Hora de definir os 17 restantes na competição!

Pera, 17??? Sim gente, na semana passada o Rafah acabou se sentindo prejudicado com um erro da produção, que acabou colocando o número dele errado na tela. Então ele está de volta e se junta aos 16 que passarão pra próxima fase.

Chegamos a mais um episódio da Batalha dos Técnicos, que consiste basicamente entre um candidato de um time duelando contra um candidato de outro time, onde o público é quem decide o vencedor. Na semana passada, tivemos o Team Brown sendo massacrado e não passando nenhum candidato, enquanto o Team Teló arrasou e todos passaram. O saldo de semana passada foi: 4 do Team Teló, 3 do Team Milk, 1 do Team Lulu e nenhum do Team Brown. Hoje definiremos os últimos 8 que se juntam a estes e que brigarão pelo título de A Voz da temporada!

Como vocês bem sabem, estamos com nossos comentaristas convidados aqui no site. Por mais que a temporada esteja acabando, caso você queira participar comentando as performances, basta clicar ali no Fale Conosco e entrar em contato com a gente. Hoje o Lucas Salles e a Tati vão se juntar a mim pra comentar tudinho pra vocês!

Esta é minha última participação no comando das reviews desta temporada de The Voice BR, então gostaria de agradecer a todos que dedicaram seu tempo lendo e comentando as minhas reviews. É sempre uma satisfação tê-los por aqui! Mas chega de chorar pitangas e vamos ao que interessa!

 [TEAM LULU] Kassia Marvila vs. [TEAM BROWN] D’Lara

Para assistir esse duelo, clique AQUI!

Gerson: Olha, Kassia tinha um páreo duro e não podia ter escolhido música pior pra se apresentar. “I Have Nothing” é batida demais, e não foi capaz e mostrar o seu diferencial (só o seu problema com a dicção em inglês mesmo KKKKKKK). Não foi um assassinato à Whitney, mas foi bom não. Por outro lado, D’Lara (que é uma das minhas preferidas) trouxe uma das músicas do momento, tema de Sense8 e super cantada nos realities nos últimos tempos: “What’s Up”. A voz dela casou super legal, ainda mais que a mulher é cheia de atitude! Gostei demais, e colocou Kassia no chinelo.

Lucas Salles: Estava com a expectativa lá em cima, porém,  me jogaram um balde de  de água fria. Kassia, à apresentação dela soou brega, datada e sem sal, Kassia tem uma mega voz, mas, hoje não conseguiu imprimir tudo o que sabe. Porra bicho, aposentem “I have Nothing” dos realitys por favor. D’Lara foi muito bem e fez uma apresentação redondinha, esperava um momento “UAL” mas, não rolou. No mais, achei ela superior à Kassia e ainda bem que o público também achou isso!

Tati: Kássia veio com um clássico  cantado tantas vezes em realities e tinha uma missão dificílima de cantar a melhor música  de uma das melhores intérpretes que já vimos. Obviamente, a missão não era nada fácil, mas mesmo não esperando grandes coisas, achei uma apresentação bem fraca. Achei a voz dela bem abafada e não consegui entender muita coisa. Já D’lara também escolheu uma música bem difícil, mas achei uma apresentação tecnicamente muito boa, porém, não senti um pingo de emoção para uma letra tão profunda. De qualquer forma eu escolheria D’lara e fiquei satisfeita com a escolha do público.

VENCEDORA: D’Lara (#TEAMBROWN)

[TEAM BROWN] Lumi vs. [TEAM MILK] Camila Matoso

Para assistir esse duelo, clique AQUI!

Gerson: Essa é o típico embate que eu eliminaria os dois. Lumi tinha nem que tá aqui, vamos combinar. Cantando “All Night Long”, ele se cagou todinho, vocalmente falando, mas arrasou no quesito presença de palco. Já Camila também não foi lá essas coisas. Eu nem conhecia a música que ela cantou, mas foi a primeira da noite a cantar em português, e só por isso já merecia passar.

Lucas Salles: Avemaria, Lumi deu um show. Foi autêntico, desenvolto e deixou sua adversária no chão. Não esperava essa apresentação dele e me surpreendi bastante. Ele nos levou para um show seu, e fez com que a canção parecesse dele. Camila Matoso foi bem esquecível, senti um certa conexão, porém, sua voz não estava nos seus melhores dias. Adoro Camila mas, Lumi foi bem melhor.

Tati: Acho incrível como cantores da África e adjacências se divertem com a música. É possível ver essa alegria na performance de Lumi, que, de fato, revelou sua identidade e trouxe alegria para o palco, mas que foi muito pobre vocalmente. Está certo que a banda estava alta, mas achei que Lumi entregou vocais bem fracos e inferiores ao que a canção exige. Já Camile entregou uma versão lindíssima e tocante da música de Claudinha, eu senti que ela se entregou realmente à música e, com uma voz suave e tranquila, entregou uma apresentação tão lindinha. Eu ficaria com a Camila, mas levei o primeiro tombo da noite.

VENCEDOR: Lumi (#TEAMBROWN)

[TEAM MILK] Renan Zonta vs. [TEAM TELÓ] Anna Akisue

Para assistir esse duelo, clique AQUI!

Gerson: Ai gente, que combinação engraçada! HAHAHA Com o clássico “We Are The Champions”, do Queen, Renan começou muito bem, deu umas semitonadas no refrão, mas foi se recuperando. Gritou tudo o que pode, fazendo o que as donas de casa gostam. Anna também foi de clássico, só que não do rock: “Something’s Gotta Hold On Me”. Assim, foi bem basicão. Foi legal vocalmente, arrasou no palco, estava segura, soltou uns gritos… Tudo nos conformes. Eu levaria ela, mais por gosto pessoal mesmo.

Lucas Salles: Davi Vs Golias. De um lado tinhamos Renan Zonta, que é uma força da natureza, esse cara canta pra c******, o que ele consegue fazer com a voz é indescritível. Ele veio com “We are Champions” e fez uma versão espetacular. Tudo no seu lugar certo. O cara arrasou demais. Do outro lado tínhamos, Ana Akissue. A menina me surpreendeu viu? Interpretanto “Something’s Got a Hold On Me”, ela fez uma boa apresentação. Claro, não foi “UAL”, mas, ela cantou com muita garra e  muita determinação. Daria a vitória ao Renan, porém, o público discordou e deu a vitória a Anna. Só espero que ela venha melhor ainda na semana que vem.

Tati: Eu não vou conseguir começar esse comentário sem expressar o quão triste estou por esse resultado. Renan entraria facilmente no meu Top10 de todas as seasons do The Voice BR. Eu realmente o acho um vocalista incrível, com voz e alcance excelentes. Nessa apresentação, mesmo ele não alcançando a última nota e ficando um pouco sem jeito no palco, ficou evidente que Renan tem um baita de um talento e star quality para a careira no Rock. Não que Anna seja ruim, inclusive até gostei da apresentação dela, ela deu tudo de si e mostrou até uns recursos interessantes durante a apresentação, mas por todo o conjunto da obra, inclusive pela apresentação de hoje, eu salvaria Renan. Mas o público não quis assim, o que me resta? Chorar pelo segundo tombo.

VENCEDORA: Anna Akisue (#TEAMTELÓ)

[TEAM TELÓ] Amanda Lince vs. [TEAM LULU] Cammie

Para assistir esse duelo, clique AQUI!

Gerson: Amanda veio representando o #TeamTeló com uma música que tá estourada nas rádios. Olha, foi bem ruim visse. Nem o 10% da música aumentaria. Achei que ela estava bem fora do tom, apesar de ter tentado de tudo no palco. Da mesma forma, Cammie veio toda cagada cantando “Hoje”, da Ludmilla. Gente, deu pra defender nenhuma das duas, pois ambas estavam fora do tom e apelaram pra presença de palco. No geral, eliminaria as duas, porque ninguém merece.

Lucas Salles: Não gostei de nenhuma das duas, senti Amanda bem nervosa e fez com que isso transpassasse para sua voz. Senti sua voz trêmula em vários momentos. Cammie estava mais dona de si, veio comais atitude, porém, sua voz estava bem baixa, quase não a ouvi. Pra mim, as duas foram pombos e por mim qualquer uma passaria

Tati: Posso eliminar as duas e trazer meu Renan de volta? Gente, o que foi isso? Achei Amanda bem chuchu, apesar dela ser fofinha, não senti um pingo de emoção que a música requer, já a Cammie tem uma voz ruim pra funk (na realidade acho que é pra qualquer coisa, -q). Enfim, achei o resultado justo dentro do possível, mas, sinceramente, ambas fizeram performances dignas de eliminação.

VENCEDORA: Amanda Lince (#TEAMTELÓ)

[TEAM LULU] Dan Costa vs. [TEAM MILK] Joana Castanheira

Para assistir esse duelo, clique AQUI!

Gerson: Dan é praticamente meu conterrâneo e veio cantando Guilherme Arantes. Ele começou bem mal, deu uma recuperada, derrapou de novo, se afundou em emoção e no fim das contas fez a apresentação bem esquecível. Joana é de Floripa mesmo e veio cantando Tiago Iorc pra conquistar a gente. Até então, achei Joana a melhor da noite, com as notas bem colocadas, presença de palco, emoção na medida certa… Gostei bastante.

Lucas Salles: Primeiro, achei que Lulu teria um orgasmo naquela cadeira, segundo não achei Dan isso tudo não. Ele tem muita técnica mas, cadê a emoção? Ele deixa no backstage, só pode. Joana foi bem pombo e creio que foi por conta da música, se ela escolhesse uma outra canção com certeza se daria melhor. Dan não consegue passar a emoção que deveria, entretanto, o achei superior hoje e o pelo visto o público também.

Tati: Eu gosto do Dam. Desde as blinds ele me passa um jeito muito emotivo de cantar e eu percebi certa evolução desde sua audição. Achei a voz dele mais limpa e agradável, gostei bastante. A Joana veio pela primeira vez cantando em português e eu gostei bastante. Achei a apresentação foi divertida, de acordo como a música pedia. Foi a primeira batalha que qualquer resultado acharia justo, então, fiquei feliz por Dam ter passado ahaha. 😀

VENCEDOR: Dan Costa (#TEAMLULU)

[TEAM MILK] Cobra vs. [TEAM BROWN] Afonso Cappelo

Para assistir esse duelo, clique AQUI!

Gerson: Com “Use Somebody”, a superestimada da competição, mais conhecida como Cobra, fez uma apresentação bem fora do tom e sem sal. Faltou algo a mais, porque acabou muito linear. Não gostei muito não. Por outro lado, Afonso escolheu uma música que favoreceu muito a sua voz. Sua performance teatral me incomodou um pouco, mas ainda assim sambou e pisou em Cobra. Claramente temos um vencedor!

Lucas Salles: Sutileza Vs Dramaticidade. Esse é o meu resumo para o duelo. Cobra é uma cantora bem intimista e sempre nos embala com suas canções, seu estilo é esse e eu particularmente eu gosto bastante. Nessa apresentação ela foi linda, fofa e me agradou muito! Afonso é extraordinário, essa música que ele pegou é,  ao meu ver, bem fraquinha, aí ele faz o que? Destrói. O cara foi bem demais, conseguiu me prender do inicio ao fim. Ele sempre se entrega as canções e espero vê-lo longe na competição. Concordo com o público e amei a vitória do Afonso.

Tati: Cobra, porque tão fofa???? Ela tem uma suavidade que eu admiro tanto em cantoras indies… não precisa de  hight note ou gritos desesperados pra nos prender a atenção. Com essa música não foi diferente, ela foi super suave e eu ouviria esse estúdio por horas. A música já foi muito cantada em realities, mas ela conseguiu fazer uma versão com a cara dela, amei muito. ♥ Quanto ao Afonso, eu gosto dele, mas detestei essa performance chorada dele. Tinha hora que o chorinho no início do verso me pareceu forçado. Pelo histórico eu o salvaria, mas pela performance eu salvaria a Cobra.

VENCEDOR: Afonso Cappelo (#TEAMBROWN)

[TEAM BROWN] Laura Dalmas vs. [TEAM TELÓ] Bruno Gadiol

Para assistir esse duelo, clique AQUI!

Gerson: Gente, nem começou a batalha e já tô com pena da Laura. Ela veio cantando Ana Carolina, mas né… Se você não tem voz, não tem que cantar. Ela soou bem fora do tom também, e acho que o nervosismo foi seu maior inimigo. Enquanto isso, Bruno (o queridinho do #TeamTeló) saiu do sertanejo e foi pro pop, cantando “Sorry”, do senhor Justin Bieber. E oh, pra mim ficou brigando com Joana pela melhor apresentação da noite. Gostei demais, e achei que sua voz encaixou muito bem. Amei o controle vocal!

Lucas Salles: Sorry Laura, mas quem manda aqui é o Bruno! Laura foi bem esquecível, estava bem nervosa, desafinou bastante e ela é daquelas candidatas fracas e eu a acho bem limitada. Bruno é o oposto, ele é comercial, tem ótimos recursos,  canta bem e consigo vê-lo fazendo sucesso. Achei que “Sorry”  casou com muito bem com ele, só não gostei do arranjo. Mas enfim…. Como já era esperado, Gadiol venceu o embate e segue para a próxima fase.

Ps: Espero que ele venha cantando “Pillowtalk” semana que vem.

Tati: Laura é tão fofinha e veio com uma versão gostosinha de “É isso aí”, eu não posso falar que amei tudo, pois achei ela um pouco perdida, mas gostei bastante do resultado final, ela tem uma boa voz, mas acredito que ela precise melhorar sua conexão com a música. Aí vem o Bruno e canta uma versão horrorosa de “Sorry”. Achei bem ruim e as tentativas de falsetes só não foram mais fracassadas que da Melody. Mas quem venceu? Isso mesmo, o carinha Team Teló. Acho que Teló is the new Blake aqui no The Voice BR.

VENCEDOR: Bruno Gadiol (#TEAMTELÓ)

[TEAM TELÓ] Brena Golçalves vs. [TEAM LULU] Vitória Carneiro

Para assistir esse duelo, clique AQUI!

Gerson: Pra garantir a última vitória do Teló nessa fase, Brena veio esbanjando swing com “Esotérico”, música de Gilberto Gil. Não foi ruim não, mas a gente sempre fica esperando um auge nas apresentações: uma high note, uma subida, um refrão que cole no ouvido. Brena não trouxe nada disso. Já Vitória resolveu cantar “As Canções Que Você Fez Pra Mim” e me surpreendeu! A voz dela soou tão original e forte que era impossível não a declarar vencedora do embate.

Lucas Salles: As duas tem um estilo bem parecido, mas, prefiro a vibe que a Brena traz, que timbre gostoso de se ouvir. Ela foi muito bem, a acho bem consistente e adoro seu trabalho. Vitória foi muito bem também e as duas fizeram um embate bonito de se ver e ouvir. Brena levou a melhor, e fez o #TeamTeló confirmar sua invencibilidade.

Tati: Duas cantoras que me agradam bastante duelando não foi fácil. Acho a voz da Brena uma delícia, bem MPB. Mas achei a versão da música tão fraquinha, monótona e com muitos espaços sem música. Mas tirando isso, vocalmente, ela foi bem. Já Vitória fez uma versão bem decente dessa música que tanto amo. Outra cantora que vi evolução desde a blind, ela tá com um controle vocal bem melhor e fez um final maravilhoso. Salvaria Vitória, sem dúvidas, mas o público escolheu, novamente, a moça team Teló.

VENCEDORA: Brena Golçalves (#TEAMTELÓ)

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Chegamos ao fim dessa etapa, com muitas injustiças, performances abaixo da média e o #TeamTeló enviando 8 candidatos pra próxima fase. Com o fim das Batalhas dos Técnicos, além dos 8 do Teló, cada técnico enviou 3 candidatos pra próxima fase, totalizando os 17. Só que…

Só que não dá pra defender né. A temporada estava tão boa e as cagadas não param. Na semana que vem teremos uma nova fase, uma reedição das Audições. Parece que as 17 vozes cantarão e os técnicos só podem escolher 3 para o seu time, independente de que time eles sejam. Imagina a merda! Eu não entendo pra que fazer a Batalha dos Técnicos, já que o melhor técnico (vulgo Teló) vai ter que reduzir seu time pra menos da metade. RI-DÍ-CU-LO!

Eu tinha muitas esperanças durante as Audições, pensando que essa temporada seria incrível. Só que, além do público cagar nas votações, a produção faz questão de inventar moda e destruir nossas expectativas. Não dá não! Alguém troca o Boninho, faz favor!

Desculpem o desabafo! Abaixo vocês podem votar no melhor duelo da noite e podem comentar também. Obrigado por acompanharem aqui pelo Panela de Séries!

Gerson Elesbão
Gerson Elesbão

Nem tão complicado demais, mas nem tão simples assim: quebra-galho, colunista e seriador. Dificilmente atualiza o Banco de Séries, mas adora gongar as séries amadas pelo público. @gersonelesbao
Deixe-nos um comentário!
  • Douglas

    Fora que o Renan não poderia ter saído agora né… Deu pra ver que a CL ficou puta…

  • Douglas

    Acho o nível desta temporada superior ao das outras duas precedentes. Porém houve, neste fase, uma cagada grande de repertório por parte dos candidatos/técnicos. A Cammie escreveu no Twitter, em entrelinhas, que não queria ter cantado “Hoje”. Adoro a Brena, mas não tem como ela ter ganhado da Vitória (melhor apresentacao dela, inteligente escolha de repertório), somente pela força da fanbase do Teló mesmo.

  • Leo

    Esse episódio foi o erro. Quantas injustiças. E que farofada vai ser essa próxima fase.
    1. Lumi não merecia o peguei quanto mais avançar de fase.
    2. Renan eliminado. A apresentação da Anna foi muito aquém do esperado e só deve ter passado pela pimpação da batalha.
    3. Dan também vai aproveitar da pimpação da batalha com Anna
    4. Afonso força muito, todas as músicas pesa a mão na teatralidade.

    D’Lara de longe foi a melhor do que a Kassia. Entre Amanda e Cammie as duas poderiam ser eliminadas. Bruno não precisava nem cantar que todos já sabia que iria ganhar. Se investir no pop vai ser o novo Sam Alves. Brena mereceu vencer.

  • Tulio

    Como disse semana passada, é uma pena ver o candidatos tão bons saindo pelo fato de tal técnico (cof cof Teló) ter mais fã base. E uma pena maior ainda ver uma temporada que tinha tudo para ser a melhor acabar sendo estragada por decisões erradas do diretor.

  • Tatiana

    Eu nem assisto mais o The Voice BR depois de todas essas mudanças na dinâmica do programa. Só passo aqui para ler o review mesmo pq gosto do blog, não é nem pq gosto do programa pq do The Voice BR eu não gosto de nadinha… apresentador, técnicos, candidatos. Enfim, essa para mim já está sendo a pior edição. Abraço para vocês.

%d blogueiros gostam disto: