Posts Populares

The Voice US – S14E27 – Live Finale Performances

Último dia de apresentações da Season 14!

Fala, meus jovens! Finalmente, depois de um caminho tortuoso, cheio de buracos, chegamos na final da temporada. Essa temporada que, segundo especialistas (-q) foi uma das piores do programa. Claro, há quem discorde. E quem está certo? Muito bem, todos estão certos, pois é opinião e cada um tem uma maneira diferente de encarar uma temporada.

Pois bem, chegamos nessa final com Kyla e Spensha representando o Team Blake, Britton representando o Team Alicia e Brynn representando o Team Kelly. Que me lembre, a última temporada que Adam não teve ninguém na final foi a Season 4. Então, é algo raro! Falando um pouquinho dos finalistas, acredito que Spensha é a grande surpresa dessa final, mesmo embora tenha sido regular durante toda a competição. Acho que a falta de hype em cima dela explicaria a surpresa. Britton e Brynn são os novinhos da competição que tiveram destaque desde o começo, mas que oscilaram muito e não entregaram muitas apresentações marcantes. A falta de experiência (no caso de Brynn) e a falta de coaching (no caso do Britton) foram fatores determinantes pra isso. Por fim, Kyla desde o início se mostrou aquela cantora powerhouse que vemos sempre no programa, mas que nunca vai muito longe. Só que dessa vez ela foi crescendo, entregando apresentações boas e diferentes em meio a tantas ruins. E chega até aqui como uma das candidatas ao título.

Nessa noite de apresentações, cada candidato canta uma música original, um cover e um dueto com o técnico. E para me acompanhar, chamei Clarice e Dam, que estiveram aqui durante toda a temporada. Então bora começar!

[TEAM BLAKE] Kyla Jade – “With a Little Help from My Friends” by Joe Cocker

Gerson: Bom, vamos começar dizendo que essa música não combina muito com Kyla né. Mas ela fez uma apresentação beeeeem pesada! Começou meio morninha, parecendo com pouca vontade, mas logo em seguida, nos refrãos, saiu agradecendo todos os amigos, inclusive Blake, e dando notas agudas a torto e direito. Olha, não é das minhas apresentações preferidas dela, mas foi divertido de assistir.

Clarice: Alguém avisa a Kyla que essa música não é só sair gritando? Por essa água de Jesus… eu amooo gritadeiras, mas tenha dó! Fiquei extremamente incomodada que ela sequer cantou o início da música, deixando o jogo pras backing vocals e depois no final sijogou nos gritos infinitos! Kyla já provou que não precisa só berrar pra conquistar seu lugar ao sol e me recuso a admitir que essa apresentação foi boa, porque não foi mesmo!

Dam: A verdadeira rainha dessa season está bem aqui na nossa frente, queridos. O QUE FOI ESSA PERFORMANCE? Kyla estava simplesmente lindaaa e honrando a geração Aretha Franklin da melhor forma possível. Kyla esta sempre nos levando a uma igreja americana com aqueles cantores bem over the top (no bom sentindo claro). E a música tem simplesmente tudo o que a caracteriza como artista. Foi muito legal ver.

[TEAM ALICIA] Britton Buchanan – “Where You Come From” [ORIGINAL SONG]

Gerson: Em outras temporadas vi gente criticando candidatos por não largarem o instrumento durante a temporada, e nessa Britton fez a mesma coisa né. Enfim, Britton prometeu demais e fez pouco. Por ele mesmo ter escrito essa música, esperava mais conexão, melhor performance vocal e tal. Parecia que eletava fora do tom o tempo todo. A música é linda, isso é inegável. Como a performance de Kyla foi um resumo dela nessa temporada, essa foi um resumo de Britton.

Clarice: Cá estamos nós com Britton na final e ainda sofro por não vê-lo no Team Adam! Fico imaginando o quanto esse lindinho teria brilhado lá. Britton foi um pouco irregular na competição, demorou a fazer performances boas como sua Blind mas agora parece que embalou de vez. Essa original é composição dele e gostei bastante da música, na apresentação o nervoso ficou evidente e ele foi relaxando aos poucos. A música tem várias notas alongadas e mesmo nervoso, os vocais ficaram consistentes. Gostei bastante da melodia, mas preciso ouvir mais vezes pra saber se entra na minha listinha de originais favoritas! 🙂

Dam: Gente, que cenário lindo foi esse? E casou super bem com a canção não é verdade? Pela primeira vez eu senti o Britton como um artista, mesmo com algumas inconsistências vocais em alguns momentos eu achei ele muito mais encaixado na música. Algumas coisas me incomodaram como aquele coro no final da performance. Aparentemente ele estava bastante emocionado, então a gente da um desconto. No saldo geral eu curti, achei bem a vibe que ele quer seguir como artista e acertou em cheio.

[TEAM KELLY] Brynn Cartelli & Kelly Clarkson – “Don’t Dream It’s Over” by Crowded House

Gerson: Primeiro, parabéns pra Brynn, que conseguiu segurar a marimba de cantar perto de Kelly. Meu sonho, não vou negar. A música é boa, apesar de o arranjo ser meio morno, e a apresentação foi bacana. Kelly tirou o pé do acelerador e deixou Brynn brilhar. Gosto quando isso acontece. Senti falta de maior cumplicidade entre as duas na apresentação, mais momentos de interação. Vocalmente, as duas tavam muito bem. Gostei bastante!

Clarice: Sempre elogiei essas amizades coach-cantor cheia de cumplicidade como foi Xtina & Jacquie Lee, Xtina & Alisan, Adam & Matt, Adam & Jordan… e aqui temos um outro caso fofíssimo!! ♥ Kelly me conquistou demais, eu já admirava como cantora, agora a admiro como pessoa (ainda que sofra legendando os momentos que ela fala embolado) e acho lindo o quanto ela se dedicou à Brynn! A música ficou muito lindinha pra elas, me lembrou aquela apresentação super informal e cheia de cumplicidade da Miley com Ariana Grande. A harmonia estava boa, vocais da Brynn se encaixaram muito bem com os de Kelly e foram consistentes.

Dam: Eu tenho um carinho um carinho muito especial por essa música, ela sempre fala de uma forma muito profunda em aspectos de minha vida. Ver Brynn e Kelly cantando juntas me causou a mesma sensação e aquelas melodias das duas juntas acertaram meu coração em cheio. Eu fiquei muito feliz que nesses últimos episódios eu pude ver a Brynn crescer novamente e voltar a torcer por ela, que sempre foi uma das grandes favoritas do programa.

 

[TEAM BLAKE] Spensha Baker – “Merry Go ‘Round” by Kacey Musgraves

Gerson: Sou Team Blake de carteirinha, mas se tem uma candidata que não me cativou nessa temporada foi Spensha. Ela tem um timbre bacana, mas tem alguns problemas de ritmo e respiração que me incomodam. Além disso, a trajetória dela não me encanta. Hoje foi mais disso também. Uma música que não curti muito, e mais problemas de respiração e colocação de voz. Dessa primeira rodada de músicas, achei a mais fraquinha, infelizmente.

Clarice: Spensha é a surpresa dessa final, mas já começou decepcionando nessa 1ª apresentação da noite. A música é super lindinha, mas achei a apresentação dela bem fraca. Ficou linear demais e é final, ela já não é uma das favoritas, deveria vir com algo mais impactante. Ela se mostrou conectada, mas não me preendeu atenção em momento algum. Ao longo de sua apresentação só consegui notar o quanto ela cantava com a mão direita fazendo movimentos pra mostrar o anel! hahahahaha

Dam: Eu não gosto da Spensha, não da para descer, porem, eu curti muito a canção e ela faz até uma menção a nossa querida Mary Key. Essa sabe ser a rainha do povo minha gente. Spensha nunca foi muito segura no palco ou muito menos conseguiu imprimir sua personalidade no que faz, e pela primeira vez na final eu senti uma mulher muito mais segura e ate mais tranquila.

[TEAM ALICIA] Britton Buchanan & Alicia Keys – “Don’t Wake Me Up” by Avicii and Aloe Blacc

Gerson: Alicia no piano e Britton no violão, que surpresa! Bom, vamos lá. Vamos começar falando que Alicia é uma ridícula de escolher essa música, uma apelação sem precedentes. Quanto à performance, achei os dois fracos. A voz da Alicia estava estranha, parece que fanha ou fora do tom. Ela ainda conseguiu ser melhor que Britton, ofuscando ele quase na música toda. Teve uma parte ali que ele soltou umas notas bacanas, fez uma sequência legal, mas foi só isso mesmo. Morno e morno.

Clarice: É apelação que fala? Fiquei completamente chocada ao saber que cantariam Avicii nesse dueto, será mesmo que precisava desse dueto apelativo pra tentar fazer Britton vencer? Claramente não! A música ficou completamente fora da zona de conforto de ambos, nos trechos mais lentos até que ficou bom, no refrão tinham que acelerar e não fluiu tão bem. Imaginei 29151879465 músicas pra esse dueto, em alguns momentos fui até Alicia de pensar que ela chamaria Adam pra ficar no violão ou bateria, já que ele sempre demonstrou apoio ao Britton, mas jamais imaginei essa apelação tour! Choices, né…

Dam: Temos aqui nosso tributo ao Avicii. Eu não quis analisar o que a performance trouxe de pontos negativos ou positivos, simplesmente parei e apreciei. Foi algo que eu amei ver? Não, não foi. Mas foi algo muito lindo e delicado de se fazer. Britton e Alicia foram simplesmente sensíveis o suficiente para transmitir algo lindo.

[TEAM BLAKE] Kyla Jade – “The Last Tear” [ORIGINAL SONG]

Gerson: Essa apresentação aqui foi o oposto da primeira da noite. Aqui, Kyla veio muito mais com a emoção do que com a voz potente. Eu não curti muito a música, achei breguíssima. Vocalmente, eu gostei mais de Kyla na outra performance. Não que aqui tenha sido ruim, mas é que a outra pareceu melhor mesmo.

Clarice: Sabe tudo aquilo que eu critiquei na 1ª apresentação de Kyla? Graças a Deus não se repetiu aqui! Gosto de gritadeiras? Gosto… mas prefiro algo mais suave e elegante do que uma gritadeira sem limites! Não sei de quem é a composição da música mas é bem bonita e combinou com Kyla! Ela parecia estar segurando a emoção, fazendo algo mais intimista com voz e piano e depois acompanhada do coral! Claaaaro que tem que ter coral na final, né Blake?! Mas não tenho o que criticar aqui não, foi tudo muito bonito e bem consistente! Digno de final mesmo!

Dam: Que coisa linda meu Deus. Isso que me fez respeitar e muito Kayla. Ela sabe ir simplesmente do mais alto ponto ao mais sensível que ela conhece e quando existe uma transição entre esse ponto mais sensível para um mais agressivo digamos assim, não quebra o clima que já foi criado, muito pelo contrário, ele te prende mais e Kyla faz isso muito bem. A Bixa tava linda ne não? Achei que a musica poderia imprimir um pouco mais da personalidade dela, mas tá valendo e foi muito legal de assistir.

 

[TEAM BLAKE] Spensha Baker & Blake Shelton – “Tell Me About It” by Tanya Tucker

Gerson: Olha, eu tava sem expecativa pra esse dueto, mas acabou que foi legal até. A música era divertida, colocou Spensha pra ser mais despojada no palco, já que ela é sempre muito séria. Blake sempre traz uns duetos sem graça, mas acho que seu amor por Spensha fez com que ele escolhesse algo diferente. Eu gostei!

Clarice: Porque eu tenho a impressão de que todas as apresentações do Blake com seus acts são iguais? Sempre tem ele no violão, a banda atrás com o violino sempre presente, um palco elevado e sempre um cenário fazendo referência ao country!! Pra variar uma música que eu nunca ouvi na vida… mas tá, o dueto foi bacaninha!

Dam: E meu amor pela Spensha morre na performance da Mary key. Porque Blake quase nunca traz duetos legais de se ver em? Achei tão performance de bar caipira quando ta todo mundo bêbado e ai você já não tem mais repertório e começa a cantar umas músicas sem noção só para encher linguiça. Não bateu, sinto muito.

[TEAM KELLY] Brynn Cartelli – “Walk My Way” [ORIGINAL SONG]

Gerson: Quando começou a música eu tava gostando bastante! A letra era legal, o ritmo, a melodia. Bem baladinha, mostrando algo diferente pra Brynn. Mas no refrão achei que foi ficando muito repetitivo e Brynn também perdeu um pouco o controle da voz. Das originais até então, acabou que essa foi a que mais me agradou. A voz de Brynn é muito gostosa, apesar de ainda precisar de trabalho. Ela podia ter feito uma coreografia, ia ser massa! Até Kelly tava ali dançando! AMO!

Clarice: Eu já tinha assistido a apresentação de Brynn e só depois que vim saber que é composição da Julia Michaels, advisor do Adam nas Battles. Tá explicado porque é um popzinho tão atual e bem gostosinho de se ouvir! ♥ Mesmo sendo uma música agitada, Brynn se mostrou mais centrada e segurou a marimba dos vocais. A apresentação foi bem completinha, com backing vocals e uma mini banda montada ali no palco, parecia um show da Brynn mesmo!

Dam: EU PRECISO DESSA SONG NO MEU SPOTIFY! Que canção gostosinha é tão teen 2010, Brynn é muito princesinha e a musica é bem sua cara. Eu amei a letra, a melodia e a forma como ela passeava pela canção, que é uma coisa bem característica dela, porém, para mim faltou um momento de explosão na canção em termos instrumentais, acho que tudo ficou muito preso a voz da Brynn e o instrumental ficou muito regular e o volume em comparação a voz da Brynn em alguns momentos também estavam abaixo.

 

[TEAM BLAKE] Kyla Jade & Blake Shelton – “Only Love” by Wynonna

Gerson: Blake espertíssimo, evitou jogar Kyla no country pesado. Veio com uma performance mais intimista, mais roda da fogueira hahahaha Enfim, a música é linda e na voz do Blake ficou ótima. Na voz de Kyla não funcionou muito, assim como nas harmonias. Blake poderia ter vindo com algo tipo “One” do U2 com a Mary J Blige, que seria bom pra ele e que Kyla conseguiria arrasar. Infelizmente, não rolou.

Clarice: Que dueto estranho! Poderia dizer que o problema foi a música, mas pensando bem, que música será que combinaria com eles?! Só que aqui os dois estiveram afinados, mas Kyla foi engolida pela banda e pela voz do Blake. Acredito que ela tentou suavizar pra não dominar o dueto todo, só que acabou ofuscada. Nas harmonias só ouvi a voz do Blake… e né, que duetinho picolé de chuchu?!

Dam: Olha, me desculpem mas eu ri desse início com o Blake cantando, não me pergunte por que kkkkk. Mas… falando da performance em si, eu também não curti nenhum pouco. Achei chata, uma musica que não tinha muito a ver com nada e a única parte legal ficou pelas harmonias que a Kyla fazia com ele, de resto foi algo bem esquecível e chato de se ver, não posso mentir.

 

[TEAM ALICIA] Britton Buchanan – “Good Lovin’” by The Rascals

Gerson: Meu Deus, que medo dessa apresentação! AHHAHAHAHA Eu queria muito ver o Britton mais solto no palco, sem a guitarra, mas ir de um extremo a outro é demais. Ele estavam descontrolado! Vocalmente foi médio, deu uns deslizes ali pra fazer umas palhaçadinhas no palco. Enfim, achei que ele tava meio perdido em alguns momentos, principalmente por não ser a praia dele. Eu achei meio sem noção, mas se foi bom pra ele extravazar, segue o baile.

Clarice: MEU BRITTON ESTÁ VIVÍSSIMOOOOOOOOO!!! AAAAAAAA!!!! ♥♥♥ Vivi pra ver esse momento onde ele finalmente se soltava no palco e ganhei a noite com isso!!! Confesso que imaginava uma original dele mais nesse estilo, mas serve um cover arrasador desse mesmo! Apresentação impecável, Britton mandou bem nos vocais, dominou o palco, guitarra, plateia e meu coração! QUE HINOOOO!!!!

Dam: Meu amor acabou la no dueto dele com Alicia. Que diabo de música é essa minha gente? Vocês estão bem? Porque eu to no chão e não é de uma forma boa kkkkkkkkkkkk. Eu odeio quando ele quer dar uma de Elvis Presley do século 21, fica tão vergonha alheia e ele sai pulando por aí e esquece de cantar, e toca guitarra, e tira roupa, e corre e sai pulando. Não deu, infelizmente não deu para mim não, achei vergonha alheia e to much sem noção kkkk

[TEAM BLAKE] Spensha Baker – “Old Soul” [ORIGINAL SONG]

Gerson: Gente, que surpresa! Eu amei essa música da Spensha! Inclusive, combinou muito com a voz dela, com a proposta dela. Eu achei a melhor dela nessa noite, facilmente. E uma das melhores originais também, super bem interpretada e com a letra bem linda. O último adendo aqui é que Spensha tava muito linda! A roupa, o cabelo, a maquiagem! Foi massa!

Clarice: Melhor apresentação da Spensha da noite! Original dela (que eu não sei quem compôs) tem uma vibe bem gostosinha, a melodia me lembra alguma música mas não consegui identificar qual é, no entanto a letra é bacana e combinou com ela. Ela se mostrou bem conectada mas admito que ainda tenho dificuldade de me conectar ao que ela está cantando. Eu juro que tento… hahahaha

Dam: Um country classicao com muito olhar perdido e gestos de mais. A música não é ruim, mas também não é sensacional não. Achei o instrumental bem interessante e um ponto positivo é que eu realmente tive a sensação de ouvir alguém contando uma história e o country tem disso ne? Estão sempre contando uma história, a Spensha fez isso muito bem, só que eu não reclamaria se fosse outra pessoa contando a história não kkk

[TEAM KELLY] Brynn Cartelli – “Skyfall” by Adele

Gerson: Ousadia, que chama! Cantar Adele não é moleza não. O timbre da Brynn é muito bonito, e mesmo não chegando nem perto de Adele (e Amber), Brynn fez um trabalho bom. Ela conseguiu entregar peso emocional, sensualidade, força, suavidade e fez tudo isso de maneira bem equilibrada. Eu não vou dizer que foi a melhor da noite, pois não foi, mas foi bem digna de ser o pimp da final. Parabéns!

Clarice: Estou impactada! Desde que começaram os lives Brynn vem decepcionando com várias apresentações desafinadas, mas a bixinha se mostrou perfeita nessa final! Se superou demais e segurou a marimba cantando Adele, minha gente! Claramente não foi a melhor apresentação de “Skyfull” no programa, mas foi bacana ver quanto Brynn melhorou! O início da apresentação foi bem suave, senti falta da intensidade da música, mas pelo que notei foi uma escolha dela manter tudo mais suave e deixar o impacto pro final… e funcionou! Brynn saiu dessa final super pimpada pela produção mas entregou 3 apresentações boas! Amo o Britton, mas já tô achando que Brynn tem poder pra vencer!

Dam: Que ousada a senhora em? E a ironia é que a cantora mais inconsistente da competição, foi a mais consistente da noite na minha opinião. Eu amei a Brynn interpretando a canção e não tirou o peso dela em nada. Logico que a diferença de voz entre ela e Adele é enorme, mas mesmo assim nada que desagrade de ouvir. O cenário também estava impecável não é mesmo? Digno de final. Brynn foi muito competente em seu trabalho e foi a performance da noite para mim.

E assim terminamos a noite de apresentações da final. O que acharam? Abaixo, vocês tem enquetes pra votar em todos os favoritos! Pra mim, o destaque acabou com Brynn mesmo, que entregou um combo muito bom. Kyla, que vinha forte, deu uma oscilada. Spensha, a surpresa, foi razoável, como ao longo de toda a temporada. E Britton entregou o pior combo, pra mim. Foram músicas ruins ou performances ruins. Então, de todos, Brynn é a que mais merece vencer, pra mim.

No programa da final, temos vários convidados, que inclusive cantarão com nossos finalistas. Parece que os duetos serão JHud e Kyla, Julia Michaels e Brynn, Ryan Adams e Britton, e Kane Brown e Spensha.

Ah, depois das enquetes a gente gostaria de conversar com vocês leitores! Então deem uma lidinha e nos ajudem a melhorar! Estamos aqui pra nos divertirmos e pra entregar um trabalho legal pra todos lerem! Beijuuuu

°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°

CARTA ABERTA AOS LEITORES

Chegamos ao fim de mais uma temporada e ao invés de lidar com as indignações sozinhos, decidimos expor todo o nosso descontentamento e também deixar um espaço livre para que vocês comentem o que mais incomoda.

Sempre deixamos claro que a review é feita com opiniões, tem sempre um autor que conta com a participação de um ou dois comentaristas, mas ainda assim são opiniões! Vocês têm todo direito e liberdade de concordar ou discordar, mas infelizmente alguns leitores extrapolam e acabam nos ofendendo gratuitamente quando não temos as mesmas opiniões que eles. Não temos a obrigação de ser imparcial! Mas também não somos obrigados a ser chamados de “babaca de merda” só porque pensamos diferente de vocês! Isso é preocupante para nós do site e também para o mundo em que vivemos! Ninguém é obrigado a gostar de azul, por exemplo, mas não é errado odiá-lo!

Outro ponto que gostaríamos de destacar é que criamos o site há 3 anos por diversão, temos como diferencial esse tom mais sátiro que sempre esteve presente desde o início. Crescemos cada dia mais e talvez alguns novos leitores não tenham entendido isso logo de cara, mas fazemos as reviews desse jeito que gostamos até porque é um modo de diversão para a gente. Perdemos horas de sono, tivemos alguns imprevistos essa temporada e tivemos até que reupar vídeos, gastamos horas criando selos e algumas outras artes para deixar a review mais divertida, mas é importante para nós que fique claro que fazemos isso apenas por diversão!

Criamos um formulário onde vocês poderão deixar suas críticas e sugestões anonimamente! Sintam-se à vontade para comentar! A gente quer ouvir vocês para saber onde devemos melhorar para a próxima temporada!

Adoramos receber os comentários de vocês, mas não somos obrigados a lidar com o desrespeito! E acho que não estamos pedindo demais, não é?!

CLIEQUE AQUI E PREENCHA NOSSO FORMULÁRIO

°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°

gostou da matéria? deixe um comentário!

Gerson Elesbão

Um @gerson incomoda muita gente, um @gersonrealoficial incomoda incomoda incomoda muito mais! É DC, é Marvel, é Netflix, é reality. Se a série for boa, chama no probleminha, bebê!


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu