Posts Populares

The Voice US – S13E19 – Live Top 12 Eliminations

O primeiro tombo da temporada foi anunciado!

Depois de um Live Top 12 meio aquém do esperado, hoje estamos aqui pra colher os frutos docinhos e podres desse cast! Como de praxe, hoje tivemos 1 eliminação, em ordem de formar o nosso Top 11 e nos deixar com os melhores dos melhores (será mesmo? rs). Se você ainda não assistiu as apresentações de ontem, corre e vem conferir na nossa review aqui.

Antes de colocar a mão na massa de fato, vamos dar uma breve olhadinha nas posições dos artistas no top do iTunes, que já nem é mais um bom indicador de nada, mas só pra manter o costume a gente finge se importar, haha. O principal destaque da noite acabou sendo a nossa pequenina Addison Agen (#TeamAdam), a única a conseguir um Top 10 e ter seus votos multiplicados por 5, na posição #9. Logo após tivemos destaques para Chloe Kohanski (#TeamBlake) em #17 e Janice Freeman (#TeamMiley) em #22. O principal destaque do #TeamJHud ficou na conta de Noah Mac em #41. No mais, todos os acts foram razoáveis, menos Shi’Ann, que parece não ter uma boa relação com os charts. Confira a lista completa:

De cara já começamos o programa com Carson nos mandando sentar confortavelmente, pois os salvamentos já iriam começar! Como sempre, ele conversou com os artistas antes, e então partiu para anunciar os 3 primeiros queridinhos da América (vale lembrar que a ordem de salvamento é aleatória, ela não segue o princípio do número de votos):

(#TeamAdam) Addison Agen

(#TeamJHud) Noah Mac

(#TeamBlake) Chloe Kohanski

Em seguida, a diva maravilhosa da Jennifer Hudson nos abençoou com uma apresentação muito linda do clássico dos The Beatles, “Let It Be”. Vem ver esse lacre aqui, óh:

Sem muito tempo pra papinho, Carson volta a anunciar mais dois artistas salvos e com vagas garantidas para o Top 11. Se liga:

(#TeamMiley) Brooke Simpson

(#TeamBlake) Keisha Renee

Voltamos de comercial direito para a performance da banda do coach Adam Levine. O Maroon 5 sobe ao palco do The Voice para apresentar sua hit song “What Lovers Do”, lead single do recém lançado álbum “Red Pill Blues”, e foi sem a presença da SZA mesmo. E tinha uns efeitos bem legais no palco, achei tendência, HAHA.

(obs: vídeo não oficial, pode sofrer strike a qualquer momento)

Logo depois foi exibido o clipe que o Top 12 gravou com as meninas do filme “Pitch Perfect” (“A Escolha Perfeita), e olha que ficou super legal, hein! Foi um mash up das canções “Cups (When I’m Gone)” e “Freedom! ’90” (George Michael). Confira aqui:

Seguindo o baile, Carson Daly anunciou mais dois artistas salvos:

(#TeamJHud) Shi’Ann Jones

(#TeamMiley) Janice Freeman

Daí tivemos que assistir a performance de grupo da música “If It Will, It Will” (Hank Williams Jr.) do Blake Shelton com seus pupilos. Isso mesmo, Chloe Kohanski foi jogada no country e se for esperta, semana que vem já aproveita o hype pra hitar e conseguir seu posto de favorita da competição, porque a loirinha agora já conta com a forcinha especial do #BlakeArmy! Veja a performance:

Por fim, Carson vem anunciar os últimos 3 artistas salvos e os 2 condenados a disputar o Instant Save. E os salvos foram:

(#TeamJHud) Davon Fleming)

(#TeamMiley) Ashland Craft

(#TeamBlake) Red Marlow

Sendo assim, o bottom 2 do Top 12 é formado com 2 artistas do #TeamAdam: Addam Cunningham e Jon Mero. Nada mais justo em ver o Adam C aí, afinal de contas ele entregou a pior performance desse Top 12. Mas o Jon realmente me soou injusto, porém ficou mais do que provado que nem toda a dedicação do mundo conseguiria reverter o impacto daquele combo nos KOs, que nem o pedaço de 30segs foi upado no YouTube, somente no domingo que tiveram a cara de pau de postar no Facebook (tsc tsc).

Mas it is what it is, e partimos para as performances. Por ordem alfabética, já que os dois são da mesma equipe, Adam Cunningham faz as honras:

(#TeamAdam) Adam Cunningham – “Fortunate Son” by Creedence Clearwater Revival

Se tivesse feito isso aqui ontem, duvido que se encontraria nessa situação hoje. Uma boa performance, firme e confiante… Mostrando que o cowboy do rock do Adam Levine queria realmente permanecer na competição.

Seguindo a diante, Jon Mero performa por sua permanência:

(#TeamAdam) Jon Mero – “I Want You Back” by Jackson 5

Talvez a escolha errada pra uma performance de Instant Save, já que é uma música dançante e performática. Infelizmente, as pessoas não parecem terem comprado esse lado do Jon, logo não é um bom sinal. Eu gostei, mas conheço a América bem demais pra prever seus passos.

E com 56% vs 44% dos votos, a América decidiu salvar Adam Cunnigham. Não tenho muito o que falar sobre, ele fez a melhor performance do Instant Save e é isso aí. Na minha opinião, Jon Mero não merecia jamais acabar nesse bottom, mas uma sabotagem bem feita é uma sabotagem bem feita, né monamour. Confere o anúncio aí:

Então é isso, gente! Quem gostou bate palma, quem não gostou paciência, né non? Eu tô bem acostumada a levar tombos já, então confesso que nem estou muito abalada, só desestimulada mesmo.

Essa já estava programa pra ser minha única review da temporada, e olha a boa sorte (sqn) que eu trouxe pra um dos meus favoritos, haha. Nas próximas semanas vocês seguirão com a companhia das maravilhosas Thaís e Tati, elas não são zicadas e não vão eliminar seus próprios favoritos, acreditem! Sigam firme que temos muitos tombos pra levar juntos ainda! 😉

gostou da matéria? deixe um comentário!

  • Lucas Barbosa Perin

    Gente, essa zica do team Adam, mas é realmente bem feito pq a Emilly era a mais babadeira meixmo, e tipo assim eu n sei vcs mas qnd uma mulher empoderada tipo a Janice canta eu fico muuuito doido, eu torço por ela, pq eu particularmente gosto muito do estilo e do poder q ela passa, mas eu gosto muito do Noah e da Chloe, e outra coisa, gostaria muito de parabenizar a vcs que escrevem o Panela de Séries, tem uma linguagem muito divertida e eu – quase sempre rsrs – concordo com oq vcs dizem, um arraso, bjs

  • Felipe Fagundes

    Como assim? Nem sei o que falar gente. Ta certo que essa foi a pior apresentação do Jon na temporada mas ainda ficou bem acima de Shi, Red e Ashland, além do próprio Adam.
    Nunca vi uma injustiça tão grande quanto essa. Simplesmente inconformado.

    • Luana Medeiros

      Sim, achei bastante injusto também. Ao meu ver esse bottom 2 não poderia ter sido nenhuma combinação diferente entre Adam C vs Shi’Ann/Ashland/Red. Mas o combo dos KOs pesou bastante na conta do Jon, ele ainda se ferrou mais do que um combo comum, pois não postaram nem os 30segs da performance dele no YouTube. Enfim, acredito que eles não estavam afim de levar o Jon muito longe na competição, por qualquer que seja o motivo.

  • Marcella

    Resumo: O country é a praga dos EUA!
    Pensei que nessa edição teríamos muito R&B e estava muito animada com isso, mas…
    Torcendo para o time J. Hud!!!

    • Luana Medeiros

      Artistas country acabam sendo privilegiados demais nesse programa, né? Triste, porque supostamente o que deveria contar aqui era o talento da pessoa, não o gênero musical que ela canta.

  • Levando em conta que Jon não conseguiu mostrar nada de minimamente distinto em nenhuma de suas performances desde a blind e que Adam é foi melhor que ele hoje e ontem, achei a eliminação justa, mas visto que nem Red e nem Ashland também mostraram algo diferente e que eles foram inferiores ao Jon ontem, fica difícil aceitar a ausência deles no bottom.

    • Luana Medeiros

      Red não estaria jamais nesse bottom, poderia cantar a lista telefônica e cair no palco, mas só por ser homem, country e team blake teria passagem livre. Ashland é tão básica quanto, mas imagino que ela está propensa a cair num bottom bem mais do que ele.

  • Pérola

    Já era esperado isso. Eu sei da qualidade do Jon mas não era muito fã. Na verdade eu queria que a Ashland fosse embora. Ainda inconformada por causa da Moriah!!! No mais… Miley foi engolida por um edredom rosa??

    • Luana Medeiros

      A Ashland e o Red estão de mãos dadas cobrindo a cota “basic bitch” da temporada, triste. E depois tem quem diga que a gente pega no pé dos country artists… Mas sinceramente, olha o nível de privilégios que eles recebem do público americano, é surreal.

Luana Medeiros

Imagine só que um dia me foi perguntado quem eu era, e juro, até hoje não sei responder. Mas os fatos são: tenho 21 anos; sou de escorpião; amo meu cachorro e meu gato mais que tudo; estudo Rádio/TV/Internet, ouço Maroon 5; piro no Adam Levine; consigo colocar os pés atrás da cabeça; e – contraditoriamente – por fim, nasci de 7 meses.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu