Posts Populares

The Voice UK – S06E02 – Blind Auditions 2

Segundo dia de audições diretamente da terra da rainha!

Para me ajudar com os comentários, terei a presença dos ilustres Caio Azevedo e Rodrigo Seivald. E sabem o que há mais de interessante nisso? Hoje é a primeira vez de Caio comentando aqui no Panelas! Por isso, se você tem vontade de comentar o The Voice UK ou qualquer outro reality com o Panela de Séries, basta acessar o FALE CONOSCO aqui no nosso site e citar quais realities musicais vocês assistem. Saiba mais clicando AQUI. Então, sem mais delongas, vamos lá novamente!

 

Capital B – “His Eye Is on the Sparrow” by Whitney Houston

Netto: Em termos de ser sua primeira performance juntas até que não foram tão mal. Acho que o principal problema desse duo é quando as vozes unem-se, não me soou feio, mas também não me pareceu que as harmonias estavam no lugar. No entanto, individualmente as meninas brilharam pois ambas possuem vozes bonitas e poderosas. Pena que não tiveram melhores opções de coach. Nota: 7.5

Caio: Bom, achei o dinamismo ótimo, as vozes combinaram bem, e tendem a evoluir bastante. Dava para perceber que elas tinham uma conexão, mas não estavam totalmente bem por causa do nervosismo (o que é comum). Trouxe uma vibe bem colaborativa de duplas, pois as duas fazem juntas a primeira voz. Nota: 8.5

Rodrigo: Adorei a harmonia, elas são bem diferentes e fica bem legal como dupla, achei a apresentação boa mas faltou um pouco talvez… Nota: 8.0

Capital B é #TeamTom

Chelsea Baldwin – “Vissi d’arte” by Giacomo Puccini

Netto: Ópera nunca será algo que verei de forma muito atrativa, mesmo já tendo presenciado a boas cantoras nos The Voice’s da vida. Porém, mesmo achando belíssima a execução de Chelsea, fiquei entediado pois realmente não gosto desse tipo de música.

Caio: Eu senti uma verdadeira conexão com a música, mas sinto exatamente o mesmo que os técnicos. É um pouco mais complicado trabalhar com pessoas de uma habilidade tão diferente. Como ajudar? Se não tiver trabalhado com ópera, e perceber algo a melhorar, não adianta.

Rodrigo: Sou suspeito pois amo ópera, outrora tivemos Lucy que teve seu Spot e a chance de ir longe no programa, mas é raro darem chance pra uma cantora de ópera, eu amei! Tem alguns erros mas né…

Chelsea Baldwin é #TeamEliminados

Charlie Drew – “One Dance” by Drake

Netto: Com essa performance, Charlie me pareceu aquele tipo de cantor que precisa de uma direção, visto o potencial iminente que ele apresenta. Não curti muito como ele executou as high notes, nem da música escolhida, mas sigo aguardando algo que possa mostrar o real tipo de artista que o participante pretende ser. Nota: 7.0

Caio: Ele tem bastante habilidade vocal! Não gostei muito do arranjo diferente da música, mas ele tem um talento bem promissor. Se derem uma lapidada nele, principalmente com relação a song choices corretas, ele promete! Nota: 8.0

Rodrigo: Para ser sincero… Achei meio pombo, ele é tipo aqueles cantores que fazem apresentação legal mas não combinam com o The Voice. Enfim ele fez uma boa apresentação que rendeu os 2 turns menos esperados por mim! Nota: 7.9

Charlie Drew é #TeamTom

Georgie Braggins – “Every Time We Say Goodbye” by Ella Fitzgerald

Netto: Jazz não é minha praia, mas se há uma característica admirável na maneira em que as pessoas desse tipo musical, é a forma como eles cantam. Geralmente em tons bem suaves, onde suas vozes se tornam o fator chave da apresentação, que parece mais que estão contando uma história ou retratando um acontecimento. Com Georgie foi justamente isso que senti, não vi problemas vocais e a senti bastante conectada com a letra da música. Nota: 8.5

Caio: O timbre dela é bem diferente, e tiveram algumas notas que foram muito precisas. Ela realmente parece amar o que faz, mas eu senti falta de um pouco mais de ousadia! Acredito que, com o técnico correto, ela pode evoluir bastante. Nota: 7.0

Rodrigo: Amei o estilo, quando vi entrando achei que seria algo super moderno, e ela faz essa apresentação clássica, parece que o jogo virou não é mesmo? Achei a apresentação um pouco monótona. Nota: 8.3 

Georgie Baggins é #TeamJHud

Jamie Miller – “Let It Go” by James Bay

Netto: De início achei o tom dele delicioso, mas de acordo com o desenrolar da performance, deu pra se notar que Jamie tem muito trabalho pela frente, acho que os nervosismos atrapalharam um pouco e permitiram também que o participante pudesse mostrar uma ótima atitude. Assim como Charlie, Jamie parecia um pouco perdido, arriscou umas inflexões ainda e é isso que acho interessante. Nota: 7.0

Caio: Senti ele bastante nervoso, mas a música foi uma ótima escolha para ele, e ele deu conta do recado. Ele cometeu uns errinhos no clímax, mas nada que desmereça o trabalho no resto da música. Outra pessoa que pode voar na competição com o trabalho correto! Nota: 9.0

Rodrigo: Outro que me enganou pelo estilo, achei que ele ia ser aqueles que cantam Chris Brown/Usher e que são eliminados nas batalhas, gostei bastante! Me surpreendeu positivamente. Nota: 8.9

Jamie Miller é #TeamJHud

Carter – “I Don’t Want to Miss a Thing” by Aerosmith

Netto: Estava demorando para aparecer um roqueiro, né non? Mas o primeiro já veio com essa música icônica! Em termos de performance não curti muito, o achei meio nervoso, mas se teve algo que ele transmitiu com sua voz foi essa alma roqueira que vive dentro dele. As notas rasgadas foram maravilhosas, amo, mas nada muito brilhante. Nota: 6.5

Caio: Bom, achei a performance um pouco forçada (principalmente as notas do fim), e o início um pouco inconsistente. Nota: 6.0

Rodrigo: Como diria a rainha Jessie J, começou um pouco Karaokê, acho que ele tem talento, pode crescer bastante na competição, ele deu uma evoluída conforme a canção crescia, uma ótima apresentação! Nota: 9.3 

Carter é #TeamGavin

Shannon Kitchen – “Roxanne” by The Police

Netto: PUTA QUE PARIU, NÉ GENTE?! Enfim, Shannon mostrou com essa performance que sua proposta é tentar por o máximo de si em covers. Essa versão de Roxanne não me agradou, no entanto, a voz dela SIM e MUITO. Não sei o que deu nesses coaches.

Caio: Acho que o arranjo da música não foi muito favorável para a voz dela, mas ela demonstrou ter um talento evidente. Alguns momentos se mostraram bastante chamativos, mas no geral não convenceu muito.

Rodrigo: Ela tem uma imagem fascinante, parece aquelas cantoras clássicas antigas, porém vejo ela apresentando algo atual com facilidade, adorei ela, a apresentação teve um bom nível também. Ela poderia evoluir durante o programa eu daria uma chance a ela.

Shannon Kitchen é #TeamInjustiçados

Ben Fernihough – “Trouble” by Ray LaMontagne

Netto: Acho que Ben só conseguiu se destacar nas partes mais altas da música, mas no resto ele não conseguia projetar muito. Não que houvesse erros grotescos, mas acho que visto outras performances tão boas que não foram aprovados, o tipo de seleção desses coaches está bem louca.

Caio: A voz dele era muito boa, a música também era muito adequada! Uma pena ele não ter conseguido convencer os técnicos. Realmente faltou um pouco de gás, principalmente nas notas altas, mas eu apostaria nele sim!

Rodrigo: Matt Henry? Quantos anos atrás? Achei a voz dele bem apropriada para a música ( muito disso porque parece um pouco com a do Matt). Ah a apresentação foi boa, mas acho que ele foi bem linear, bem legal, mas só.

Ben Fernihough é #TeamEliminados

Michelle John – “It’s a Man’s Man’s Man’s World” by James Brown

Netto: MANO! Mesmo sendo uma música tão usada em realities, as vocalistas que interpretam-na sempre tendem a trazer um diferencial. E olha, nem estava pondo fé em Michelle no início, mas depois ela começou a se entregar de um jeito, dando tudo de si. Eu pensei tipo: PQP PORRA, ALGUÉM TEM QUE VIRAR. Sei que já vimos muitas Michelles por aí, mas nada mal ter uma powerhouse nessa nova edição do TVUK, até porque não tínhamos ainda. Experiência ela tem de sobra, quero só ver se irá manter o nível da blind. Nota: 9.0

Caio: No início, pareceu que ia flopar, pois ela apostou num registro baixo para o início da música que todo mundo mostra o que tem de melhor no registro alto. De repente, ela começou a subir, e foi agudo, foi vibrato, e me conquistou! Um range maravilhoso, um timbre marcante e um futuro promissor! Nota: 8.0

Rodrigo: Felizmente dona, ela me lembrou Monica Michael do X Factor UK, Acho que ela exagerou em alguns momentos, mas mostrou técnica, qualidades, e merecia mais cadeiras viradas. Nota: 9.0

Michelle John é #TeamWill

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Tivemos um segundo de blinds com o nível mais fraco que o da semana anterior. Vi muita gente com potencial, injustiças, mas ninguém que tenha feito uma audição tão completa como  a de Mo. Will tem sido cauteloso e pegou bons acts, Jason e Michelle possuem potencial para trazer performances explosivas. Gavin vira pra todo mundo, mas sempre fica com os piores acts, exceto por Truly. Dei graças ao senhor que JHud não está buscando apenas candidatos de r&b/soul, pois hoje ela pegou um pop e uma jazz, ou seja, time diversificado. Hoje tivemos o filho dela para fazer uma participação especial, e parece que o pimpolho se inspira em The Weeknd para penteados.

Então, sendo assim, o ranking das notas do Panelas em relação ao aprovados do segundo dia, ficou assim:

Blinds Auditions 2
Participante Nota
Michelle John 26
Capital B 24
Jamie Miller 23.9
Georgie Baggins 23.8
Charlie Drew 22.9
Carter 21.8

No mais, espero que estejam gostando do nosso trabalho e espero vê-los acompanhando nossas reviews. Sintam-se à vontade de compartilharem conosco suas opiniões e não esqueçam de votar na nossa enquete. Até a próxima!

gostou da matéria? deixe um comentário!

  • Leeooziinho Santos

    Achei esse episódio fraco referente ao anterior. Para mim o destaque fico para a Michelle que eu já estava agoniado porque ninguém estava virando e o Will faz justiça e vira para ela. Não entendi o porque de eles não terem virado para a Shannon. Ah gostei também da Georgie e do Jamie. Espero que os próximos episódios sejam melhores. Pelo Amor de Deus.

    • Antonio Ferreira Netto

      Olá Leozinho. Concordo com tudo que dissestes aqui e realmente espero que eles estejam deixando o melhor para o final. No mais, agradeço sua presença aqui nos comentários, espero que estejas gostando do nosso trabalho e também torço para vê-lo sempre por aqui. Abração!

  • Clauber de sousa

    adorando a j-hud no painel mas to achando essa temporada fraca pelos dois eps. e essa mudança onde os que não são escolhidos não tem nem a chance de escutar uma dica ou outra dos 4 é meio chato =/

  • Gabriel Esteves

    Olha, achei o EP bem fraco, não gostei de ninguém não. Uma observação a fazer: achei que Charlie Drew a cara do X Factor, acho que ele não terá vida longa no The Voice. Michelle como a maioria das powerhouses extremamente desnecessárias. Um pimp spot bem forçado esse. Na minha opinião, a menina que cantou Roxanne pouco acrescenteria

    Gostei mais de Jennifer hoje. E minha saudade de George e Ricky só aumentou.

    • Antonio Ferreira Netto

      Olá Gabriel. Sinceramente, Charlie tem uma voz irritante quando ele canta algo, e concordo com isso sobe Michelle. Acho que Shannon poderia acrescentar sim, se fosse com o coach certo. No mais, agradeço sua presença aqui nos comentários, espero que estejas gostando do nosso trabalho e também torço para vê-lo sempre por aqui. Abração!

  • Leo

    Por isso acho o UK a melhor franquia, existe uma diversidade no repertório e estilo, vai do jazz a ópera.
    Esse episódio foi mais fraco. Will só virou para uma participante, Shannon injustiçada que merecia a aprovação, foi muito melhor que alguns aprovados. O julgamento tá muito aleatório, ou a maioria vira ou só o Will, não tá dando pra entender algumas escolhas.

    • Antonio Ferreira Netto

      Olá Leo, concordo com tudo que você pontuou aqui. No mais, agradeço sua presença aqui nos comentários, espero que estejas gostando do nosso trabalho e também torço para vê-lo sempre por aqui. Abração!

Antonio Netto

Estudante de Engenharia Química. Pernambucano engraçado, dono de uma gargalhada única e de um sotaque marcante. Apaixonado por comida, séries, química e cálculos. Até gosta de estudar mas, sempre que pode, está pelo mundo curtindo e falando da vida alheia.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu