Posts Populares

The Voice US – S14E06 – The Blind Auditions, Part 6

É só isso, não tem mais jeito. Acabou. Boa sorte.

E com esse hino da ilustríssima Vanessa da Mata damos início ao último dia de Blinds. Com muito potencial, mas sem ninguém gritando favorito, os times se completam e a gente finaliza com as últimas vagas da temporada. Se você perdeu o que aconteceu no penúltimo dia de Blinds, basta clicar AQUI pra conferir.

Os Blocks acabaram, e então é hora de a gente ir direto ao que interessa. Hoje, quem comenta comigo é o Nye e o Paulo, ambos com personalidades fortes e com altas chances de discordar de mim. Então não liguem pro que eles disserem kkkkkkkkkkkk

Ah, no fim da review tem os spoilers das Battles, pra você que quer saber quem duelou com quem. 

Genesis Diaz – “Praying” by Kesha #TeamAdam

Gerson: Que songchoice maravilhosa, né! Mas, assim como “Piece by Piece”, é uma música bem emotiva e que requer muita conexão. Na minha opinião, Genesis fez um trabalho ótimo, comparado ao de Stephanie, com muito controle vocal, notas bem afinadas e muito poder. Eu achei ela uma fofa, acho que Adam pode fazer um grande trabalho com ela.

Nye: Amei o estilo dela, a voz, a colocação e a entrega. Quando vi o nome da música eu gritei QUE HINOOOOO, mas parou por aí. Ela não foi ruim, no geral, mas faltou algo para brilhar, pois essa música é realmente MUITO forte e pede um desespero que não é qualquer um que pode entregar. Mas ela tentou e admiro a coragem.

Paulo: ATÉ QUE ENFIM, BRASIL! Finalmente alguém que eu gostei. Adorei a voz dela desde as primeiras notas. Ela tava muito entregue na canção, dava pra sentir em cada nota. Gostei das inflexões os fortes, os suaves, a delicadeza quando subiu… Essa eu espero que vá longe! Uma ótima aquisição pra o time do Adam, embora eu acho que ela se daria bem no time do cowboy.

Sharane Callister – “Make It Rain” by Ed Sheeran #TeamAlicia

Gerson: Deus me dibre! Sharane só me fez lembrar a embuste Koryn da S8. Sim, aquela que tinha uma batata na boca e foi pra final eliminando India. Afasta de mim esse cálice. Eu não curti nada a interpretação dela da música. Achei o timbre chatérrimo, apesar de as notas estarem no lugar certo. Eu estou torcendo pra que ela seja eliminada logo, porque não sou obrigado.

Nye: Passa longe de ser um artista ruim, mas acho que os programas musicais tem feito a gente dar menos valor do que merece a esse tipo de cantora. Ela canta muito e não tem como negar. Se controlou até os refrões e fez uma ótima apresentação, mas para ganhar destaque, infelizmente, as cantoras nesse nicho precisam de mais e sempre mais.

Paulo: Essa foi a audição liberada de hoje e, das liberadas, acho que foi a que mais gostei. Ela exagerou? Um pouquinho… Mas esses cantores de R&B não conseguem mesmo cantar uma palavra sem fazer milhares de melismas, então a gente já tá acostumado mesmo. Eu gostei do fato de ela dizer que colocou a dor na música, embora eu ache que ela se preocupou muito em enfeitar pra mostrar o que podia fazer. Com menos, ela seria bem mais. Mas se Alicia souber trabalhar bem com ela, quem sabe ela tem futuro na competição? Eu realmente gostei da voz dela.

 

Dallas Caroline – “Always On My Mind” by Elvis Presley #TeamBlake

Gerson: AAAAAAAA, que linda! Eu amei Dallas! Achei ela muito fofa, uma voz gostosa, e deu uma cara bem diferente pra essa música (eternizada por Judith Hill na S4). Claro, por ser novinha, ela tem muitos problemas a serem resolvidos. A voz estava trêmula, por conta do nervosismo e insegurança, mas acho que com um pouco de treino e confiança, Dallas pode alcançar muita coisa!

Nye: No começo confesso que comparei o timbre com o da Addison, mas terminou me lembrando mais a Emily Ann. De modo geral eu curti a performance dela, apesar de ver que ela precisa de um pouco mais de controle, mas achei a escolha da música maravilhosa e a ajudou muito a brilhar.

Paulo: Todo mundo já sabe que a versão é do Willie Nelson, Blake… (olhinhos revirados). Cara, eu também gostei da Dallas. Gosto do tipo de timbre dela. Ela começou até bem, mas depois que as cadeiras viram, deixou o nervosismo aflorar, o que é uma pena, mas é normal nessas situações. A música é um clássico e ela se colocou muito bem. Como gosta de country, óbvio que ela iria com o Blake, mas essa eu penso que se daria bem com Adam ou Kelly. Apesar de que, Blake adora essas loirinhas countries… Então, ela pode demorar no programa.

Allen Pride Bowser – “What You Won’t Do for Love” by Bobby Caldwell #Eliminado

Gerson: Não curti muito. Acho que a songchoice foi o principal problema. Não deu espaço pra ele brilhar. Ficou sempre no quase. Com o decorrer da apresentação, a voz foi saindo meio zuada, e aí eu já tava esperando a eliminação mesmo. Muito linear e sem sal.

Nye: Olha, ainda bem que as audições são as cegas, pois esse look não dá pra defender. Sobre a performance em si, eu achei que ele começou mostrando ter um super potencial, mas ao final a música engoliu ele e ficou tudo super linear. Uma pena!

Paulo: Infelizmente Allen não estava alcançando as notas não… Ficou meio bagunçado e ainda acabou de repente. Acho que talvez com outra música se desse melhor, porque a voz é até bonita.

Jackie Verna – “Peter Pan” by Kelsea Ballerini #TeamAdam

Gerson: Jackie me deixou dividido. A voz dela é potente, bem afinada, e ela fez uma apresentação bem bacana. Só que às vezes a voz dela saía estridente e irritante, e algumas vezes soava forte e madura. No geral, eu gostei do trabalho dela, apesar de achar que não tem muito futuro no Team Adam. Ah, a música é um hino, eu adoro!

Nye: WTF? São duas pessoas no corpo de uma? Como assim, gente? A moça começou cantando completamente diferente de quando terminou. No começo era um timbre mais frágil e suave e DO NADA veio uma cantora country mais poderosa. Não sei se isso é legal no geral, pois não cria uma identidade pra ela como artista, mas eu adorei a capacidade dela fazer isso e ser boa nos dois.

Paulo: Eu tava amando a Jackie pela história e beleza no VT, mas quando ela começou a cantar… Aff. Cantando é aquele timbre country chatinho, viu? A performance foi OK, mas essa voz dela ajuda em nada. Só Adam pra mentir descaradamente dizendo que é a melhor country que ele já ouviu… Bem, é aquela coisa, né? A cadeira já virou, fazer o quê?

 

Amber Sauer – “Shape of You” by Ed Sheeran #TeamKelly

Gerson: Que songchoice cagada, meu Deus! Amber teve muita sorte, porque eu não viraria não. A música limita demais, e a interpretação dela não fez sentido nenhum. As notas meio estranhas, a voz esganiçada… Tudo bem, ela alcança algumas notas bacanas, tem um controle razoável, mas no geral foi uma bagunça. Bem difícil encerrar as Blinds assim.

Nye: Eu tô meio perdido no momento, não sei se estarei tão perdido quanto Amber. A princípio achei que ela estava querendo fazer uma versão suave da música e tava até curtindo, mas do nada começou uma gritaria e eu fiquei??? Óbvio, deu pra ver que ela tem técnica pra muita coisa, mas a escolha da música e a tentativa de mudar sem foco algum complicou a performance.

Paulo: Duas adotadas no mesmo programa? Bem, me surpreendi com a Amber, porque jurava que ela vinha de country…  Achei que ela tava meio com dificuldade na respiração nas partes mais rápidas. Mas não é que ela arriscou umas high notes ali e chegou lá? Apesar de achar que ela gritou um pouquinho demais, ela não foi de todo ruim. E ainda foi pra coach que realmente queria ao contrário da galera que foi bloqueada. Rs.

Acabou! Agora não temos mais Blinds! E seguimos reto pras Battles. Temos nomes bacanas, que podem render no futuro, mas ninguém com muito destaque. As equipes ficaram assim, com os SPOILERS das Battles abaixo:

#TeamAdam: Miya Bass, Angel Bonilla, Mia Boostrom, Drew Cole, Davison, Genesis Diaz, Gary Edwards, Tish Haynes Keys, Rayshun LaMarr, Stephanie Skipper, Reid Umstadd, Jackie Verna.

Drew Cole vs Miya Mayo Bass – “Knockin’ On Heaven’s Door” (Bob Dylan)
Rayshun LaMarr vs Tish Hayes Keys
Jackie Verna vs Stephanie Skipper
Gary Edwards vs Angel Bonilla
Genesis Diaz vs Mia Boostrom (Suposição)
Reid Umstattd vs Davison (Suposição)

#TeamAlicia: Johnny Bliss, Britton Buchanan, Sharane Calister, Terrence Cunningham, Christiana Danielle, Livia Faith, Shana Halligan, Jamai, Kelsea Johnson, Megan Lee, Jaclyn Lovey, Jordyn Simone.

Sharane Calister vs Jamai – “Mercy” (Shawn Mendes)
Terrence Cunninghan vs Livia Faith
Johnny Bliss vs Megan Lee
Christiana Daniellee vs Shana Halligan
Kelsea Johnson vs Jordyn Simone
Britton Buchanan vs Jaclyn Lovey (Suposição)

#TeamKelly: Teana Boston, Alexa Cappelli, Brynn Cartelli, Jorge Eduardo, Jackie Foster, Hannah Goebel, Dylan Hartigan, Jamella, Justin Kilgore, D.R. King, Amber Sauer, Molly Stevens.

Jorge Eduardo vs Amber Sauer – “Starving” (Hailee Steinfeld)
Jackie Foster vs D.R. King – “Sign of The Times” (Harry Styles)
Jamella vs Teana Boston
Alexa Capelli vs Hannah Goebel (Hannah desistiu)
Justin Kilgore vs Dylan Hartigan (Suposição)
Brynn Cartelli vs Molly Stevens (Suposição)

#TeamBlake: Pryor Baird, Spensha Baker, Dallas Caroline, Austin Giorgio, Brett Hunter, Kyla Jade, Bransen Ireland, JessLee, Jordan Kirkdorffer, Kaleb Lee, Jaron Strom, WILKES.

Jaron Strom vs Bransen Ireland
Kyla Jade vs JessLee
Wilkes vs Jordan Kirkdorffer
Austin Giorgio vs Brent Hunter
Spensha Baker vs Dallas Caroline (Suposição)
Pryor Baird vs Kaleb Lee (Suposição)

Não deixem de ficar ligados na gente durante as Battles e não deixem de votas nas nossas enquetes abaixo! Espero vocês nos comentários!

.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Gerson Elesbão

Um @gerson incomoda muita gente, um @gersonrealoficial incomoda incomoda incomoda muito mais! É DC, é Marvel, é Netflix, é reality. Se a série for boa, chama no probleminha, bebê!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu