Posts Populares

The Voice Of Holland – S09E02 – The Blind Auditions 02

Nasce uma front runner!

O primeiro episódio de Blind Auditions começou de forma bem morna, sem muito alardes, não que tenha sido um desastre as primeiras audições, foram todas até boas, porém sem nenhuma que destacaria como o suficiente para me empolgar a torcer. Porém esse segundo episódio, eu acho que deu uma melhorada na questão dos acts e finalmente tivemos aquele act que é amor à primeira vista <3. Como disse ainda na primeira review dessa temporada, o The Voice Of Holland nunca decepciona no quesito talentos e pelo jeito essa não ficará nada atrás. Estou tão in love com essa participante, que estou mais ansioso que o normal para escrever essa review.

Expectativas lá em cima, vamos conferir tudo o que rolou nesse segundo episódio de Blind Audition. Dessa vez trouxe comigo meu colega Thiago, que já comenta com a gente em algumas de nossas reviews. Sem mais delongas, partiu review!

[Team Ali B] Sarah-Jane – “Nothing Compares 2 U” by Sinead O’Connor

Michel: Que hino de song, gostei bastante da voz da Sarah, porém acredito que não foi a melhor escolha musical. Essa música perde uma certa suavidade e a Sarah a todo momento ficou tentando mostrar uma voz mais potente, o que particularmente para mim não me agradou tanto. Apesar de não ter gostado tanto da versão que ela fez da música, ela tem um timbre lindíssimo, naturalmente agudo e mais limpa, em alguns momentos me lembrou muito a Amber Riley, espertamente tentou mostrar toda sua técnica vocal durante toda a apresentação, mostrando que tem muito o que oferecer a essa competição. PS: Gostei tanto dela, que até perdoo o fato de não ter curtido a versão mais agressiva da música.

Thiago: Olha tirando o timbre que eu não curti tanto eu achei uma blind boa e merecia sim as cadeiras viradas. Vamos ver daqui pra frente as outras songchoices dela.

[Team Anouk] Ruben Anthony – “Another Day” by Jamie Lidell

Michel: O Ruben tem um estilo mais clássico, lembrando muito os anos 70, não é o tipo de act que gosto de ver em realities, mas preciso dizer que a performance dele acabou me agradando mais do que eu esperava. Não foi uma apresentação memorável, aliás foi até bem esquecível, porém foi tão gostosinha de assistir, a apresentação bem dinâmica, animada, no fim acabou me agradando. Achei exagero até ter virado todas as cadeiras, mas o tio até que fez uma performance vocalmente correta e teve uma excelente presença de palco. Talvez num estilo mais R&B, Jazz, algo mais levado pro estilo romântico, ele consiga me surpreender e me agradar realmente.

Thiago: Uma performance bem divertida e bacana de se ouvir, a voz dele é meio comum, mas ele conseguiu me prender com a animação dele.

[Team Anouk] Sanne Veltman – “Happier” by Ed Sheeran

Michel: Quem me conhece bem, sabe que minha maior paixão na música é o estilo índie, não posso ouvir um timbre diferenciado que já fico louco de amor. Eu simplesmente amei o timbre da Sanne, me lembrou muito a Silke da temporada passada, que infelizmente saiu no Knockouts e também minha princesinha índie, Birdy. A escolha da música foi muito acertada, amo quando os acts nos surpreendem com uma música menos popular, até porque Ed é muito mais que “Perfect“. Me impressionei muito com ela ter apenas 16 anos e ter todo esse controle vocal, todas notas muito bem encaixadas e os falsetes no ponto, isso sem contar com todo nervosismo. Estava sofrendo com ninguém virando para ela, mas amei quando Anouk que espertamente só deixou para virar no último momento, assim não estimulando a competição com os outros coaches.

Thiago: PUTA QUE PARIU CARALHO ANOUK EU TE AMO. Mds tava xingando já que ninguém iria virar, que timbre lindo AAA amei muito. Essa merecia ser four chair diferente dos dois primeiros.

[Eliminado] Robert Lissone – “I’m Still Standing” by Elton John

Michel: Eu amo essa música, tem uma batidinha bem empolgante, porém acho que não seja uma boa escolha para cantar em um reality, principalmente quando o candidato não dar personalidade a canção. Vocalmente eu achei o Robert bem mediano, sua apresentou ficou tudo bem linear, tão karaokê, por muitas vezes eu sentir ele apenas soltando palavras sem nenhuma emoção ou força de vontade, uma música tão alto astral como essa e o cara no meio do palco com uma cara de *$#%, não rolou, começou errado desde a escolha da música, passando pelos vocais e chegando na falta de presença de palco.

[Team Lil’ Kleine] Natascha Bessez – “Finesse” by Bruno Mars ft. Cardi B

Michel: Eu amo mulher que faz rap, porém dificilmente achamos alguém que canta muito bem e ao mesmo tempo faça o rap muito bem também, por isso curto mais os feats de cantores e rappers ou até mesmo duplas em realities, onde tem quem canta e quem faça o rap, cada qual fazendo o seu melhor. No caso da Natascha, o início me deixou bastante empolgado, ela mandou um rap direitinho, porém nos trechos cantados ela deixou muito a desejar, o que para mim deixou o nível da performance cair bastante e sendo um programa com nome The Voice, acredito que em primeiro lugar venha o canto. Talvez ela possa surpreender cantando outra coisa, porque vocalmente não foi um desastre total, mas julgando por essa performance, me deixou com bastante dúvida.

Thiago: Ain gostei, adorei o estilo dela e achei a performance muito legalzinha. Acho que tem futuro hein…

[Team Anouk] Sanne de Winter – “All I Ask” by Adele

Michel: Que voz bonita da Sanne, gostei muito de toda suavidade e leveza que ela passou na canção, apesar que sentir falta de um pouco mais de potência na música, até porque Adele é explosão. Essa é uma música lindíssima, achei que ela conseguiu dar muita emoção na sua apresentação e fez um bom trabalho com a canção, destaque para sua afinação e controle vocal, tudo na medida e muito bem executado. Por muito pouco eu não acabei amando essa performance, gostei muito, mas acho que falto algo mais, talvez seja justamente a falta de notas mais desafiadoras, um momento de mais destaque na apresentação.

Thiago: Adorei o timbre, mas achei ela bem limitada. A performance foi ok e achei o four chair um exagero, mas é isto kkkk espero que ela consiga crescer na competição.

[Team Waylon] Hard2Get – “Treat You Better” by Shawn Mendes

Michel: Nossa, uma pressão enorme para uma banda que iria se apresentar juntos e entregam esse resultado tão mediano? Esperava bem mais. Novamente o maior erro está na escolha da música, essa música não é a mais indicada para uma competição musical, uma vez que vocalmente não oferece muito momentos propícios para o candidato mostrar todo o seu potencial vocal. Não vi tanto impacto de ter a banda toda tocando, até porque não mudaram nada do arranjo, mas precisamos ser justo e dizer que o vocalista tem um timbre interessante. No geral foi uma performance mediana, para um boom muito grande.

Thiago: Adorei o timbre do carinha, achei a performance boa, mas acho que tem muito a crescer ainda.

[Eliminado] Bo Neeleman – “Dance With Somebody” by Mando Diao

Michel:  Que escolha de música mais errada, não combinou em nada com sua voz, tanto que no momento que aumentou mais no refrão, ficou muito ofuscada com a banda alta. A Bo tem um timbre bonito, suave e escolher uma música mais animada, acabou prejudicando nesse lado mais bonito de seus vocais. Ela canta bem, tem uma voz bonita, o erro foi realmente na escolha da música que em nada a valorizou, uma pena, mas realmente não casou sua voz e a música, resultando numa apresentação apática.

[Team Lil’ Kleine] Quido van de Graaf – “Wat Is Dan Liefde” by André Hazes

Michel: Caramba, que performance mais chata. Dentre todas as audições dessa temporada, essa foi a que mais queria fechar ainda nos primeiros 5 segundos, mas fui guerreiro e ouvir completa. Achei uma performance tão batida, a sensação que parece aqueles tiozinhos que se metem a cantar em algum evento e soltam aquele bregão para acabar com a animação da festa. Vocalmente não é nada ruim, mas o conjunto da obra, não me agradou nem um pouco. No, thanks!

Thiago: Berro que eu sou a Anouk todinho kkkkkkkk ai gente o timbre do moço é legal, mas a performance em si foi muito chata :v bora vê o que ele vai entregar daqui pra frente pq dessa blind ai eu num gostei não.

[Eliminada] Nikki Wennekes – “How Come You Don’t Call Me” by Alicia Keys

Michel: O maior erro da Nikki foi escolher uma música que estava muito acima do que ela podia oferecer tanto em questão de técnica vocal, quanto de extensão vocal. Sua voz achei bem comum e a afinação ficou bem prejudicada em alguns trechos, soando pausada demais e trêmula em vários momentos. Vocalmente ela ainda é muito imatura, o que ficou evidente nas partes mais agudas das músicas, até os falsetes não soaram legais. No geral uma performance que deixou muito a desejar e que realmente não merecia uma cadeira.

[Team Waylon] Xerxes Naseri – “Margherita” by Marco Borsato

Michel: Está aí a diferença, o estilo dele é bem parecido com o do candidato anterior, porém dessa vez ele me agradou, porque sua apresentação teve uma certa emoção e os vocais foram dinâmicos, não soando chato como o anterior. Ele tem uma voz bonita, escolheu uma música que o valorizou bem vocalmente, faltou só aquela explosão que tanto reclamo nas performances, não sei se foi a música que o limitou ou se ele tem essa limitação vocal naturalmente, mas faltou umas notas mais agudas que empolgassem durante a performance, mas por conta do seu timbre e a conexão que teve na apresentação, no fim acabou me agradando.

Thiago: Nossa, diferente do Quido eu amei o Xerxes, a voz é maravilhosa e eu amei a música. Ansioso pra ver mais dele na competição pq eu amei muito.

[Team Waylon] Patricia van Haastrecht – “Rise Up” by Andra Day

Michel: AAAAAAAAAAAAAAAAA QUE HINO DE SONG E DE ACT <3. Eu sinceramente achava que “Rise Up” estava saturadíssima, daí vem a Patrícia e me fez amar novamente a canção e nesse momento não me recordo de um cover melhor do que esse, eu simplesmente amei tudo nessa performance. O que tanto falei de explosão, foi justamente o que ela fez na sua performance, dando essa dinâmica para toda a apresentação. Começou de uma forma mais suave, de certa forma até tímida e contida, mas depois sua apresentação foi ganhando força e cada vez mais ela foi soltando esse vozeirão maravilhoso, além desse timbre lindíssimo. Sem sombras de dúvidas, a Patrícia já é minha favorita maior, simplesmente amei demais sua audição e tenho boas expectativas quanto a sua participação nessa temporada e felizmente team Waylon, sempre minhas favoritas no meu time favorito!

Thiago: QUE HINO AMEI TODO. Acho que até agora foi a blind mais marcante AAAA amei muito, a menina é linda, tem um timbre lindíssimo, alcance vocal maravilhoso e as notas baixas impecáveis. Ansioso por ela nas batalhas AAA.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

O segundo episódio de Blind Auditions foi muito superior ao anterior, gostei muito mais da maioria dos artistas que cantaram essa semana, surgiram bons nomes e alguns acts bastantes promissores, o que é bom para a próxima fase nos surpreender. Para quem acompanha o programa de outras temporadas, sabe bem que o formato do programa permite que tenham diferentes números de acts por time, assim fica difícil dizer com quantos candidatos terminarão as Blind Auditions, mas espero que diferente da temporada passada, nessa tenhamos mais programas lives e menos de audições. Até o momento, temos 18 candidatos aprovados e aqui os times já estão começando a ganhar força e criar certos favoritismos.

#TeamAliB (4): Maya Shant, Evelien van Buren , Menno Aben e Sarah-Jane;

#TeamAnouk (4): Navarone, Ruben Anthony, Sanne Veltman e Sanne de Winter;

#TeamLil’Kleine (4): Chevelly Cooman, Ginger, Natascha Bessez e Quido van de Graaf;

#TeamWaylon(6): Dennis van Aarssen, Jade PraiZe, Talita Blijd, Hard2Get, Xerxes Naseri e Patricia van Haastrecht.

Os times até o momento estão bem equilibrados, cada qual tem um act bastante promissor. Até o momento, meus favoritos são a maravilhosa Patricia, a fofa Sanne Veltman e o Menno, porém vejo a Sanne de Winter, Chevelly, e Sarah-Jane possíveis nomes que possam vim a surpreender nas fases seguintes, mas ainda é começo e tem muito o que acontecer.

Então é isso, pessoal. Até a próxima e aguardo vocês sempre por aqui. Abraços!

 

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Michel Araujo

Meio baiano, meio sergipano, já passou dos 20 anos e um sofrido estudante de engenharia, com uma personalidade cheia de atitude e uma leve ousadia. Viciado em séries, realites e músicas, vai me encontrar sempre por aí escrevendo reviews, numa diversidade de gêneros de série e programas de TV.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu