Posts Populares

The Voice US – S09E16 – The Live Playoffs Part 2

Segunda noite de Playoffs no TVUS!

E após as ótimas apresentações do primeiro dia (clique AQUI se você perdeu algo), teremos o Team Blake e Team Pharrell se apresentando para tentar conseguir uma vaga no Top 12 da temporada.

Os participantes que voltaram pelo #CoachComeback dessa noite foram Nadjah Nicole, pelo Team Blake, e Celeste Betton, pelo Team Pharrell. Duas powerhouses que fizeram apresentações interessantes nos KOs e Battles, respectivamente. Não que eu concorde 100% com a volta delas, mas não foram escolhas ruins. Mas as songchoices… Ah, as songchoices

Sem mais delongas, Netto e Clarice estarão me ajudando com os comentários nessa noite, além dos meme selos presentes na review passada.

LIVE PLAYOFFS PART 2: #TEAMBLAKE & #TEAMPHARRELL

BLAKEPHARRELL

Darius Scott – “Love Lockdown” by Kanye West

 

Gerson: Darius já é um artista sem apelo e ainda foi jogado no death spot, coitado. Pharrell continua sendo péssimo como coach e nem as músicas pros seus artistas ele escolhe. Dessa forma, achei que Darius foi muito inteligente, pois é uma ótima música e que combina muito com ele. Achei que ele apresentou vocais consistentes até o refrão. No refrão ele se perdeu um pouco, mas conseguiu se recuperar a tempo. O arranjo da música não trouxe um breakout moment pra Darius acontecer no palco. Foi tudo muito linear. No fim, ele se perdeu mais um pouco, e por isso a Nota 7,5.

Clarice: Darius sempre faz boas apresentações. Ele tem um controle de voz e uma elegância no palco, bem diferente do Mark espalhafatoso que infelizmente veremos a seguir. kkkkkk Falando sobre o Darius, a introdução me lembrou muito “Love Runs Out” do OneRepublic, mas na verdade era Kanye West hahahaha No meio da apresentação em si, achei que faltava algo, até vir o BOOM da música e Pharrell, para alegria da Paneleira Luana, ficou em pé ovacionando loucamente até Darius finalizar a apresentação muito bem. Nota: 8,5

Netto: Estou bastante decepcionado com Darius. Amei sua preview no iTunes, mas achei que ao vivo deixou a desejar, senti que ele estava desconfortável e ainda por cima fiquei incomodado com seu exagero na execução das notas. O pior é que parece ele não tem um coach para ajudá-lo com isso, né? Porque ficou bem esquecível essa performance. Saudade do Darius das blinds. Nota: 7.0

  SeloSuperInteressante  seloatequefoibem  selochatiada

Ivonne Acero – “One Of Us” by Joan Osborne

 

Gerson: Após descobrir o que Ivonne ia cantar e ouvir seu estúdio, esperava que ela fizesse um trabalho digno com essa música. Não foi nada espetacular, mas os vocais estavam ok. Ela perdeu um pouco o ritmo com os gritos e os agudos que tentou alcançar, mas conseguiu se recuperar em seguida. Achei que Ivonne poderia ter tratado a música de maneira mais suave e ter evitado os agudos estridentes. No mais, não foi uma performance ruim não. Nota 7,0.

Clarice: Betty, a Feia Ivonne foi bem no Knockouts e veio com moral para os Playoffs, só que não deu hoje não, amiga! Que apresentação entediante, linear demais. Ela certamente se deixou levar pelo nervoso, porque não esteve bem nos vocais. Houve uma melhora no final da apresentação, mas está longe de merecer a vaga no Top 12. Saudades de Sarah Simmons divando nessa canção! ♥ Nota: 7,0

Netto: Nunca gostei dessa ideia de Ivonne cantar essa música, até porque nem gosto dela mesmo. Mas comentando da sua performance, foi que nem a de Darius, exagerada. Ivonne parecia querer passar emoção à força, mas não funcionou querida. Tentou ser Sarah Simmons, mas não deu, volte para o fim da fila que é melhor. Nota: 5.5

      SeloPare  SeloMorteHorrivel  SeloGente2

Morgan Frazier – “Lips Of An Angel” by Hinder

 

Gerson: Morgan decidiu pegar uma música rock e fazer um cover country. Não é algo inédito, mas Morgan decidiu tentar. O resultado foi uma apresentação cheia de atitude e vocais bem legais. Morgan conseguiu seguir na proposta das notas altas e atingiu todas. Semitonou algumas vezes, mas nada que a prejudicasse. Achei que a conexão com a música estava lá também. A voz de Morgan me lembrou muito Carrie Underwood! Se ela passar, quero cantando algo da moça! Nota 8,0.

Clarice: Poucos cantores countries do programa me agradam, e a Morgan é uma delas. Gosto desse estilo dela de cantora country com atitude e não cantando igual uma planta! Achei a songchoice inusitada, algo mais suave na vez dela, que fez bons vocais, mas senti falta daquele BOOM! Eu sempre espero por um momento triunfal na música que vai me fazer amar tudo. Só que Morgan não teve… foi bom, mas não amei. Nota: 8,0

Netto: Tô é besta viu, pensei que ia repousar horrores assistindo. Não costumo gostar de country, na verdade odeio, mas tenho de admitir que Morgan foi bem nessa performance. Não vi erros em sua apresentação, foi tudo confortável até demais para ela, o principal problema é que não acredito que ela tenha mais nada a oferecer do que apresentações de músicas country ou “countryerizadas” contendo algumas notas alongadas, fazendo com que o público vibre e as vozinhas da roça liguem e votem horrores, tornando a minha vida terrível. Vale ressaltar que tem pessoas mais peculiares e com mais a oferecer do que ela. No entanto, fazendo parte do Team Blake, já vejo Morgan na próxima fase. Mesmo considerando tudo isso, esse The Voice só traz countries sonsas, cadê as ousadas como Shelbie Z? Nota 8,0.

SeloNotBad  seloparabens  SeloNotBad

Evan McKeel – “Overjoyed” by Stevie Wonder

 

Gerson: Evan veio com uma songchoice bem previsível. Aliás, ele vai cantar a discografia de Stevie Wonder? Após cantar parte da música na sua blind audition, Evan trouxe uma apresentação com vocais bem legais e muita emoção. O refrão achei que começou bem fraco e melhorou um pouco depois. A performance foi crescendo e melhorando, e Evan conseguiu mostrar a que veio. A presença de palco estava bem interessante, mas não acredito que tenha sido o melhor dele. Nota 8,5.

Clarice: Ahhhhhhh! Evan vem com a música que ele encantou durante as Blinds… Pharrell espertinho!!! Evan cantou tão lindamente, estava tão a vontade no palco, sou apaixonada por essa música e fiquei bem orgulhosa do que Evan apresentou. Só discordo sobre o que foi dito pelos coaches, que Evan foi teatral. Tão achando que é o Mark ali no palco? Oi? Hahahaha Nota: 9,0

Netto: Mas gente, esse macho é muito magro e engraçado. De início pensei que ia ser um desastre, mas aí no decorrer da apresentação fui sentindo que Evan cresceu aos poucos. Apesar de preferir quando ele arrasa em músicas animadas (como Higher Ground), mas SkinnyE está para provar que pode entregar boas performances. Sinto que ainda vem mais por aí para Evan caso ele fique mais uma semana. O que me faz gostar da ideia que estão todos em sua zona de conforto nesses playoffs é pensar que estão deixando para arrasar valendo nas próximas semanas. Nota: 8.5

    SeloBrilhou  SeloAmei  seloparabens

Madi Davis – “Songbird” by Fleetwood Mac

 

Gerson: Essa songchoice combinou muito com Madi, pois permitiu a mocinha se conectar e passar toda a emoção necessária para a apresentação. Adorei que Madi trouxe o violão e fez uma apresentação mais intimista. Os vocais estavam bons, mas as notas altas dela me incomodaram um pouco, pelo timbre da voz. Achei uma apresentação quase perfeita, com muitos altos. Madi fez muito bem o seu trabalho e merece uma vaguinha no Top 12. Nota 9,5.

Clarice: Meu Deus, essa menina tem uma delicadeza ao cantar que me emociona… e me arrepiou logo nos primeiros versos. Que vocais poderosos ela apresentou hoje, ela melhora a cada apresentação. Madi, Rainha do Team Pharrell. Sem mais! Nota: 9,5

Netto: UM ANJO! Que apresentação maravilhosa de Madi, que felicidade de ter uma indie especial como ela nessa temporada, me recordando Caroline Glaser. A apresentação não só em questão de emoção, como vocalmente foi maravilhosa. Madi é a principal concorrência para Amy e mesmo gostando mais da que apresentou-se ontem, tenho de admitir que ela é muito magnífica de se assistir, chego a desacreditar que tenha apenas 16 anos. Espero que o público ou seu coach salve-a. Vozes assim atingem meu coração tão facilmente que não sei como lidar após certas performances. Nota: 9.5

  SeloEmocionada  selocaiuciscoaqui  SeloArrasouViado

Celeste Betton – “Something In The Water” by Carrie Underwood

 

Gerson: Celeste fez algo que não esperávamos e trouxe uma música country. Achei bem tiro no pé, uma vez que ela poderia ter trazido algo que fosse mais a cara dela. Logo no início, estranhei um pouco o timbre de Celeste e achei que não encaixou na música. Na primeira parte da música ela apresentou alguns problemas, bem como quando chegou no refrão, com os falsetes. Celeste trouxe muita atitude e conexão com a música. As notas altas foram boas. Acho que a música funcionou da metade pra frente. Nota 8,0.

Clarice: Quando ela foi eliminada nas battles e fez aquele “canto apelativo” eu a critiquei… e sou mulher o suficiente para dizer que ela veio hoje e me fez calar a boca. Hahahaha Mulher, donde surgiu tanta voz assim? Confesso que achei a songchoice um tanto quanto estranha, mas ela fez vocais incríveis. Não me surpreenderia se ela avançasse e depois dessa apresentação, ela está merecendo. Nota: 9,0

Netto: Não sei o que dizer, só sentir! Menina, pelo visto cantar após a batalha adiantou e muito não foi mesmo? Estou abestalhado com a ousadia de Celeste ao arrasar com essa música totalmente diferente do seu nicho musical, e ainda assim cantar com toda essa convicção e alcançar essas notas que sabia que ela era capaz de chegar. Sério, estou bastante surpreso com a apresentação dela que, mesmo sendo um tipo comum de cantora, continuou arrasando. Nota: 9.5

SeloNotBad  SeloBrilhou  SeloInShock

Zach Seabaugh – “Brand New Girlfriend” by Steve Holy

 

Gerson: Achei a songchoice bem ruim pra Zach. Eu esperava uma vibe mais Jason Aldean e Luke Bryan, mas Blake decidiu trazer algo pra testar Zach. Gosto muito do timbre de Zach, e achei que o início da música foi bem regular. Só que aí aconteceu! GENTE, MAS O QUE FOI ISSO! Zach pegou uma música flopadíssima e apresentou ótimos vocais e uma presença de palco invejável. Ele fez o palco do The Voice tremer. Muita confiança, atitude, performance e vocais impecáveis. Ótima surpresa! Depois dessa, Zach merece muito estar no Top 12! Nota 10!

Clarice: O super-homem estava on fire hoje! Fez dancinhas vergonhosas sedutoras no palco, certamente conquistou vários votos das mocinhas de plantão e deixou as tiazinhas americanas de cabelo em pé. Hahahaha  Não sei se é a música que é antiga (sim, confesso que não conheço a songchoice) ou é o estilo de Zach que dá essa cara de songs antigas, mas foi divertido. Ele obviamente estava à vontade, foi sua melhor apresentação. Os vocais foram bons e a presença de palco precisa nem falar. Nota: 9,0

Netto: O que é isso mermo hein? Por favor, alguém cala esse garotinho. Se não bastasse country, ainda me vem essa coisa chata. Não tenho nem do que elogiar, essas mulheres gritando após sua apresentação estão tudin lokas da pepeka, pois não pode ser migos. Sem contar que essas orelhas enormes dele me incomodam. Zach é só um rostinho bonito, mas meu filho você está no The Voice e não num rodeio. Nota: 6.5

SeloLacrou  SeloMeAbana  SeloFazendoHoraExtra

Riley Biederer – “Should’ve Been Us” by Tori Kelly

 

Gerson: Finalmente uma música que parece um pouco mais a cara de Riley. No entanto, pelo estúdio, eu tava esperando um desastre no palco. Riley me surpreendeu e apresentou sua melhor performance até aqui. Os vocais estiveram muito consistentes, a presença de palco esteve ótima e a segurança dela voltou. Finalmente a Riley que queria ver. Até as notas altas que ela apresentou foram inteligentes e legais. Curti muito, principalmente a atitude que ela apresentação no palco. Nota 9,0.

Clarice: Riley provou que mereceu todos esses steals! Tudo bem que ela parece ser um nojo de pessoa de tão convencida, maaaaaas foi muito bem hoje! Achei que não se daria muito bem na música, mas Riley provou que eu estava errada, me surpreendendo pelos belos vocais. Nota: 8,5

Netto: Era essa Riley que eu estava esperando, foi essa mesmo que vi os covers no youtube e esperava vir ao The Voice, que pega uma música de alguém como Tori Kelly e arrasa. Acho que levou tempo para ela se tocar que está numa grande competição musical, ainda bem que foi a tempo. Riley provou que merece estar ali e que pode fazer ainda mais, vale ressaltar que está foi sua melhor até agora. Nota: 9.0

SeloAmei2  seloparabens  seloitshappening

Nadjah Nicole – “Upside Down” by Diana Ross

 

Gerson: Nadjah retornou com uma música que é a cara dela. E por falar nela, voltou num estilo bem diferente, nem parecia ela. Os vocais foram bem legais, mas a songchoice datada é bem capaz de derrubá-la. Foi uma boa apresentação, com boa presença de palco. Nadjah fez o que sabe fazer de melhor e nos presenteou com uma apresentação interessante de assistir. Porém, acho difícil ela aparecer no Top 12. Nota 8,0.

Clarice: Gente… quem é essa no palco???  Que mudança de visual, hein colega???? Errou na songchoice, errou na apresentação, mas pelo menos foi lá exibir o visual novo… porque foi só isso que ela foi fazer lá: passear. Não foi bem, não se destacou em momento algum, foi bem entediante. Gostei não, próxima… Nota: 6,0

Netto: Mulher, realize da vida, foi lhe dada uma nova chance, deixa de ser cu um pouquinho. É uma pena querida que esse megahair não funcionou, se a intenção era ser de Nadjiana Grande, que cantasse Focus, quem sabe funcionasse né? Música fraca, apresentação fraquíssima, pior retornante e era melhor nem ter voltado. Me poupe viu, flor. Nota: 5.5 

   SeloSuperInteressante  SeloFazendoHoraExtra  SeloNaoDeu

Emily Ann Roberts – “In The Garden” by C. Austin Miles

 

Gerson: Olha o gospel card aí gente! Emily veio com uma música que exige muita conexão, e eu estava ansioso pra ver o que ela faria. Achei os vocais o ponto fraco de Emily nessa performance. Ela apresentou algumas notas muito precisas, mas acredito que semitonou em alguns momentos. A conexão com a música foi bem legal também. Fiquei esperando pelo momento que ela tornaria sua apresentação inesquecível, mas isso não aconteceu. Foi tudo muito linear. Nota 6,5.

Clarice: Danielle Bradbery Emily country ousando no gospel? Meu Jesus Cristinho, não… isso não! Usando Gospel Card tão cedo? Ok… seja bem-vinda ao Top 12, né! Sobre a apresentação, timbre dela não me agrada nem um pouco, alguma coisa nela me incomoda e não consigo gostar de suas performances. Nota: 7,0

Netto: Se presenciar Danielle Bradcu vencer a 4ª temporada foi difícil, imagina essa apresentação de sua reencarnação. O pior de tudo é que os EUA amam, né? Não sei como. Espero que Emily volte mesmo é a cantar para suas galinhas, seus bodes e porcos. Desejo que Morgan passe e ela fique para trás, pois simplesmente não mereço um remake de uma temporada anterior. Aqui é The Voice tá mô, canto e não jardinagem ou ordenha de vacas, acho que você está perdida. Não foi a pior da noite, mas foi bem dormível. Nota: 7.0

   SeloDormi  selosaidaquidemonia  SeloCale-se

Mark Hood – “What Do You Mean?” by Justin Bieber

 

Gerson: Uma escolha mais do que inusitada para Mark. Quem diria que ele apareceria com JB em pleno Playoffs? Pelo estúdio, já estava esperando uma apresentação para esquecer. Me surpreendeu vê-lo começando no piano. No entanto, achei o arranjo da música bem ruim e os vocais de Mark me incomodaram a partir do momento que ele levantou e começou a dançar. Presença de palco muito boa, mas vocais prejudicados. Que morte horrível Mark. Acredito que neste caso menos seria mais. Teve muita informação nessa apresentação. Nota 6,0.

Clarice: Outra songchoice inusitada… começou no piano e achei que viria num arranjo mais lento mostrar um novo lado do Mark. SÓ QUE NÃO! Ele levantou, fez seu teatrinho pavoroso de sempre e acabou afetando seus vocais. Falsetes que falharam, problema de respiração. Péssimo! Acabou sendo o pior da noite depois dessa apresentação pavorosa. Nota: 5,5

Netto: GENTE, O QUE FOI ISSO? Sério, não esperei nove meses para nascer e ter que ver uma catástrofe dessa. Os fãs de Mark que me perdoem, mas esta performance foi terrível e Farel guardou o pior pro final, e o povo gritando? No consigo entender o Homo sapiens. Como pode? Odiei! Conseguiu ser pior que o preview do iTunes. Caso Mark passe (espero que não), não desejo ter de presenciar algo assim novamente, bastante cuzesco. O caba é bom, mas quem sabe da próxima né? Filho, não esqueça de pedir aulas a Melody com o falsete, pois ela está envergonhada de você. Nota: 5.5

    SeloStopDarling  SeloCredo  SeloMorteHorrivel

Barrett Baber – “I Drive Your Truck” by Lee Brice

 

Gerson: Achei a songchoice de Blake bem coerente. O estilo de Lee Brice tem muito a ver com o de Barrett, e já estava esperando um show no palco. Os vocais e Barrett são impressionantes! Ele passa segurança, carisma e conexão sempre. E dessa vez não foi diferente! Ele colocou tudo nessa apresentação e fez dela sua, inclusive com uma ótima presença de palco. Se fosse criticar algo, criticaria uns espasmos aleatórios que Barrett tem no palco hahahaha. Foi bom sim! Nota 10.

Clarice: Barrett mozão arrasando como sempre! Olha lá a Clazinha gostando de outro country Hahahahaha Adoro as apresentações do Barrett, ele sempre canta com tanta intensidade que é impossível não se conectar a ele. Não foi diferente hoje, apresentou bons vocais, presença de palco num estilo que só ele tem. Gostei bastante. Nota: 9,5

Netto: Bem previsível que Barretto ia ser pimp, foi uma apresentação bem linear, comum e a versão de Kristen foi melhor. No entanto, tenho que admitir que ele consegue envolver as pessoas, até eu mesmo me sinto envolvido às vezes. Bem que poderia ouví-lo cantar para dormir, na verdade. O grande front-runner do Blake fez mais do mesmo e bem provavelmente estará na próxima fase do programa. Nota: 8.5 

SeloAmei2  SeloOhLaEmCasa  SeloMeAbana

.A review da segunda noite de Playoffs termina aqui, claramente inferior à primeira noite, mas ainda sim com performances surpreendentes. Teve redenção de alguns e queda de produtividade de outros. Lindomar volta nesta quarta com os resultados dos Playoffs, nosso Top 12 e o ranking do Panela de Séries. Não percam.

Saiba tudo sobre o The Voice com nosso parceiro Grupo Sub Voice, que legenda o nosso reality preferido e ainda disponibiliza as músicas (versão iTunes e das performances) para download.

gerson

gostou da matéria? deixe um comentário!

Gerson Elesbão

Um @gerson incomoda muita gente, um @gersonrealoficial incomoda incomoda incomoda muito mais! É DC, é Marvel, é Netflix, é reality. Se a série for boa, chama no probleminha, bebê!


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu