Posts Populares

The Voice US – S09E22/23 – Top 10 Performances & Results

Em mais duas semanas já vamos conhecer a voz campeã do The Voice US, sim, a temporada está voando, em pensar que acabamos de nos encaminhar para o TOP 9, é interessante esse contraste, muitas pessoas ainda na competição e apenas duas semanas, cinco serão eliminadas na próxima semana, quatro disputam o título.

Semana que vem será cruel, vai ser a fase que ira superar 50% de eliminação, nas blinds começamos com 48 e chegamos a 32 após as batalhas, após os nocautes tivemos 20 selecionados com a adição de mais quatro via Wildcard chegamos a 24 que disputaram 12 vagas, foi a fase mais dolorosa se formos ver, 50% dos candidatos eliminados e agora nos encaminhamos para a semi final com NOVE candidatos e apenas quatro vão avançar. Enfim, vamos deixar pra sofrer semana que vem e vamos falar desta noite que acabou sendo surpreendente e deixando a próxima semana ainda mais complicada para os semi finalistas.

GWEN STEFANI – USED TO LOVE YOU

Eu amei demais esse single da Gwen, porque foi algo totalmente diferente do que ela vinha fazendo e mostrando, é algo mais emocional, passional e hoje vimos mais uma bela performance, apesar de seus vocais estarem meio roucos, porém isso acabou dando mais fragilidade a performance. Enfim, só fiquei pensando em Jeff cantando essa música durante a performance.

TOP 10 LIVE PERFORMANCES

JEFFERY AUSTIN – “JEALOUS” BY LABIRINTH

Lindomar: O que dizer de colocarem um dos melhores da noite para abrir o programa?? Cadê Braiden aqui produção?  Simplesmente amei, foi a performance que Jeff conseguiu inserir mais as marcas de sua voz, seu vibrato e sua força trouxeram mais força para a música, depois disso ele navegou finalizando notas e mais notas com perfeição, senti falta apenas de um momento mais suave e frágil já que essa música permite isso, mas séria algo a mais apenas, a abordagem feita foi perfeita. Nota: 9,5

Luana: Emoção define. Achei uma das (se não A mais) emotivas apresentações do Jeffery. Embora eu acho que faltou “aquele momento” pra brilhar vocalmente, foi uma linda apresentação que eu realmente não posso colocar defeitos, nem se quisesse. Nota: 9,0

Carol: Jeffery nunca foi Depois meus preferidos, mas ele foi crescendo na competição e mostrando a que veio com o passar do tempo, provou que Gwen estava certíssima ao virar pra ele. No início, achava ele bem “imitão” de Sam Smith e sem sal, mas ao longo dos Lives ele foi saindo de concha e fez uma excelente apresentação, consistente e poderosíssima vocalmente. Só sinto falta ainda de uma certa conexão com a música e com o público, ele não é um dos meus preferidos pelo simples fato que não vejo o conjunto nele, falta algo. De qualquer forma, aplausos pra essa apresentação. Nota: 9,0

Dam: Estou tentando recompor meus sentimentos para comentar qualquer coisa dessa performance.  Só sei dizer que para mim essa foi a melhor apresentação dele. É difícil admitir isso, mas Jeff se tornou o meu crush fofo da temporada, já quero ficar agarradinho com ele assistindo a lagoa Azul <3 Nota:9.0

EMILY ANN ROBERTS – “SHE’S GOT YOU” BY PATSY CLINE

Lindomar: Segunda semana seguida que gosto de uma performance de Emily, estou chocado! Ela realmente vem melhorando, seus vocais estão cada vez mais agradavéis, porém hoje em alguns momentos ficaram bem analasados. Apesar da música ser muito linear, como é a maioria das músicas countries que Blake escolha, ela prolongou algumas notas e deu uma quebrada, o que melhorou a apresentação. Sério gente, a forma dela cantar me lembra muito a Sandy do passado! haha Nota: 9,0

Luana: Vocalmente, talvez tenha sido uma das melhores da Emily, mas só isso. Eu AMEI a Emily semana passada e achei bem melhor que hoje. Também não posso ser louca e não dizer que ela mandou super bem nos agudos, segurou notas bem difíceis e aguentou uma música que exige muita técnica vocal. Emily vem crescendo e já acho que seja figurinha garantida na final. Nota: 9,5

Carol: Eu juro que tento ver nessa menina o que os americanos parecem ver, mas juro… Não consigo. Quando ouvi o estúdio dela, achei bom, mas ao vivo a voz dela estava absurdamente anasalada e as notas altas incomodavam meus ouvidos pelo mesmo motivo. Não percebi nenhum erro de desafinação ou algo técnico (até onde eu entendo) e até percebi uma certa evolução dela ao longo do programa, principalmente em relação à presença de palco, mas continuo achando que essa vaga dela na final (que já parece garantida) deveria ser de outra pessoa.  Nota: 8,0

Dam: Estou precisando tomar um banho de folhas com sal grosso urgentemente. Simplesmente eu amei a Sandy com tic do fat family minha gente, estou chocado com isso. Enquanto ela cantava fiquei me imaginando com um boy sertanejo e uma fogueira assando marshmallows. Nota: 9.0 

BRAIDEN SUNSHINE – “RADIOACTIVE” BY IMAGINE DRAGONS

Lindomar: Quando vi o grito dele no ensaio, até pensei por um momento que séria decente, porque ele tava cantando o HINO do IMAGINE DRAGONS, minha banda favorita da vida, fui em todos os shows que tiveram aqui no Brasil, mas… vamos lá, primeiro o arranjo, diferente do original, semelhante ao arranjo que Lindsey Starling usou em seu cover, e que de certa forma favoreceu o seu baixo alcance. Seus vocais nunca estiveram tão péssimos, teve algumas desafinadas, teve momentos que me senti triste, me senti bem triste, ele estragando minha música.. Nota: MENOR NOTA POSSÍVEL .

Luana: QUE ARRANJO HORROROSO! QUE VOCAIS PÉSSIMOS! QUE TRAGÉDIA! Acho que desde Regina Love com “Hello” não tínhamos tido uma apresentação tão horrorosa nessa temporada. Braiden foi péssimo do começo ao fim e ainda fez o favor de desafinar numa porcaria de nota alta alongada. Sinceramente querido, vá pra casa, porque já não está dando. Nota: 5,0

Carol: SOCORRO MEUS OUVIDOS!!! A cada semana, ele vai pra um estilo diferente, não tem uma identidade básica que seja e o pior de tudo, a voz extremamente mal trabalhada e fraca. Se o Dan, vocalista do Imagine Dragons, viu essa versão de Braiden chorou encolhido num cantinho por tamanha tortura. Nas partes mais altas, parecia que as tripas iam saltar pela boca. A presença de palco é zero e pra completar, ele não sabia falar Radioactive direito, é muita tragédia pra uma pessoa só. Nota: 5,5 

Dam: Alguém põe uma dose de chumbinho na minha cachaça porque eu não tenho como comentar isso aqui que ele chamou de performance  não. Nota: 5.0

SHELBY BROWN – “GO REST HIGH ON THAT MOUNTAIN” BY VINCE GILL

Lindomar: Primeiro, quero uma girafa de presente também dona Shelby, que momento fofo entra ela e Adam. Alias quanta maturidade dela, para escolher essa song e fazer essa interpretação poderosa, se semana passada faltou uma conexão maior com a letra, hoje ela veio toda trabalhada no gospel country e se entregou literalmente, fazendo uma bela performance, seus vocais estavam tão sólidos e impactantes, foi demais. Nota: 9,0

Luana: Shelby vem sendo subestimada desde o início dos lives pela maior parte do público que vota. Mas eu acredito que desta vez ela mostrou ao que veio! Segurou notas belíssimas e me mostrou mais uma vez porque foi minha preferida das blinds, perfeita! Nota: 10

Carol: Ai Shelby, obrigada. Obrigada por essa voz incrível, pela presença de palco que mesmo em uma música lenta inunda o palco todo com o tamanho da sua voz e energia. Quando escutei o estudio dela, confesso que fiquei receosa porque achei meio sono, mas ao ver sua apresentação achei mais do que digno ela finalmente ter emplacado um top 10. Não é à toa que é uma das minhas preferidas.  Nota: 10 

Dam: Shelby Brown: Posso afirmar com TODA A CERTEZA que esse foi o grande momento da minha shelby. A música ficou perfeita na voz dela e eu só pude comprovar que ela é sim a melhor artista country da temporada. E dou graças a Deus por ela não estar com o Blake, porque tenho certeza que ele ganharia com ela hahahahah Nota: 10 

KORIN BUKOWSKI – “SAME OLD LOVE” BY SELENA GOMEZ

Lindomar: Gente finalmente ela largou aquele cabelo loiro platinado estranho e voltou pro seu lindo cabelo castanho, segundo apesar de deixar de ser loira, ficou parecidissima com Gwen durante a performance, as vozes das duas são bem semelhantes. Sobre a performance, eu não gosto dessa música e de Selena, mas reconheço que foi uma boa apresentação, pela primeira vez ela não desafinou em nenhum momento e ainda conseguiu inserir boas sequencias de notas. Nota: 8,0

Luana: Que songchoice mais esquisita pra Korin, bem coisa da Gwen. E gente a voz da Korin tava igual a Gwen no refrão, socorro! Mas não posso negar que foi uma apresentação muito boa e foi legal ver esse lado mais animado e pop da Korin, ainda que fuja um pouco de quem ela é como artista. Porém, acho que o bottom é inevitável mais uma vez, ainda que ela tenha sido ótima hoje, apesar da songchoice estranha. Nota: 8,0

Carol: Depois de algumas escorregadas em song choice e consequentemente na apresentação que resultou em bottom, Korin pareceu que achou seu caminho diante daquilo que Gwen traçou pra ela. Eu ainda prefiro mil vezes a Korin antiga, mas nessa apresentação achei ela com bastante presença de palco, confiante e com a voz forte e poderosa pra seguir em frente. Acho difícil ela não ir pro bottom por conta dos concorrentes. Nota: 8,5 

Dam: Se eu fosse um coach nunca teria pensado nessa música para a Korin, mas eu até que gostei, achei a música bem dinâmica para a voz dela e sem contar que foi uma apresentação ótima de se ver. Nota: 7.5

AMY VACHAL – “BYE BYE BYE” BY NSYNC

Lindomar: Das adaptações que Adam e Amy vem promovendo em grandes músicas clássicas do pop/soul essa foi a que menos gostei, principalmente porque no refrão a voz das backing vocals de certa forma disputaram com a de Amy, não ficando algo legal, além disso achei uma escolha não muito inteligente da parte deles, mas sem temos que arriscar tem que ser agora, porque semana que vem será as semi finais, o grande momento foi o final mais suave que ela fez, mostrando algo diferente do que ela tinha fez até então. Nota: 8,0

Luana: Ai gente, a Amy é muito mágica, essa voz dela! De fato, foi a apresentação menos maravilhosa da Amy desde o início dos lives (sem contar com os playoffs), mas ainda assim foi fabulosa! Adoro a criatividade artística que Amy e Adam nos mostram a cada semana, muito maravilhosos! Nota: 9,0 

Carol: Sempre achei a voz dela fofinha, mas nada demais e já tava cansada dele cantar sempre o mesmo estilo de música, mas… Aí veio Adam e juntamente com ela deram uma renovada essencial nela e me surpreendi quando amei Hotline Bling e aí por diante vim gostando de verdade dela. Quando soube que ela iria cantar Bye Bye Bye e ouvi o preview, achei bem estranho porque sempre amei Nsync e essa música, mas ao ver a apresentação dela, achei bem gostosinha, diferente e agradável. Ainda achei estranho ela mexer com essa música, mas gostei. Nota: 8,5

Dam: Eu tenho que parar de olhar para essa mulher, ela tem me deixado muito hetero. Toda vez que vejo uma performance dela eu fico me imaginando fazendo loucuras de amor com ela. Sobre a performance, como bom fã do N’sync  eu digo que a versão não me agradou, mas mesmo assim, foi uma ótima performance. Nota 8.0 

JORDAN SMITH – “HALLELUJAH” BY LEONARD COHEN

Lindomar: Vi muita gente reclamando desta escolha, porém, elas deveriam ter visto esta performance primeiro, foi simplesmente perfeito, Jordan cantou boa parte música em um tom mais baixo e suave que foi sensacional, ele passou emoção e comevou a todos em seu redor, fez uma das melhores performances de Hallelujah da história desse programa, tão boa quanto a de Matthew Schuler. Nota: 10

Luana: Enfim, vamos ao Jordan e ao seu show vocal. Hallelujah é, provavelmente, a música mais batida da história das músicas, hahaha! Mas acho que para o que o Jordan quis usá-la, foi a escolha perfeita. Finalmente pudemos ouvir claramente o registro baixo do rapaz, teve melisma, teve falsete, teve nota alta, teve nota alongada, teve absolutamente de TUDO; e eis aqui porque foi a escolha perfeita: com qualquer outra música, todas essas técnicas vocais teriam sido exagero, mas com Hallelujah tudo encaixou harmoniosamente bem, arrasador Nota: 10 

P.S: Que ordem de apresentação escrota foi essa, The Voice? O Team Adam todo entulhado de uma vez, o Team Gwen todo espremido no começo, dezulivre!

Carol: Façam um favor pra mim? Peguem o troféu e entreguem logo pra Jordan, minha gente. Eu amo tanto esse homem! Além de ser um cantor incrível, é uma pessoa super fofa. Assim que vi o que ele ia cantar, fiquei bem broxada porque não aguento mais ouvir essa música no programa, mas sabia que ele ia arrasar no ao vivo é assim foi. Ele “brincou” com a voz e nos fez conhecer um tom mais grave que não conhecíamos dele. Eu não consigo dar nada menos que 10 pra ele, me julguem.  Nota: 10

Dam: Quando vi que Jordan iria cantar Hallelujah fiquei muito incomodado porque essa já uma música bem datada e é impossível não se lembrar de Matthew Schuler. Mas para a minha alegria Jordan Lacrou a lambreta das inimigas e fez eu me sentir na igreja adorando ao meu bom Deus. Nota: 10.0 

ZACH SEABAUGH – “CRAZY LITTLE THING CALLED LOVE” BY QUEEN

Lindomar: Estou no chão, amei a apresentação de Zach, pela primeira vez seus vocais estavam ótimos, tudo se encaixou e o melhor foi sua presença de palco e sua energia que se encaixaram perfeitamente com o que a música pedia, amei forte, bem diferente das baladinhas country que ele cantou nas duas semanas anteriores. Nota: 9,5

Luana: PÉLVIS ESTÁ DE VOLTA, SOCIEDADE! Ai gente, Zach pode não ser o bonzão vocalmente, mas a diversão dele no palco foi contagiante! Ele é muito divertido e irreverente. Vocalmente não teve nada a ser destacado, mas também nada ruim demais, foi uma performance razoável, mas diversão que ele traz, hahaha! Nota: 8,0 

Carol: OMG, Nunca fui fã de Zach, mas depois de passar duas semanas bem fraco, ele voltou com o estilo dos playoffs e arrasou meu coração e minha vida, gamei de vez, já era. Só pensava que queria que ele me possuísse #pedófila Além dele estar gostosíssimo e gatíssimo, Adorei a apresentação dele cheia de atitude, animação e achei que a voz dele se encaixou bem na música. Ele nasceu pra cantar esse estilo de música, apenas. E pra ser meu tb, só um detalhe. Nota: 9,0

Dam: Não sei se é pelo fato de eu amar homens sujos com barba e pegada de pedreiro, mas esse Zach não me desce, fico incomodado com o cabelo e as sobrancelhas perfeitas dele. No mais, eu não curti muito a performance dele não, achei bem sem sal. Nota: 7.0

MADI DAVIS – “GIRLS JUST WANNA HAVE FUN” BY CINDI LAUPER

Lindomar: Madi sempre traz uma atmosfera diferente para o palco, mostra uma nova Madi a cada semana e encanta a todos, hoje a Madi veio supreendendo com vocais afinados e diversos momentos suaves acompanhados de notas levemente alongadas, foi algo especial, apenas um instrumental baixo executado por trás e ela impactando e preenchendo todo aquele palco apenas com sua voz, gostei muito do que vi, Pharrell trabalhando decentemente com um artista, eu vivi pra ver isso. Nota: 9,0

Luana: Madi vem fazendo boas apresentações semana pós semana e hoje foi a cereja no topo do bolo! Provavelmente um dos vocais mais consistentes da menina em toda a temporada. Não teve a emoção de “Songbird”, mas foi poderosíssima igual (ou mais). Adoro Madi e adorei vê-la arrasando nesse palco mais uma vez! Nota: 9,5 

Carol: RAINHA DIVA MARAVILHOSAAAA! Meu Deus, essa mulher só fica mais incrível a cada semana! As apresentações dessa noite foram ótimas, mas Madi foi a melhor da noite sem discussão. Presença de palco incrível, a voz incrível, tudo incrível! Meu Deus, essa menina precisa estar na final, apenas! Não vou ficar me repetindo e elogiando ela eternamente, mas é a minha vontade.  Nota: 10

Dam: MULHEEEER ME SEGURA QUE EU TO TODA ME TREMENDO!!! O que foi isso Judite? Essa foi a melhor performance da noite, Madi Fechou as portas do mundo e ainda deu um salto twist carpado no sangue das inimigas. Amei, Amei, Amei. Nota 10.0 

BARRETT BABER – “I’D LOVE JUST TO LAY YOU DOWN” BY KENNY CHESNEY

Lindomar: Apenas a voz e o violão são essas as performances countries que eu mais costumo gostar, e quando se tem uma boa voz não poderia ser ruim, não é mesmo? Barrett caprichou nos vocais, na song choice e na interpretação, gostei da variação de tons que ele usou, fazendo algumas partes suaves, algumas faladas e outras mais fortes, o que deu uma variação em toda a música e quebrou a linearidade que essa performance poderia ter tido. Nota: 9,0

Luana: Meh… Não sou grande fã do Barrett, é o que menos gosto do Team Blake (e provavelmente de todo Top 10, só atrás do Barney de cabelo alisado, que não está mais alisado, por sinal). Mas ok né, ele foi bem hoje, arrasou, foi emocional, resgatou um pouco do hype da blind, enfim né, isso aí pra quem gosta. Nota: 8,5

Carol: Barrett – Pra mim, ele sempre foi o melhor e mais completo candidato do Team Blake, apesar de ser meio metido e arrogante, vocalmente não tenho o que reclamar dele. Porém, essa apresentação apesar de ter tido uma boa técnica vocal da parte de Barrett, achei bem sono. Parada demais, não teve um grande momento dele e mostrou que ele não vem se destacando como antes. Enfim, devemos ter ele na final, mas trocaria ele por Zach fácil após a noite de hoje.  Nota: 7,5 

Dam: Ah se eu pudesse contar aqui todos os pensamentos que tenho quando vejo o meu HOMEM!!  Eu preciso dele pisando em mim e me fazendo de seu tapete do prazer. Sobre a performance eu achei ótima só que não para ser o pimp da noite, quem tinha que fechar a noite era a princesa Madi. Nota:  9,0

ITUNES

Captura de tela 2015-12-01 15.32.05

Não sei nem o que dizer, nunca na história desse programa SETE artistas pegaram TOP 10 do ITUNES, sabe o que isso nos indica? Que o Massacre da próxima semana será difícil, vamos chegar na noite de resultados sem puder prever NADA, fico imaginando Sete de Nove chegando novamente no TOP 10?? E ai produção, como faz?
Isso é ótimo por dar uma nova cara para o programa que vinha basicamente com apenas Jordan, Amy, Emily e Jeff lá em cima, vimos Shelby, Barrett e Madi ressurgirem para brigar por essas vagas.

Braiden lá em 114, achei lindo, mas melhor ainda séria se nem no top 200 tivesse chegado, é sinceramente, coloca muita culpa disso em sua coach, que não vem fazendo um bom trabalho com ele e com Korin, alias os dois devem formar o bottom dessa noite, e nem preciso dizer que twittarei #VoiceSaveKorin pela terceira semana seguida.

LIVE RESULTS PERFORMANCES

CITY feat. ADAM LEVINE – “LOCKED AWAY”

Como eu amo essa música, adoro a vibe dela com essa batida meio reggae/pop e a intercalação com os momentos suaves, e amei ver o Adam voltando com seus vocais ao estado normal, ainda não forçando muito, semana passada eles estavam bem comprometidos, enfim, amei demais!

SIA – “ALIVE”

Com seu novo ótimo single, Sia voltou aos palcos do The Voice, alias ela tem sido uma cantora que quase sempre participa do programa como convidada, mais uma vez ela se apresentou usando sua tradicional peruca que cobre seu rosto e com seus potentes vocais, e que potência, o final foi espetacular. Alias essa performance serviu para eu ficar pensando em Jordan cantando “Alive”.

TOP 10 RESULTS

Sem grandes surpresas nos resultados desta noite, Carlson anunciou na seguinte ordem os candidatos que avançaram para as semi finais:

EMILY ANN ROBERTS

JORDAN SMITH

JEFFERY AUSTIN

BARRETT BABER

MADI DAVIS

AMY VACHAL

ZACH SEABAUGH

SHELBY BROWN

Sendo assim o #TeamGwen tinha dois candidatos disputando a preferência do público:

BOTTOM 2: KORIN BUKOWSKI vs BRAIDEN SUNSHINE

Contrariando toda a lógica do bottom que foi construída através de teorias onde a ordem de apresentação sempre séria pela ordem da cadeira: Blake – Pharrell – Gwen – Adam, seguida pela ordem alfabética, desta vez as “regras” foram alteradas, Korin cantou primeiro e Braiden depois. *Essa regra não é oficial, mas é algo que acreditamos que fosse assim, porque se aplicava a todos os bottoms até agora.

KORIN BUKOWSKI – “TRY” BY COLBIE CAILAT

Gente, to de coração partido, essa performance tinha tudo para ser espetacular, porém o nervosismo atacou Korin logo no Instant Save, ela esqueceu boa parte da letra e foi se perdendo a cada verso, ficou muito visível, ela ficava muda e recebia um apoio do público em forma de incentivo, achei bacana o que Blake e principalmente Gwen disseram para ela, é péssimo acontecer isso, logo ali, no momento que você mais precisa, ela praticamente assinou sua eliminação.

BRAIDEN SUNSHINE – “HARDER TO BREATHE” BY MAROON 5

Onde que essa criatura das trevas pensou que poderia cantar Maroon 5?? Sério minha gente, to bem chateado com ele estragando Imagine Dragons e Maroon 5 na mesma semana. Pelo menos fez uma performance bem ok, e levemente aceitável, só faltou força, faltou folego, faltou voz, faltou talento, faltou presença de palco, faltou atitude…

Por gosto eu salvaria Korin, por merecimento Korin, mas era óbvio que ela errar toda a performance do save iria complicar a vida dela, ainda mais contra um candidato que foi arrastado até aqui pelo poder do público por sua fofura e por ser o mais jovem da competição. E a briga foi acirrada, a última parcial mostrava um placar de 51% de twetts para Braiden, e assim ficamos bem tristes quando Carson anunciou:

AMERICAN INSTANT SAVE: BRAIDEN SUNSHINE

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Semana que vem teremos o MASSACRE, 9 candidatos entram e apenas 4 continuam. Além disso, foi anunciado no programa de hoje que Dolly Parton virá ajudar o TOP 9 na próxima semana, para quem não conhece ela canta aquela música: Jolene.

Teremos uma review um pouco diferente para esse MASSACRE que está por vir, aguardem! Abaixo deixo duas enquetes, a primeira é referente a quem vocês gostariam que fosse os quatro finalistas e a segunda referente a quem vocês acham que serão os quatro finalistas.

Aparentemente o massacre vai ocorrer da seguinte forma:

3 Passam Direto

3 Disputam o Instant Save

3 Eliminados Direto

Por hoje é só, espero todos vocês na semana que vem para o massacre!

Saiba tudo sobre o The Voice com nosso parceiro Grupo Sub Voice, que legenda o nosso reality preferido e ainda disponibiliza as músicas (versão iTunes e das performances) para download.

lindomar

gostou da matéria? deixe um comentário!

Lindomar Albuquerque

Canceriano com ascendente em Sagitário, ou seja UMA ÓTIMA PESSOA! Atualmente um louco que faz Doutorado e que já se formou em Química. Viciado em The Voice, séries e Indie Rock. Gosta de gastar o tempo que não tem para escrever sobre The Voice, The Flash, Bates Motel, Orphan Black, The Vampire Diaries e Westworld.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu