times até ficaram bem equilibrados e mesmo discordando de algumas decisões, não posso dizer que não temos um competente top 12, sem contar com o vencedor do wildcard que ainda será anunciado.

TEAM JOE: Aydan Calafiore Sally Skelton Ben Sekali.

O Joe conseguiu formar um team bem misto nessa temporada. O Aydan representa bem o pop, a Sally lindamente representado o índie e o Ben com o R&B/Soul. Eu sou apaixonado na Sally, minha favorita no time, também me simpatizo bastante pelo Aydan, porém o Ben ainda não me convenceu e acho que ele é um dos nomes mais fracos para os lives. Ele foi esperto ao usar o wildcard no trio e caso volte, acredito que podem render muito no programa.

TEAM DELTA: Jacinta Gulisano, Ben Clark e Trent Bell.

Deltinha me surpreendeu muito com o seu time, primeiro que ela levou três participantes que não eram inicialmente favoritos em seu time, mas no fim das contas acho que ela mostrou que eles foram ótimas escolhas. Jacinta tem surpreendido lindamente a cada fase e mostrando muito potencial para ganhar essa temporada, igualmente o Ben que tem se superado a cada fase, já o Trent, apesar de ter melhorado nessa fase, ainda está muito atrás dos outros dois do time. Numa hipótese que o Nathan volte, acredito que não terá muito apelo ao público, não vejo ele com muito potencial para chegar longe nessa temporada.

TEAM KELLY: Brock Ashby, Sam Perry e Bella Paige.

Kelly foi a que mais tem me decepcionado nessa temporada, mas preciso dizer que ela fez uma ótima escolha avançando a Bella e Sam. A Bella é uma grande favorita e que tem um grande potencial na competição, o Sam apesar de controverso, acredito que tem muito mais a oferecer no programa, porém o Brock acredito que não chegara muito longe, pois apesar de uma voz até bonito, acho ele muito genérico. O wildcard da Kelly achei meio tiro no pé, primeiro porque não acho o AP muito popular, segundo que não vejo ela fazendo um bom trabalho com um artista mais contido e folk como ele.

TEAM GEORGE: Sheldon Riley, Luke Antony e Chang Po Ching.

George podia ter um ‘dream team’ com Sheldon, Maddison e Mikayla, uma pena que ele cagou tudo isso. Não que o seu time esteja fraco, até porque o Sheldon é meu favorito e tem sido um grande destaque dessa temporada, porém o Luke e Chang apesar de ótimos vocalistas e ter feito ótimas battles, não vejo eles rendendo muito nessa temporada. Tenho pena do Luke que pode herdar haters gratuitos por ter eliminado a favorita Maddison, sendo que culpa mesmo foi do George. Tem uma luz ainda no fim do túnel com a possível volta de Mikayla, então resta torcermos para ela ser a mais votada e vingar nessa temporada.

Então pessoal, por hoje é só. Vamos aguardar a próxima semana para vermos esse pessoal mandando ver ao vivo, espero que não me decepcionem, porque a expectativa é alta. Esperamos vocês na próxima review e até uma próxima, abraços!

PARA ASSISTIR ONLINE OU BAIXAR O EPISÓDIO COMPLETO, CLIQUE AQUI!

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Michel Araujo

Meio baiano, meio sergipano, já passou dos 20 anos e um sofrido estudante de engenharia, com uma personalidade cheia de atitude e uma leve ousadia. Viciado em séries, realites e músicas, vai me encontrar sempre por aí escrevendo reviews, numa diversidade de gêneros de série e programas de TV.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu