Posts Populares

The Voice UK – S07E09 – Battle Rounds, Part 2

2º Round das battles do The Voice Uk na área, pessoal

Hey, guys. Turu bom com vocês? Cá estou eu, cobrindo mais um episódio desse reality que eu tanto amo. Embora a decadência esteja à tona, seguiremos firmes buscando dias melhores.

Sem mais delongas, vamos ao que interessa? Para me ajudar nessa árdua batalha, tenho a maravilhosa paneleira Tati e o nosso queridíssimo convidado Nicolas. Ah, não esqueçam, se tiverem interesse em comentar as performances com a gente, assim como o Nicolas, basta acessar o nosso “fale conosco” e comentar qualquer realty musical que você queira!

Sem mais, vamos ao que interessa!

 

[TEAM WILL] Anna Willison-Holt Vs Nandi – ‘Tearsdrops by Womack and Womack

Que batalha deliciosa de se ver e ouvir, galera. E que evolução foi essa? Eu estou completamente apaixonado pela Anna. Essa menina acabou de nos mostrar que se ela seguir nessa caminhada pode vir a vencer isso, hein? Ela conseguiu nos mostrar vocais extremamente consistentes, fez nuances que me deixou de boca aberta e olha, tô abismado real. Por outro lado, Nandi embora tenha evoluído, a bichinha foi pisada por sua adversária. Enfim, amei a battle e acho que começamos com o pé direito.

PS¹: O steal do Tom nessa batalha foi bem forçadinho, mas como eu não queria que Nandi saísse da competição… acabei gostando.

PS²: Já perceberam que o #TeamWill está sendo todo roubado? Tô gostando disso pois além de will estar se saindo muito bem nessa season, estou super amando suas batalhas.

Tati: Não me lembrava bem das blinds de ambas, mas isso se torna comum após uma fase tão esquecível haha. Enfim, precisei rever, pois eu amo perceber o quanto o artista evolui e fiquei um pouco surpreendida com o crescimento de Anna. Pra mim, nessa batalha, ela conseguiu mostrar muito mais nuances da sua voz e fez uma apresentação muito bem executada. Acredito que ela possa evoluir mais. Quanto a Chantelle, continuou esquecível, ao meu ver. Foi desnecessário o steal nessa moça, absolutamente mal feito e forçado.

Nicolas: Então, após auditions bem mornas, Anna e Nandi apresentaram pouca evolução aqui. Anna se saiu um pouco melhor nos vocais aqui do que na blind, mas ainda assim acho ela muito sem sal. Já no caso de Nandi, amo o timbre dela, que pra mim, teve mais destaque nessa performance. Foi uma batalha esquecível, mas eu escolheria Nandi. Agora vamos combinar que o steal foi desnecessário né?!

VENCEDORA: Anna Willison-Holt
STEAL: Nandi ~> TEAM TOM

[TEAM OLLY] Jamie Grey vs RYT – ‘Falling Slowly’ by Glen Hansard & Marketa Irglova

 

Ô gente, me perdoem, mas não gostei de nada apresentado aqui. Nossa, faltou conexão com a música, faltou interação entre os adversários, faltou tudo aqui pra mim. Não consegui me apegar a nenhum dos dois acts e aguentar ouvir até o final foi bem difícil, viu? Mas, vos digo que se tivesse que escolher alguém, certamente escolheria RYT. Eles se casam muito bem como uma dupla, eu pelo menos vejo isso, e acho que eles acrescentam muito mais a competição do que Jamie. Olha mais um coach para nós odiarmos aí, gente! *Leiam essa frase escutando Neguinho da Beija-Flor falando hahahaha.

Tati: Eu amo essa batalha simplesmente por me fazer lembrar dos meus babies Adam e Addison, que me destruíram com essa música. Esperava bem mais dessa apresentação, pra ser sincera, afinal trata-se de uma música que não exige tanto em termos vocais e as forças poderiam ser empenhadas na emoção em si, que deixou a desejar. Jamie é limitado, mas ao menos estava mais conectado com a música. Já a dupla, nem parecia dupla. A menina é muito boa, mas o menino me parece tão fora do eixo, eles precisam trabalhar a conexão o quanto antes. Eu também ficaria com Jamie.

Nicolas: Já de cara eu soube que sofreria nessa battle, pois adoro a blind de ambos, mas vamos lá… Primeiramente: que musicão! Amo a harmonia de RYT, e amo o timbre de Jamie, mas não achei que ele encaixou com essa música. Quando eles três começaram a harmonizar a performance desandou mais ainda. No caso, só achei boa no início. Baseado apenas na battle, eu escolheria RYT.

VENCEDOR: Jamie

[TEAM JHUD]Jake Benson VS Jilly Riley – ‘Every Breath You Take’ by The Police

Por aqui foi só amor. Adorei a impostação feita pelos dois, amei a troca entre eles, os dois estavam atentos dentro da canção e essas questões levantadas me deixou muitoooo feliz. Os dois mostraram evolução da blind pra cá e olha, tô surpreso com o Jake. Ele tomou a cena e tudo fluiu massa. Embora tenha curtido a interpretação da Jilly, eu também ficaria com o Jake.

Tati: O mesmo problema de conexão que percebi na batalha anterior, eu notei aqui, só que de um jeito muito mais irritante. O começo do Jake tentando fazer as quebras de notas me soou um pouco forçado, apesar de que a voz dele estava bem agradável. Jilly, minha filha, exagerou um pouquinho, né? Precisava disso num arranjo tão mais suave desses, não. Eu também ficaria com Jake, a voz dele estava bem bonita.

Nicolas: Jake ja me conquistou na blind com esse timbre rouco lindo que ele tem, então estava com grandes expectativas nele. Já Jilly, pra mim, não foi bem nem na blind e muito menos aqui. O destaque foi totalmente pro Jake, que mandou bem do início ao fim, e salvou a battle. Jhud claramente fazendo cena quando disse que a decisão era complicada, Jake se destacou muito mais, e teve melhor rendimento.

 

VENCEDOR: Jake Benson

[TEAM JHUD] Harri Oakland VS Ross Anderson – ‘September Song’ by JP Cooper

E eu achando que um dos dois seria meu Jamie Miller da season. Pobre Alice….. Minha gente, que negócio terrible. Os meninos estavam perdidos, se perderam nas harmonias, deram umas desafinadinhas… Por aqui, nada prestou. Acredito que a culpa tenha sido da song escolhida e da falta de expertise da JHud, ela poderia ter trabalhado melhor com esses meninos.

Tati: MEU DEUS DO CÉU, ALGUÉM ME AJUDA. Parece que passaram na frente do primeiro colégio de ensino médio e pegaram os dois primeiros adolescentes que abriram a boca pra fazer essa batalha. Que coisa mediana, meu Deus. Vocalmente falando, ambos estavam inseguros e tentaram soltar notas altas de forma totalmente desnecessária. Eu mandaria ambos pra casa por empate de zero, mas já que é pra escolher alguém, eu ficaria com Harri.

Nicolas: Mais dois fraquinhos, que só podiam resultar em uma battle esquecível. Os dois tem timbres muito parecidos, e muito comuns inclusive. Enfim, achei Ross superior nessa battle, por ter um alcance vocal maior, e o timbre pouquinho mais grave. Por mais que eu não goste do Ross, Jhud fez bem em escolher ele, pois ja deu uma grande evoluida da blind pra ca, ao contrário de Harri, que parece que não seguiu os conselhos que recebeu da Jhud.

Vencedor: Ross 

[TEAM TOM]  Chloe Jones VS Kalon Rae –  ‘Vincent’ – by Don McLean

É por conta de performances assim que eu não posso abandonar meu TVUk. Gente, que coisa mais linda. Melhor batalha da noite até o momento. Tom quando acerta, faz coisas maravilhosas. Kalon foi uma bela surpresa, pelo menos pra mim. Não lembrava de sua audição, a revi e olha… quanto crescimento. Chloe é uma das minhas favoritas na competição, ela tem um jeito doce que me encanta. A maneira com a qual ela canta é bem especial e eu queria tanto que ela tivesse levado essa… Mas fui tombado em uma battle mais uma vez.

Tati: Até que enfim uma batalha pra me agradar de verdade. Chloe é um anjinho e eu só percebi isso agora, vou correndo rever sua blind! Mas antes preciso lamentar por ela ter ido pra casa sem steal, pois, ao meu ver, a moça fez um bom trabalho: emocional e que não precisou de exageros pra passar sua mensagem. Já kalon apostou mais nas notas altas e alongadas e eu gostei bastante também, mas pra esse tipo de música, eu fiquei muito mais satisfeita com o trabalho de Chloe. Bem triste por ela não ter passado e essa season continua me nocauteando.

Nicolas: Finalmente uma battle que me agrade. Adorei a blind dos dois participantes, e achei essa battle ótima, e complicada de decidir. O que mais gosto no Kalon, é o fato dele ter um estilo bem atual, que analisando pela blind, poderia render bons trabalhos na industria, e depois dessa battle, só tive mais certeza disso, pois ele teve vocais ótimos, e estava bem conectado com a música. Chloe não fica pra trás, soube passar muita emoção pelo vocal (que estava ótimo, inclusive). Kalon me agradou um pouco mais, então concordo com a escolha de Tom, mas gostaria que a Chloe recebesse o steal.

 

VENCEDOR: Kalon 

[TEAM OLLY]  – Bailey Nelson VS Kirby Frost – ‘Friends’ by Justin Bieber and Bloodpop

E não é que amei a battle, meu povo. O melhor do The Voice é a evolução dos acts. Aqui, temos mais um belo exemplo desse fato. Bailey esteve um pouco mais confiante, do que naquela sua primeira vez no palco,  cantando tudo o que podia… Vi bastante esforço pelo lado dele e isso pra mim já conta pontos. Por outro lado, Kirby veio tentando não só ultrapassar seu adversário, como veio superar a si mesma, e eu amei sua interpretação. Foi sólida, a maneira que ela cantou foi maravilhosa… Ain, já quero essa menina crescendo cada vez mais.

Tati: Sabe quando uma batalha é desbalanceada? Acho que é essa minha definição pra ela. Enquanto Kirby tem muito mais consistência vocal e pôde abusar das caras e bocas (até demais, por sinal), Bailey parece tão travado e eu entendo, afinal, ele é de fato limitado. Eu não amei a apresentação, mas ao menos serviu pra perceber que Kirby tem potencial pra fazer nas apresentações, ela só precisa exagerar um pouco menos nas gesticulações e caras e bocas, mas isso é algo que pode ser trabalhado.

Nicolas: Kirby foi uma das minhas favs nas blinds, então estava muito ansioso pra vê-la novamente, e felizmente todas minhas expectativas foram superadas. Bailey fez uma blind morna, com uma musica boa, tem um timbre bonito, mas ele parecia estar com sono enquanto cantava. Os dois são do mesmo estilo, logo achei o pareamento correto. Enfim, sobre a battle: Kirby deu um show de presença de palco, (e quanta atitude essa mulher tem viu), enquanto Bailey continuou do mesmo jeito de sua primeira apresentação, sem presença, e aparentemente sem muita vontade de estar alí. Vocalmente, Kirby também foi muito superior, logo, achei a escolha de Olly certíssima.

VENCEDOR: Kirby Frost

[TEAM JHUD] Jason Nicholson-Porter VS Tesni Jones – ‘Let It Be’by The Beatles

 Já começo fazendo a seguinte pergunta: pra que diaxo JHud me inventa de pôr esses dois pra batalhar, senhor? Tesni e Jason são dois dos melhores acts que JHud tinha e ela me inventa de colocar ambos nas battles. Mas enfim, já passei por coisas piores nesse programa. Bom gente, aqui temos de forma clara o quão bom são esses dois candidatos. Eles exalaram confiança em palco, vieram pra mostrar serviço e olha, que extensão é essa? Fiquei chocado no big moment apresentado por eles. Me arrepiei em vários momentos com Tesni mas preciso lhes contar que  eu também escolheria Jason, portanto, JHud fez uma boa escolha.

Tati: Eu sou o Will ao final da batalha, espantada com a potência vocal de cada um deles. Nesse ponto de vista, foi uma batalha muito bem executada. Jason canta muito e deu pra perceber isso nessa apresentação, quando ele mostrou alguns nuances em suas voz, bem peculiares a esse tipo de artista. Tesni também não ficou atrás e também deu tudo de si. Mas é o máximo que consigo falar, gente. Porque o final da batalha me incomodou um pouco, pois me soou um pouco exagerado. Eu não gosto de ter a sensação de que uma apresentação tenha se transformado em um momento pra *apenas* mostrar notas e nuances. Mas reconheço que foram muito bem dentro do estilo deles.

Nicolas: Dois ótimos candidatos, que fizeram coisas incríveis na blind. Tesni cheia de atitude, presença, e vocais maravilhosos em Highway to hell, enquanto Jason arrasava na intepretação e nos vocais de Amazing grace. Por mais que a música da battle tenha favorecido Jason, foi ótimo pra mostrar outro lado do vocal de Tesni, e olha, ela me surpreendeu. Pensei que Jason ia se sair muito melhor, mas Tesni lutou com tudo que podia, e no final mandou umas notas que me mataram. Jason obviamente mandou muito bem nos vocais também. Minha batalha preferida até aqui, e sem dúvidas os dois mereciam continuar no programa, Will me decepcionou por não dar steal nela!

Vencedor: Jason

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS:

Bom galera, o 2º round de battles do TVUk foi esse, tivemos 3 performances em especial que foram realmente boas, as demais vamos esquecer já, já… No mais, espero que tenham curtido nossa cobertura e olha, estaremos cobrindo o reality até o fim, então cola com a gente que é sucesso e não se esqueçam de comentar o que acharam sobre o ep. No mais, xêro em todos e até a próxima!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Lucas Salles

Um baiano que é capricórniano, aspirante a jornalista, que ama festas, viagens assistir a sériados, ver uma boa treta e realitys shows! Ah, eu sou tirado a figura pública também, viu? Vão no instagram, busquem por @eulucassalles e vem seguir o paneleiro mais sã que já existiu, sqn!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu