Finalmente chegamos ao final desta temporada que ficou marcada para muitos como uma temporada a ser esquecida.

Essa temporada me lembra um pouco a 4ª temporada, onde diversos talentos desabrocharam desde o início: Sarah Simmons, Amber Carrington, Sasha Allen, Caroline Glaser, Judith Hill, Savanah Berry, Warren Stone, as latinas Mary Miranda, Cáthia e Monique Abbadie. Enfim, foi uma temporada de muito talento, porém o público country na época levou os seus acts até o fim e infelizmente tivemos eliminações chocantes de grandes artistas no decorrer do caminho que premiou Danielly Bradberry como a voz daquela temporada.

Nesta temporada diversos artistas já nos conquistavam desde o começo: Sawyer Fredericks, Deanna Johnson, Corey Kent White, Sarah Potenza, Meghan Linsey, Treeva Gibson, Brooke Adee, Gabriel Wolfchild, Mia Z, Travis Ewing, India Carney, Hannah Kirby, Caitlin Caporale e Paul Pfau, entre outros. As blinds foram a melhor fase desta temporada, depois tivemos Battles mornas, mas não ruins e bons knockouts, porém sem um ‘breaking moment’. A temporada seguiu e formou-se um dos Top 20 mais justos de todas as temporadas. Porém a partir dali o público americano começou a interferir e o nível dos artistas (ou melhor dizendo sua evolução igual zero) estagnou o show. Tirando Kimberly Nichole que foi a melhor vocalista e artista desta temporada e algumas outras performances que deram destaques a alguns artistas, os lives foram bem irregulares e deixaram a desejar, sem falar das eliminações chocantes como Kimberly e India após o auge no show.

finale

Enfim, poderia ficar criticando a temporada inteira antes de começar a review de fato, mas tentarei falar aspectos positivos dos nossos 4 finalistas e tentar entender porque os americanos os escolheram para estar aqui nesta final.

Na primeira noite da grande final tradicionalmente nossos artistas fariam o dueto com o coach (SOCORRO DOIS DUETOS COM PH), apresentariam um novo cover e ainda lançariam sua música original. Curiosamente nesta final apenas Sawyer está no mesmo time de origem, Meghan era do Team Pharrell e chega a final pelo Team Blake, Koryn estava no Time Xtina e chega na final pelo Team Pharrell e Joshua que era do Team Blake chega na final pelo Team Adam.

Decidi colocar as performances dos nossos finalistas em uma ordem diferente da apresentação. Colocarei em blocos por artistas, na sequência Koryn, Meghan, Joshua e por fim Sawyer. Dam e Clarice me acompanharam nos comentários!

koryn

Koryn é a #GospelGirl do The Voice. Seu vozeirão e seu timbre rasgado fazem com que sua voz se torne singular, além disso, sua forte ligação com a música gospel e sua trajetória segura e que a colocou em apenas 1 bottom em toda a competição fizeram com que ela conseguisse surpreendentemente vencer Índia no último bottom, chegando à final. Seu melhor momento foi “Make It Rain” que ficou conhecido como seu breaking moment no show e a lançou com uma das possíveis finalistas.

Koryn Hawthorne – “It’s Man’s Man’s Man’s World” by James Brown

Koryn escolheu uma das músicas mais batidas em reality’s para executar no grande finale, aliás uma grande música, “Man’s World” permite ao cantor explorar todos seus artifícios vocais e mostrar poder e controle vocal. A voz de Koryn é diferente, ela tem um timbre rasgado e potente, e que encaixou bem em “It’s Man’s Man’s Man’ World”. Fiquei incomodado em alguns momentos quando ela respirou no meio da música e também o fato de ela não se arriscar com algumas notas mais altas, mas foi uma boa performance, porém ficou longe das performances que Karise Eden do The Voice AU e Juliet Simms no The Voice US fizeram com essa mesma música.

Clarice: Ok, não sou fã da Koryn mas achei que foi uma boa apresentação. Apenas isso! Faltou ousar um pouco mais, mas seu alcance acho que não permite. Ela também poderia fazer algo mais performático porque a música permite isso. Triste pensar que essa música seria cantada por Kimberly Nichole e essa sim LACRARIA na apresentação. =(

Dam: É impossível ouvir “It’s a Man” e nao relembrar da musa Juliet Simms ou da Deusa Sisaundra. Ao contrário da performance horrível de “Dream On”, Koryn fez um trabalho regular com essa música. Vamos falar do cabelo dela. Mulher que desgraça fizeram em sua cabeça? Que penteado estranho é esse? Foi ideia sua? Se foi, não funcionou.

Koryn Hawthorne and Pharrell Willians – “We Can Work It Out” by The Beatles

Gentee chorei com isso aqui, o pior foi ter que ver isso aqui umas três vezes para escrever a review. Enfim, foi péssimo, os dois não estavam sincronizados, sabemos que Pharrell não é o melhor cantor e que Koryn tem uma voz que não se encaixa com todas as músicas do mundo, e Beatles parece que era a pior escolha possível para ela, foi uma performance para se esquecer e Pharrell, e PH sabe disso, ele tentou salvar a performance jogando 90% da música para Koryn.

Clarice: Gente, quedê a #TeamJesus? O que são esses vestidos curtinhos? Pra quem se cobriu o programa todo, Koryn veio botando as pernas pra jogo nessa Final! Tá ousada a bixa! =P Sobre a apresentação, gente… acho que foi o pior dueto com coach da história do programa! Eles passeando de braço dado pelo palco, Pharrell jogando boa parte da música pra ela cantar… meeeeu, é um dueto não ele deixando ela cantar e sendo backing vocal! Odiei.

Dam: Me acabo de rir com a tentativa de cantar do Parrell kkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Sobre irmã Koryn… Vendeu a alma para Satan. Sem mais u.u

Koryn Hawthorne – “Bright Fire”

Veja o clipe da música original, clicando aqui.

Cadê a “Gospel Girl”? Ela sumiu e deu lugar a uma Koryn “Bright Fire” ousada e cheia de atitudes, com uma música que abusou de prolongamentos de notas e uma base pré-gravada da própria voz dela. Eu não gostei, por mais incrível que pareça (sempre a critiquei) prefiro que ela cante com seu tom forçado mesmo, ela tirou todo seu timbre rasgado e fez uma performance bem morna, e por culpa dessa voz de fundo, acredito que se não tivesse isso e Koryn tivesse feito mais na linha gospel ou com um arranjo diferente poderia ter sido mais marcante sua performance.

Clarice: Que original song diferente do que eu esperava! Ela mudou a vibe desde o Instant Save da semana passada! Usou o Gospel Card o programa TODO e na Semifinal muda a jogada e escolhe algo mais ~mulherão~, só que amiga… não vingou! Chega a ser irônico eu achar a melhor performance dela a que eu mais temia… que foi o cover de “It’s A Man’s Man’s Man’s World”.

Dam: Não é que irmã Koryn ficou mais interessante depois que largou Jesus? Amei a performance, só faltou presença de palco alá Queen B e a voz dela estava audível e menos agressiva. Pontos para ex irmã Koryn, que agora se encontra desviada e fora dos caminhos do Senhor. Amém por isso.

Opinião Final: Koryn flopou nessa final, tirando “It’s Man’s Man’s Man’s World”, as outras performances foram fracas e ficaram longe da linha que ela vinha seguindo. Koryn pode fazer sucesso pós show? Acredito que sim, principalmente se Pharrell a apoiar, mas acho difícil e achei bem forçado as comparações que Pharrell fez dela com Beyoncé, tá bem longe querida, MELHORE MUITO e Pharrell doeu meus ouvidos ouvir isso de você. Fiquei apenas pensando naquele dueto com a Koririn, que se fosse Xtina e ela séria arrasador.

meghan

Meghan representa o country, representa o blues, representa os bons cantores e a experiência nessa final. Alguns dizem ser injusto sua participação no show, pois ela já teve sua chance, chegou a fazer sucesso e a abrir shows do próprio Blake Shelton em Nashville, quando ela ela veio ao The Voice, entendi sua entrada no programa como uma oportunidade de se reinventar, ela dizia que queria ir mais para o Blues e deixar o country de lado. Porém acredito que o country séria o melhor para ela, suas melhores performances foram no country , ela só precisa melhorar sua presença de palco e a conexão com alguns musicas, além de gritar menos. Enfim, Meghan é a favorita de muitos no show que ficaram perdidos com a saída das grandes vozes do Team Xtina e se tem alguém que tem 1% de chances de vencer o show além de Sawyer, é ela.

Meghan Linsey – “When a Men Loves a Woman” by Michael Bolton

Meghan comecou gritando, mas sem forçar tanto e tentando deixar o início da canção mais marcante, a música originalmente é R&B e ela trouxe uma pegada mais blues e de certa forma country para a canção, depois do início meio trêmulo, ela encheu os pulmões e soltou a voz, apresentou seu reconhecido controle vocal e fez uma de suas melhores performances no show. Se formos avaliar o pacote completo como artista, Meghan é a finalista mais preparada e melhor qualificada para ganhar o show, e deu o seu melhor com esta performance.

Clarice: Eu gostei… teve grito? Teve! Mas achei uma performance digna de Final. Ela foi bem nos vocais, conseguiu passar a emoção que a música exigia e música é clichê e linda!!! ♥

Dam: Meghan me fez sofrer com essa performance. Nunca fui um fã fiel da Meghan e até brinco com os braços de boneco de posto dela, mais se tivesse que escolher entre os finalistas, com certeza seria ela. Melhor performance da noite para mim.

Meghan Linsey and Blake Shelton – “Freeway of Love” by Aretha Franklin

Tivemos um show de horrores com Pharrell e Koryn, e aqui é mais um exemplo de um dueto que não funcionou, a música foi deixada quase inteira para Meghan, Blake estava perdido e Blake cantando Aretha Franklin? Rilley. Acredito que os duetos devem mostrar e destacar ambas as vozes, e definitivamente não foi isso que ocorreu aqui.

Clarice: Outro dueto que não gostei. Eu já esperava um country pra relembrar os velhos tempos dessa amizade… mas não! Aretha? Sério, gente? Meghan foi bem… mas Blake não encaixou. Pelo menos eles pareciam estar se divertindo. Hahahahaha

Dam: Saudades das performances históricas de coach e finalista. Iemanjá diz não para essa performance.

Meghan Linsey – “Change My Mind”

Veja o clipe da música original, clicando aqui.

Que música linda, encaixou perfeitamente com Meghan, aliás estava com saudade dessa Meghan que não grita. Ela mostrou seu controle vocal e a extensão de sua voz nessa performance linda, o cenário estava perfeito, foi uma performance com uma grande carga emocional. E queria parabenizar Meghan por essa linda composição feita por ela e dois amigos, ela já mostra muito talento como compositora. Mas eu tenho uma crítica, não acho que Meghan queira seguir essa linha de música, de algo mais clássico, mais diva, mais Adele, Meghan tem a cara de “Girl Crush”, de sua audição.

Clarice: Música linda, cenário lindíssimo e interpretação belíssima. Até os gritos dela nessa performance foram contidos e na hora certa, não foi algo tão descontrolado como vinha acontecido em apresentações anteriores.

Dam: Fiquei muito feliz com essa performance, porque a Meghan me fez chorar novamente como em “Girl Crush”. Em meio a tantas perdas em uma season CLARAMENTE injusta, Meghan é sem duvidas a melhor entre os finalistas.  E antes de esquecer, mulher que vestido destruidor é esse? Já pedi para minha costureira um igual para arrasar na noite baiana.

Opinião Final: Meghan seguiu uma linha mais romântica, mais emocional na final, e fugiu da artista country/blues que ela gostaria de ser, seus vocais estavam bons nas três performance, principalmente na original song, e não acredito que ela vá vencer Sawyer, mas para o segundo lugar é a favorita, sendo ameaçada apenas por Joshua.

Joshua

Joshua Davis tem uma das trajetórias mais interessantes no show, é obvio que entre os 4 finalistas ele é o mais genérico, mas Joshua tem em sua voz e em seu violão suas principais armas. Suas performances calmas e lentas, e a forma como ele projeta sua voz fazem com que ele seja um finalista diferente dos outros, um finalista que foca na conexão com a música. Lembro até hoje de sua blind, me encantei com Joshua logo de cara, ele veio de Bob Dylan, só não gostei de ele ir para o #TeamBlake, mas após as battles acreditei que o steal de Adam seria bem utilizado. Porém foi bem oscilatório, vimos um Adam que não acertou totalmente com Josh, errou uma vez e Joshua quase foi eliminado, porém sua escolha no Top 5 impulsionou Josh para a final. Seu melhor momento no show foi em “Fields of Gold”, mas minha performance favorita foi “Budapest”.

Joshua Davis – “Hallelujah” by Leonard Cohen

Que performance mais linda, quando vi a escolha, não acreditei, pois para mim Joshua e “Hallelujah” eram duas coisas que nunca se misturariam, mas eu gostei da linha mais folk que Joshua deu a esse grande hit. Seu timbre calmo se ajustou perfeitamente na música e o uso do violão e de um instrumental mais lento deu um toque ainda mais especial, foi a minha performance favorita de Joshua no show. Obviamente a performance de “Hallelujah” faz com quem assistiu a season 5 do show lembre-se da versão incrível que Matthew Schuler entregou no palco deste show, e acredito que não tem como comparar, a versão de Matthew é superior, mas a de Joshua tem um toque diferente e mais emocional e com certeza vai parar na minha playlist da season 8 pós show.

Clarice: Adam bem no estilo: se não pode vencer os inimigos, junte-se a eles! Todos no programa apelaram pro Gospel Card… e Adam com seu belíssimo timing, soube a hora de usar essa tática! Mas IMPOSSÍVEL não relembrar de Matthew, ne? De qualquer forma, Joshua fez uma versão super diferente da música e ficou lindo!!

Dam: Fiquei bem dividido quando soube que Josh iria cantar “Hallelujah”, pois é uma música que vai de encontro com meu lado gospel. Amei o fato dele ter alterado o arranjo da música e com isso deixar a cara dele.  Ele consegue fazer algo simples e leve que te faz viajar. Segunda melhor performance da noite para mim.

Joshua Davis and Adam Levine – “Diamonds on the Soles of Her Shoes” by Paul Simon

A primeira e única performance entre artista e coach desta noite que valeu a pena assistir, e isso não quer dizer que foi UAUU. A música escolhida com um toque mais calmo e gostosinho e com um arranjo que evidentemente tinha influências da música latina foi perfeita para Joshua, vimos o Adam adaptar um pouco a sua voz para se encaixar com a de Joshua e as harmonias funcionarem, acredito que a divisão que os dois fizeram da música ficaram adequadas, mas enfim, como disse não foi UAUU, só me fez sentir falta dos duetos de Adam Levine e Chris Jamison e com Matt McAndrew na final da season 7.

Clarice: Genteeee… que performance demais! Parecia salsa, algo bem latino!! Adam sempre sabe fazer bons duetos com sua equipe e sempre surpreende!!! Fiquei dançando enquanto eles cantavam hahahaha shame on me!

Dam: Gente me perdoem, mais eu preciso dizer. Que tesão Adam e Josh no mesmo palco, quero esses dois pelados na minha cama, acabando comigo e me chamando de princesa. A performance em si eu achei meio preguiçosa e tive a impressão que o Adam estava com preguiça de cantar.

Joshua Davis – “The Workingman’s Hymn”

Veja o clipe da música original, clicando aqui.

Esperava uma performance acústica só com o violão, algo calmo, que a a linha que ele seguiu na maioria das vezes no show e algumas outras músicas que ele cantou em sua trajetória no show. Enfim, a música original de Joshua foi escrita por ele e era algo aproximado de uma “balada folk”, bem animadinha, e funcionou muito bem, a letra da música é incrível, Joshua optou por algo mais profundo e fugiu dos temas modinhas como amor, tristeza, e trouxe uma letra profunda que fala da esperança em tempos difíceis, em tempos de crise.

Clarice: Diferentemente da temporada passada, adorei que agora deram a chance pra composições próprias dos finalistas. Gostei muito da música do Joshua e também fiquei esperando algo mais acústico, com ele sozinho no violão no palco.

Dam: Não adianta, até se Josh cantar “Atirei o Pau no Gato” eu vou me mijar de prazer. Que homem gostoso, que olho azul que me seduz. Sobre a performance, posso estar errado mais achei a música bem country, e até combinou bastante com Josh, mais infelizmente ele não trouxe nada novo ou impressionante, foi mais do mesmo.

Opinião Final: Joshua fez uma verdadeira mistura nessa final, trouxe algo gospel, depois veio algo mais folk com um arranjo agitado e um outro folk mais clássico em parceria com seu coach, foi uma mistura de estilos para agradar diferentes públicos e isso só mostrou o porque de Joshua estar nesta final.

Sawyer
Sawyer Fredericks fez uma das blinds auditions mais singulares e incríveis em 8 temporadas, eu torcia muito para ele no começo, mas era evidente que Sawyer precisava crescer como artista e melhorar. O problema disso tudo foi que ele escolheu Pharrell, que não melhorou ou agregou nada para Sawyer. O garoto continuou com seu violão e sem sair de sua zona de conforto durante todo o show, ele tem sérios problemas de presença de palco, e quando fala presença de palco não é sair andando que nem louco, é usar o olhar, se conectar com seu público e não sinto isso em Sawyer. Apesar disso Sawyer foi um fenômeno, superior até a Danielle Bradberry que fez algo similar colocando quase todas suas performances no Top 10 do iTunes. Sawyer colocou todas suas performances no Top 10, e além disso chegou na final com TODAS suas performances no Top 200, tem um imenso fã clube e espero que após o show ele faça sucesso, é um garoto simples e humilde que entrou no programa atrás de um sonho, esse sonho será realizado, ele vai vencer e enfim, não vou critica-lo mais, suas últimas performances tem tido pequenas melhoras e lembram um pouco aquele Sawyer brilhante da audição.

Sawyer Fredericks – “Old Man” by Neil Young

Foi a performance cover de Sawyer que mais gostei depois de “I’m a Man of Constant Sorrow”, aliás as duas músicas tem uma melodia semelhante, a escolha caprichada de Sawyer permitiu a ele explorar ao máximo seu timbre e soltar sua voz e preencher o espaço, e o cenário estava lindo. O que falar dos violões pendurados? Deram todo um charme diferente. Enfim, foi uma performances que ele se entregou mais e iria criticar a falta de expressão, mas já me cansei de falar disso.

Clarice: Que cenário mais fofinho… super a cara do Sawyer que fez a maioria das suas apresentações apenas com um violão. Vai bem nos vocais, mas continua sem presença de palco. Aliás, melhorou um pouco com a ajuda da Gwen Stefani, porém está longe de ser um artista pronto… mas teremos que aguentá-lo como vencedor!

Dam: Nunca uma música caiu tão bem para a cachinhos como essa, eu realmente colocaria em minha playlist mais não achei boa o suficiente para ser pimp do programa não. Mais está claro que a produção faz de tudo para promover a cachinhos e mostrar que Pharrell é um otimo coach, coisa que sabemos que ele não é. Dá logo o troféu a ele e pronto.

Sawyer Fredericks and Pharrell Williams – “Summer Brezze” by Seals and Croft

Um único comentário: única performance de Sawyer que não pegou Top 10 no iTunes nos lives, sabe porque? Porque Pharrell estava lá para estragar! Únicos momentos bons foram o início quando ambos disseram “Summer Brezze” e acabou por ai a magia, foi difícil aguentar até o fim sem largar a tela do notebook vendo isso. Aliás, foi bem mal feito esse dueto. Os duetos dessa temporada foram péssimos, vamos MELHORAR COACHES!

Clarice: Não sei se é porque o estilo do Sawyer não me agrada, mas gente… achei tão fraquinha essa apresentação. Vou me abster de mais comentários… hahahahha

Dam: AGORA JESUS PODE VOLTAR. Finalmente uma performance dessa criatura que eu consigo gostar e ignorar a presença de palco dele. Tirando as derrapadas vocais do Pharrell, foi a melhor performance da cachinhos dourados para mim.

Sawyer Fredericks – “Please”

Veja o clipe da música original, clicando aqui.

Já posso dizer que essa foi a melhor música original e a que mais combinou com o artista. A música era linda, uma letra simples para um garoto sonhador, o arranjo funcionou e seus vocais estavam bons, o fraseado do final da música ficou ótimo, enfim foi uma boa performance e esse é o tipo de música que podemos esperar de Sawyer pós show, e sinceramente já vejo ele caindo no esquecimento daqui uns meses.

Clarice: A música combina muito com ele, tem uma letra fofa e um a melodia similar ao que ele costuma fazer. Ficou bom, combinou com ele. Single do campeão, né… certamente ouviremos novamente depois do anuncio do Carson!

Dam: Genteeeeee, só eu me lembrei da abertura da novela Alma Gêmea com essas rosas no telão? Cachinhos continuou a fazer o de sempre, e ele ainda me assusta com aquela cara de psicopata que ele tem. PRÓXIMOOOOOOOOOOOOO.

Opinião Final: Sawyer já venceu, é evidente e seria insano alguém negar isso, ele venceu o show desde o Top 10, com performances criticadas por muitos, mas elogiada por um número ainda maior de pessoas, ele sempre alcançou ótimos resultados, na final em suas performances solos deu o seu melhor e mostrou performances boas e semelhantes a sua blind que encantou a América, acredito que foi seu melhor desempenho em todos os lives.

A apostas do povo do Panelas e da maioria das pessoas pelos grupos do Facebook como resultado final seria:

4º Koryn Hawthorne
3º Joshua Davis
2º Meghan Linsey
1º Sawyer Fredericks

E o desempenho do iTunes corroborou muito bem a teoria dos paneleiros que este séria o resultado final do show.

Ranking Itunes

02 – Sawyer Fredericks – Please

03 – Sawyer Fredericks – Old Man

05 – Meghan Linsey – Change My Mind

09 – Joshua Davis – The Workingman’s Hymn

12 – Joshua Davis – Hallelujah

14 – Meghan Linsey – When A Man Loves a Woman

15 – Koryn Hawthorne – Bright Fire

19 – Sawyer Fredericks & Pharrell Williams – Summer Breeze

21 – Joshua Davis & Adam Levine – Diamonds on the Soles

29 – Koryn Hawthorne – It’s A Man’s Man’s Man’s World

92 – Meghan Linsey & Blake Shelton – Freeway of Love

120 – Koryn Hawthorne & Pharrell Williams – We Can Work It Out

Outras Performances no Top 200

42 – Sawyer Fredericks – A Thousand Years

56 – Sawyer Fredericks – Simple Man

68 – Meghan Linsey – Amazing Grace

72 – Sawyer Fredericks – For What It’s Worth

75 – Sawyer Fredericks – I’m a Man of Constant Sorrow

100 – Sawyer Fredericks – Shine On

102 – Sawyer Fredericks – Imagine

107 – Meghan Linsey – Tennesee Whiskey

109 – Sawyer Fredericks – Take Me To The River

112 – Sawyer Fredericks – Trouble

114 – Sawyer Fredericks – Iris

134 – Sawyer Fredericks – Collide

142 – Joshua Davis – Fiels of Gold

156 – Meghan Linsey – Girl Cursh

158 – Joshua Davis – I Can’t Make You Fell Love

168 – Sawyer Fredericks & Noelle Bybee – Have You Ever Seen The Rain

187 – Koryn Hawthorne – Make It Rain

Como podemos ver Sawyer arrematou as posições #2 e #3 e só não pegou #1 porque dias antes foi o lançamento do single “Bad Blood”. Se o single tivesse sido lançado semanas antes, certamente ele teria pego #1. Além disso, ele colocou TODAS as suas performances no Top 200. Enfim, entreguem a taça para Sawyer Fredericks, produção!

Na sequência, Meghan e Joshua, e Koryn FLOPANDO sem nenhuma música no Top 10 (#AMEM, finalmente essa cretina flopou! Aliás, primeira vez que uma original song não pega Top 10. Todas da season passada e a dos outros três finalistas atingiram o Top 10).

Enfim, vamos as performances do último dia, teremos duetos dos candidatos com algum famoso (ou semi-famoso) e alguns convidados especiais apresentando novas músicas ou singles, entre eles Ed Sheeran ♥, Maroon 5, Luke Brian (cogitado como possível substituto de Blake Shelton, existem rumores que o cowboy não voltara na season 9), Kelly Clarkson e Meghan Trainor

A última noite da esquecível season 8 começou com o Top 20 fazendo uma apresentação com o mashup “Carry On”/”Some Nights”, ambas músicas do Fun.

Top 20 – “Carry On / Some Nights” by Fun

[Vídeo Não Oficial – Assim que a NBC liberar o link será trocado. Desculpem pela baixa qualidade. ]

Tirando o começo terrível (óbvio, culpa da Koririn) a apresentação até que funcionou, no início os finalistas cantaram praticamente sozinhos “Carry On”, os outros 16 artistas entraram praticamente em “Some Nights” onde alguns tiveram segundos de destaques como por exemplo India que arrasou, Hannah que estava linda e Mia Z que soltou uns grunhidos muito louco! Deanna estava linda demais, e foi uma boa apresentação até, mas da um desgosto olhar para esse Top 20 com India, Kimberly, Mia Z, Hannah, Deanna e ver o resultado final desta temporada.

Tradicionalmente no death spot, o coitado do Joshua já tá acostumado, ele foi o primeiro finalista a se apresentar com seus amigos, Joshua convidou Brian e Deanna seus companheiros de Team Adam, Corey do Team Blake e a magnífica Kimberly Nichole do Team Xtina.

Joshua Davis & Deanna, Corey, Kimberly e Brian – “She Talks To Angels” by The Black Crowes

[Vídeo Não Oficial – Assim que a NBC liberar o link será trocado. Desculpem pela baixa qualidade. ]

Gostei muito do que vi, o início com Brian e Corey, depois todos os outros entrando na canção, cada um teve seu momento e percebemos todos sincronizados e o mais importante, conectados com a emoção que a música necessita. Quem não ficou feliz de ver Kimberly soltando os vocais e arrasando mais uma vez?!!

Logo na sequência, tivemos o melhor momento dessa finale, quando divulgaram um vídeo de Christina Aguilera interpretando 6 grandes ícones da música! Veja abaixo:

Christina arrasou. Amei muito esse vídeo, Cher e Shakira foram as melhores, mas amei também ela de Sia, e dando uma de sonsiane interpretando a Britney.

Depois foi a vez da nossa amada advisor Meghan Trainor subir ao palco e entregar um linda versão acústica de “Dear Future Husband”.

Meghan Trainor – “Dear Future Husband”

Seu timbre se destacou ainda mais e Meghan mostrou o quanto ela evoluiu como artista (particularmente eu gosto muito do trabalho e do álbum que ela lançou).

Depois foi a vez do primeiro dueto entre finalista e famoso, e foi a sister Koryn que teve a honra de dividir o palco com Kelly Clarkson.

Kelly Clarkson & Koryn Hawthorne – “I’d Rather Go Blind”

Koryn veio toda trabalhada na chapinha e fez um bom dueto com Kelly. (Eu continuo odiando a KORIRIN, e depois dessa performance pensei: só vou precisar ouvir essa garota mais uma vez na minha vida). Sobre a performance apesar de boa, poderia ter sido melhor, se fosse só a Kelly, óbvio. Enfim, tirando minha perseguição com Koryn que sempre vai existir, gostei que as duas não se sobrepuseram, souberam dividir bem a música para destacar ambas as vozes.

Meghan Linsey & Sarah – “Piece of My Heart” by Janes Joplin

[Vídeo Não Oficial – Assim que a NBC liberar o link será trocado. Desculpem pela baixa qualidade. ]

Gente fiquei bem chocado, a performance é Meghan Linsey and FRIENDS, e ela só convidou Sarah Potenza. Que pessoa mais anti-social, ficou feio esse papelão em plena final dona Meghan. As duas pegaram uma das melhores musicas de Janes Joplin e abusaram dos gritos obviamente. Por outro lado, essas duas são as vocalistas mais experientes nesse Top 20 ao lado de Kimberly, e entregaram uma performance forte e com uma verdadeira explosão vocal, enfim até que gostei. Depois foi a vez do Maroon 5 apresentar sua nova música:

Maroon 5 – “This Summer Gonna Hurt Like a MotherFucker”

A música teve claramente uma versão adaptada por conta do “MotherFucker” hahaha Eu adorei o single, fazia tempo que não via Adam entregando vocais tão limpos e perfeitos, a vibe da música é ótima, e acredito que pode bombar no verão americano (inverno brasileiro).

John Forgety & Sawyer Fredericks – “Fortunate Son” / “Born on the Bayou” / “Bad Moon Rising” / “Have You Ever Seen the Rain?” by Creedence Clearwater Revival

Foi visível que Sawyer estava emocionando de cantar ao lado de seu ídolo, foi uma performance bonita e simples, gostei muito, teve alguns momentos que Sawyer falhou, alguns estão dizendo que foi falha no microfone, mas não sei o que realmente aconteceu.

Sheryl Crown & Joshua Davis – “Give It To Me”

Foi um casamento entre a voz poderosa e forte de Sheryl com a voz suave e calma de Joshua, gostei muito do que vi, só nos momentos em que ambos cantavam juntos a voz de Sheryl naturalmente se sobrepunha sobre a de Joshua. Enfim, foi uma grande performance e Joshua fez a sua última nessa edição.

Luke Brian – “Kick The Dust Up”

[Vídeo Não Oficial – Assim que a NBC liberar o link será trocado. Desculpem pela baixa qualidade. ]

Um dos poucos momentos de minha vida em que eu gostei de música country, são raros esses momentos, adorei o country de Luke Brian, eu não conhecia e já estou querendo baixar o cd dele. Adorei a energia que Luke trouxe consigo, além de ser bonito e como já citei existem rumores que ele possa substituir Blake Shelton na cadeira do The Voice em um futuro próximo.

Koryn Hawthorne & Lexi, Mia Z, Tonya, Índia & Caitlin – “Uptown Funk” by Mark Ronson feat. Bruno Mars

[Vídeo Não Oficial – Assim que a NBC liberar o link será trocado. Desculpem pela baixa qualidade. ]

Já estamos cansados de ver versões de “Uptown Funk”, mas queimando minha língua diria para você assistir essa versão, adorei o que essas meninas fizeram com esse hit, ficou leve e divertido, e até consegui suportar a voz da Koryn, e gente ACABOU KORYN, nunca mais vou ouvir sua voz cretinaaa! Uhuuuu

Ed Sheeran – “Photograph”

Ed Sheeran faz parte de um seleto grupo de artistas que sempre veem ao The Voice (Ryan Tedder, Nick Jonas hahaha), dessa vez ele voltou e apresentou seu novo single “Photograph” que eu AMO DE PAIXÃOOO, sou muito fã do Ed Sheeran pessoal, e amo como ele domina tudo com seu talento puro, amei as imagens do clipe sendo projetadas no fundo.

Kelly Clarkson & Meghan Linsey – “Invicible”


E tudo pegou fogo naquele palco! Foi o melhor dueto entre finalista e artista convidado, Kelly voltou ao palco e fez uma performance ainda melhor, grande parte por culpa de Meghan que entregou vocais incríveis e mostrou seu talento mais uma vez.

Sawyer Fredericks & Mia Z, Brooke e Lowell – “Lie To Me” by Bon Jovi

Amei a performance de Mia Z e Lowell, porque Sawyer sumiu perto do talento desses outros três jovens cantores, Brooke teve um pequeno momento para si já quando a canção passava da metade, enfim, dessa metade para frente a harmonia entre eles melhorou e tudo começou a se encaixar.

Fechando a noite de performances, obviamente nossos coaches com uma homenagem a B.B. King cantaram “The Trill Is Gone”, música que foi cantada por Mia Z no show, e fizeram uma grande performance, graças ao fato de Pharrell ter passado metade da música calado fingindo que tocava bateria e a aula de canto que Christina Aguilera deu nessa palco.

Christina Aguilera, Adam Levine, Blake Shelton and Pharrell – “The Trill Is Gone” by B. B. King

Sendo assim a noite de performances acabou e Carson voltou para anunciar o resultado flop da season 8 do The Voice que foi igual tínhamos previsto!

Pantene Sawyer Fredericks

2º Meghan Linsey

3º Joshua Davis

4ºKoryn Hawthorne

sawyer-fredericks-wins-voice-2015_0

Foi a comemoração mais sem graça que assisti em 8 temporadas, nem a picolé de chuchu foi tão sem graça! hahaha. Aliás deixo a pergunta para vocês quem foi o pior vencedor do The Voice:

(a) Danielle Bradberry
(b) Jermaine Paul
(c) Sawyer Fredericks

E finalmente termino a review do último programa da 8ª temporada do The Voice! Agradecimentos em especial para o Gerson Elesbão que neste momento está em uma fazenda nos Estados Unidos tendo a vida que Sawyer tinha antes do The Voice e sem celular! hahaha, aos meus queridos paneleiros que sempre comentaram nas reviews com as opiniões mais engraçadas e polêmicas do mundo, à vocês queridos leitores que sempre estão aqui conosco lendo nossas reviews e trazendo uma verdadeira discussão que amo ler, apesar de nem sempre ter tempo de responder um por um, e também ao parceiro master Grupo Sub Voice que sempre traz os pãezinhos quentinhos para alegrar o final de semana desse povo viciado em The Voice.

See you in Season 9! Bye!

Obs.: Diferentemente do que sempre aconteceu, eles não anunciaram a data da 9ª Temporada, nem quem serão os coaches. Mas fiquem ligados que manteremos todos vocês informados assim que a NBC e o The Voice fizerem o anúncio!

 

Lindomar Albuquerque
Lindomar Albuquerque

Canceriano com ascendente em Sagitário, ou seja UMA ÓTIMA PESSOA! Atualmente um louco que faz Doutorado e que já se formou em Química. Viciado em The Voice, séries e Indie Rock. Gosta de gastar o tempo que não tem para escrever sobre The Voice, The Flash, Bates Motel, Orphan Black, The Vampire Diaries e Westworld.
Deixe-nos um comentário!
  • Sara

    Se existe algo ruim nessa temporada são os comentários estúpidos de quem criou esse blog e de quem concorda com ele.
    O Sawyer Fredericks venceu por merecer. Foi o melhor cantor do início ao fim. E do que adianta um cantor ter presença de palco e não ter voz? Isso são detalhes mínimos que podem ser aperfeiçoados com o tempo. Ter preferencia por um candidato, não dá à ninguém o direito de criticar outro, com defeitos que não existem.
    O garoto é um bom cantor, além de ter carisma. Ele é jovem e terá uma ótima carreira daqui pra frente. E bons cantores são lembrados pra sempre.

  • Renato Oliveira

    Assisti pela primeira vez uma temporada completa de The Voice, e foi meio desestimulante. Queria ver o Team Christina ganhar, mas ele não chegou nem na final. Porém, não foi uma season perdida,eu acho. Teve momentos legais e artistas muitos bons. Brooke <3 Sobre a qualidade das reviews, são ótimas! Com um tom certo de crítica e brincadeira, é uma pena que nem todos consigam ver isso. Ah, Lindomar, se você estiver procurando por alguém que faça uma revisão antes de publicar o seu conteúdo, eu posso ajudar. Eu sou beta reader de um site chamado Nyah! fanfiction, não sei se já ouviu falar. Ajudo alguns autores na revisão de suas histórias. Enfim, é isso. Nos vemos na season 9!

  • Camila

    Essa temporada só me fez rir….dos fãs da Xtina…falam de discurso misógino, q a produção a boicota, q o público americano é uma bosta (não discordo muito…heheheeh) e afins…mas sejamos sinceros, quais dos acts do Team Xtina tinha CARISMA para ganhar o the voice? Lembrando, estou falando de carisma e não talento pq sabemos q não é só isso q move o cenário musical…pq em termos de talento, creio q a maioria irá concordar q Kim foi a melhor act da oitava temporada…mas enfim, ela perdeu um pouco do rock/blues girl para “divar”…continuando, então fica difícil…a mina ganhar…e tals…embora, fico pensando como a Kim teria se saído se estivesse com o Blake…(só ele e Pharrell viraram para Kim nas blinds…)…enfim, ninguém por melhor q fosse…tiraria o posto do teenage com timbre diferenciado, ingênuo e caipira…mas ainda sim creio q a Xtina poderia ter levado uma teenage do seu team para os lives…poderia não ganhar…mas chegaria a final…diva experiente não tem vez no the voice…é fato…

    Aceitem q teremos country no the voice pq country faz parte da cultura americana…vc pode não gostar e tals…mas tem q compreender a sua presença no palco do the voice…então…creio q realmente teremos Luke Brayn no lugar do Blake…aliás…o Luke é o outro bromance do Blake…é bem legal…os dois juntos…foram os apresentadores do prêmio de música country americana (ACM)…foram o Bluke…ehehheheheeheh….

  • Ana

    Aff Na boa o que foi a apresentação da Meghan e AmigoS com 1 uma só pessoa?? Eu não acreditei quando vi, será que mulher não sabe que Amigos representa plural?? Fiquei com a impressão que foi pra cantar um pedaço maior da musica.Enquanto isso Hanna, que foi da equipe dela não participou de nenhum grupo e até a Korin foi mais generosa e chamou mais gente pra cantar com ela. Vergonha alheia.

  • Maria

    Olá meus lindos! Falando de “The Voice”, criei um ranking geral de todos os técnicos que passaram pelo programa até hoje. Eis as observações:

    1. A pontuação se refere aos candidatos que disputaram a final, logo, o último episódio de cada temporada;
    2. Foram atribuídos pontos para cada colocação do candidato na temporada, sendo quatro pontos para o 1º lugar, dois pontos para o 2º lugar, um ponto para o 3º lugar, e um ponto para o 4º lugar (quando houver um quarto candidato na final).

    Season 1: Adam em 1º, Blake em 2º, Cee Lo e Christina em 3º e 4º (só foram anunciados os dois mais votados, logo não se sabe quem ficou em 3º e 4º lugar).
    Season 2: Blake em 1º, Cee Lo em 2º, Adam em 3º e Christina em 4º.
    Season 3: Blake em 1º, Blake em 2º e Cee Lo em 3º.
    Season 4: Blake em 1º, Usher em 2º e Blake em 3º.
    Season 5: Adam em 1º, Christina em 2º e Adam em 3º.
    Season 6: Usher em 1º, Blake em 2º e Adam em 3º.
    Season 7: Blake em 1º, Adam em 2º, Adam em 3º e Adam em 4º.
    Season 8: Pharrell em 1º, Blake em 2º, Adam em 3º e Pharrell em 4º.

    Ranking final (técnicos em ordem alfabética):

    Adam Levine: 4+1+4+1+1+2+1+1+1 = 16 pontos
    Blake Shelton: 2+4+4+2+4+1+2+4+2 = 25 pontos
    Cee Lo Green: 1+2+1 = 4 pontos
    Christina Aguilera: 1+1+2 = 4 pontos
    Gwen Stefani: 0 ponto
    Pharrell Williams: 4+1 = 5 pontos
    Shakira: 0 ponto
    Usher: 2+4 = 6 pontos

    Espero que tenham gostado, fiz para vocês!
    Digam o que acharam, pode ser :)?
    Adoro vocês e amo o “The Voice”!
    Beijo.

    • Oi Mariaa! hahaha

      Adorei a ideia do Ranking, mas não funciona muitoo! hahahah
      Shakira 0 PONTOS! COITADINHAA! hahaha

      • Maria

        É um ranking totalmente voltado para as escolhas do público, sabe Lindo?! Não levando em conta merecimento, nem técnica vocal. É estritamente o reflexo do sucesso dos técnicos.
        Entendi quando você disse que não funcionaria, pois o certo seria avaliar a qualidade dos cantores de cada time, acertei?! Isso colocaria Shakira acima de Pharrell e Usher, por exemplo. Mas fiz só para mostrar o desempenho dos técnicos com o passar das temporadas. Obrigado pela resposta. Beijo.

    • Camily Souza

      Gostei da lista. Nunca assisti the voice (entrava no site por causa de revenge kkkkk). Peguei os reviews da oitava temporada e comecei a assistir kkk. Gostei muito. E não sabia que Blake era o bambambam.

      • Camila

        Querida Maria…O cara foi objetivo…né? Pq se olharmos o potencial dos acts…levaremos em consideração os nossos gostos musicais, o ranking seria subjetivo e creio q essa não foi a proposta…por exemplo, vc concordaria com Adam e Blake na frente de Xtina, levando em consideração o potencial dos acts? Algo me diz q não…

      • Maria

        Exato Camila. Tentei ser imparcial. Fiz para mostrar que Blake e Adam são os técnicos mais bem aceitos desde que o programa começou, independente do gosto pessoal de quem critica. O que você achou? Até a nona temporada. Beijo.

    • Cezar

      Gostei do seu ranking, Maria !

      E, galera, já pedi que diminuam essa babação pelo Adam e aceitem que o Blake é o melhor COACH.
      Querendo ou não, ele consegue mobilizar fãs, independente de gênero musical.

  • Frederico

    Olá!!
    Nunca escrevi antes, mas hoje não resisti.
    Na boa. Esse ambiente virtual permite ofensas gratuitas que as pessoas jamais diriam se estivessem face to face. É uma pena, porque mostra lados muito terríveis do ser humano.
    Enfim. A crítica é sempre bem vinda, porque nos ajuda a melhorar, desde que se atenha ao objeto dela, não às pessoas. Ofender o Lindomar, que portou-se sempre de forma muito educada, ao contrário de outros do blog que vi em reviews anteriores, foi uma lástima.
    Por outro lado, publicações na internet têm esse ônus: sujeitam seus autores a todo tipo de hatter.
    Melhor será filtrar o que leem e aproveitar o que der.
    Posto isso, minhas críticas construtivas (hahahahaha) são:
    – seria legal mesmo passar os textos por revisão antes de publicá-los. Ok. Todo mundo erra, mas precisamos ser tão condescendentes? e nem venham, os leitores amigos, dizerem que o erro foi do corretor do Iphone. Sem ofensas à nossa inteligência, por favor. Rs
    – sim, é um blog, para externar posições pessoais. Mas precisam ser tão agressivos com quem não se gosta? Na verdade, alguns posts beiram à intolerância. O que eu não consegui entender ao final foi: o objetivo do Panela é ser um blog informativo sobre o show ou só uma confraria de amigos? Porque senti que somente quem pensa como vocês são bem vindos.
    Os que ousam divergir de seus gostos pessoais, ainda que o façam educadamente, foram expostos a ironias e críticas. Triste.
    – Sobre o show especificamente: o Sawyer é mosquinha morta, mas aquela voz é inesquecível. Outro dia, estava num sinal ouvindo uma das músicas baixadas do programa e um sujeito simplesmente me chamou querendo saber quem era o cantor. Se isso não é um diferencial…. Não sei o que seria.
    Aliás, Lindomar, você ficou de tentar mostrar porque o público americano levou aqueles 4 para a final, mas acabou só relatando (e xingando a Koryn) sem realmente fazer uma leitura das opções americanas.
    – Meu gosto pessoal diverge inteiramente do gosto pessoal de vocês: gostei da Koryn; acho que ela cresceu muito durante o programa. Era muito mais interessante assisti-la do que ao Joshua.
    Também lamentei a saída da Kimberly, mais até do que da Índia. Mas…. a verdade é que, na real, por mais talentosas que sejam, são mais do mesmo que se vê, se viu e se verá em inúmeros programas de talento americanos.
    Já a Megachata… Que mulher sem sal, sem açúcar, sem creme. Eca. Boa intérprete sim. Mas como ela, outras tantas. Aliás, a Sarah Potenza deu um baile nela.
    Por fim, os coachs…
    Pqp, que baita implicância com o Pharrel!!! O cara é simplesmente um dos produtores, se não O, mais premiado dos EUA nos últimos anos e vocês o detonam como se ele fosse um zé mané. Fala sério!
    Coloquem logo uma frase do tipo “odeio Pharrel Willians”, ao invés de ficarem implicando com o sujeito.
    É desconhecer totalmente os bastidores de um programa de TV e principalmente de como as edições são feitas. Vi uns caras falando, por exemplo, que o Saywer até deu uma melhorada depois que a Gwen passou por lá. Minha nossa!!
    Ao invés de escrever essa bobagem, sejam honestos: digam amo a Gwen, odeio Pharrel. Ponto.
    É a mesma leitura equivocada feita sobre a trajetória do time da Aguillera. Ela escolheu candidatos similares em tudo. Ou seja, se um desagradasse, todos desagradariam, isso é óbvio.
    Já o Pharrel escolheu meninos diferentes em tudo, uma miscelânea total. A chance de acertar um no gosto do público era maior, claro.
    Qual a dificuldade de ver isso? Sem precisar xingar, detonar, ofender, humilhar, etc etc…
    Por fim (finalmente rs), os comentários do Dam são impagáveis. Único momento descontraído das reviews. Um pouco de humor nessa vida faz bem pra saúde.

    • Pérola

      Esse seu comentário… <3

    • Pérola

      Eu só não concordo com uma coisa: é normal mesmo reunir as pessoas que concordam com a review no blog. Muitas vezes, quando não concordo, eu passo a ler em outro blog. Eu nunca vi o Lindomar e até mesmo o Gerson (os dois que fazem a review) desdenhando de quem não concordam. Sempre foram respeitosos.

      No quesito Pharrell, eu concordo com a opinião geral: não acho ele um bom coach. Não sei se é culpa da edição mas não é possível passar essa impressão toda vez. Ele certa vez disse que ele conduzia artistas prontos (ele não disse nessas mesmas palavras). Ele é um produtor sensacional, mas no The Voice ele tinha que aconselhar seus artistas e ajudá-los a melhorarem. Ele não fez isso… Não era pra Mia sair na primeira semana, mas ela persistiu nas mesmas escolhas e foi eliminada. A Koryn tem uma voz diferenciada mas a maioria das escolhas foi desastrosa e me fez odiar a voz dela. E Sawyer: nunca escondi que não gosto dele. Eu não gosto do timbre, ele não se conecta com a música nem transmite emoção pra o público. Ele é sim um artista diferenciado mas tem MUITO o que melhorar e infelizmente o Pharrell não fez isso…

      Espero que tenha me entendido!!

      • luis felipe

        O comentário do frederico tem que ficar em destaque pois ele exprimiu o que maioria quer falar. Desde o começo falei: Christina formou um time com artistas muito parecidos e sem aquele apelo popular. Ela boicotou a Sonic e principalmente a Lexi nos playoffs e levou o chatissimo uivador do Rob. Pharrel foi muito inteligente em diversificar seu time, pois haveria um leque maior para o público se conectar cada um com seu público alvo sem haver divisão de votos, uma vez que quem gosta da kim gosta da india, portanto, os votos iriam se dividir. E acho que o gosto pessoal se sobrepôs muitas vezes ao que realmente estava acontecendo, por exemplo dizer que um artista não transmite emoção é impossível pois pode não emocionar você mas outros milhares ele com certeza emociona, e no caso do cantor não estar emocionado também não da para afirmar pois o sentimento é dele e de mais ninguém não tem como você falar que ele não está sentindo isso é muito particular, cada um demonstra de um jeito. No mais eu adoro o blog, eu respeito vocês não gostarem da koryn mas não aceito gonga-la desse jeito coitada estava realizando o sonho dela e vocês falando de satanás mesmo que for de brincadeira isso não é legal.

        • Pérola

          Me rendo a sua lógica irrefutável sobre a questão da emoção do Sawyer! É questão de gosto, por isso entendo que muita gente gosta dele.

          Mas, por favor, não generalize. Todos os meus comentários sobre a Koryn foi sobre as performances dela. Nunca falei de outro jeito….

      • luis felipe

        Olá pérola, falei de maneira equivocada dos comentários que fazem sobre a koryn, pensei que você fosse parte dos responsáveis pela recap. Porque falaram coisas de baixo nivel dela….

    • Cezar

      Frederico foi cirúrgico !

      => A começar pelos erros de redação que causam certo incômodo;
      => Quanto à Koryn, até compreendo seu desgosto, mas suas críticas são colocadas de forma desrespeitosa, soam até discriminativas. Particularmente, gosto dela e tenho todas as suas apresentações (ao lado, claro, da Kim) em minha playlist;
      => Não sou nenhum fã do Sawyer, mas é legal que um jovem talento seja novamente coroado, afinal de contas, não havia sido assim nas últimas temporadas;
      => Desde o início, fiquei encantado pela Brooke, Sonic, Mia e Kimberly, seria a final perfeita, mas… não deu !

      Outra visão:
      => Sei que Adam Levine é seu deus, mas babemos menos, por favor;
      => Pharrell é um fraquíssimo coach, nunca mais sonhará com aquele troféu, caso não encontre outra “anomalia”;
      => Meghan é boa, mas não tem simpatia alguma. Ouvi-la e não vê-la é o melhor remédio;
      => Dam é impagável em seus comments, boa dose de risos;
      => Como eu viveria sem o Blake ? Não consigo imaginar :'(

      Ninguém deseja sua imparcialidade, pessoal. Apenas menos ofensas e mais tolerância.

      • Camila

        Olha…sempre pensei isso dos team Xtina…é só diva…e tals…creio q a Kim poderia apresentar algo diferente do que “divar”…se estivesse com outro coach…lembro q a mina disse q queria ser rocker e tals…e nesse quesito…confio mais no Blake…heehe…e a Meghan só chegou a final pq o Blake é muito popular…pq se vamos falar q Xtina é mais do mesmo…Meghan tbm é mais do mesmo…e concordo com o Swayer…q timbre diferenciado…mas curto o ao vivo e tals…e ele não passa emoção nenhuma cantando ao vivo…ai…cansa…

  • gente, eu entro aqui para descontrair depois de um dia daqueles…as reviews são engraçadas, leves e retratam o que nós sentimos quando estamos vendo…ficamos p…., choramos, gritamos, exatamente assim….somos passionais com nossos preferidos, somos ” pé atrás” com os outros enfim..somos humanos….obrigada por me proporcionar momentos tão divertidos acompanhando um programa. abraço e até a próxima.

  • luis felipe

    Nossa me empolguei a falar de notas e esqueci de responder certinho. Eu também queria ver ela cantando uma música na região grave! Ela possui graves bem cavernosos, acho que aquela musica make its rain do bruno mars iria cair como uma luva pra ela. Em relação a deanna eu gostava quando ela projetava uma voz mais agressiva, o timbre dela soava forçado e eu realmente não gostava. A minha favorita da temporada era a mia z que estou acompanhando.

  • Tomás

    Vim aqui comentar pois soube que meu nome foi jogado por aí então vim me defender. Não sou esse Ton que comentou… Se tivesse sido eu teria comentado com meu nome. Não preciso mandar recado para ninguém, falo direto na cara mesmo. E sim, acho a review de vocês uma merda, muito parcial e mal escrita também. Além disso, foi extremamente machista ao dizer que a Koryn se vendeu ao Satan por usar um vestido curto. E comentários de teor vulgar como “quero esses dois pelados na minha cama” são super desnecessários também… Para ter um blog, deve-se, primeiramente, ter o conhecimento do português básico (que é o mínimo que a educação exige) e, também, ser extremamente imparcial. Eu realmente me pergunto como vocês recebem visitas, pois qualquer pessoa com o mínimo de noção percebe como vocês são hipócritas e parciais.

  • Chico

    Ainda não tive tempo de assistir os episódios ainda então não irei comentar sobre eles. Só vim dar uma dica para quem quiser conhecer o trabalho do Luke Bryan. Escutem as músicas That’s my kind of night(https://www.youtube.com/watch?v=crCqWK3SmRo), Play it again (https://www.youtube.com/watch?v=ALV-QtDFpSw) e Country girl (https://www.youtube.com/watch?v=7HX4SfnVlP4). Ele certamente é um dos grandes nomes da música country atualmente e eu indico para vcs.
    Abraço
    P.S.: Quando assistir os episódios venho comentar depois. 😀

  • uis Felipe

    Eu creio que seja D5 porque o limite vocal dela em mixvoice é o E5 por ela exagerar no belting, o ponto forte da Christina é justamente o peso do timbre e a voz multifacetada podendo se adequar a qualquer estilo. Em termos de alcance vocal em belt Kelly Clarkson e até mesmo Jacquie Lee a supera. Para você ter uma noção Jacquie bate bb5 em belt. Mas em voz de cabeça e falsete Christina vai muito alto pega a sétima oitava, Jacquie utiliza pouco do falsete e da voz de cabeça mas ela ja executou um F#6 em i put spell on you. Creio que ela pode ir tão agudo quanto xtina. Mas em termo de timbre, peso vocal e versatilidade acho Christina insuperável. Impressão minha ou o Sawyer meio que ignorou xtina.

  • Pérola

    Não tô entendendo esse burburinho em torno na review. Erros acontecem minha gente. Erros de digitação e de português também. Ninguém é perfeito!!!

    E gente, aqui é um blog de OPINIÃO. então não vai ter imparcialidade não. E o que que tem em ser imparcial?? É só usar um pouquinho do cérebro e filtrar aquilo que tá lendo. NINGUÉM, NINGUÉM MESMO É IMPARCIAL. Você pode trabalhar os dois lados da história, mas nunca ser imparcial.

    E o Ton foi errado sim, Começou o seu comentário ofendendo o Lindormar.Se não gostou do review fala isso e parte pra outra, E, mais, o Lindomar respondeu até bem, porque pra mim o nível ia ser mais baixo. Ninguém é obrigado a ler o blog…..

    BEIJOS DE LUZ!!!

  • Goghiro

    Primeiramente, n acho que tenha sido uma temporada a se esquecer pois foi melhor que pelo ou menos tres ou quatro temporadas do programa e olha, lamento informar que alguns conentarios estao certos pois percebi um tremendo amadorismo nas reviews aqui sobre The Voice, os erros de portugues e a falta de imparcialidade pra avaliar os candidatos, se vc n gosta de alguem tambem nao precisa humilhar essa pessoa ou insinuar o que vc nao sabe sobre a vida dela e como eh que vc permite comentarios como o desse ou seria dessa Dam nas reviews, quando a pessoa ao inves de avaliar o candidato fica se expondo dessa maneira ridicula e comentando esses absurdos e baixarias que ninguem eh obrigado a ver, sinceramente vc nao esta em Facebook ou Whatsapp pra ficar falando esse tipo de coisa! E dai se a Koryn usou um vestido curto, isso nao significa absolutamente nada que ela largou a religiao(ate pq nao largaria nunca e so lamento por vcs nao saberem como eh e ficarem falando besteira) comentatio extremamente machista esse, e se nao conseguem nem avaliar a candidata e a voz dela e so ficam falando da religiao dela, por que ainda fazem essas reviews!? Sendo que voce precisa ter o minimo de senso critico, de nocao e imparcialidade pra isso? Se nao gostam de uma candidata a massacram sem do isso eh puro amadorismo! E acho que nao deviam permitir gente como esse ou essa Dam comentar num espaco aberto que todo mundo pode ver e considerar ofensivo! Quer ser viado, sem problema agora nao precisa se expor dessa forma tosca de maneira que quem acompanha a review fique enjoado com o que vai ler! E antes que pense nao sou homofobico nem nada mas eh que eh preciso o minimo de nocao pra avaliar o que a pessoa comenta num espaco como esse! E acho infantil querer largar o programa so por injusticas que sempre acontecem e sempre vao acontecer porque nao aproveitar as performances e torcer saudavelmente? Mas enfim a escolha de ser infantil assim nao eh minha neh…….nem precisa responder o comentario apenas reflita sobre e pense em como vc vai realizar esse trabalho e eu ja comecaria afastando pra longe alguem como o ou a tal Dam que so fala bobagem do tipo “Vendeu a alma pra Satan” e a outra Clarice n fica mto atras, pq quando um time inteiro de comentaristas se vende pra um unico tecnico fica dificil debater mesmo……..

    • nyegirton

      Venho em defesa do Dam dizer que ele faz comentários com tons de brincadeira. Se levam a sério o problema já não é com ele. Amadorismo em nossas reviews vc vai encontrar mesmo, não tem nenhum jornalista aqui, somos todos amadores que fazem o blog meramente por diversão e pra divertir. De qualquer modo, obrigado pelas críticas (construtivas) e espero que retorne ao blog com esse olhar mais bem humorado das postagens que fazemos.

  • gabriel

    Melhor coisa dessa finale foi o mesmo o vídeo da Xtina pqp hem

    • Xtina destruiuuu <3

      Alias na Season 5 ela arrebentou com a Gaga e agora veio arrebentar de novo!

  • Sheila Oliveira

    Gostei muito da vitória do Sawyer Fredericks. Foi super legal ver um talento tão original vencer. A parte triste pra mim é que a Kimberly deveria estar lá ao lado dele como os dois finalistas. A melhor realmente dessa temporada e não entendi até agora essa decisão dos americanos, se bem que aqui no Brasil não é diferente. Mas valeu muito pelo Sawyer.

    • Achei um absurdo ver a Kim fazendo back pro Josh e a India pra Koryn, mas, fazer o quê, né? Também achava que elas seriam mais bem utilizadas, como a Sugar e a DaNica que cantaram a final passada toda.
      Bem, só nos resta esperar pela 9…

      • Sheila Oliveira

        É verdade, Paulo. A India acho que foi muito prejudicada pelas escolhas das músicas. Algumas músicas deixavam a apresentação dela tão previsível, tão comum, e ela com àquele voz abençoada. Ela já tinha dito que gostaria de gravar um CD ao estilo da Adele, daí acho que tinham que explorar muito mais esse lado dela. Mas é isso, vamos ver o que acontece na próxima, mas com certeza a mesma coisa dessa, porque quando o público começa a votar é um problema.

    • Oi Sheila, como dizem por aí, tem que trocar o povooo! hahaaha

      Kimberly realmente merecia uma melhor posição nesta temporada, foi a maior injustiça sua eliminação em pleno top 6. Sobre Sawyer, fico feliz que vc e mais algumas pessoas gostavam dele e ele vençeu, é dificil um candidato que vc realmente torce vencer o The Voice! hahaha

      Em 8 temporadas vi apenas Tessanne ganhando a 5, e eu torcia para ela! hahaha

      • Sheila Oliveira

        Na verdade eu não torcia pelo Sawyer não, mas fiquei feliz por ter sido ele o vencedor, se fosse a Koryn também iria gostar, apesar de reconhecer o talento da Meghan, mas por causa do seu jeito melancólico eu não conseguia torcer por ela. Pra dizer a verdade The Voice sempre me deixa arrasada, porque meus preferidos sempre vão embora de forma absurda, como a Sisaundra Lewis na temporada 6, que amava e a Kimberly nessa temporada.

  • luis felipe

    Olá, nossa vocês gongam demais a koryn eu achei que ela foi tão bem tirando o dueto com o pharrel. Ela tem uma voz poderosa e os suspiros acho que é da técnica vocal dela. E na parte que vocês falaram que ela deveria ter arriscado notas mais altas eu discordo totalmente A MAIOR PROVA DE INTELIGÊNCIA DE UM CANTOR É SABER SEUS LIMITES E RESPEITA-LOS. Por isso acho que ela merecia um elogio ao invés de uma critica. Mas não estou desfazendo do trabalho de vocês pelo contrario estou expondo minha opinião ninguém é obrigado a aceitar mas respeitar é de bom tom! Achei deselegante a falte de educação de um certo comentarista vulgo TON. Enfim, amei ver a mia z, adorei o novo single dela e apoio do pharrel. Ela definitivamente pode ser uma grata surpresa.
    Obs: E a christina aguilera trocou de roupa tão rápido assim? Caramba. E o vozeirão dela! Não usou suas 4 oitavas 5 notas e seu semitom mas ofuscou totalmente os outros coachs, no final quando ela desembesta a rosnar,a glore note “D5” repeti umas 1000 vezes. Mas acho que ela errou a nota na virada em 2:44.

    • Sheila Oliveira

      Luis é engraçado porque eu também gosto da Koryn, mas você sabe que pra mim depois, nas 2 últimas apresentações dela antes da final, já estava ficando cansada de sua voz, apesar de estar torcendo por ela e preferir ela que a melancólica Meghan, que me passava uma tristeza. Mas acho que a música que Pharrel fez pra ela é o que ela deve cantar, combinou muito com ela. Ela só precisa aprender daquele andar de “diva” dessas cantores, que sempre fazem tudo igual, mas acaba sendo um charme à parte. Agora realmente a Christina não tem pra ninguém, sua voz é qualquer coisa. Ainda bem que ela volta pra próxima temporada, né?

      • luis felipe

        Justamente Sheila, como ela é desengonçada e jeca ao andar, cruzes! Faltou umas aulas da Christina ai haha. Pharrel está apoiando os artistas de seu team pelo jeito, produziu para mia será que vai apoiar a koryn também? Eu sou o primeiro a defender quem fala que um artista só grita, mas meghan Deus me livre não gosto da voz dela, muito ardida a kim gritava mas ela controlava e sempre gritava com a voz mais áspera agora a meghan berra com a voz bem ardida. Mas o resultado estava mais que claro acho que ninguém se surpreendeu, desde os telespectadores até os coachs e participantes.

    • Oi Luis, Tudo Bem?
      Realmente nos gongamos demais a Koryn, reconheço isso e pensando bem fui injusto com ela algumas vezes, mas realmente a odeio hahahaha

      E realmente pensando no que vc falou ela realmente fez o certo de não arriscar as notas mais altas já que ela tem essa limitação, não tinha observado a performance com esse olhar.

      E sobre Christina Aguilera, a mulher destruiu, arrasou, sambou! hahahha

      Não percebi essa nota errada nãoo hahaha!

      • luis felipe

        Ai gongou ela novamente falando que ela é limitada. Brincadeira! Mas nem só de agudos se faz uma extensão os graves também tem que ser considerados. Ela pode não ir tão alto mas compensa nas “low notes” acho que ela deveria ter cantado músicas bem baixas, entre o fim da segunda oitava e o meio da terceira quando os graves dela ganham peso. Enfim, acho que o ponto forte da voz da koryn é justamente os graves cavernosos e bem robustos.

  • Thiago

    Bom como essa foi a finale andei lendo algumas reviews e tenho algumas sugestões Lindomar, o Ton não é o Tomas caso você pense, apesar da atitude ofensiva e errônea da parte dele, tenho que concordar que a Review tem alguns erros de português e concordância o que atrapalha um pouco a leitura, sei que respondeu tudo que o tal Ton falou menos isso, não é legal ser ofendido mas as vezes é preciso um pouco de humildade em reconhecer as falhas é melhor que simplesmente mandar a pessoa não ler mais a review.

    • Oi Thiago, não sei se o Ton ou Tomas são a mesma pessoa, mas ambos já me ofenderam e não só o formato das reviews ou a forma como o blog segue, por isso achei que tinha sido ele.

      A review realmente apresenta erros de pt, uma coisa que quero fazer para a próxima temporada e soltar as reviews mais tarde e pedir uma revisão para alguém do texto, eu não consigo, infelizmente escrever as reviews e revisar tudo de forma rápida, minha rotina acaba não deixando.

      E e nenhum momento falei que o blog foi perfeito, mas ele começou a crítica dele me atacando e por isso fui grosso com ele. Enfim foi isso Thiago, e obrigado pelas críticas construtivas.

  • Rachel

    Primeiramente, Panela de Séries, vocês são demais… os comentários são os melhores!!! Lindomar, temos 90% das mesmas opiniões rsrs!!!
    Sobre a final 1, eu gostei da versão de Hallelujah do Joshua achei maravilhosa, ele pode não ter o vozeirão, nem gritar, mas é uma voz bastante notável! Os outros 3 confesso que não tive paciência para assistir. E o episódio final, só baixei porque sabia que o top 20 ia cantar e nossa… ameeiii ver meus favoritos juntos <3 <3 DeAnna, Mia, Kimberly, India… nem me importei com os finalistas, apesar de simpatizar com o Joshua rs! Até a Hannah, que eu detestava no início, gostei de ver… fiquei gostando dela hahaha! E as outras perfomances dos finalistas com os outros participantes, só assisti pra ver os outros, mais uma vez nao prestei atenção aos finalistas. As mulheres arrasaram com "Uptown Funk", apesar da música já está meio manjada; Adoreiii ver Brooke (adoooro a versão dela de "Electric Feel") e Léxi também, gosto muito das duas. E Mia hein? Lacrouu geral (com exceção daquele "cocô" na cabeça dela) Até que gostei da Meghan cantando com a Sara, as vozes casaram legal. O restante não vi mais nada, pelo menos algo de bom teve nessa final.

    • Sim, o episódio da final foi bom, as performances da segunda noite foram boas! Adorei Uptown Funk! hahaha, Brooke <3, adoro aquela ruivaa! E Mia Z lacrou nessa final, ela se destacou na performance do top 20 e depois lacrou na performance do grupo do Sawyer. hahaha

      E Joshua e Hallelujah <3

  • Fernando

    Amo as reviews ahusha penso o mesmo sobre essa temporada, com talentos como Mia, DeAnna, Kim, India, Hanna e Caitlin, essa tinha tudo pra ser a melhor temporada. O final não me agradou, entre os finalistas preferia Meghan, pois era a que mais se encaixava em todos os quesitos, Sawyer tem sim um talento, mas não vejo nele presença de palco ou emoção kkk Ao que parece, daqui um mês ngm lembra dele… As pessoas acompanharão mais os outros artistas em seus novos trabalhos (DeAnna vai criar um canal no yt #JáQueroVer). Agora teremos de esperar e nos contentar com The Voice Kids Brasil e The Voice Brasil que vem ai #QueroReview ahuahsuh Esperando a nova temp e mais reviews divertidas como sempre!!

    • Deanna <3!

      Assino embaixo o que vc disse Fernandoo!

      E vai ter o The Voice Austrália em breve, vai ter reviews aqui no blog!! (Melhor The Voice que tem é o da Austrália).

  • Pérola

    Primeiro: QUE PESSOA RIDÍCULA ESSA AÍ DE CIMA!!! SE TOCA QUERIDO!!!
    LIGA NÃO LINDOMAR, NÓIS GOSTA DE TU, APESAR DE VOCÊ GOSTAR DO SAWYER (nada contra!!)

    Vim aqui comentar q vi poucas apresentações porque não sou obrigada!!! uahuahhau
    Não conhecia também o Luke Bryan. Já ouvi muito falarem dele mas nunca vi mais gostoso!!! Deus, que homem!!! Quero na minha cama pra ONTEM!!!

    Quando soube que a apresentação da Meghan foi acústica fiquei chateada um pouquinho. Queria as dancinhas do clip…

    Pela primeira vez na season inteira, funcionou todos cantando juntos. Também é difícil errar cantando a maravilhosa Some Nights! A Hannah, pela primeira vez, acertou na roupa!!! Aeeeee…. tava gata. Que saudades da Sonic e também do Rob (só Deus pode me julgar…) India e Kim arrasaram, como sempre!!!

    Pela primeira vez consegui aturar a Koririn cantando. Acho que muito mais pelas outras meninas…
    E o que foi a aula da Xtina de controle de voz??? ÔÔÔÔ mulher que fica, até enrolada no celophane branco brilhante, maravilhosa!!!!

    Por fim amei as imitações dela!!! O que foi a Miley?? E a Cher??? DIVA!!!

    P.S¹: Não flo do Sawyer porque se não vou ficar falando meia hora mal dele…

    P.S.²: Que diabo de penteado foi aquele da Mia?? E Shame on you Meghan por chamar só a Sarah!!

    P.S.³: Eu prometi a minha mesma que não veria mais The Voice por causa do que aconteceu com a India e a Xtina (ela vai ser uma idiota se voltar…) Mas, se renovarem todos os coaches, vou ver se vejo só as blinds porque depois disso só passo raiva!!

    Muitos beijos e por favor me marque no twitter quando anunciarem os coaches!!!

    • Pérolaa trate de voltar para a season 9!! Vai ter reviews e concerteza barraco nos coments! hahaha

      Fontes dizem que na S9: Blake, Adam, Gwen e Pharrell (infelizmente esse último aqui, sdds Usher).

      Adorei o Luke Brian tmb!! Bonitoo ele hahaha

      E cansei de falar dos defeitos de Sawyer hahaha

  • Maria

    Observações finais:
    1 – Meghan é diva demais kkk. Anti-social HAHAHA S2.
    2 – Sawyer é puro demais. Torcia para Meghan, mas fiquei feliz que ele ganhou.
    3 – Chorei com as imitações de Christina. Canta, interpreta e imita perfeitamente. Rainha apenas.
    4 – Chocada com Kelly Clarkson! Gorda demais! Mas amo de toda forma.
    5 – Como vocês não conheciam Luke Bryan? Príncipe do country e BFF de Blake!
    6 – Que final foi aquele na apresentação dos coaches? Christina é perfeita demais!
    7 – Blake é o melhor técnico sim! Se não ganha, fica em segundo! Aceitem!
    8 – Os americanos já consideram essa a melhor temporada de todos os tempos, talvez porque o gosto pessoal seja um reflexo da cultura e da condição social do país. Por isso, ficou uma sensação de que assistíamos um The Voice diferente deles. Mas para mim que só me permito avaliar até o Top 12, essa foi sim, uma das melhores temporadas. A falta de Kimberly na final foi a única coisa que me incomodou, mas nem tudo é perfeito, né?!

    PANELA, ADOREI A COBERTURA DE VOCÊS ESSA TEMPORADA, VOCÊS FORAM IMPECÁVEIS!
    ADORO VOCÊS!
    QUE VENHA A SEASON 9!
    BEIJOS.

    • Mariaaa sua lindaa! hahaha

      Realmente Kelly tava gordinha,
      Blake fez um bom trabalho com Meghan, se alguem merecia entre os 4 era ela! haha, só acho que ele não acertou no dueto deles.
      Amamos as imitações da Xtina! <3
      Eu realmente não conhecia o Luke Brian, to até baixando uns cd's já, adorei ele! hahaha, vai ser meu segundo artista country que vou ouvir, o primeiro é Lady Antebellum.
      Realmente se você olhar o top 12, não foi uma péssima temporada, por isso comparei com a 4, tinha um ótimo top 12 tmb, mas acabou como acabou!

      Enfim, volte na season 9 Maria, Adoro seus comentários! <3

      • Maria

        Own que fofo! Beijos e até a season 9!

  • Ton

    Que review lixo, como todas que esse gordo imundo escreveu nessa temporada, com vários erros de português, que vergonha disso.
    Percebe o quanto essa review é parcial para o #TeamAdam, porque mesmo eu torcendo para a Koryn detestei todos, e o único mais ou menos ainda foi o do Blake. Na próxima temporada podia colocar apenas o Nyerginton ( mesmo o detestando) para comentar, pois ele as vezes que li foi o único que escreveu corretamente e com a VERDADE, não com isso. PS: esse menino ganhou, mas vai ser um fracasso, assim como a cara de jumento que ele tem.
    PS²: Coloca vídeos oficiais Beijos

    • Olá querido Ton (acho que sei quem você é).. obrigado pelo seu comentário amistoso e rápido (acredito que nem deu tempo de você ler a review inteira, mas ok, quem sou eu para falar algo).. como já disse para outros e agora vou dizer para você: Não gostou da Review? Procura outra Blog existem vários que falam sobre The Voice.
      Segundo lugar vc me ofendeu ‘gordo imundo’, não sei quem é você, não sei o que vc faz da sua vida, mas você não tem o direito de vir aqui e xingar quem escreve sobre qualquer seriado, você pode odiar a foma parcial que abordamos, a forma como criticamos o seriado, mas não criticar as pessoas por trás do post, enfim, não vou perder mais meu tempo discutindo com você.
      Sobre os vídeos se você sabe ler, viu que a NBC não disponibilizou, assim que estiverem disponíveis serão devidamente colocados na review.
      Sobre os comentaristas adoro Nye, e ele vai voltar na próxima season, como todos que comentaram nessa, aliás você não odeia as review? Faz um favor nem volta para a season 9.

      • Eu realmente não entendi a do cara… Podia ao menos fazer uma crítica construtiva, apontar aquilo que acha errado (todo mundo sempre pode melhorar)… Mas não… Precisa vir e ofender a pessoa, se achando superior… sei não, viu?

    • Só mais um comentário: O que é uma ou duas pessoas que me odeiam, para 130 milhões de Brasileiros que me amam! Beijos.

      • Maria

        HAHAHA Adorei Lindo!

    • nyegirton

      1. Era pra eu considerar isso um elogio?
      2. Não entendo como você achama review imparcial pro Team Adam se a nossa maior crítica é com a saída de India e Kimberly, ambdas do #TeamXtina?
      3. SEJE MENAS! Ofensas pessoais é o seu melhor argumento?

%d blogueiros gostam disto: