Posts Populares

The Voice US – S12E14 – The Knockouts, Part 2

Mais Knockouts!

Os Knockouts começaram pegando fogo, com ótimas performances, embates muito acirrados e algumas decisões erradas (Alicia, estou olhando pra você). Se perdeu algo do primeiro dia de KOs, você pode clicar AQUI e conferir tudo.

Ontem tivemos Michel e Luana comentando a review comigo. Hoje eles voltam pra finalizar sua participação nessa semana. Lembrando que não tivemos Key Advisor nessa temporada, já que quase todo o dinheiro foi gasto com Celine Dion né. Bem gasto, diga-se de passagem.

Mais uma vez usaremos as luvinhas, pra ilustrar de qual candidato gostamos mais em cada KO. As luvas azuis são destinadas ao candidato que VENCEU o Knockout, ou seja, que foi escolhido pelo coach. As luvas vermelhas representam os candidatos que PERDERAM seus respectivos Knockouts. Os dois comentaristas e este reviewer que vos fala têm o direito a dar uma luva para cada apresentação, como sinal se gostou ou não. Pra ficar mais claro: o candidato que ganhar 3 luvinhas foi super amado por nós; o que ganhar ZERO luvinhas foi odiado. É simples e fica mais claro ao longo da review. Então vamos começar!

#TEAMALICIA

Anatalia Villaranda – “Two Black Cadillacs” by Carrie Underwood

Gerson: Nossa, que escolha musical inusitada. Assim, essa apresentação me fez oscilar bastante. Tinha algumas horas (incluindo o começo) que eu achei tudo errado. Já tava pensando que ia ser uma cagada. Aí depois ela esbanjou atitude, vocais seguros, e me surpreendeu pela virada. Aí deu umas derrapadas vocais de novo e quando vi já tinha acabado. Esperava mais de Anatalia, e acho que até com essa música ela poderia ter entregue mais. Talvez mudando o arranjo, fazendo algo mais puxado pro pop, não sei. Ficou o gostinho de que podia ter sido melhor.

Luana: Muito boa, muito mesmo! Mas a música não fez nenhum favor a ela, preciso dizer. Eu não sei o que esse pessoal andou bebendo, mas escolher uma música que te favoreça e transpareça minimamente quem você é quanto artista é a proposta dos Nocautes. Eu adoro “Two Black Cadillacs“, mas passei a apresentação inteira pensando “meu Deus, por que diabos ela tá cantando isso?”. Mas enfim, fora minha estranheza com a songchoice, vocalmente a Anatalia foi sensacional e tirou o que podia de sua voz. Eu gostei muito e espero vê-la arrasar numa música bem a carinha dela nos POs, pra garantir esse voto público, hein bixa!

Michel: Gente é The Voice edição especial Country? Por que até quem não era country, está vindo de country? Só vou perdoar porque essa música é maravilhosa. Anatalia teve ousadia de sobra, arriscou com uma música fora do seu estilo musical habitual e mandou muito bem. Vocalmente ela foi maravilhosa, teve todo aquela atitude nos vocais que a música pede, mas assim não foi o melhor cover dessa música que já ouvi, mas por Anatalia ter ousado na música e ter feito um trabalho vocal muito bom, acabei gostando muito de sua performance.

Dawnson Coile – “Demons” by Imagine Dragons

Gerson: Meu Deus, já começou errado. A mudança no arranjo da música, nesse caso, atrapalhou o menino completamente. Parecia que ele tava fora de ritmo, fora de tom, não sei. Me incomodou muito isso, além da expressão corporal dele. Esperava mais entrega, vocais mais consistentes, mas só vi um menino indo pra um lado e pro outro com uma voz trêmula de nervoso. Não rolou.

Luana: Rapaz, o menino já entrou abaixo do tom na música. Já não causou uma boa impressão, Dawson. E vou deixar uma dica aqui: não cantem “Demons” em KOs, geralmente o universo não perdoa, haha. Mas óh, eu gosto TANTO do timbre do Dawson, vejo tanto potencial nele, de verdade. Fico triste que ele não tenha conseguido levar a canção pra outro nível, mas ao mesmo tempo… Anatalia é muito favoritinha minha, e apesar da song nada a ver, ela foi extremamente superior à ele. Triste e feliz ao mesmo tempo.

Michel: Gosto muito dessa música e achei que o Dawson muito bem com ela, teve atitude que a música pede e os vocais foram satisfatórios para mim. Apesar da performance dele ter sido muito boa, o que não gostei foi que como o timbre dele me lembrou muito do timbre do interprete original da música e isso meio que me soou mais como um cover, não me surpreendeu. Assim, a escolha foi correta, mas não me surpreendeu e nessa fase a gente espera algo surpreendente e sair da zona do conforto pode ser perigoso, mas quando dá certo, rouba a cena. Faltou mais ousadia do Dawnson escolher algo menos óbvio.

VENCEDOR: ANATALIA VILLARANDA / ELIMINADO: DAWNSON COILE

Alicia nem tinha muito que pensar. Era uma front-runner contra um steal. E o steal nem foi bem, nem surpreendeu. Então Anatalia estava com a faca e o queijo na mão. Alicia só fez o correto (pelo menos uma vez na vida) e avançou com Anatalia.

#TEAMBLAKE

Enid Ortiz – “When We Were Young” by Adele

Gerson: Ai, eu até entendo que Enid quis se distanciar o máximo que podia de Adele, mas quando ela fez isso meus ouvidos estremeceram. Ela estava conectada, fez o que pôde, mas a música foi muito maior que ela, e a engoliu. Era derrapada atrás de derrapada. Eu fiquei com medo de que podia vir um agudo desafinado a qualquer momento. Foi difícil.

Luana: Ah claro, tudo que eu precisava nessa temporada onde só estou sofrendo: lembrar do meu bb, Billy :'( Ai gente, que saudades que deu daquela voz perfeita. Eu não sou fã do TSoul, mas ao assistir à essa performance CHEIA de problemas da Enid, eu já sabia que iria precisar votar nele no app. Poxa Enid, eu queria tanto te ver triunfar! Mas cê não colaborou dessa vez, tristíssima.

Michel: Pessoal stop Adele card por favor, isso é um perigo, principalmente nessa fase. Cantar Adele, além de exigir vocais absurdamente maravilhosos, exige também uma conexão emocional que muitos ficam devendo. A Enid não foi ruim, mas também não conseguiu me tocar nessa performance, eu amo essa música e durante toda sua performance eu fiquei sentindo que faltava algo. Vocalmente houveram pequenos deslizes, mas o que pesou para mim foi a falta de originalidade e até mesmo, faltou aquele diferencial. Eu gostei, mas classificaria aqui como uma performance correta, mas sem destaque, esquecível quanto comparado a outras.

TSoul – “These Arms of Mine” by Otis Redding

Gerson: Oh gente, já tava aqui me imaginando dançando no baile do colégio, naqueles filmes dos anos 80. Faltou só a parceria né… Olha, achei ele bem ousado nas inflexões vocais, achei que fez um trabalho relativamente legal, mas o timbre dele é muito irritante, e isso não dá pra negar. Ele se jogou, deu a vida nessa apresentação, e até que conseguiu um resultado positivo. Longe de ser o melhor da noite, mas facilmente melhor que Enid.

Luana: A pessoa é brega e não tenta nem mais esconder, galera. O pior de tudo foi esse toque meio country (????). Ai gente, eu não gosto do timbre do TSoul, de todos os caras R&B ele foi o meu menos preferido, por muito! Hoje, pelo menos, ele foi capaz de mostrar um lado mais “gentil e suave”. Ainda ficou BEM longe de algo que eu enalteceria, e ainda ficou ali pau a pau com a Enid (que deixou a barrinha lá embaixo, infelizmente). Ai gente, sofri nesses 2 KOs, não vou mentir. Me desculpem se vocês curtiram, eu devo ser estúpida, mas sério… Não foi fácil, podemos eliminar os 2 e trazer a Felicia ou 1 dos Johnnys de volta? Porque juntando os 2 dias de Nocautes, esse foi o pior embate de todos por MILHAS DE DISTÂNCIA.

Michel: Olha, eu não sou muito fã desse estilo dele, entretanto tenho que falar que ele possui muito diferencial nos seus vocais e tem um estilo que se destaca no programa, no quesito que ele representa muito bem essa vibe do soul. A performance dele foi muito correta, representou bem o estilo que ele domina, mas apesar das inflexões vocais na música, no geral me soou meio linear, faltou aquela puta nota que desse aquele boom para a performance. Aqui fico naquela novamente, eu gostei da performance, mas é uma performance que esquecerei e que dificilmente verei novamente.

VENCEDOR: TSOUL / ELIMINADO: ENID ORTIZ

Sinto que aqui Blake ficou tão decepcionado quanto eu. Enid parecia ser alguém que Blake se conectava muito, e ver ela derrapando assim não deve ter sido fácil. Com isso, TSoul acabou se sobressaindo, e o cowboy não podia ser injusto.

#TEAMGWEN

Aaliyah Rose – “Like I’m Gonna Lose You” by Meghan Trainor ft. John Legend

Gerson: Boa songchoice pra uma menina como Aaliyah. Mas uma execução bem aquém do que se esperava. Não foi ruim, mas não foi bom. E não foi bom porque ela ainda é muito nova, não tem controle total sobre a voz, não sabe que áreas de sua voz explorar pra mostrar o que sabe de melhor. Pra mim, faltou maturidade vocal e experiência. Talvez com isso ela tivesse feito uma apresentação memorável. Por hora foi só okay e esquecível.

Luana: Óh Deus, a batalha das babies. Olha, ambas Brennley e Aaliyah ainda estão muito verdes pra competição, acho que todos temos que concordar nisso. A Aaliyah foi muito fofa e escolheu uma música boa pra sua voz e que ela realmente conseguiu passar a energia. Mas fica muito evidente que ela está VÁRIOS degraus abaixo da maioria dos outros acts, até dos outros pivetinhos (como Hanna, Anatalia e Aliyah M). Por fim, não foi uma má apresentação, mas foi bem verde.

Michel: No começo eu estava curtindo bastante, todo o controle vocal que ela estava tendo, mas algumas modificações na melodia da música não funcionaram para mim, apesar que achei que vocalmente ela melhorou muito, estava mais segura e não soou descontrolada como as outras vezes. Avaliando a performance toda num geral, eu gostei da performance, foi satisfatória para a fase, porém não foi suficiente uma vez que sua adversária simplesmente foi um dos destaques dessa fase.

Brennley Brown – “Up to the Mountain” by Patty Griffin

Gerson: Eita! Brennley inventou a evolução vocal, foi? Nem parece a mesma menina da voz irritante das blinds. Me surpreendi com a forma que ela controlou sua voz e suas notas. Uma aula pra Aaliyah. Atingiu as notas muito bem, esteve bem no palco, conectada, entregue. Eu gostei, pra mim uma das melhores da noite. Me emocionei! <3

Luana: Nem chegamos nos lives e a country baby já tá apelando pro gospel, chocada. Brennley foi significantemente melhor que Aaliyah, mas o timbre da voz dela realmente não é pra mim. E a apelação…. Girl, take it easy. Mas vou dizer agora: o público vai levar essa menina até a final FÁCIL, porque tias do sofá serão tias do sofá, forever and always. Só não digo que vai vencer o programa de olhos fechados porque não é #TeamBlake mais.

Michel: Alguém me espanca, porque essa temporada estou muito country, indo contra meus antigos princípios hahaha. Eu já tinha gostado dela nas battles, mas ainda achava ela imatura vocalmente, porém hoje ela me ganhou completamente com sua performance tão emocionante e intimista, nossa achei que aqui tudo foi muito bem executado, vocalmente e emocionalmente, ela soube levar muito bem sua performance. A Brennley conseguiu ser suave, emocionante e não soar clichê, foi tudo maravilhoso, ela teve uma evolução notável e a partir daqui acabou se tornando uma de minhas favoritas. Casi que se cuide, porque a Brennley representou bonito o country e ainda mais num time que não foi do Blake, estou muito ansioso pelas suas próximas performances.

VENCEDOR: BRENNLEY BROWN / STEAL: AALIYAH ROSE #TEAMBLAKE

Essa decisão também deve ter sido difícil pra Gwen, ainda mais considerando que as duas meninas são novinhas e ela também começou sua carreira aos 17 anos!!! Só pra reforçar mesmo KKKKKKKK Enfim, Brennley foi muito superior, nem deu pra Aaliyah. Por sorte, Blake a roubou, mas nem achei justo.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Mais um programa de Knockouts acabou, dessa vez não tão bom quanto o primeiro dia, mas ainda bem interessante. Os destaques ficam mesmo pra Anatalia e Brennley, que fizeram apresentações seguras e mostraram mais do que podem oferecer. Sinto dizer, mas a decepção da noite, pra mim, ficou com Enid, ainda mais depois do pisão que ela deu em Valerie. Esperava muito mais. Quem foram os favoritos de vocês hoje?

Na semana que vem encerraremos os KOs, com Luana assumindo pela primeira vez uma review de The Voice US, não percam. Teremos bons nomes, como Lauren Duski, Stephanie Rice, Vanessa Ferguson, JChosen, dentre outros. Enquanto isso, os teams estão assim:

#TeamAdam: Hanna Eyre, Josh West e Lilli Passero (S).

#TeamAlicia: Chris Blue, Ashley Levin e Anatalia Villaranda.

#TeamGwen: Hunter Plake, Quizz Swanigan (S) e Brennley Brown.

#TeamBlake: Casi Joy, TSoul e Aaliyah Rose (S).

Todos os teams têm seus pontos fortes e fracos. No Team Adam, acho que Lilli é a minha favorita, enquanto Josh não me chama muita atenção. Com Alicia, Anatalia e Chris podem surpreender, e eu já torço pro flop de Ashley por estar aqui injustamente. O Team Gwen tem Brennley que gosto muito, e Quizz que nem suporto. E o Team Blake tem Casi que é um amorzinho, enquanto Aaliyah nem tinha que tá ali.

Minha participação nos KOs então chega ao fim. Estarei de volta no Top 12, depois de toda a emoção dos Playoffs passar. Se vocês quiserem ficar por dentro de tudo que rola no The Voice, incluindo o acesso às legendas e aos estúdios completos de hoje e dos outros episódios, basta acessar a página do nosso parceiro Grupo Sub Voice. Se quiserem participar do Panela de Séries, fazendo reviews de realities e séries, cliquem AQUI e saibam mais sobre como se tornar um Paneleiro!

Obrigado pela companhia e até mais!

gostou da matéria? deixe um comentário!

  • Almir César

    Estou fez com os meus três favoritos passando: Anatalia, Hunter e Lili. Última vez que todos os meus favoritos chegaram aos playoffs foi na season 8. Então sem tombos nesta.

    Sobre o pimp que vocês comentam do Hunter, deve ser referente aos fãs dele, né? Não consegui enxergar isso no programa. Acho a voz dele incrível, mas no KO me decepcionou um pouco.

    Cara, torci tanto pra Gwen não roubar o Quizz quando ele perdeu,mas o impulso materno não deixou. Só espero que não crie um novo Braiden, senão vamos ter que aguentar até a semifinal rs

    Boa review, pessoal.

    • Gerson Elesbão

      HAHAHAHA arrasou Almir!
      E sobre o pimp do Hunter é dos fãs sim. Um saco! Ele não é ruim, mas também não é o novo Jordan Smith, né!

      Obrigado pelo comentário e xô Quizz!

  • Gabriel martins

    Anatalia é minha favorita de longe, simplesmente amo ela e adoro essa musica desde a surpresa que foi Kristen nos playoffs da 6° temporada.
    O que senti falta foi de mais uns “bah bah bah” no meio da musica, ate porque é um momento de climax dentro da canção e ela cortou isso, mas de resto acho que é uma das cantoras mais completas e com potencial na competição.
    #GoAnatalia #TeamAnatalia

    • Gerson Elesbão

      Não foi ruim, mas poderia ter sido melhor. Sinto que Anatalia ainda tá tentando se encontrar. Vamos torcer pra ser rapidamente!

Gerson Elesbão

Nem tão complicado demais, mas nem tão simples assim: quebra-galho, colunista e seriador. Dificilmente atualiza o Banco de Séries, mas adora gongar as séries amadas pelo público. @gersonelesbao


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu