Posts Populares

The Voice US – S12E15 – The Knockouts, Part 3

“She’s just getting started”.

Também estão sentindo essa leve brisa fresca de essência adocicada? Posso explicar, esse é o efeito das minhas palavras lidas por você na minha primeiríssima review do The Voice US (-sqn), haha! Eu já pretendia roubar a vaga do Lindomar na próxima temporada de qualquer forma, mas devido à imprevistos e correrias na vida dos paneleiros, fui obrigada a antecipar essa tomada do trono. Eu mesma, Golpista Mello! Haha.

Mas já chega de introdução, né? Vamos mesmo ao ponto do negocio: a última etapa dos KOs! Hoje encerramos oficialmente os rounds pré-gravados da S12, semana que vem já entramos com tudo nos live shows!

Sem mais delongas, vamos comentar as performances de hoje de uma vez por todas, ufa! E como estreias sempre demandam a presença de pessoas importantes, hoje eu trouxe comigo meus BFFs do Panelas (e da vida), a rainha do universo: Clarice (Clazinha, pros mais íntimos, lol) e o maior indie gótico, rato de shows que você respeita: Lindomar! Haha.

Ah, e uma breve explicação de como funciona nosso sistema de avaliação para essa fase (as luvinhas): as luvinhas AZUIS são destinadas ao act que VENCEU o KO; já as luvinhas VERMELHAS pertencem ao act que PERDEU o embate. Cada comentarista (incluindo eu mesma) tem direito a dar uma luvinha por act. Logo, se um act acabou com 3 luvinhas e o outro nenhuma, significa que todos os 3 comentaristas deram a vitória à mesma pessoa, e etc. É simples, e vocês já devem estar cansados de saber, haha. Agora: NOCAUTES!

Shall we?

#TEAMBLAKE

Andrea Thomas – “Cry” by Faith Hill

Luana: Andrea é uma ótima cantora, sem dúvidas. Mas que decisão mais absurda foi essa de adicionar uma nota “Mariah Carey” numa canção como “Cry”? Nossa, estragou todo o sentido da música pra mim e me deixou até um pouco irritada. Aliás, um pouco não… Estou irritada, principalmente porque a Lauren cantaria essa música perfeitamente mais pra frente na competição. Mas agora, já era.

Cla: Amo essa música, mas chama a Cassadee pra mostrar pra miga como se faz. Achei que Andrea estava meio fora do tom em alguns momentos, sequer me empolgou. O chock foi o notão… mas nem assim fez com que eu gostasse da performance. 

Lindo: Miss combada até que fim não foi combada na exibição do programa, mas me decepcionou tanto nessa apresentação. Ela tava fora do time, no inicio abaixo e depois atravessou do nível 1 para o 10 e tava alto demais, gritado demais, desesperado demais, foi triste seu fim, Andrea, Lauren pisou na senhora. 

Lauren Duski – “When You Say Nothing At All” by Alison Krauss

Luana: A voz da Lauren passa uma sensação de conforto imensa. Ela não precisa fazer muito para ser honesta e entregar uma apresentação tocante. Diferente da Andrea, Lauren realmente parecia sentir tudo o que estava cantando e respeitou a música e seu significado, como tem que ser. Sua blind continua sendo sua melhor apresentação. Mas ela fez um belo nocaute.

Cla: Ahhhhhhh pelamordideus!!! Ronan Keating! <3 Que performance lindinha, menos é mais pra Lauren que esteve ótima vocalmente. Super conectada com a música, mandou super bem. 

Lindo: A favorita de Gersiane, e gente eu gostei tanto da escolha dela da Alison Krauss, ainda mais porque tem a versão do Ronan Keating que amo e o timbre de Lauren super encaixou com a música. Ela entregou uma performance no safe, bem gostosinha e simples, o suficiente para avançar, dado o nível de sua adversária. 

 

VENCEDORA: LAUREN DUSKI | ELIMINADA: ANDREA THOMAS

Tinha realmente o que pensar aqui? Andrea é uma 1 chair que ainda parece estar muito presa ao vocais de backing, eu não sinto verdade nas apresentações dela. Já Lauren é tudo que falta em Andrea. Lauren é verdade, seus vocais exalam emoção. Creio que apesar de dizer o contrário, foi extremamente fácil escolher o vencedor desse embate para o Blake, assim como foi para mim.

#TEAMALICIA

Jack Cassidy – “Unsteady” by X Ambassadors

Luana: Que dia, amigos, que dia. Mais uma pessoa cantando uma música que eu já tinha imaginado para outra pessoa, sofrendo. Jack começou até bem e eu já pensava “hm, talvez ele nem seja tão embuste assim”. Mas quando ele precisou ir para sua full voice, o timbre horrível apareceu. Não me entendam mal, ele tem talento… Mas ele tem muito o que trabalhar e desenvolver ainda, principalmente precisa aprender a controlar sua voz nas partes mais altas. E nossa, 3 apresentações, 2 pianos… E nem chegamos nos lives. Isso que é saturar. 

Cla: Olha eleeeee me surpreendendo com a songchoice. O que me incomoda nele é que ele parece sempre emocionado nas performances ou no limite da emoção, só que de um jeito negativo. Falta controle vocal pra ele, apesar de não ter sido totalmente ruim. Só foi ok.. Alicia precisaria trabalhar mais o garoto. 

Lindo: Embuste Cassidy com uma das minhas músicas favoritas de 2016/2017 e pra que? Assassinou diversos versos e pareceu que estava morrendo a cada verso, eu to bem triste dele ter destruído minha música assim, deixo AQUI uma apresentação digna feita pelo Mo no TVUK no final de semana passado, salvem seus ouvidos, irmãos. Pra não falaram que fui hater, ele teve alguns nuances legais de 3 segundos, mas apenas isso. 

Vanessa Fergunson – “If I Were Your Woman” by Gladys Knight

Luana: QUE PISÃO, AMIGOS! Apesar do áspero da voz da Vanessa me incomodar um pouco nas notas altas, mas não por ser ruim ou desagradável (PELA AMOR DE DEUS), mas porque sinto que ela está arranhando a garganta e em instantes vai sangrar?! Não sei o quão saudável isso é para ela, mas pra gente que ouve, apenas: AMÉM, VANESSA FERGUNSON! Sambou, rainha!

Cla: Mas genteee… Knockouts do teclado? Tão Team Alicia isso! hahahaha E que lacre foi esse de Vanessa! Ahazou na songchoice e nas escolhas das notas também, mandou bem demais até nas notas mais alongadas e rouquidão. Um lacreeee, amigos! 

Lindo: Vanessa tem uma vibe tão Alicia, amo os chapeis que ela sempre traz no visual e a leveza que geralmente suas apresentações tem, hoje ela acabou indo para uma escolha segura que não exigia muito vocalmente e permitia a ele estender algumas notas e mostrar sua habilidade como pianista, e entre nós Alicia nem ama um piano, neh? Não foi nada espetacular, mas foi bom. 

VENCEDORA: VANESSA FERGUNSON | ELIMINADO: JACK CASSIDY

Vanessa PISOU, não tem nem o que discutir aqui. Ponto. Nem a Alicia fez questão de esconder isso. Agora, uma única coisa… Qual foi a da sobrecarga de piano? Nem chegamos nos lives e já não aguento mais o instrumento! Só o Jack já veio 2x de piano, tivemos Hunter e agora Vanessa, isso tudo com apenas 3 fases percorridas! O violão é tão mais fácil de engolir, até porque ele permite certa mobilidade ao artista, mas o piano é demais. O piano imobiliza, deixa o artista preso à mesa, não é algo que me agrada quando muito repetido.

#TEAMADAM

Davina Leone – “Toxic” by Britney Spears

Luana: Bixa, como é que eu vou te defender? Tantas notas quebradas, tantas baforadas no microfone… Vamos dizer que foi só um mal dia, ok Davina? Só uma dica para futuros acts: Melanie Martinez colocou essa música para descansar, não tentem mais. Ainda mais quando você está no Team Adam e ele com certeza tem Melanie na mente… Por favor, é um pedido sincero do fundo do meu coração e pro próprio bem de vocês.

Cla: Gostei tanto da blind de Davina com aquela música mais uptempo, essa performance mais lenta e dark não combinou tanto. Davina tentando fazer a Melanie, também conhecida por cosplay de Cruela, não combinou. Ela pode mais que isso… até perdeu o fôlego em alguns momentos. 

Lindo: Música eternizada pela Rainha Melanie Martinez na Season 3 desse mesmo programa. Davina tentou fazer parecido, sua versão se assemelha demais a de Melanie e ela foi bem viu, gostei bastante da interpretação, dessa pegada mais teatral. Mas ela teve pequenos problemas de continuidade/respiração/ritmo que acabaram prejudicando ela um pouco e ainda teve umas notas meio definhadas/desafinadas no fim que acabaram resolvendo essa batalha para o Adam. 

Jesse Larson – “The Letter” by Joe Cocker

Luana: Lá vem Embuste Larson. Não creio que estou sendo tão dura com um KO do Team Adam. Mas eu sigo meu coração, e por que diabos não foi possível combar esse embate?! Tô em lágrimas. Teria poupado a Davina de uma vergonha e teria tirado chances do Jesse de alguma forma louca conseguir uma vaga no Top 12. Ele não mandou mal, e isso mesmo que me preocupa! Mas assim, sinceramente? Laith >>>>>>>>>>>>> Abismos >>>>>>>>>> Jesse. Só isso mesmo. Mas né, parabéns pelo talento com a guitarra, eu como fã de Adam Levine, lhe respeito por isso e só isso mesmo.

Cla: Jesse não faz tantoooo o meu estilo, mas ele é tão a cara do #TeamAdam! Me lembra demais Laith (só que com menos talento hahaha) e é lindinho ver a empolgação do Adam com gente assim. Jesse ahaza na guitarra, vocalmente manda bem e tem uma rouquidão bem gostosinha de se ouvir

Lindo: A música da audição do Laith, seria um sinal de Embuste Larson indo longe na competição? Espero que não. Jesse não é que eu te odeie ou algo do tipo, só que acho ele extremamente comum e muito do mesmo que vimos nas temporadas anteriores, Jesse tem uma certa rouquidão e essa viés pro Rock/Blues, mas fica quase sempre apoiado em uma nota bem estendida meio gritada que não me agrada muito, hoje foi uma apresentação regular. 

VENCEDOR: JESSE LARSON | ELIMINADA: DAVINA LEONE

Desde o ensaio o Adam nem fez a menor questão de esconder a preferência, né? E isso me mata, não porque o Jesse não merece… MAS PORQUE EU NÃO AGUENTO OUTRO LAITH, MEU DEUS DO CÉU! STOP ADAM LEVINE, STOP, EU TÔ EM CRU DESESPERO NESTE MOMENTO!

E mesmo combado no programa, adivinha quem fez aparição rápida no youtube? Isso mesmo! Shawn Mendes Mark Isaiah! Haha. Então vamo que vamo, né.

#TEAMADAM

Mark Isaiah – “Love Yourself” by Justin Bieber

Luana: Xô confessar algo aqui… Essa música é muito um dos meus maiores guilty pleasures. Canto horrores no karaokê aqui em casa, LMAO. Dito isto, Mark nós já podemos fazer um dueto no karaokêzinho aqui de casa. Deixa o palco do The Voice pros profissionais, pode ser? 😉
P.S.: O final foi maneiro, mas eu não quis editar meu comentário, pois amei meu shade, bjs.

Cla: Me julgueeeeeem mas eu adoro o baby Shawn Mendes! hahahahaha E hoje o baby Shawn Mendes veio de Justin Bieber, um dos meu guilty pleasure. Okay, chega de passar vergonha aqui. Mark até que foi bem, custou a se destacar e seu melhor momento foi o final da performance. 

Lindo: Estou chocado com o Projeto Shawn Mendes, PORRA eu definitivamente ADOREI essa performance, e não entendi alguns outros KOs sendo combados para não exibirem esse. Mark conseguiu controlar seus vocais nessa música que exige bastante ritmo e respiração e dentro do possível ele foi bem, no final não foi tão “uauu” teve um pequeno errinho, mas foi bem. 

Malik Davage – “Rock With You” by Michael Jackson

Luana: Eis aqui o motivo do combo: Michael Jackson, haha. Achei uma escolha bem ousada e inesperada. Mas não achei que o Malik fez nada que o destacasse aqui e seus vocais não impressionam também.

Cla: Migoooooo, me ajuda a te ajudar! Jura que você acha que tem culhão pra cantar Michael Jackson? Pagou micão! Achei que esteve fora do tom diversos momentos, parecia fora de ritmo e odiei do começo ao fim. Tristeee… 

Lindo: Michael Jackson? Já era muito esperado que Malik fosse pra esse lado, e ele foi e decepcionou forte, que performance mais cagada foi essa? Ele tava fora do time, fora da vibe e acabou esquecendo a afinação no churrasco, foi um verdadeiro desastre e acabou deixando a decisão easy pra Adam. 

VENCEDOR: MARK ISAIAH | ELIMINADO: MALIK DAVAGE

Malik é um ótimo menino, mas nesse KO em especial, o Mark foi capaz de mostrar um pouco mais de versatilidade que ele. Eu iria com o Mark, porque acho que ele tem um registro alto legalzinho e que pode ser bem trabalhado, sem falar que o teen pop merece uma chance, LMAO.

#TEAMGWEN

Brandon Royal – “Redemption Song” by Bob Marley

Luana: Why god why. Já vamos em 3 músicas que não deveriam mais ser tocadas por outros acts, em um programa só. Brandon foi decente, mas qual foi a do sotaque forçado?! E além disso, ele teve muitas shaky notes que me deixaram meio decepcionada. Mas apesar desses errinhos, a música ficou legal no timbre dele e deu pra curtir. Mas não acho que tenha tido o impacto necessário para derrotar um dos frontrunners da Gwen.

Cla: Ahhhhhhhh que isso, Braseeel? Chamem a Tessanne por favor! Alguém explica que certas músicas não podem ser mais cantadas no programa por motivos de JÁ TEREM SIDO LACRADAS! Analisando Brandon, não gostei do início, porém ele foi melhorando ao longo da música. Algo na voz dele me incomodou, mas não consegui apontar o que seria. 

Lindo: Gente, ele até tem um timbre interessante, mas com certeza não foi a música correta para ele, ele trouxe uma versão mais limpa quase sem instrumentos, mas não funcionou pra mim, ficou devendo em muitos aspectos. Redemption Song tem uma história profunda e que acaba exigindo uma entrega grande de quem a esteja cantando e Brandon definitivamente não teve isso nesta noite. 

JChosen – “Without You” by David Guetta (ft. Usher)

Luana: Olha só, até que enfim uma songchoice realmente interessante. Pensei que o JChosen ficaria para sempre estancado nas velharias. Fico grata de vê-lo tentando ser mais atual. Ele foi ótimo, como sempre é. Mas não sei, eu fiquei meio que esperando por momentos que não aconteceram? Talvez eu estivesse esperando a crazy note do Jordan, haha. Talvez eu esteja sendo crítica demais. Ai gente, não sei. Foi bom, mas não me impressionou. Vamos deixar dito assim.

Cla: Quem lembra de Jordan cantando essa música com Usher? Ahhh, sou dessas que não para de comparar com performances já vistas no programa! Me julguem! 😉 hahahahaha Broxei bastante no refrão ao não ver o notão, mas gostei da música na voz dele… permitiu que ele mostrasse tudo que sabe fazer. Talento pra ele não falta, ne non! 

Lindo: JChosen é um dos bons vocalistas dessa temporada, ele trânsita com facilidades entre notas bem distintas e pegou uma música que permitia a ele mostrar várias notas, extensão e tentar um falsete, até que funcionou foi o suficiente para vencer Brandon com facilidade, mas pra ser sincero tudo me soa tão genérico, quantos cantores de R&B com timbres semelhantes não cantaram essa música de uma maneira muito melhor que o J? Diversos. O desafio de JChosen pra mim está em tentar ir para algo mais comercial, sair da zona do conforto e mostrar o que ele tem além dos bons vocais. 

VENCEDOR: JCHOSEN | ELIMINADO: BRANDON ROYAL

Apesar do Brandon ter sido bem legalzinho, JChosen tem muito mais poder vocal e seria a escolha óbvia de qualquer pessoa em seu juízo perfeito. A Gwen não decepcionou dessa vez e se manteve fiel à seu 4 chairs mais chocante! 

#TEAMBLAKE

Aliyah Molden – “Before He Cheats” by Carrie Underwood

Luana: Quando vi a songchoice, tive que rir um pouquinho. Não por nada, mas porque… Tadinha gente, ela se sentiu tão insegura quanto ao seu futuro no Team Blake que já decidiu fazer um agradinho ao coach. E gente, Aliyah é ótima. Mas ela não seguiu os conselhos do Blake e acabou tendo os exatos problemas que ele alertou! Por não respirar nos momentos certos e colocar certos growls em notas de “descanso”, a Aliyah acabou perdendo o fôlego e as notas mais baixas foram super shaky e quase inaudíveis. Eu gostaria bastante que ela tivesse escolhido outra música, porque tem uma ÓTIMA voz e MUITO potencial pra nos surpreender!

Cla: Música da Sasha! hahahaha Faltou um pouco de personalidade pra cantar essa música, Aliyah é toda meiguinha e fofinha… mas a música precisa de um TCHAM a mais. Vocalmente foi mais, mas senti falta de algo… Apesar de achá-la ótima. Amei o final mais suave, contrastou com toda performance.

Lindo: Se eu amei a ousadia? EU AMEI! Essa música tem performances marcantes no programa e Aliyah passou longe delas, mas não fez feio não, ela segurou os vocais, mostrou maturidade para segurar a canção, fez jus a sua vaguinha no #TeamBlake! Amei aquele final suaveeee e acho que ela poderia seguir mais esse caminho na próxima fase. 

Caroline Sky – “At Last” by Etta James

Luana: Caroline tem uma LINDA voz e um timbre que é melzinho pros meus ouvidos. Mas talvez essa música tinha sido um passo maior que as pernas, infelizmente.Cantar um clássico é bem complicado. Mas ainda assim, eu gostei mais das escolhas vocais da Caroline do que da Aliyah. Tem algo nos agudos dela que realmente me atravessa e me faz pensar “wow, que coisa linda”. Nocaute difícil e apertado, duas jovens cantoras com extremo potencial. Questão de gosto, eu acho?

Cla: Ahhhhhhhhhhhhh como eu amooooo essa menina! Levei um susto ao ver a songchoice dela, ousada a bixa! Que vozeirão hein, soube os momentos pra brilhar apesar de não ter sido a melhor performance dela. O final foi perfeito. 🙂

Lindo: Bixa porque a senhora foi cantar At Last? Tem muito artista que caga demais na song choice, Caroline Sky foi uma delas pegou algo muito grandioso e difícil para sua voz. Ela até tentou, mas não segurou a marimba, não tinha alcance e vocais para fazer as notas bem feitas, foi triste seu fim, Caroline. 

VENCEDORA: ALIYAH MOULDEN | ELIMINADA: CAROLINE SKY

Eu particularmente teria ido com a Caroline, apenas porque acho que não tem ninguém como ela na competição e ela já tem uma visão mais clara de quem é quanto artista. Mas ir com a Aliyah também não foi vacilo, talvez o Blake já tenha um plano em mente pra sua babyzinha. Quem sabe ela não canta country daqui pra frente e fecha numa trindade country com Casi e Lauren? Haha.

#TEAMGWEN

Stephanie Rice – “Safe & Sound” by Taylor Swift (ft. The Civil Wars)

Luana: Olha, tenho que ser justa. Se precisei alertar isso sobre o Johnny Hayes, que foi um dos meus preferidos das blinds, nada me impede de alertar o mesmo problema na Stephanie. Ora, eu sinto que ela apresenta a MESMA coisa desde as blinds, já se foram 3 apresentações, já se foram 3 vezes que eu sinto que ela cantou a mesmíssima coisa. Mas essa é minha única crítica. No geral, foi uma apresentação muito bonita e singela, porém eu não senti nada mais além disso. Mas, sem dúvidas, uma boa performance.

Cla: Até concordo que as vezes menos é mais… mas faltou Stephanie mostrar sangueeee!!! Ela não fez nada de errado, a música ficou ótima em sua voz e esteve suave o tempo todo, porém faltou o TCHAM da performance. :/

Lindo: Pisa mais minha menina indie/folk, eu amo o timbre de Steph e a forma como ela conduz as canções. Hoje ela se jogou no country e fez uma versão singela e linda de Safe & Sound, foi simples, bonito e emocionante, gostei bastante. Mas precisamos ressaltar que a fase dos KOs pede mais, mas visto a performance de Troy, ela pisou lindamente nele. 

Troy Ramey – “Chandelier” by Sia

Luana: Sem palavras estou. Gente do céu, foi difícil até assistir isso aqui até o fim. Eu senti uma vergonha alheia numa proporção que não sentia desde Ellie Lawrence caindo aos pedaços com “Cool For The Summer”. Talk about songchoices erradas, pai celestial! Troy nem começou tão mal, mas quando chegou o tão icônico refrão ele simplesmente saiu rolando ladeira abaixo! Algumas canções dispõem de determinadas “notas chaves”, que são aquelas notas que PRECISAM ser cantadas para manter a identidade da canção, e isso vale demais para o refrão de “Chandelier”. E claramente o Troy não tem marimba suficiente para dar conta do recado, o que resultou em notas berradas e cheias de growls desnecessários, totalmente fora da zona dele. Pra mim, uma verdadeira bagunça, onde no máximo só dá pra salvar o timbre agradável e olhe lá. Trágico.

Cla: O que diabos esse homem tá querendo com “Chandelier”? Hahahaha Só soube sentir vergonha alheia… Sia deve estar se cobrindo com sua peruca de vergonha depois dessa performance. Estou sem palavras… hahahahahahaha.

Lindo: O que esse homem está fazendo com minha Chandelier? Jordan Smith e outros mandam lembranças. Ele tentou fazer uma versão diferenciada e talvez isso contou todos os pontos que Gwen Stefani queria, porque foi apenas isso, uma versão diferente e bem fraca. O começo não me irritou tanto, mas no refrão foi uma morte lenta e dolorosa, o pior foi ver isso quando lançou e agora ter que rever pra comentar com vcs, amigos. 

VENCEDOR: TROY RAMEY (WHAT???) | STEAL: STEPHANIE RICE (#TeamAlicia)

Se eu já tinha achado um tremendo ultraje a vitória da Ashley Levin sob a Lilli Passero, eu nem sei como me expressar quanto à isso aqui. Achei engraçado um comentário do Adam que foi mais ou menos “Troy, todos nós queríamos você nas blinds. Mas hoje você foi tão impactante quanto a Stephanie? Talvez não”, uma maneira bem educada de se dizer “rapaz, tu foi promissor na audição, mas hoje… Que baita cagada, hein?”. E é isso mesmo, que baita cagada, hein? Por fim, amém Alicia Keys! Se redimindo por todas as decisões erradas que ela mesma já cometeu! LMAO.

“TALK THAT TALK” TIME

E assim finalizamos uma das minhas fases preferidas do programa, os Nocautes! Olha, se me pedissem para montar um Top 5 dos KOs dessa temporada, acabaria saindo alguma combinação entre: Lilli Passero – “Tears Dry On Their Own”, Casi Joy – “My Church”, Brennley Brown – “Up To The Mountain”, Vanessa Fergunson – “If I Were Your Woman”, Felicia Temple – “My Heart Will Go On”, e uma menção honrosa, em respeito aos fãs, já que não foi muito do meu agrado, ao overated adorado em peso, Hunter Plake com “I Want To Know What Love Is”.

Acho que o resultado dessa fase foi bastante positivo para a maioria das equipes, concordam? Apesar de algumas escolhas duvidosas e alguns steals suspeitos, temos um top 20 bem consistente. O que deixa tudo bem imprevisível para os Playoffs!

E olha, por falar nele, os Playoffs vêm numa espécie de adaptação do que vimos na temporada anterior. A votação em tempo real volta com tudo, a diferença é que ao invés de todos os artistas se apresentarem no mesmo episódio, o Top 20 24 será dividido em 2 noites (meu chute é #TeamGwen e #TeamBlake na segunda, #TeamAdam e #TeamAlicia na terça). E como sempre, os mentores vão correr horrores para tomar sua decisão em segundos (principalmente o Adam, que sempre é deixado por último pra decidir quando os créditos já estão subindo).

E se preparem pra bomba, porque ao que tudo indica: VAI TER WILDCARD SIM. Isso mesmo, cada mentor terá a chance de trazer um artista eliminado de volta! E sobre isso, segue aqui os times formados para os Playoffs com uma breve análise + minhas suposições (e segundas opções) de quem serão os comebacks!

 

#TeamBlake: Aliyah Moulden, Casi Joy, Lauren Duski, TSoul, Aaliyah Rose (STEAL).

WILDCARD: Felicia Temple | 2ª Opção: Enid Ortiz/Brandon Royal.

Na minha humilde opinião, o Blake detém a equipe mais forte pós-nocautes. Casi e Lauren são os maiores nomes da equipe. Aliyah M é uma das pivetinhas com maior potencial na competição, mas ela me parece ainda meio perdida quanto a artista que quer ser. TSoul e Aaliyah Rose são os elos mais fracos, para mim.

Creio que o Blake deva trazer a Felicia de volta, até porque seria mais do que merecido! E isso põe ao menos 1 das 2 rainhas country, Casi e Lauren em risco, com a ameaça da Felícia conseguir ser votada pelo público. SE ele não trouxer a Felicia, eu apostaria na Enid (mas ela está gravidíssima, então…) ou no Brandon, já que ele parece gostar muito do rapaz.

#TeamAlicia: Anatalia Villaranda, Ashley Levin, Chris Blue, Vanessa Fergunson, Stephanie Rice (STEAL).

WILCARD: Jack Cassidy | 2ª Opção: Felicia Temple

À parte de Chris Blue, o #TeamAlicia acabou perdendo tração ao longo das fases. Vanessa e Anatalia são artistas sensacionais, mas que não parecerem ter criado um vínculo muito forte com o público americano. Ashley, ao meu ver, é peso morto, sem chance de avançar a não ser que seja salva. E então temos Stephanie, que muito provavelmente deve ser a 2ª votada pelo público nesse time.

Mas essa 2ª opção do público pode ainda cair no colo do wildcard, caso ele realmente seja o Jack, como é esperado. Apesar de achá-lo um baita embuste, o público adora ele e ainda tem a ligação com o tio famoso lá e tudo mais, né. Um típico embuste que volta pra atrapalhar tudo. E se por acaso o Blake falhar e não trazer a Felícia, creio que ela seja fortíssima candidata para voltar com o #TeamAlicia.

 

#TeamAdam: Hanna Eyre, Jesse Larson, Josh West, Mark Isaiah, Lilli Passero (STEAL).

WILDCARD: Johnny Hayes | 2ª Opção: Gaby Borromeo

Ah, meu doce e amado time do coração… A que ponto chegamos?! Me sentindo sufocada, LMAO. Acredito que minha salvação aqui se chame Lilli Passero, mas a dor é grande! Não acho que ela irá conseguir passar pelo o público e caso fique para ser salva ao lado do Josh West, o Adam vai seguir o coração dele que palpita: JOSH JOSH JOSH. Vejo Mark como garantido no Top 12 já, e essa segunda vaga pelo público fica na disputa entre Hanna, Lilli e Josh. E me nego a sequer COGITAR a entrada de Embuste Larson aqui, beijos.

É quase certo (devido à uma foto postada pelo Josh) de que o Johnny Hayes é, de fato, o wildcard do Adam. E embora seja uma escolha corretíssima, não acho que ele oferece grande perigo aos outros 4 (não conto embuste) acts da equipe. Coloquei a Gaby de opção ali, apenas porque senti que o Adam não ficou feliz de mandá-la para casa.

 

#TeamGwen: Brennley Brown, Hunter Plake, JChosen, Troy Ramey, Quizz Swanigan (STEAL).

WILDCARD: Johnny Gates | 2ª Opção: Davina Leone

Para muita gente a Gwen tem o melhor time pós-nocautes. E embora absolutamente ninguém me chame atenção na equipe, não posso negar que avaliando a potência com o público, é um time bem forte. Hunter vem vendendo que nem água no iTunes, o que já o coloca na posição de frontrunner. Brennley surpreendeu bastante em seu KO, e muito provavelmente concretizou a sua vaga no Top 12 também. Ainda temos o JChosen, que agrada muita gente! E pra completar, o pivete de 13 anos arrastado: Quizz. Troy acho que vai depender apenas do save, não o vejo com chances de derrotar todos esses outros na disputa pelo voto do público.

Ah, o único carinha dessa temporada que realmente tinha um pedaço do meu coração, Johnny Gates! Sinceramente, a Gwen não tem nem outra opção. Se ela não trouxer o Johnny eu desisto. Mas infelizmente, ele vai voltar só pra me dar mais um estúdio mesmo. Não o vejo com chances de avançar.

Pois é, pessoal. Acho que ficamos por aqui, né? Eu já tô é cansada de escrever e vocês devem estar casados de ler! Só pra não perder o costume, vota na nossa enquete, tá?! Até a próxima! 😉

Está no ar o 2º recrutamento de reviewers do Panela de Séries! Venha se juntar a nós paneleiros! Saiba mais clicando AQUI.

gostou da matéria? deixe um comentário!

  • “Mas ela teve pequenos problemas de continuidade”

    O que cargas d’água é um problema de continuidade em uma performance, Lindomar?

  • Almir César

    Sinto falta de uma powerhouse nesta season, mas tudo bem.

    Se não fosse a Lili, não sei o que seria do team Adam. Seria ainda pior do que a season 8 (se já não é), sendo ajudado pelo programa burlando as votações para não perder o time todo já no Top 10.

    No mais, gostei muito da apresentação da Vanessa. Aprecio muito a voz dela.

    Muito boa review, Luana! Foi 10.

  • Raquel

    Quando as pessoas vão entender que não se canta músicas eternizadas por outros participantes? Quando eu vi que a Andrea ia cantar Cry, só me veio a Cassadee na cabeça e a comparação é inevitável. No mais tô gostando dessa temporada sem fruntrunner claro, prefiro assim!
    PS: Descobri as reviews de vocês por acaso e amei, já virei leitora assídua hahahaha

    • Luana Medeiros

      Quando as pessoas vão entender que não se canta músicas eternizadas por outros participantes? – RT TOTAL.
      E nesse episódio veio de bolo, né? “Cry”, “Toxic”, “Redemption Song”, foi pesado! Eu também tô gostando de quão aberta tá essa temporada quanto ao vencedor. É muito mais emocionante quando é imprevisível, do que quando a gente sabe quem vai vencer desde a blinds!
      E que bom que tá gostando nas nossas reviews, Raquel! ♥

  • Kiane

    Gostei muito do TOP 20 . Pra mim Blake tem o melhor time e Gwen o time mais popular , Adam meu homem não parece ter nenhuma chance de vencer essa temporada e Alicia tem Chris e só ( pra mim )mas as performances dele foram indiferentes no itunes , não sei se ele terá força pra chegar a final , mas torço pra que isso aconteça pra ter mais diversidade na competição, Espero que Blake não traga a Felicia de volta se voltar que seja pelo team Alicia meu top 3Blake precisa ficar Casi , Lauren e a pequena Aliya M. tem ir completo para as finais ( um pouco pretencioso mas não custa sonhar ) Amei a review . bjs

    • Luana Medeiros

      Sim! Essa temporada tá bem #Shefani, até na questão de times! Eu gosto muito do Team Blake, espero que o winner saia de lá (Casi Joy, pfvr), mas não seria nada mal ver a Gwen vencer com a Brennley, seria um tapão do Blake! Hahaha.
      Casi, Lauren e Aliyah seria um time bem forte mesmo! Mas olha, se for Casi, Lauren e Felicia tem bem mais chances de ir completo para a final, viu… Eu não duvidaria nada! Haha.

Luana Medeiros

Imagine só que um dia me foi perguntado quem eu era, e juro, até hoje não sei responder. Mas os fatos são: tenho 21 anos; sou de escorpião; amo meu cachorro e meu gato mais que tudo; estudo Rádio/TV/Internet, ouço Maroon 5; piro no Adam Levine; consigo colocar os pés atrás da cabeça; e – contraditoriamente – por fim, nasci de 7 meses.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu