Posts Populares

The Voice US – S12E25 – Live Show 4: Semifinals

A Ludmilla mandou avisar que é hoje!

É hoje, é amanhã! Chegamos à penúltima semana da temporada, a famosa semifinal, também conhecida como Massacre. São 8 candidatos tentando apenas 4 vagas na grande final. Tudo pode acontecer! Adam tem apenas 1 representante, depois da eliminação de Mark e Lilli semana passada, enquanto Alicia e Gwen têm 2 representantes cada. Por fim, Blake segue com seus 3 cantores dos inícios dos Live Shows, embora alguns contestados.

Pois bem, apenas 4 vão pra final. Como nas últimas temporadas, os 2 menos votados são eliminados direto, os 3 mais bem votados seguem direto pra final, e os 3 intermediários disputam o último Instant Save da temporada, que levará um deles para a final. Ah, além das músicas individuais, teremos os duetos também, que contarão como votos e poderão ajudar os candidatos. Lauren vai reeditar a sua Battle com Brennley, Hunter vai cantar com Aliyah, Jesse se junta a TSoul e o Team Alicia vai cantar excluído, sem socializar (Chris e Vanessa farão seu dueto).

Antes de irmos ao que interessa, na semana passada a produção do The Voice resolveu nos dar dois grandes presentes. Alicia já havia dito que esta seria sua última temporada, e por isso eles precisaram arranjar alguém pra substituí-la na bancada. A escolhida foi a atual vencedora do The Voice UK, Jennifer Hudson! Com isso, Miley, Blake e Adam já tem uma forte concorrente na Season 13. A outra notícia foi a incorporação de Kelly Clarkson na bancada, possivelmente substituindo Gwen e Miley. Por hora, só temos Kelly, Blake e Adam confirmados, deixando a última vaga em aberta pra Season 14. Amamos!

Então chega de enrolação. O Lindomar vai comentar de novo, e hoje o Dam vai dar o ar de sua graça, com os melhores comentários que você respeita.

[TEAM GWEN] Hunter Plake – “With or Without You” by U2

Gerson: Essa música é um hino! Já estava curioso pra ver o que Hunter faria com essa música. Pra mim, o resultante foi pombo. Do lado positivo, ele melhorou a dicção, foi ok vocalmente, nada demais. Do ponto negativo, música muito linear (#dormi), ele não chegou nas notas mais altas, arranjo muito parecido com o original, pouca conexão. No fim, foi apenas uma apresentação correta, mas fiquei feliz por Hunter ter feito algo diferente de só gemer.

Dam: Que caralha Gwen fez com meu bichinho ein? Hunter e Lilli sempre foram de longe os meus favoritos e mesmo discordando da última song do Hunter, eu ainda achava que ele teria alguma chance nessa final, porém, depois disso aqui acho difícil viu? A música não se encaixou em nada com a personalidade dele e sem contar que vocalmente falando Hunter perdeu todo o brilho de sua voz sendo engolido nas partes mais graves da canção e as partes altas não tinham nenhum brilho.

Lindo: Meu bebê no death, que triste =( Hunter tem sido a única coisa que não fez abandonar essa season totalmente. Eu realmente gosto do seu estilo e das suas performances até aqui, acredito que hoje ele fez sua melhor apresentação vocalmente falando, sem excesso de sussurros, segurando a melodia e colocando uns nuances interessantes que sempre estão presentes nesse clássico do U2. Amei o fundo do palco meio ‘Muse’ e o fato dele vir com a guitarra de enfeite, enfim, adorei, amei e espero que ele chegue ao menos no Middle 3 e consiga ir à final! Boa escolha Gwen Stefani!

  

[DUETO] Chris Blue & Vanessa Ferguson – “If I Ain’t Got You” by Alicia Keys

Gerson: Nossa, saudades criatividade. Que escolha de música clichê e sem graça pra esse dueto. Babação de Alicia, Deus me livre! Vanessa emulou Alicia a música toda, um ótimo cover. Chris foi um ótimo backing vocal, quando tomava o protagonismo se esganiçava todo pra alcançar as notas, uma vergonha. Voz forçada demais. Chris estragou uma música vocalmente perfeita pra Vanessa, enquanto Vanessa estragou a teatralidade de Chris hahahaha Foi isso aí.

Dam: Eu não aguento mais ouvir “If I Ain’t Got You”, sério, eu fico com vontade de chorar toda vez que escuto e olhe que não é um choro positivo, ta mais para: “Que caralho, vão cantar essa música de novo! ” Chris é irritante esse ar bufante dele de cantar como se fosse o dono da voz me irrita muito e alguém avisa a ele que esse falsete não ta legal? Vanessa como sempre cumpriu seu papel e foi muito correta no que se propôs a fazer, ou seja, alguém aqui salvou o cagaço.

Lindo: Olha a dupla do soul de Alicia Chaves cantando juntos uma música da coach (meio suspeito isso, afinal duetos sempre foram entre times diferentes). Sempre esperei que Vanessa cantasse essa música de forma solo e ela veio com Chris. Olha até que ficou bom, gostei mais de Vanessa o tempo todo, pra mim Chris quis enfiar falsete em alguns momentos que não ficou tão legal assim, mas no geral os dois somaram e fizeram um ótimo dueto. Se fosse uma batalha a vitória seria dela!

 

[TEAM BLAKE] TSoul – “Ain’t No Way” by Aretha Franklin

Gerson: Ai gente! Saudades Sisaundra e Sasha. Eu achei a apresentação bem ruim. Vocalmente, muitas notas fora do lugar, voz forçada, esganiçada. Não honrou. Da parte da performance, achei tudo muito afetado, muitos trejeitos, muito exagerado. De ponto positivo, adorei o cenário e a roupa dele hahahaha Muito ousado vestir um terno rosa! Amei!

Dam: Alguém explica para o T qual o significado do Soul porque eu acho que ele não ta sabendo. Eu to tentando, mas ta difícil defender viu? Primeiro que o cagaço começa no Blake dando uma música da Aretha para um homem cantar, se ele não for o dono da voz meu amor, com certeza irá passar vergonha e foi isso que vimos aqui, um verdadeiro sofrimento. Quando você pensa em “Ain’t No Way” a primeira coisa que vem à mente é toda a emoção e a conexão de Aretha com a song, T estava totalmente desligado do que a música precisava passar e não me prendeu em nenhum momento em toda a sua performance.

Lindo: PQP América deixa de ser escrota e arrastar esse lixo do #TeamBlake, olha essa apresentação horrível, berrada e desafinada em PLENA SEMIFINAL. Foi doloroso escutar até o final e o único momento que se salvou foi as backing vocals. Foi DOLOROSO VER ISSO! STOP TSOUL SHELTON!

 

[TEAM GWEN] Brennley Brown – “Suds in the Bucket” by Sara Evans

Gerson: Que vergonha da Brennley imitando a Lauren, Jesus! Parece que estou assistindo à apresentação de semana passada da Lauren em baixa qualidade hahahaha Comparações à parte, gostei da apresentação de Brennley. Achei que ela tava se divertindo, os vocais foram bons, a música deu um up pra ela. A grande questão é que Brennley sempre se baseou na emoção de seus vocais, então essa jogada pode ter sido um pouco arriscada. Veremos…

Dam: Minha relação com a Brennley é muito curiosa. Na sua Blind eu realmente a odiei, aí chegou nas Battles eu criei meio que uma empatia, nos KOs ela me cativou total assim como nos Playoffs, só que chegou hoje e eu não vi nada demais nessa performance dela, achei a música bem qualquer coisa e ela me lembrou um pouco da Emily chuchu, lembram dela? Então, isso não é um bom sinal hahahahah’

Lindo: Música errada, na hora errada. Só assim posso definir isso aqui. Não que foi ruim, não foi, longe disso. Brennley foi consistente e se divertiu com essa música upbeat, mas porra Gwen Stefani tu sabes que a garota manja das músicas emocionantes, vendeu mais nessas e vem com algo totalmente oposto em pleno massacre? Ta pedindo pra sair sem ninguém, seja mais esperta! Meu selo hoje é pra coach! Fechando meu comentário, a performance foi legal, mas assim que acabou eu esqueci dela, uma pena! Sdds Brennley do Top 12, 11.

[DUETO] Aliyah Moulden & Hunter Plake – “Let It Go” by James Bay

Gerson: Meu Deus! Vamos por partes. Que harmonia horrorosa entre esses dois. Individualmente, amei as vozes. Achei que ambas casaram com a música. Mas quando os dois se juntaram pra cantar, que decepção! Tudo errado. Não sei se foi pior Aliyah não interpretando a música ou Hunter firulando e gemendo ao invés de cantar full voice pelo menos no dueto. Foi uma bagunça.

Dam: Música bem good vibes e pareceu aquelas performances do finalista do algum amigo que você assiste e só curte. Hunter tem a grande qualidade de encaixar sua voz com tudo que canta e aqui não foi diferente, a voz dele se encaixou como uma luva na música e a sua harmonia com a Aliyah foi muito legal de ouvir. Aliyah também caiu super bem na música e fez o seu papel, mas o destaque ficou por conta do Hunter.

Lindo: Só observando certas @ que nem se apresentaram e Hunter tendo sua segunda performance já. kkkkk Olha meus novinhos cantando James Bay <3. Ficou evidente que a harmonia entre as vozes de ambos ficaria quase impossível e por isso vimos uma performance extremamente dividida, quebrada e isso acabou afetando um pouco o resultado final. Ficou muito sem sal, pra ser sincero e passou longe de ser bom. Maior culpa na minha visão foi de Aliyah, não sai do básico, não teve emoção e não tentou harmonizar nada, usou o timbre em um tom mais alto e foda-se.

[TEAM BLAKE] Lauren Duski – “Ghost in This House” by Shenandoah

Gerson: Que pisão, meu Deus! Sempre vejo Blake dizendo que Lauren é uma contadora de histórias, que consegue passar muita emoção. E hoje foi a completa afirmação disso. A música belíssima casou bem com a voz de Lauren, que explorou o lado mais agudo de sua voz. Amei, me emocionei e achei que esta foi a sua melhor apresentação no programa.

Dam: Aqui sim está a dona e proprietária da S12!! É impressionante a habilidade que a Lauren tem de contar histórias. Deixando um pouco de lado a sua voz babado de plutão, o que eu queria destacar aqui é como ela consegue me transportar para o mundo só dela, toda vez que Lauren canta eu me vejo bem sertaneja com um cowboy do lado no meio de uma floresta ao redor de uma fogueira, uma viola caipira e muita sensualidade country. Lauren consegue não só te prender a sua linda voz, mas também te leva a entrar na dimensão da letra e viver aquilo de uma forma completamente diferente.

Lindo: Continuarei sendo Alice e achando que alguém pode tirar o título da loira linear? Todos sabemos que ela já venceu e tá ai fazendo figuração, mas HOJE ela fez uma performance MUITO BOA e mostrou que se vai vencer, vai vencer com um pouco de merecimento ao menos. Com um country calminho e emocionante Lauren fez perfeitamente o que Brennley faria muito melhor, foi ótimo, agradável, simples e tocante. Foi tão uau que já podemos coroar Lauren e dar o sexto título ao cowboy.

[DUETO] Jesse Larson & TSoul – “I Wish” by Stevie Wonder

Gerson: Hora do dueto mais aguardado da noite… hahaahahah Uma música enorme pra dois embustes! E vejam só, não foi o pior da noite hahahaha Os dois dançaram, se divertiram, mandaram vocais razoáveis. Não foi uma coisa maravilhosa de se ver, mas pelo menos não foi um desastre. Deu pra animar kkkkkkk

Dam: Ai que chatinho né? Esse é aquele momento que você vai beber uma água, fazer um xixizinho, fumar uma Cannabis porque nada aqui vai ser relevante ou legal de ver rsrsrsrsr. Mentira, foi uma performance bem legalzinha e teve muito a cara do Jesse, em alguns momentos eu até esqueci que o T sem Soul tava lá com ele.

Lindo: Ai gente que preguiça de ver isso aqui. Enfim estamos aqui pra ser profissionais e comentar seja na derrota e na tristeza. Jesse salvou algo e a voz de TSoul sumiu na maior parte do tempo e as dancinhas dos dois me divertiram por alguns segundos, no final foi melhor que o dueto de Aliyah/Hunter.

[TEAM ALICIA] Chris Blue – “Take Me To The King” by Tamela Mann

Gerson: Amém! Com um hino gospel, a gente já tem que chegar falando amém mesmo. Mas nesse caso, o amém foi pra Chris Blue, que pela primeira vez não exagerou numa apresentação. Adorei a forma como ele conduziu a música, muito bem conectado, notas no lugar, tudo certinho. Não foi uma performance vocal maravilhosa, mas pra mim foi o que ele fez de melhor nessa temporada.

Dam: Em terra de TSoul, Chris Blue é rei!! Nunca fui um fã do Chris e nunca entendi como ele chegou até aqui, but… já que ele ainda habita entre nós vamos ver o que podemos tirar de bom dessa performance. Bom, eu amei o cubo (acho que é um cubo) que ele estava em cima durante a performance, a paisagem também era muito linda e trazia paz, o coral também foi bem legalzinho, mas, o verdadeiro destaque da noite foi os tremelique Eddie Murphy que ele dava durante a performance, sério, o riso veio na horaaaaa.

Lindo: Gospel Card em plena semifinal, vindo de Alicia Keys nem é novidade. Ela tentou season passada com Christina Cuevas, mas dessa vez foi certeiro. Chris Blue é um dos favoritos do público na social media e talvez seja o único com mínimas chances de evitar uma vitória da Lauren. A apresentação teve tudo que as tias do sofá que vão na igreja amam: coral, gritos, intensidade, notonaaa… Enfim, vai pra final homi!

[TEAM ALICIA] Vanessa Ferguson – “Superstar” by Luther Vandross   

Gerson: Ai gente, depois de cantar Lauryn Hill, pra que isso com a Vanessa? Essa claramente não é a vibe dela, e ela estava super desconfortável. Deveria ser a apresentação da vida dela, mas ficou no quase, pra mim. Senti que ela tentava alcançar certas notas e não conseguia. Teve conexão, teve entrega, mas não teve a energia de sempre que Vanessa exala.

Dam: Amei bem a performance da Vanessa, nada muito ousado, porém, foi na medida certa e conseguiu captar tudo o que a música pediu. Se tem algo que marca a Vanessa é a facilidade que ela tem de se conectar com o que canta e viver o personagem em questão. Minha única objeção é que aquele vestido vermelho deveria estar no meu corpo lindo e dourado isso sim!

Lindo: Olha Alicia Chaves sendo EXTREMAMENTE INTELIGENTE, e disso que a América gosta: calmaria e suavidade. Vanessa sambou com classe e elegância, conduziu a canção com maestria, alcançou as notas, deu intensidade onde deveria dar, uma apresentação certeira e que pode definitivamente livrar ela de uma eliminação direta!

[DUETO] Brennley Brown & Lauren Duski – “Good Hearted Woman” by LeAnn Rimes

Gerson: Dueto country na área! Achei a música bem chatinha, a cara de Blake escolher isso hahaha Foi uma reedição da Battle, com um equilíbrio maior, pra mim. Vocalmente, Lauren ainda tem mais maturidade, mas Brennley não ficou tão atrás não. Aliás, Brennley compensou na performance, se divertindo muito, batendo cabelo, dançando e bem à vontade no palco. Logo o que faltou pra Lauren. No fim, gostei.

Dam: Para ser bem sincero eu estava esperando um samba aqui nesse dueto, um “Burning House” ou “I Need You Now”, menos essa música chaaaata. Tanto Brennley quanto Lauren aqui foram igualmente sem sal e não me empolgou não e olhe que eu amo tudo o que vem da Lauren kkkkkkkk’

Lindo: Ta vendo Brennley, aqui já tinha uma música animada no dueto, mais uma prova que não precisava de duas e que a songchoice dela foi precipitada. Enfim, adorei o clima de rodeio, festa do peão e vimos um pisão de personalidade/presença de palco/carisma de Brennley na cotada Lauren. As harmonias foram legais e chega de Nashville amigos!

[TEAM ADAM] Jesse Larson – “I Was Wrong” by Chris Stapleton

Gerson: Se todos vêm de gospel, Jesse vem de country haha Bem ousado, adorei. Ele fez o que sabe fazer de melhor: se escorou na guitarra. E não foi de todo mal. Achei que a voz dele casou bem com a música, foi muito bem nos vocais, se jogou na interpretação, e até o solo foi bem colocado na performance. Uma das melhores dele, se não a melhor.

Dam: Ameeeeeeeeeei, que sensual! A voz do Jesse já nos remete a uma coisa mais tarada e essa música então só fez completar o serviço. O solo de guitarra foi só para humilhar mesmo e passar na nossa cara que ele pisa mesmo. Minha única ressalva é que eu sinto o Jesse muito desconectado em alguns momentos da canção, talvez seja por conta da guitarra, mas mesmo assim a performance não perdeu o seu peso e muito menos sua sensualidade.

Lindo: Adam Levine dando country card pra Jesse pra ver se rola uma finalzinha… let’s see. Olha Jesse não foi mal não, fez um solo de guitarra já clássico do #TeamAdam hahaha e segurou os vocais, foi consistente, usou o rasgado e foi bem, mas sei lá, creio que faltou mais conexão com o que ele estava fazendo e acho o country card talvez veio na hora errada.

[TEAM BLAKE] Aliyah Moulden – “I Can Only Imagine” by MercyMe  

Gerson: PARA TUDO, QUE CENÁRIO MARAVILHOSO! Eu amei essa apresentação! Aliyah se superou, fez desse hino gospel um lacre daqueles! Me deu vontade de botar minha roupa de freira e sair pagando de beata pela cidade. Que momento! Vocais ótimos, conexão total, tudo no seu devido lugar. Adorei, e já tô torcendo por ela na final!

Dam: Aleluia! Glória ao Rei! Sim, estou evangélica e bem gospel convertida graças a Aliyah que foi uma verdadeira levita do senhor e cumpriu o papel de converter com o gospel card. O cenário tava a coisa mais linda, ela tava uma princesinha e a música realmente falou forte comigo. Posso ouvir um amém? Uma aleluia? Chegou a hora do dizimo e das ofertas…

Lindo: Posso fazer a Xtina e elogiar apenas o cenário? Tava lindo demais minha gente! Aliyah chorou semana passada pra permanecer no show e nessa decidiu apostar em um gospel card como seu amigo Chris Azul. Mas faltou muito pra ela impactar o povo da church, foi tão sem graça, tão básico, ela não ousou em nenhum momento, fez apenas o mais fácil. Enfim, preguiça da menina Aliyah.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Gente, que noite! Se já estava tudo embolado antes do programa, agora mesmo é que bugou tudo! Muita gente boa se apresentando, muita gente flopando… Tudo pode acontecer, então resta esperar.

Pra mim, os destaques da noite foram Chris Blue, Lauren e Aliyah. Chris e Aliyah fizeram as apresentações de suas vidas, enquanto Lauren deu um banho de emoção em todos nós. Falando das decepções, acho que Brennley e Vanessa lideram essa lista. Ambas estiveram fora de suas zonas de conforto e não conseguiram entregar algo à altura.

O que vocês acharam da noite? Não deixem se votar nas nossas enquetes e dar suas opiniões ali nos comentários! Amanhã eu venho com os resultados e os quatro finalistas! Beijos <3

.

Deixo os agradecimentos ao site parceiro  Grupo Sub Voice que faz as legendas do nosso reality querido e também disponibiliza os estúdios do programa.

E só pra não esquecer, deixo o convite para o nosso 2º recrutamento de reviewers do Panela de Séries! Venha se juntar a nós paneleiros! Saiba mais clicando AQUI.

gostou da matéria? deixe um comentário!

  • Pingback: Panela de Séries » Arquivo » The Voice US – S12E26 – Live Eliminations 4()

  • ana caroline

    não achei o hunter de todo mal assim, e se for analisar ele foi prejudicado por ser o primeiro e tbm a base tava mt alta pro tom de voz dele , eu adorei me sentir em show do lolla com aquele background aesthetic , tudo que esperava do taylor phelan eu tô tendo com o hunter , então pra mim tá ótimo, é #4 certeza

    • Gerson Elesbão

      Oi Ana, obrigado pelo comentário.
      Olha, Hunter até então sempre tinha ido da metade pro fim, nas apresentações. Essa foi a primeira vez que foi pro começo, e aí flopou né. A música era chata mesmo, esse foi o problema.

      Eu que não gostava dele, esperava mais. Uma pena.

  • Paulo Adriano Rocha

    O mundo inteiro gritando para Gwen dar Coldplay pro Hunter e ela chegou na seminfinal sem ouvir o clamor popular… Difícil defender, Fashion Queen. Embora ela seja a que mais merece uma vaga na final e até ganhar, dessa vez fez besteira. Eu jurando que ela ia dar pelo menos uma música que o Hunter cante lá na igreja dele pra ele ter um momento como o do Chris e um Amazing Grace pra apelar pra Brennley, aí ela me sai com isso… Triste mesmo. Sem contar que a produção ajudou em nada!
    Vai ser uma final bem chatinha…

    • Gerson Elesbão

      Gwen errou, Paulo. Sem dúvidas. O que é uma pena, pois ela merecia uma final, pelo trabalho que mostrou.

      A final vai ser boa, segue com a gente, vai! hahaha
      Obrigado pelo comentário.

  • Almir César

    Trágico! Hunter e Brennley floparam muito e não os coloco mais como certos na final kkk, muito por culpa das escolhas da Gwen.

    Brennley perdeu totalmente o brilho que eu via nela, grande parte pela emoção que transmitia. Muito provavelmente vai ser eliminada direta.

    Hunter, bem prejudicado com o death spot, veio com uma songchoice errada. Com Yellow de Coldplay (ele tem essa música no canal do Youtube dele) iria se dar muito melhor.

    O que faltou em inteligência na Gwen, o seu namorado soube fazer muito bem. Lauren fez a melhor apresentação da noite. Tudo deu certo com esta música emocionante e intimista. Depois dessa, até eu torço por ela (mentira kkk).

    Allyah foi excelente. Detesto quando usam gospel card, mas a apresentação dela foi impecável. Sempre gostei dela e ontem ela foi boa. Em todas as 11 temporadas, quem foi o pimp spot na semifinal sempre chegou à final. Será que vai ser quebrado dessa vez? Espero que não.

    T-Soul não merece comentários.

    Alícia dando uma de esperta, só liberou o gospel card de Chris na semi kkk, fez certo. Bem mais controlado, ele se garantiu na final e deu um chute em qualquer zica hoje.

    Vanessa vei com uma música também acertada, na minha opinião. Quase chegou lá ao trazer uma carga emocional que só ela sabe fazer e, com essa, ela deve escapar de uma eliminação direta.

    Adam deu uma boa música ao Jesse, mas não gosto do estilo dele. Grandes chances de passar direto ou no IS, uma vez que Brennley virou carta fora.

    Bom, tirando Lauren, a final pode ainda ser composta por: Chris, Hunter, Jesse e Allyah. Vanessa e Brennley correm por fora, dependem de suas performances no IS. E espero que T-Soul não venha me aprontar mais uma hoje, deveria ter nem passado das Blinds kk.

    Triste porque queria uma final com os 2 da Gwen, mas faltou experiência na semi-final com a estratégia utilizada. O namorado nem para ajudar.

    Boa review, pessoal.

    • Gerson Elesbão

      Obrigado pelo comentário, Almir.
      Infelizmente a Gwen não soube jogar o jogo, e acabou flopando.

      Blake é competitivo demais pra ajudar hahaha
      No fim, tu queria 2 da Gwen e teve 2 do Blake. Torce pelas meninas do Blake, vai! hahahaha

      Até a final!

      • Almir César

        Hahaha Dentre os que sobraram a melhor é a Lauren. Chris é bom, mas não gosto. Então minha torcida fica com ela mesmo e Allyah.

        Não acredito que estou dizendo isso. kkk

  • Tatiana

    HAHAHA… desculpa a risada, gente. É que semana passada pessoal aqui gongando a Lauren, chamando ela de Paula Fernandes e essa semana o que fez a Brennley? A Paula Fernandes também… rsrsrsrs!
    Podem falar o que quiser mas o Blake entende do babado, viu, ops, do The Voice. Nunca imaginei ele dar uma song dessas para a Aliyah, foi muito lindo. A Lauren, como sempre, muito maravilhosa e o Chris, eu amo muito.
    Gwen achei que estava certo ela levar 2 acts para a final, mas agora nem sei se leva um.
    Torcendo por Lauren, Chris, Alyiah e Jesse na final.

    • Luana Medeiros

      “Lauren, Chris, Alyiah e Jesse”, morta na previsão, hahaha. Torce pra eu ganhar na lotéria, miga :v

    • Gerson Elesbão

      Ahazou na previsão e no comentário Tati! Valeu hahaha
      Concordo com tudo, inclusive com os shades kkkkk

      Obrigado pelo comentário e até a final!

Gerson Elesbão

Nem tão complicado demais, mas nem tão simples assim: quebra-galho, colunista e seriador. Dificilmente atualiza o Banco de Séries, mas adora gongar as séries amadas pelo público. @gersonelesbao


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu