Posts Populares

The Voice UK – S07E14 – Final [Season Finale]

Final maravilhosa para um temporada tão morna!

Oi pessoal, depois de ter feito a review do segundo episódio, fui forçado incumbido com a difícil tarefa de cobrir a final dessa temporada. Sinceramente eu não estava curtindo tanto essa temporada por conta do cronograma louco que fizeram, achei que ficou tudo muito rápido e que não conseguimos conhecer tanto dos acts, sendo que muitos tiveram que dá adeus muito cedo na competição. Apesar da produção ter sido horrível, ao menos conseguiram formar um excelente top 4 para essa final, aliás muito eclética.

Dentre os finalistas, a Ruti é de longe minha favorita desde o início, o timbre suave e seu estilo índie me cativaram totalmente desde sua blind audition. Porém tenho que dizer que a Lauren é uma participante que ganhou muito minha torcida por sua evolução no programa, impressionante como cresceu depois dos Knockouts, amaria muito sua vitória também. Já o Donel é um dos grandes favoritos desde sua audição, ele nunca foi dos meus favoritos, porém não diria que sua vitória seria injusta, já que claramente ele é bem carismático e comercial musicalmente. A dupla lírica, até então nenhuma de suas performances me cativaram e achei que no time de JHudson tinha nomes melhores para representá-la na final, então entre os finalistas elas são as que menos tenho torcida. Para me ajudar nos comentários dessa final, tenho a honra de trazer a fofíssima Tati que é reviewer aqui do TVUK e o amigo paneleiro e meu conterrâneo, o novato Thairo. Sem mais, vamos conferir tudo o que rolou e quem venceu essa temporada!

Jennifer Hudson, Tom Jones, Will.i.am & Olly Murs – “Come Together” by The Beatles

Michel: A performance dos coaches foi até legal, apesar que pra mim soou um pouco previsível demais e até mesmo bem parecida com a performance especial do primeiro episódio. Olha preciso dizer que para mim o grande destaque dessa performance em grupo foi o nosso querido vovô Tom, que voz e que potência, incrível como a voz desse homem continua impecável. Amei o finalzinho interativo com a platéia e como sempre o Will deu uma forma de não cantar, hahahaha.

[TEAM WILL] Donel Mangena – “Let Me Love You” by  DJ Snake ft. Justin Bieber

 

Michel: Esse garoto é uma gracinha, tem um estilo super pop e dono de um carisma impecável. Nessa performance eu achei que a música escolhida foi boa para ele, porém achei que alguns trechos a banda ficou um pouco alta demais, ofuscando um pouco os seus vocais, além de algumas desafinadas. Apesar disso, eu gostei muito da mudança no instrumental da música, deu um ar todo dançante para a canção e ainda permitiu que ele dançasse durante a performance, a única coisa que não entendi foi o estilo vaqueiro dele, hahaha, mas ok. PS: Apelação master levar a vózinha para assistir na cadeira.

Tati: Esse menino claramente deveria estar no The X-Factor, gente! Sempre vejo qualquer apresentação dele com essa sensação e, pra mim, ele já é uma estrela que combina muito com esse tipo de show. Ele domina o palco e é dotado de uma simpatia sem fim. Só que ele sempre fica devendo um pouco nos vocais e, nesse sentido, pra mim ele é o pior dos quatros. Foi a pior performance vocal dele, mas, ao menos, ele arrasou nas dancinhas e na movimentação no palco.

Thairo: Adoro a vibe e a performance que o Donel traz, mas que começo foi esse meu amigo? Fora que já é a segunda ou terceira música do Justin Bieber que ele canta. Adorei a avó dele sentada na cadeira do Will. A sample da semana passada foi maravilhosa, mas repetiram nessa semana e aí você pensa: por que? Tantas opções que tinha.  Adorei ele espelhado no vídeo com a gravação dançando, a escolha da música realmente não ajudou e ele desafinou em várias partes, mas ele não tá aí por conta da voz e sim por outros fatores. Mas hoje realmente não senti conexão, acho que foi até a primeira vez, tô decepcionado real pois para mim ele veio como o vencedor e essa performance foi tipo: ?

 [TEAM JHUD] Belle Voci – “O Fortuna”

Michel: Olha, finalmente uma performance das garotas que eu realmente gostei, antes tarde do que nunca. A música escolhida foi perfeito para uma performance final, vocalmente acredito que tenha sido a melhor performance delas no programa, amei o palco, o figurino e até mesmo o bale coreográfico, criando todo um ambiente mais dark que caiu muito bem com a música cantada. Acreditava fortemente que elas seriam pisadas nessa final pelos seus oponentes, mas mostraram que vieram como muita força pra final, que performance maravilhosa!

Tati: Gente, o que foi isso? Parecia que eu estava em um concerto oficial. Achei tão envolvente, tão bem planejado e apresentado. Estava tudo no lugar certinho e elas deram um show de interpretação. Em termos vocais, não sou posso falar se foram bem ou não, pois realmente não é minha praia, mas, pela primeira vez, não me senti incomodada enquanto elas cantavam.

Thairo: Gente essa música é super difícil, nunca imaginaria elas cantando. Esse início forte das duas estilo coro grego, que lindo. A produção fez um cenário bonito também, além das duas que estavam maravilhosas. Não é um estilo que eu tenha muita propriedade para falar, mas elas foram impecáveis, tem qualidade e potência vocal obviamente e cantaram lindo. Teve uma hora que achei que os dançarinos tiraram a atenção, e se eu fosse a JHud não teria permitido. Mas a apresentação foi magnífica.

[TEAM TOM] Ruti Olajugbagbe – “If You’re Not The One” by Daniel Bedingfield

Michel: Ahhhhhhhhh Ruti, eu escolhi te amar <3. Esse timbre angelical, passa tanta fragilidade e conexão que fica impossível a gente não se conectar com suas apresentações, ao menos eu entro num estado de transe, viajando em sua bela voz e na mensagem que passa na música. Outra qualidade dessa linda é como ela torna as músicas tão suas, ela tem um timbre bem peculiar e sempre costuma mudar o arranjo das músicas, aliás com a música de que ela cantou parece até outra, o que mostra o quanto ela imprimou sua personalidade na canção. Mais uma performance sua que fiquei apaixonado <3!

Tati: Está aí uma menina e um timbre que demorei tanto pra gostar e me acostumar, mas agora acho tão lindinha e gosto demais. Eu acho que Ruti merecia uma música mais forte nessa final (embora tenha gostado muito dessa, pois não conhecia), mas, mesmo assim, ela foi tão lindinha e emocional e me agradou bastante. Após o primeiro refrão, ela me pareceu mais conectada e eu arrepiei com a forma emocional como ela conduziu a canção. Muito linda, sim! E que bom que Tom acreditou nela.

Thairo: A voz da Ruti é tão gostosinha de ouvir, ela poderia fazer sucesso com músicas dançantes e numa pegada Sam Smith. Senti algumas falhas na voz dela, mas eu nem liguei para isso. Ela executou e se conectou com a música do modo que pedia, senti falta de um pouco mais contato olho a olho. Essa pegada indie que ela me imprime é tão legal, e a transição dela para o agudo no final foi um doce para os nossos ouvidos.

[TEAM OLLY] Lauren Bannon – “Stay” by Shakespears Sister

Michel: Gente, essa menina nunca me decepciona mesmo, que apresentação linda. Eu não conhecia a música, mas adorei que escolheu uma música que particularmente eu não conhecia, mas que amei muito, gostei muito de sua interpretação, voclamente gostei muito também, apesar que achei que faltou mais força no refrão. Gostei muito de sua performance, Lauren realmente é a grande surpresa dessa temporada e mesmo que não vença o programa, mostrou o quão talentosa é e ainda nos presenteou com mais uma performance maravilhosa, com muita entrega e vocais poderosos.

Tati: Estava esperando Stay da Riri, mas fui surpreendida por uma ótima escolha musical, de uma música que não conhecia, inclusive, mas que casou perfeitamente com a voz de Lauren e permitiu que ela explorasse mais recursos em sua voz. Eu simplesmente amo esses agudinhos que ela usa e eles foram muito bem utilizados nessa música. Lauren cresceu demais nessa competição curtíssima, minha gente! Fico tão feliz de ver que isso tenha acontecido, pois é a fator que mais me agrada nesse programa.

Thairo: O time quase deu certo, mas consegui perceber que não era espelhado haha. A Lauren está pronta, não tem os melhores vocais da competição, mas esta comercialmente favorável, até mais que o Donel. A performance dela foi linear, ela manteve boa a qualidade vocal, a afinação, a presença de palco e foi bem. Não sei se para uma final, mas gosto bastante da vibe que ela traz.

[TEAM JHUD] Belle Voci and Jennifer Hudson – “My Heart Will Go On” by Celine Dion

Michel: Quando vi a música do dueto, eu esperava um desastre com uma performance cheia de exageros e com zero conexão entre elas, porém confesso que o resultado final me deixou bastante satisfeito. Gostei muito que a Jennifer deixou suas acts brilharem, conteve mais sua voz para cantar em trio com as meninas e permitiu que elas também brilhasse na performance, até porque essa mulher tem uma voz avassaladora. Foi uma performance bonita, gostei delas juntas no palco e soaram muito melhor do que eu imaginava, apesar que já no finalzinho foi inevitável a JHud não roubar a atenção um pouquinho.

Tati: AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA que coisa maravilhosa. Que música bem acertada e como as vozes se casaram bem! Quem escolheu essa música está de parabéns, pois permitiu que tanto Jhud, quanto a dupla arrasasse, mesmo com uma música que já rendeu tantas performances boas. Jhud poderia “engolir” vocalmente as meninas, uma vez que possui um timbre mais forte, mas eu consegui ver o melhor de cada uma delas. Amei forte!

Thairo: Nem começou mas já tô pensando, GRITA MESMO MULHERES QUE EU GOSTO. Que a JHud tem um vozeirão todos sabem, mas ela cantou no estilo delas e casou certinho haha. Mas quando ela abriu o pulmão eu quase larguei o celular no chão, você arrasa! Esperava mais notão, mas entendo que seria exagerado. Porém esse final, apaixonado. Jennifer você é uma fada da potência vocal.

[TEAM OLLY] Lauren Bannon and Olly Murs – “Ain’t No Mountain High Enough” by Marvin Gaye & Tammi Terrell

Michel: Poxa, fiquei um pouquinho decepcionado com esse dueto, não porque foi ruim, mas porque eu criei fortes expectativas por achar que eles formavam uma dupla mais entrosada. Com tantas músicas para fazer um dueto, com tantas músicas atuais que aliás a Lauren sempre mandou muito bem nas songchoices, essa música não valorizou em nada nenhum dos dois, além de já está bem batida em realities musicais, achei até mesmo que em alguns trechos o Olly foi engolido pela banda alta. No final da performance só achei tudo legalzinho pela interação deles, mas não me empolgou muito não, esperava algo mais romântico, sensual, até porque são lindos e super tem uma química.

Tati: Essa é uma das minhas músicas favoritas da vida e eu tenho uma tendência de gostar de qualquer apresentação minimamente decente que façam dela. Então, logicamente, eu AMEI Lauren e Olly aqui. Posso dizer que os vocais de Lauren me chamaram muito mais a atenção? Pois chamaram mesmo! Hahaha E ambos estavam com uma energia maravilhosa.

Thairo: Dueto do pop, eles deveriam lançar um feat depois do show inclusive. Adorei a vibe meio que antiga. Eles estavam confortáveis cantando, interagiram bem. As notas foram executadas corretamente, aumentaram no final a velocidade, arriscou os agudos a Lauren.

[TEAM WILL] Donel Mangena and will.i.am – “OMG” by Usher

Michel: De vaqueiro para garoto NASA, muito melhor o visual, o palco e achei essa sua performance em dueto muito melhor que a sua solo. Amei a escolha da música, Will soube deixar que o Donel fosse o verdadeiro destaque da performance. Alguns momentos achei ele um pouquinho travado, talvez tenha sido por conta das coreografias que ele precisava dançar na performance, mas em contrapartida seus vocais estavam melhores. Muito legal a interação dele e Will, realmente não existia um coach melhor para ele.

Tati: Estou de muito bom humor hoje, pois, até o momento, eu estou gostando de TUDO! Que final, boazuda, amigos! Apesar de ter ficado um pouquinho arrastada na metade da apresentação, eu gostei muito do palco, dos dançarinos e da postura de Donel. Eu detesto a voz de Will, mas não me incomodou aqui, não!

Thairo: Parecia gravação de clipe, já podem lançar a parceria. Eles combinam tanto, parece a versão 500ml e 250ml. Tem um estilo parecido e não teria casamento de coach melhor das quatro opções para o Donel. Foi a melhor performance dele da noite, ele acertou na voz, na dança. Adoro essa quebradinha que ele faz no vocal quando canta por conta do sotaque provavelmente, e ele e o Will metendo o momento break de dança haha, performance é assim mesmo.

[TEAM TOM] Ruti Olajugbagbe and Tom Jones – “What A Wonderful World” by Louis Armstrong

Michel: Que coisa mais fofo o Tom e sua netinha cantando juntos <3. Olha, outra dupla que tem uma conexão incrível é a Ruti e Tom, claramente a gente ver que eles combinam muito bem juntos, coisa que ficou ainda mais evidente nesse dueto. Amei o contraste dessa dupla, ele todo experiente com uma voz potente e madura, já ela toda menininha com uma voz mais suave e frágil, aliás a escolha da música foi perfeita para eles, criou todo um clima de fofura e familiar, ambos sentados, as folhas caindo, bem aquele comercial de margarina para conquistar a família. Muito, mas muito lindo mesmo!

Tati: Que coisa fofa, meu Deus! Eu to muito apaixonada e queria morar nessa apresentação. Foi algo tão singelo e tava tudo tão fofinho: o posicionamento de ambos, o palco e a forma como eles cantaram olhando um pro outro. Fico muito feliz que Ruti tenha casado bem no Team Tom, apesar do pouco tempo de trabalho e esse dueto é algo que representa muito bem a relação amável dos dois.

Thairo: Que dueto gostosinho, eles dois sentados assim me lembrou Christina e Alisan na S10 do The Voice US. Foram bem vocalmente, adorei eles dois cantando enquanto se olhavam e parece ter uma relação fofa pelo backstage, as vozes casaram e foi tudo fofinho. Nem amei, nem odiei.

RESULTADOS – PARTE 1

Chegada a hora de anunciar os dois finalistas menos votados, deixando a votação entre apenas dois. Julgando pelas performances de hoje, na performance solo o grande destaque ficou para a dupla Belle Voci que surpreenderam muito, logo atrás adorei igualmente as performances das meninas Ruti e Lauren, somente o Donel achei que ficou bem abaixo do nível dos demais. Já nos duetos, amei demais os duetos de Ruti e da dupla, ambos souberam dosar bem o equilíbrio das vozes e na conexão entre coach e acts. Se fosse para definir pelas performances de hoje, a Ruti e a dupla seriam as finalistas por justiça, mas julgando pelo histórico eu acharia Ruti e Lauren as que mais tiveram uma trajetória de maior destaque.

Conclusões feitas, os acts menos votados e que não retornaram para cantar mais uma música antes da decisão do winner foram: Belle Voci e Lauren Bannon, um resultado que acredito que já era esperado por todos!

[TEAM WILL] Donel Mangena – “Cold Water” by Major Lazer ft. Justin Bieber and MØ

Michel: Caramba, apelaram mesmo para a vovó nessa final. Olha essa performance foi realmente a que ele mais teve destaque no programa, além de sua vó ter eternizado a música com sua dancinha super fofa. Muito lindo eles dois lá no palco, apesar de ter achado um pouco apelativo, achei fofinho de se ver. Os vocais estavam ótimos, reprise super acertada, só poderia terem caprichado mais no palco e ter mostrado mais do potencial do garoto.

Tati: Ao contrário de Ruti, achei que Donel foi melhor em sua primeira apresentação dessa música. Não sei se foi pela surpresa, mas achei a primeira versão mais natural e gostosa de se ver, enquanto achei essa um pouco mais forçada, principalmente pela avó, né? Tudo tem que ter a avó agora? Então forme uma dupla, né? Hahahaha

Thairo: Focaram na cadeira do tom sem ninguém, que?. Olha ele aí cantando Justin de novo. Adoro essa vibe meio africana que ele trás e passa na música, o que foi a avó dele subido no palco?? Cancela o programa e da o prêmio para ela haha. Até sobre isso eu como espectador adoro ela lá, mas analisando pela questão performance não faz sentido nenhum.

[TEAM TOM] Ruti Olajugbagbe – “Dreams” by The Cranberries

Michel: Já podem entregar a coroa para essa rainha, dona dessa temporada! Das músicas que Ruti cantou no TVUK, acredito que essa seja a que melhor representa seu estilo índie. A primeira vez que ela cantou eu já amei e ficou fascinado na sua performance, mas tenho que dizer que essa reprise me agradou ainda mais, achei que aqui a Ruti mais segura nos vocais e mais conectada com a música, mostrando mais segurança e vocais mais consistentes. Outra coisa que amei muito aqui foi seu visual, amei esse visual todo alternativo, o palco poderia está cheio de rosas, meio jardim e a gente apreciando essa fada soando angelicalmente no palco. MINHA WINNER INDEPENDENTE DE QUALQUER RESULTADO <3.

Tati: Ai, gente! Só eu estou apaixonada pelo olhar de orgulho do Tom enquanto Ruti se apresentava? Eu só consegui reparar nisso! Achei essa apresentação melhor e Ruti nem me pareceu nervosa, apesar do momento ser mais delicado. Eu amo esse “lado” da voz de Ruti e eu só consigo fechar os olhos e imaginar um cenário muito feliz hahaha. Uma doçura de apresentação.

Thairo: Aí essa voz dela gente, ela canta como se fosse no tom de manteiga derretida no pão de sal e mergulhado no café sabe? Ela cantando da vontade de estar apaixonado, de mão dadas correndo pelo campo com o vento no corpo. E as transições que ela realiza, os agudos lindamente, o tom vendo essa performance emocionado foi bacana, e ela encantou.

RESULTADO – PARTE 2 (FINAL)

Depois das performances da final, era impossível não dizer que a Ruti é a verdadeira winner dessa temporada, mas sabendo da popularidade do Donel e toda comoção que ele causou no público por conta da sua adorável avó, o Donel é a grande aposta como o vencedor dessa temporada. Sendo assim, julgando pelo histórico de vencedores do programa, esperávamos a vitória do candidato mais popular e não necessariamente o melhor. Indo contra o que eu esperava dessa final, quem levou a melhor nessa temporada foi:

QUE HINO DE VENCEDORA! Amei demais o resultado, depois de uma temporada cheia de falhas por conta da má produção da ITV, ao menos tivemos uma bela final e com uma vitória mais que justa da menina Ruti. Tom também mereceu demais essa vitória, realmente ele fez um belo trabalho com ela, prova disso é que Ruti nem foi um dos destaques das audições e aos poucos foi ganhando o favoritismo do público britânico.

Então pessoal, encerro essa minha review muito feliz pelo resultado mais que justo. Agradeço a todos vocês que acompanharam as nossas reviews e fiquem ligados que em breve estaremos retornando para mais uma franquia do The Voice, dessa vez o australiano. Beijos e até uma próxima!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Michel Araujo

Meio baiano, meio sergipano, já passou dos 20 anos e um sofrido estudante de engenharia, com uma personalidade cheia de atitude e uma leve ousadia. Viciado em séries, realites e músicas, vai me encontrar sempre por aí escrevendo reviews, numa diversidade de gêneros de série e programas de TV.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu