Panela de Séries » Arquivos The Voice UK – S07E11 – The knockouts, Part 1 - Panela de Séries

Posts Populares

The Voice UK – S07E11 – The knockouts, Part 1

Meu The Voice UK está mortíssimo! 

É isso mesmo, não tem pra onde fugir, podem mandar enterrar, pois mataram de vez uma das minhas franquias favoritas desse programa. Isso já vinha sendo evidenciado duas seasons atrás, mas acho que o programa sucumbiu de vez após ir para a ITV, que, convenhamos, só acabou de empurrar o programa ladeira abaixo. A bomba da vez é o novo formato para nocautes, que, em minha opinião, era simplesmente a melhor fase desse programa.

Se você ainda não entendeu, deixe-me explicar: cada coach via dividir seus seis candidatos em dois grupos de três e, após cada artista performar, o técnico escolherá UMA pessoa para prosseguir pra SEMIFINAL. Isso mesmo, Brasil! De um Top 24, partiremos direto para uma semifinal com um Top 8 e, em menos de um mês, já teremos o fim do programa. HAHAHAHAH Rindo de nervoso, pois eu não tenho condições de nem criticar essa palhaçada. Bora comentar as performances de uma vez! Comigo hoje tenho o paneleiro João e nosso leitor Thiago. Lembrando que dessa vez usaremos nossos amados selinhos <3. Antes de começar, quero apresentar pra vocês os conselheiros trazidos pelos jurados. Olly Murs trouxe Craig David; Jhud, o atual campeão Mo e a cantora Leona Lewis; Tom Jones, Kylie Minogue e Will trouxe os companheiros do Black Eyed Peas.

[TEAM OLLY] – Lauren Bannon – “Believer” by Imagine Dragons 

Tati: Essa música é dificílima e até hoje eu não tinha visto ninguém cantando na forma digna que esse hino merece. Mas, gente, essa menina me surpreendeu demais. A voz dela é muito agradável e eu já tinha falado aqui, mas o melhor dela foi mostrado aqui de uma maneira bem legal. Adorei a atitude e ela soube segurar muito beem a parte do refrão, que pra mim parece ser a parte mais complicada. Uma ótima forma de começar a noite e eu fiquei bem feliz com a evolução de Lauren.

João: Menina, como que essa música, nesse arranjo casou com a voz dela né? Fiquei chocado quando vi a songchoice, pois achei que sairia uma cagada sem tamanho, mas souberam usar a canção fazendo um arranjo bom, e que destacou muito a voz dela, principalmente os rasgados. Estou passado. E a roupa dela tava MARAVILHOSAAAAAA!

Thiago: Me surpreendeu bastante, eu achava que essa música não iria combinar com ela, mas felizmente ela conseguiu conduzir bem e me agradou bastante cantando esse hino.

[TEAM OLLY] Kade Smith – “Express Yourself” by Madonna 

Tati: A voz de Kade nunca me soou tão irritante, mas eu devo confessar que a ótima presença de palco e boa desenvoltura me fizeram adorar real essa apresentação. Sei que estamos falando de um programa que, em tese, avalia em primeira essência a voz de um artista, mas isso ficou um pouco em segundo plano, pois Kade soube se expressar na medida e interpretar a música de uma forma digna. No mais, acho que não houve tantos erros vocais, não! Por isso, acredito que essa também tenha sido a melhor apresentação de kade.

João: A voz dele nao me agrada muito, acho muito crua, nao vejo um mercado para ela, sem contar o fato de que ela ainda vai mudar bastante. Mas tirando isso, foi uma boa apresentação, animada, colorida, o menino ate arriscou uns passinhos, achei muito a cara do Olly mesmo, mas nao o vejo indo mais longe que isso.

Thiago: Adorei a energia dele e amei isso de começar meio que fora do palco haha. Foi uma performance boa, energética e boa vocalmente, curti.

[TEAM OLLY] Holly Ellison – “Perfect” by  Ed Sheeran 

Tati: Morta que não lembrada da Holly hahaha Só pra constar, agora que percebi que os coaches que estão escolhendo as músicas para alguns artistas nessa fase. Essa canção é uma das que menos gosto do Ed e acredito que tenha sido pela música que eu tenha achado a performance um pouco entediante até certo momento, mas de qualquer maneira Holly conseguiu passar emoção enquanto cantava. Foi uma performance “just ok”, mas pra mim não foi suficiente para avançá-la.

João: Pegou um hit do momento, cantou bonitinha no pedestal, tava com uma roupa brilhosa só o lacre, achei que viria uma pisão, mas me decepcionei. Achei a performance bem curta, nao aproveitou em nada a voz da menina, além de sentir um total de 0 conexões, ela parecia mais preocupada em cantar certinho do que em transmitir a mensagem que a musica carrega. Felizmente escolha certíssima em passar a Lauren.

Thiago: Socorro eu amei gente, amei o timbre e achei ela bem conectada com a música o tempo inteiro, achei otima vocalmente e conseguiu entregar uma ótima performance.

VENCEDORA: Lauren
ELIMINADOS: Kade e Holly

Gente, não esperava mesmo que Olly fosse tomar uma decisão tão sensata. Eu gostei muito de Kade e achei que Holly foi minimamente decente. Mas Lauren realmente foi a dona do time e fico feliz que Olly tenha optado pelo mais coerente.

[TEAM WILL] Paige Young – “Power” by Little Mix 

Tati: Paige mostrou bastante atitude nas batalhas, apesar do timbre dela me soar um pouco chatinho (mas isso é apenas questão de gosto, a menina manda bem). Nesse K.o ela veio com muito mais atitude e a música veio muito a calhar. Um parenteses pra dizer que realmente os convidados ajudaram com as dicas, pois os ensaios mostravam uma Paige muito exagerada e desconexa, totalmente diferente do que vimos no palco. Eu gostei da apresentação pela atitude e presença, mas a voz dela me irrita um pouco, devo confessar.

João: Deus, POR QUE???? Acho que preciso de alguma coisa para os meus ouvidos, pois sangram nesse momento. Não tem como aceitar que essa voz irritante chegou até aqui, MEU DEUS! E ainda pega esse hino empoderador das minhas Misturinhas pra fazer isso??? Embora que eu acho que nenhuma musica ficaria boa nessa voz enjoativa. Eu to muito revoltado e vou xingar muito no twitter.

Thiago: QUE HINO DE SONGCHOICE AAAAA. Olha se não fosse o timbre meio enjoento eu teria amado forte essa performance, mas o timbre me incomodou um pouco sim :/ tirando isso acho que foi sim uma boa performance, mas não me agradou muito por conta do timbre.

[TEAM WILL] Tai – “Jolene” by Dolly Parton

Tati: Gente hahahahahahaha Eu to sem palavras para a coragem de Tai. Todo mundo ficou assustado quando ela disse sua escolha e eu também, por que coragem pra cantar country sendo de um estilo totalmente oposto, viu? Eu estava esperando algo bem ruim, viu? Mas a menina até que me surpreendeu. Não vou dizer que amei e vou rever o vídeo um milhão de vez, mas ela soube fazer uma releitura ao estilo dela e, dentro de sua proposta, conseguiu executar bem. Corajosa, ao menos, ela é. hahaha

João: O que aconteceu com meu Team Will? Caramba, mais uma cagada em outra musica. Tai tem muita atitude, isso é inegável, mas que arranjo foi esse, colocar Jolene em um reggaeton. Mais uma musica enterradíssima por essa temporada, já nao bastava minha Power na apresentação anterior. O que o Team Olly teve de bom nos arranjos, faltou no do Will.

Thiago: Minha nossa que versão é essa socorro. Ai gente eu achei bem esquisito e não curti não, achei a versão estranha de mais sério, gostei não.

[TEAM WILL]  Anna Willison Holt – “Master Blaster” by Stevie Wonder 

Tati: Will que escolheu a música para a Anna e eu fiquei um pouco surpresa com a songchoice. Jurava que ela poderia vir com algo mais soul que combinaria mais com ela. Anna também me deu a impressão de que não estava concordando com a música até começar sua apresentação, que foi muito surpreendente. Eu fiquei bem impressionada com a moça cantando as partes mais rápidas de uma maneira tão natural. Gostei da performance e acho que ela fez o que podia com uma songchoice não tão favorável.

João: Senti um pouco de falta de letra nessa performance kkkkk muitas firulas, ficou mais brincando com a musica do que realmente cantou. Mas levando em consideração as outras apresentações do Team Will, essa foi de longe a melhor, mas isso nao quer dizer que foi boa, ok? Sem dúvidas era a quem mais merecia das três, mas de qualquer forma, nenhuma delas fazem diferença para mim, nenhuma chamou minha atenção hoje.

Thiago: Amei hahaha achei bem divertida e amei a dinâmica que ela tem na voz, a força e velocidade nas palavras. To bem impressionado com esse KO, amei.

VENCEDORA: Tai
ELIMINADAS: Anna e Paige

Quando eu digo que Will é um embustinho eu não estou falando mentira. O que houve com esse homem, minha gente? Senhor da glória! Tai, apesar da atitude, é bastante limitada. Anna pra mim era a melhor opção, mas até Paige me deixaria mais “ok” com a escolha. Espero que ele não me decepcione semana que vem não levando baby Donel.

[TEAM JHUD] Jake Benson – “Sun Comes Up” by Rudimental

Tati: Gente, eu não posso falar desse nocaute sem falar das reações dos coaches hahahaha Mas está claro que isso não foi à toa: Jake começou a música totalmente desconfortável e fora do tom. Até a parte do refrão foi tudo muito sem graça e depois melhorou, ficando só uma apresentação mediana mesmo. Ele até tentou dar umas enfeitadas, mas não rolou muito, não, migo! A pior dele pra mim.

João: Vamos começar falando o quanto esse cara é um sapão, e que adorei a calça rasgada. Mas falando de voz, não vou negar que acho ele um tanto limitado, e sem muita variabilidade. Mas dentro do possível, acho que ele fez um bom trabalho com a voz, e a melhora dele da Blind ate aqui foi significativa. Acho que já da para as pessoas pararem de descer aquela escada ne? Todo mundo vem de lá quase, vamos variar galera.

Thiago: Pelo o início eu achei que seria pior, mas ate que ele cresceu bem. Do meio pro fim eu achei a performance bem boa e conseguiu me agradar bastante até.

[TEAM JHUD] Ross Anderson –  “Torn” Natalie Imbrugliaby

Tati:  Não serei injusta ao dizer que Ross não melhorou, pois ele evolui até certo ponto. Mas ainda acho que Ross tem um longo caminho de treinamento pela frente ainda. Acho perceptível seu esforço e tal, mas não, gente! Pra mim ele nem deveria estar em um programa profissional ainda, talvez daqui uns anos, com bastante treino. Apesar de notar esforço vindo da parte dele, pra mim faltaram segurança e bons vocais. Fico triste, pois ele parece um bom menino, mas está um pouco “cru” ainda.

João: Lembro um total de 0 coisas desse menino, mas que vozeirão viado! Adorei a versão dele dessa musica, achei que destacou as qualidades vocais, porém não o senti muito conectado com a letra. Acho que talvez ele poderia ter aproveitado um pouco o palco também. Apesar de tudo, acho que ele tem muito ainda pra mostrar, e que nao exploraram nem 50% do que ele pode fazer.

Thiago: Amei gente, amei o timbre dele e a versão ficou ótima. Achei a performance bem gostosinha do início ao fim e eu curti muito a vibe do Ross ❤ pisou.

[TEAM JHUD] Gayatri Nair – “This is Me” by The Greatest Showman

Tati: Ficou claro nos ensaios que essa música tem um grande significado pra Gayatri e ela conseguiu evidenciar isso de uma maneira bem intensa ao longo da apresentação. Tanto que foi uma performance pra perceber muito mais a emoção da letra do que, necessariamente, o potencial de Gayatri já apresentado em outras ocasiões. Eu esperava mais, viu? Houve deslizes, mas creio que tenha sido pela importância da música pra ela. De qualquer forma, a melhor no team Jhud.

João: Cara, ela canta muito bem, mas eu vejo tantas outras cantoras com vozes poderosas que nao fazem sucesso. Sem querer fazer propagando pra oposição, mas ela nao tem o Fator X. Se tratando de voz, com certeza ela canta muito! Senti uma conexão legal dela com a musica, e adorei o visual. Infelizmente nao vejo muito futuro num mercado musical para vozes como a dela.

Thiago: Eu achei um pouco corrida essa performance, não achei ruim mas acho que poderia ter ficado melhor, a parte da High note eu não sei se curti muio :/ achei meio estridente sei lá.

VENCEDORA: Gayatri
ELIMINADOS: Ross e Jake

Jhud sensata! Escolheu, de fato, quem demonstrava mais potencial para as próximas fases. Apesar de não ter feito uma excelente apresentação, Gayatri é vocalmente muito melhor do que seus dois concorrentes e eu também avançaria a moça.

[TEAM TOM] Kalon Rae – “California Dreamin” by  The Mamas & The Papas

Tati: Primeiramente preciso dizer que se Kalon viesse vestindo essa roupa no The Voice US, nesse momento a America estaria em peso no Facebook da página destilando seu veneno. Mas, de qualquer forma, Kalon foi bem corajoso e, apesar de muito performático, não deixou de lado o cuidado com os vocais. Eu geralmente não gosto de performances tão carregadas desse jeito, mas achei bem executada dentro da proposta dele.

João: MEU DEUS QUE ROUPA BREGA, EU TO CHOCADO. Com toda certeza ele brigou com a figurinista essa semana. Mas enfim, tirando isso, achei uma performance fraca. Colega, pra cantar essa música depois da versão da Sia, você tem que ser FODA, e ta ai uma coisa que o Kalon nao foi hoje. Cantou legal, mas não destacou, nao encantou, não arriscou, coisa que essa musica pede E MUITO. Escolha de songchoice erradíssima.

Thiago: Amei todo, amei a versão e achei ele bem competente. É sem dúvidas uma das minhas performances favoritas da noite AAA PS. Que roupa horrorosa viu meu filho, misericórdia hahaha.

[TEAM TOM] Eliza Gutteridge – “Don’t kill My Vibe” by Sigrid 

Tati: Tenho um misto de sentimentos por Eliza, já disse aqui. Ao mesmo tempo que gosto dela por ser tão original, o timbre estranho dela me incomoda muito. Essa música combina com ela, mas requer uma desenvoltura que eu pensava que ela não tinha, mas, no entanto, ela apresentou até que bem, juntamente com bons vocais. A mãozinha dela me incomodou um pouco hahahaha, mas pra mim houve superação e uma grata surpresa.

João: Vamos focar que ela estava DESCALÇA, voce quer conceito @? Eu sou muito suspeito pra falar da Eliza pq eu amo ela desde as blinds, mas acho que essa foi a melhor perfomance dela até o momento. Gostei da presença de palco, gostei de como ela projetou a voz, arriscando algumas high notes, que eu nem achava que ela conseguiria. To simplesmente apaixonado nessa apresentação! Infelizmente não teremos mais disso.

Thiago: Ela tem um timbre interessante e tals, mas não conseguiu me convencer com essa performance, acho que ela ficou muito na zona de conforto e acabou não impressionando muito.

[TEAM TOM] Lucy Milburn – Gravity – by Sara Bareilles

Tati: Eu amo tanto essa música e achei uma excelente escolha de Lucy! A moça estava um poço de emoção, aliás, ela É um poço de emoções e transmite isso de uma maneira bem bonitinha. Apesar do nervosismo pré-performance, eu consegui me conectar tanto com Lucy e achei uma performance muito bonita, com bons vocais e, claro, muito emocional. A melhor apresentação do Team Tom e uma das melhores da noite.

João: Inegavelmente a melhor voz da noite do Tom, além de cantar pra caramba, ainda estava conectadíssima com a música. Tom escolheu certíssimo passando essa menina, pois consigo ver ela ganhando isso facilmente. Que apresentação linda, eu to sem palavras. Sabia que o Team Tom era o mais forte, mas achei que ele faria muitas cagadas no decorrer e chegaria fraco nos lives. Paguei a língua, Tom continua sendo o favorito ate o momento.

Thiago: MEU DEUS QUE LINDA. Gente que maravilhosa ela socorro, toda conectada com a música, atingindo todas as notas e arrasando no vocal pelo amor. De longe a melhor performance dessa noite, a senhora veio pra pisar nos amiguinhos né amore? PISOU MUITO.

VENCEDORA: Lucy
ELIMINADOS: Eliza e Kalon. 

Tom, fez o certo e não me surpreendeu. Lucy, além de um bom nocaute, também fez apresentações anteriores bastante interessantes.

Então, galera, come essas últimas performances, chegamos ao fim da primeira noite de nocautes. Achei o programa a cara da season: com boa apresentações pontuais, mas com um nível geral bem mediano. Apesar de nocautes mais elaborados e com um tempo maior, senti falta dos tradicionais e emocionantes k.o’s do The Voice Uk, com todos no palco, assistindo as apresentações de todos os artistas. O que tivemos aqui foi uma espécie de shows gravados. Um retrocesso, ao meu ver. Na semana que vem, restarão ainda os seguintes pareamentos:

#TeamTom: Ruti Olajugbagbe, Wayne Ellington e Chantelle Nandi.

#TeamWill: Mark Asari, Donel Mangena e Saskia Eng.

#TeamJhud:  Jason Nicholson-Porter, Belle Voci e Rhianna Abrey. 

#TeamOlly: Jamie Grey, Kirby Frost e Shane McCormack.

Considerando os embates da próxima semana, eu gostaria MUITO que passassem Ruti, Donel, Rhianna e Kirby e acho que eles teriam muito potencial pra fazer live shows descentes (se houvesse live shows direitinho, né?). Espero não ser surpreendida, mas é claro que meu julgamento vai depender do desempenho dos artistas. Me despeço de vocês nessa season (fazer o que se a equipe é maior que a própria quantidade de fases do programa -q) e torçamos para que tenhamos, ao menos, bons programas daqui pra frente haha. Abraço e até mais!

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Tatiane Silva

Sou uma Social Media e Community Manager que ama tanto o que faz, que acaba fazendo isso quase que o tempo todo. Eu moro na internet, por isso acrescento doses diárias de cultura inútil e memes que é pra eu não me entendiar. Amo realities musicais, gasto horas em grupos de discussão e sou viciada em coisas que me fazem dar boas risadas e esquecer da minha conta bancária negativada.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu