Penúltimo dia de Blins Auditions!

Numa noite onde tivemos poucos aprovados, tivemos bons participantes que podem vingar no programa. Velho, sinceramente nunca vi uma temporada do The Voice UK com tantos candidatos ruins, o que vem salvando mesmo é que os coaches estão bem criteriosos e na maioria das vezes escolhendo os bons candidatos perdidos entre tantos ruins. Acho que como eu, a maioria das pessoas não aguentam mais as blinds kkk, todo ano eu reclamo no quão longa e exaustiva é essa fase, principalmente porque eles insistem em querer colocar quase todas ou todas as audições, o bom é que próxima semana ela acaba. Então sem mais conversa, vamos conferir o sexto episódio com os comentários dos queridos paneleiros Rick e Luana, que costumam sempre dá o ar da graça em nossa reviews.

Mia Sylvester – “Ain’t No Way” by Aretha Franklin

Michel: Que bom que a Mia voltou, eu já tinha gostado dela da primeira vez e achei um absurdo ninguém ter virado pra ela, mas sabe que ela conseguiu superar minhas expectativas? A Mia dessa vez estava muito mais confiante e à vontade no palco e mais técnica vocalmente, ela se mostrou muito mais bem amadurecida e preparada para o programa. Não entendi o porquê só o Ricky virou a cadeira, merecia 4 fácil, mas isso foi ótimo para o Ricky que tinha um time fraco que agora se fortalece com a Mia e sabemos bem o potencial dele com cantoras nesse estilo, prova disso foi a excelente parceria que ele fez com a Christina Marrie. Nota: 9,0 #TeamRicky

Luana: Maaaaaas gente, o que deu nesse povo pra entregar a Mia de bandeja pro Ricky? Haha, bem… Eu só agradeço, porque ele realmente estava precisando de alguém tão promissor quanto a Mia! Senti uma vibe SUPER #TeamXtina nela, o que vem a ser um elogio, porque ela realmente é muito afiada nos agudos e bem centrada das notas que quer atingir. Gostei bastante! Nota: 9,0

Ricky: Começamos com lacração. Mia foi simplesmente impecável na sua escolha, mostrando todo o poder e controle existente em sua voz. Claro que há um pouco a se melhorar na questão controle, mas ela fez um trabalho ótimo. Nota: 9,0

Scott & Vicki – Fascination by Alphabeat

Michel: Duplas correm um sérios risco de soarem cafonas e pra mim foi isso que aconteceu com essa dupla. Achei que a música não favoreceu eles,  sinceramente achei tudo bem cafona, kkk, não curtir muito não, mas para ser justo vocalmente foram medianamente bem e levando em conta a concorrência até mereceram a aprovação. Nota: 6,5 #TeamWill

Luana: Foi tosco? Foi. Me lembrou “Fixação” do Kib Abelha? Me lembrou. Fiquei incomodada? Fiquei. Ai gente, que dupla esquisita! Assim, tem alguma coisa tão errada aqui, essa vibe “anos 80” super não combina com as vozes deles. Eu nem sei explicar direito, mas realmente não é minha praia. Ah, só pra esclarecer eu AMO “Fixação” do Kib Abelha, não foi uma ofensa, haha. Nota: 7,0

Ricky: Que duplinha mais brega em… Musica bem mais ou menos, vozes legais e uma boa harmonia, só! Will mostrando como sempre ser bem impertinente hahahaha Por que virar para essa dupla cara? Nam, stop. Nota: 6,0

Paul Phoenix – “Chasing Pavements” by Adele

Michel: Todos nós sabemos o grande risco que há em interpretar uma música da Adele, quando é homem então acredito que o risco seja maior. Sinceramente quando vi as listas de songchoices eu me empolguei porque esperava algo novo já que seria um homem, pra minha tristeza foi isso que veio, hahaha. O maior erro dessa apresentação foi a falta de emoção, conexão nenhuma com a música, sendo que esse é um dos grandes charmes das músicas da Adele, o forte apelo emocional que elas tem. #Eliminado

Luana: Que coisa esquisita, senhor. Essa foi um claro exemplo de como songchoice pode arruinar uma pessoa. Gente, essa música não tem NADA a ver com a voz deste senhor. Claramente ele tem uma ótima voz, mas a música simplesmente não combinou e o prejudicou bastante.

Rick: Não admito alguém estragando minha música preferida da rainha Adele!!! Paul foi lá cagou tudo, e não virou nenhuma cadeira, com a graça do senhor. Coitada de Adele, ultimamente ela anda sendo tão desrespeitada nos realitys hahaha.

Eli Cripps – “Real Love” by Clean Bandit (feat. Jess Glynne)

Michel: Fiquei bastante confuso nessa perfomance, porque gostei muito do timbre da Eli, mas confesso que fiquei esperando mais dela, acredito que a música a limitou muito, talvez com uma outra música ela possa se sair melhor que hoje. Nota: 7,5 #TeamGeorge

Luana: AMEI?! Gente, que timbre lindo, que pessoa linda! Embora tenha achado que a música limitou bastante a voz da Eli, a qualidade de seu timbre se sobressaiu e me encantou bastante. Nota: 8,0

Rick: Um boa voz para uma música errada. Eli é ótima, mas pecou em sua escolha musical, pois não conseguiu destacar o melhor de sua voz, que é marcada por graves lindos. Não sei se ela é capaz de arriscar, mas faltou ousar nos falsetes, ai sim ela arrasaria nessa música. Mas vejo futuro nela. Nota: 8,0

JJ Soulx – “What’s Going On” by Marvin Gaye

Michel: Gostei da JJ, ela é uma artista diferenciada e soube adequar muito bem a música no seu timbre. Gostei muito de todo o dinamismo de sua voz e por ela ter arriscado um rap no meio da música. Nota: 8,0 #TeamPaloma

Luana: Nem sou a maior fã dessa música e já tava super “affff”, mas não é que a menina é danada e jogou um hip-hop ali no meio, haha! Enfim, JJ tem uma voz muito agradável e parece ser bem criativa. Nota: 7,5

Rick: Nossa, que voz ótima! JJ tem um tom maravilhoso, mostrou carisma e presença e ainda de quebra mandou um pequeno rap pra pisar nas inimigas. Com isso percebe-se que JJ é multidimensional, logo prevejo muitos lacres pela frente. Nota: 9,0

Mario Wolfgang – “How Deep Is Your Love” by Bee Gees

Michel: Caramba, essa perfomance foi muito ruim. Sinceramente o único elogio que posso fazer pra ele é que ele tocou bem o violão, mas só, o pior de tudo pra mim foi o falsete pessimamente executado. #Eliminado

Luana: Ai gente, não gostei mesmo. Mario soou bastante nervoso e sua voz estava bem trêmula, o que acabou comprometendo seu desempenho bastante.

Rick: Amo essa música, odeio esse cara. Como assim vai lá no the voice e me faz um papelão desse? Não cara, fica só nos covers ou em Sense8 mesmo que é mais futuro.

Theo Llewellyn – “Sweet Love” by Anita Baker

Michel: O Theo tem um timbre bem comum, fez uma perfomance relativamente boa, que houveram alguns erros de afinação, mas nada que comprometesse muito. O ponto alto de sua perfomance foram os seus falsetes que foram bem executados. Boa sorte pra ele que vai ter enfrentar um time de peso que é o da Paloma. Nota: 6,5 #TeamPaloma

Luana: Embora Theo tenha tido uma “glory note” muito bem executada, o panorama de sua apresentação não me envolveu nem um pouco. Eu ando meio cansada desses cantores de R&B cheio de melismas e o Team Paloma tá bem forte, um cenário não muito legal para o Theo. Nota: 6,0

Rick: Achei Theo bem comum, indo bem linear com bons momentos. O falsete foi ótimo, elevou a música e fez Paloma virar, mas não foi o suficiente para me cativar kkk. Vamos ver o que ele pode aprontar no poderoso time de Paloma. Nota: 8,5

Julie Williams – “Love Is A Battlefield” by Pat Benatar

Michel: Ahhh, até gostei dela, achei que seu timbre casou muito bem com a música escolhida. Mas apesar de ter gostado, a Julie é uma candidata que não fará falta no programa. #Eliminada

Luana: Sério, gente?! O cara antes dela passa e essa moça não? Pode até não er sido perfeita, mas foi muito legal e seu timbre parecia ser bem mais interessate do que o moça anterior né? Eu hein.

Rick: Tem uma grande voz, e acho que merecia uma cadeira pelo menos. Diferente de candidatos anteriores, ela já é madura e está pronta o suficiente para mostrar sua qualidade no programa. Achei injusto, mas fazer o que…

Jordan Gray – “Just Like a Woman” by Bob Dylan

Michel: Esse perfomance tinha tudo pra dá certo, mas pra mim não ficou muito legal não. Ela soou em alguns momentos bastante desafinada e eu particularmente não me sentir cativado nessa perfomance. #Eliminada

Luana: Bem, entendo que Jordan tenha uma conexão bem pessoal com a música, de fato. Mas preciso ser sincera e admitir que não gostei da versão apresentada por ela, alguns momentos me pareceram bem forçados e as transições também não estavam legais, uma pena.

Rick: Que finíssimo! Achei-o bem interessante, mas foi com a música errada. No inicio foi bem inconsistente, e só cresceu depois do refrão, onde ele atingiu grandes notas, e fez umas alongadas fenomenais.

Mike Berry performs – True Love Ways by Buddy Holly

Michel: Mais um vôzinho tentando uma vaga e teve o mesmo destino da maioria: NENHUMA CADEIRA VIRADA. Quanto mais vejo candidatos assim, mas falta sinto da fantástica Sally Barker. #Eliminado

Luana: Mais um tiozinho cantando velharia, oh gente que saco. Mike tem um timbre vocal bem suave, mas só isso mesmo.

Rick: The Voice asylum está no ar pessoal. Bem chato, Mike não fez nada de interessante. Tem uma voz chique e bonita, mas isso não é o suficiente para garantir uma vaga na competição.

Rick Snowdon – I Put a Spell on You by Screamin’ Jay Hawkins

Michel: O programa precisava de alguém assim como o Rick, com toda essa vibe rocker dele. Gostei bastante de sua voz bem rouca e toda sua atitude no palco, o Rick é um artista bastante autêntico e que tem tudo pra chegar longe no reality. Nota: 9,0 #TeamPaloma

Luana: Amei, adorei, achei tudo?! Finalmente um rocker que me cativou nesse programa! Uma songchoice bem arriscada, mas em compesação achou que valeu muito a pena, porque o resultado foi fantástico! Nota: 8,5

Rick: Meu xará subiu no palco e arrasou. ‘I put spell on you’ não é uma música fácil meus amigos, e já estamos cansados de ouvir 500 mil versões dessa música em realitys (sendo que 90% são divas gritadeiras). Rick foi diferente e ousado, mostrou um lado rocker fabuloso, elevando a música para outro nível. Simplesmente fenomenal! Nota: 10,0

Tom Read Wilson – “Accentuate The Positive” by Johnny Mercer, The Pied Pipers & Paul Weston Orchestra

Michel: Talvez ele se daria muito bem num musical pelo carisma que tem e até tem um timbre bom, mas pro The Voice realmente não dá. #Eliminado

Luana: Me senti numa audição para algum musical da Broadway, sinceramente, haha. Embora Tom pareça ser uma pessoa adorável, sua escolha musical além de chata, não o favoreceu em absolutamente nada. Mas uma dica, ele realmente deveria tentar um teste pra Broadway.

Rick: Bem boring, aqui não é musical da Broadway não ta querido, eu amo Glee.. então quem sabe você possa fazer uma sétima temporada e fazer par com a Rachel. Bom, apenas não né.

Jolan performs – “Wishing Well” by Terence Trent D’Arby

Michel: Hoje parece que era o dia da volta e como no caso da Mia, o Jordan veio mais maduro e preparado dessa vez. Ele tem um timbre ótimo e a música soube explorar bem as singularidades do seu timbre, além dele ter uma presença de palco muito boa. Foi meu favorito da noite e um dos meus favoritos no programa e pra minha felicidade foi pro time Rick que necessitava de alguém como ele na equipe. Nota: 9,5 #TeamRicky

Luana: Finalmente Ricky conseguiu alguém que eu amei! Jolan foi perfeito em sua apresentação e soube mostrar as melhores qualidades de sua voz muito bem! Na verdade, o momento que me prendeu realmente foi o falsete, que eu acredito que seja sua principal arma. Tô bem ansiosa pra saber o que vai sair dessa combinação Ricky + Jolan! Nota: 9,0

Ricky: Que cocótinho gente. Deu um show no palco, executou os falsetes com perfeição, mostrou presença e um charme irresistível. Ricky ganhou na loteria hoje, pois quem duvida que essa dupla vai chegar muito longe? Nota: 9,5

EQUIPES

Team George: Vangelis (29,3), Cody Frost (28,5), Eli Cripps (23,5), Chase Morton (22,5), Tobias Robertson (22,5), Harry Fisher (22), Heather Cameron (21,8), Charley (18,8), J Sealy (18,8) e Melissa Cavannagh (18,5).

Team Paloma: Kevin Simm (30,0), Rick Snowdon (27,5), Beth Morris (26,5), Deano (25,5), Aliesha Lobuczek (25,5), Bradley Waterman (24,8), Megan Reece (24,5), JJ Soulx(24,5), Theo Llewellyn (21,0), Dwaine Hayden (16,0) e Steve Devereaux (15,0).

TeamRicky: Jolan (28) Mia Sylvester (27), Chloe Castro (26,3), Alaric Green (25,5), Janine Dyer (24,5), Efe Edugba (23,3), Brooklynne Richards (22,5), Tom Milner (22,5), Kagan (22,5) e Aine Carrol (18,0).

TeamWill: Charley Blue (26,0), Lydia Lucy (26,0), Ireno Alano-Rhodes (24,8), Faheem (23,3), Vivica Jade (23,3), Lauren Lapsley Browne (22,5), Lyrickal (21,0), Mari Marli (21,0), Scott & Vicki (19,5) e Tom Rickels (19,0).

CONSIDERAÇÕES FINAIS

O episódio de hoje apesar de poucos aprovados, teve muitos candidatos interessantes e o mais beneficiado hoje foi o time do Ricky que ganha mais dois nomes de destaque na sua equipe. Acredito que agora o único time fraco é Will, sinceramente é único time que não tenho nenhum favorito, mas vai que surpreenda nas battles né? Ou no último episódio das blinds ele consiga um que me cative. Bem próxima semana as equipes finalmente serão formados, restam 2 vagas nos times do Ricky, Will e George, já Paloma tem apenas uma vaga na sua equipe, somando assim 7 vagas restantes e espero que dentre esses ainda tenham bons candidatos.

Encerro aqui a review e até o próximo episódio de The Voice UK.

Michel Araujo
Michel Araujo

Baiano perdido em Aracaju, fã de realities show musicais e séries. Uma personalidade misturada a humor, sarcasmo e uma leve ousadia.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: