Posts Populares

The Voice US – S15E01 – The Blind Auditions, Part 1 [SEASON PREMIERE]

ESTAMOS DE VOLTA!

Pois bem, estamos de volta a nossa programação normal! Isto é, é época de The Voice novamente! Já somos tão acostumados com esse programa em nossas vidas, que é até estranho quando ele fica seus 2/3 meses fora do ar, né não?! HAHAHA.

E antes de mais nada, eu gostaria de reiterar mais uma vez: nossos comentários não são técnicos, comentamos apenas como espectadores. Algumas pessoas entendem mais do que outras, mas no fim, somos todos pessoas comuns assistindo ao nosso reality preferido e compartilhando nossas reações com vocês! Então, por favor, vamos sempre respeitar a opinião dos coleguinhas! 😉

Como vocês já devem ter ficado sabendo em nossos aquecimentos, nessa temporada além do retorno do infame “block”, temos mais uma novidade. Ao que parece, se trata de uma Web-Série onde a mentora Kelsea Ballerini irá selecionar 6 artistas que não viraram cadeiras das audições para participar do “The Comeback Stage”. O Grupo SubVoice legendou um mini “tutorial” que a NBC lançou sobre, confere aí.

E só pra finalizar sobre isso, eu vou tentar dar uma pincelada geral sobre o mecanismo do novo twist, ok? Basicamente, a produção Kelsea irá selecionar 6 artistas que não passaram nas audições. Tendo esse time de 6 completo, irá iniciar a fase das batalhas. Nessa fase, os artistas se enfrentarão em duelos, até que reste apenas 2. Daí, no episódio de resultados dos Playoffs do The Voice, esses 2 “finalistas” irão disputar um Instant Save, decidido pelo público de casa pelo twitter, como já estamos habituados. Quem vencer esse Instant Save entrará na competição, escolhendo um dos 4 times do programa (Adam, Blake, Kelly ou JHud), e assim teremos um Top 13. E sim, algum coach Blake entrará nos lives shows com 4 acts, enquanto os outros permanecem com 3. Ufa, deu pra entender legal, né?

E nós aqui do Panelas também temos uma surpresa nessa temporada! Nós – Gerson, na verdade – tivemos a brilhante ideia de adicionar um sistema de avaliação onde VOCÊS participam! Então, abaixo de cada performance vocês vão encontrar umas estrelinhas, e poderão avaliar cada act ao gosto de vocês… Batendo de frente com nossa opinião ou não, haha.

Mas enfim, tendo tudo isso em vista, vamos FINALMENTE falar do que interessa: nossa premiere! E pra esse evento de gala hoje eu trago pra vocês os comentários do nosso divo, a maior estrela pop do Panelas: Dam! E também tem o Gerson de sempre ali no cantinho, o nosso hater favorito! Haha.

Sim’bora, né?

[#TeamKelly] Sarah Grace – “Ball & Chain” by Janis Joplin

Avalie a performance:

Luana: Que gracinha! Gente, fiquei chocada porque Sarah parece uma mini-adulta, ela tem cara de anãzinha, haha. Mas olha, a voz é linda! Houveram momentos não tão legais, sejamos sinceros, mas pela idade é completamente compreensível. É entusiasmante saber que ela se inspira em cantoras como Janis e Etta, porque talvez signifique que ela irá explorar rotas bem legais no programa! Obviamente, ela é a cara do #TeamKelly e não errou na escolha!

Dam: Gente, o que tão acontecendo com esses novinhos em? Eu fico chocado primeiro de tudo com o bom gosto musical e depois com a evolução vocal deles, Sarah parece uma cantora profissional minha gente, nem parece caloura em um programa musical. A precisão dela em cada nota e a voz encorpada com certeza lhe trará muito destaque no programa.

Gerson: Sarah é uma das novinhas da edição que nem parece novinha! Olha essa voz gente! Eu achei a voz bacana, mas levemente limitada. Sarah vai precisar pensar bem nas suas músicas ao longo da competição. Falando dessa música, em específico, achei ela bem ousada! E arrasou na interpretação. Deu pra notar o nervosismo, mas poxa, ela tem 15 anos né!

 

[#TeamJHud] TyShawn Colquitt – “Like I Can” by Sam Smith

Avalie a performance:

Luana: Ér… Estranho. TyShawn fez coisas bem legais com a voz, mas ao mesmo tempo, fiquei com a sensação que ele atirou para todos os lados e não conseguiu levar a canção de maneira uniforme. Pode ser que ele venha a surpreender bastante daqui pra frente, e esse é o melhor de audições “não tão boas”. Esse tipo de audição permite que o candidato vá mostrando suas cartas aos poucos e evoluindo a cada fase. Resta saber se TyShawn é um desses, né.

Dam: Amei a voz dele e eu sou kenga de quem consegue brincar com tons graves e agudos com tanta facilidade sem contar que o Ty tem um carisma fora do comum não é verdade? Ele vai ser o tipo de act que irá cantar de tudo e sempre colocará energia e vida em sua performance. A única coisa que me incomodou foi ele decorar demais a canção, ele poderia ter brincado com a música mas poderia ter escolhido algumas partes pra simplesmente mostrar a pureza da sua voz, no mais, eu amei!

Gerson: Gente, Tyshawn levou a sério quando disseram “mostra tudo o que você sabe”. HAHAHAHA esse homem fez de tudo no palco! Eu nem prestei muita atenção na música, que eu até gosto, porque eu fiquei vidrado nos graves, nos falsetes, nos runs! Ele arrasou demais! No entanto, espero que ele se controle e não faça de todas as performances esse festival de técnica. Eu curti!

 

[#TeamAdam] Tyke James – “Perfect” by Ed Sheeran

Avalie a performance:


Luana: Deus me livre, mas quem me dera! Tyke pegou uma música que eu DETESTO, mas até que ficou legal pra ele. Eu concordo com a Kelly que ficou faltando algo, faltou dinâmica, sabe. No entanto, ele tem um timbre bem legal e em algumas partes soltou um rasgado bem intrigante, que eu gostaria de ouvir mais, de verdade. Fiquei CHO-CA-DA quando ele disse que tinha 17 anos, já tava aqui imaginando nosso casamento todo no Hawaii… Mas cancela tudo, é crime, LOL. Sdds ser adolescente.

Dam: Sawyer é você? Uma versão mais moderna e loira do nosso menino. De cara eu não achei nada demais nele não pra ser sincero. Voz imatura, aparência comum sem muito atrativo, não tinha muita conexão com a canção, mas no final a voz dele mostrou algo diferente, um sentimento que tocou de verdade meu coração. Ele tem aquela velha habilidade de contar histórias e bem trabalhado ele pode ser um bom destaque.

Gerson: O Sawyer cresceu foi? HAHAHAHA Primeiramente, eu amo essa música. É preciso muita entrega, muita vontade, pra entregar algo bacana. E acho que faltou isso pra Tyke. Ele tem um timbre bem distinto, o que pode render frutos. No geral, eu não curti muito a apresentação não. Ficou meio um karaokê de baixa qualidade. Mas seguimos!

 

[COMEBACK STAGE] Ayanna Joni – “Sorry Not Sorry” by Demi Lovato

Avalie a performance:

Luana: Oh, gente. Com essa música fica difícil, né… Não é música de reality, tem tudo pra dar bem errado. Claramente, Ayanna tem uma ótima voz, mas foi uma apresentação difícil de assistir, viu. O arranjo não estava legal, e em várias partes a voz da moça não entrou legal nos meus ouvidos. Feliz pela oportunidade de retorno dela, espero que com músicas melhores ela se saia melhor.

Dam: Segura essa bixa! Ai gente, eu não posso com essa música, porque, toda vez que eu escuto me da vontade de colocar um óculos escuro, soltar o cabelão e abrir o leque usando um maiô de látex rosa prateado. Porém, eu só sinto isso com a Demi cantando. Foi ruim? Não! Mas também não foi o suficiente. As musicas mais agitadas da Demi são um perigo porque sempre que outras pessoas tentam cantar, elas acabam soando como cantores de karaokê.

Gerson: Eu tô esperando o dia que o povo vai aprender que Demi Lovato e Katy Perry não se cantam em realities musicais. Ayanna é linda, tem um timbre legal, mas a songchoice foi péssima! Ela tentou várias coisas, mas a música tava acelerada, nada saiu como planejado. Acredito que ela tem um potencial, mas nessa apresentação não foi feliz.

 

[#TeamBlake] Mercedes Ferreira-Dias – “She Used To Be Mine” by Sara Bareilles

Avalie a performance:

Luana: Aaaaaah, eu lembro dessa moça na temporada passada! Arrasou na songchoice dessa vez, hein! Essa música é daquelas que me fazem chorar DEMAIS, então quando ouço algum cover, sempre foco principalmente na emoção de quem está cantando. E Mercedes começou super bem nesse quesito, mas ao longo da performance ela foi se perdendo mais e mais do “coração” e ficando muito dentro de sua cabeça. Mas olha, até aqui foi quem eu mais curti, viu! Tem muito potencial, ansiosa pra ver o que mais ela tem a nos oferecer!

Dam: Que voz de algodão <3 o timbre dela me lembrou o da cantora de “Rise up!” (que eu não vou lembrar o nome). E eu amei como ela conseguiu me emocionar e me fazer viajar na canção. Mercedes é muito poderosa e tem um controle muito bom sobre sua voz, qualquer coisa que ela faça com esse sentimento e verdade, com certeza irá tocar a todos.

Gerson: Que coisa mais linda! Mercedes realmente mostrou que todo mundo merece uma segunda chance. Ela arrasou na escolha da música, na execução, mostrou que evoluiu e que vai poder evoluir muito mais no programa. E ela só tem 17 anos! Uma linda mesmo! Quero ver agora ela executando umas músicas mais upbeat, pra ver se segura a marimba.

 

[#TeamAdam] Radha – “Mamma Knows Best” by Jessie J

Avalie a performance:

Luana: Fada asiática que chegou derrubando todas as portas, AAAAAAAAAAA! Gente, eu tava MUITO confusa com a apresentação seguindo e ninguém virando, porque eu teria apertado esse botão em 5 segs! Olha, eu ODEIO o block e tava já dando risinhos aqui porque parecia que não ia funcionar, mas daí a Jennifer virou e PÁ. Coitada, minha gente. Não sei se a Radha queria mesmo ir com a JHud, já que ela fez campanha pro Blake e mesmo assim ela foi com o Adam. Maaaaaaaaaaas, olha o block funcionando aí, gente! Princesinha asiática que arrasou e não pôde ser combada. Chupa essa produção do The Voice!

Dam: LEVA O TETO DA MINHA CASA RAPARIGAAAAAAAAA! É DISSO QUE EU GOSTO MEU POVO, MEU NEGÓCIO É GENTE GRITA, QUE ESFARELA MEU TÍMPANO E ME FAZ FICAR SURDA NA PRIMEIRA NOTA! Radha é visivelmente nova e transpira inexperiência, porém, a voz da Bixa vai além do que o seu corpo pode suportar. Eu não sei nem o que expressar com essa criatura, só vem minha filha, vem que meus ouvidos estão prontos pra sofrer.

Gerson: É O QUE! Que furacão asiático é esse, meu povo! Radha chegou pra estourar os tímpanos a boca do balão! Arrasou demais! Primeiro, que songchoice maravilhosa né! Apesar de pesadíssima, ela conseguiu super dar conta do recado. Arrasou no bate cabelo, na atitude, e conseguiu manter os vocais lá em cima. Por falar em vocais, nossa senhora! Minha amiga Clarice vai amar essa moça! Radha entregou uma das melhores apresentações da noite. Hitou sem prometer.

 

[#TeamBlake] Kameron Marlowe – “One Number Away” by Luke Combs

Avalie a performance:

Luana: É isto, temos nosso primeiro finalista e postulante ao título da temporada. Kameron foi MUITO bem e infelizmente eu curti demais, LOL. Ele não tem aquele sotaque puxado dos cantores country, tem até algo meio pop na voz dele. Não gostaria de dar o braço a torcer assim, porém adorei mesmo, vamo fazer o que. Ao menos, se ele seguir nessa linha, eu vou curtir todas as suas performances até a finale, haha.

Dam: Lá vem o country simpático com voz gostosa tocando violão pronto pra rouba meu coração. Cantor country com violão e a minha calcinha no chão. Eu não posso com essa carinha de forasteiro caipira. No geral eu amei a performance e a voz dele é muito gostosinha de ouvir. A música também casou muito bem com sua voz. Amei!

Gerson: Já tenho um bebê country pra chamar de meu! Kameron tem um timbre muito lindo, escolheu uma música muito boa e entregou uma apresentação pesada! Ele fugiu da monotonia de alguns cantores country e fez até Kelly dançar! Eu espero que Blake não enterre o pobre naqueles countries clássicos, como ele fez com minha Lauren Duski. Blake, você prometeu!

 

[#TeamKelly] Mikele Buck – “She Used To Be Mine” by Brooks & Dunn

Avalie a performance:

Luana: Gostei mais do Kameron? Sim, mas irei gritar QUE HINOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO aqui, hahahaha. OLHA A FELICIDADE DA KELLY AO LEVAR O MIKELE! ISSO É A REALIZAÇÃO DE UM SONHO, EU NÃO ME SINTO EUFÓRICA DESSE JEITO DESDE QUE SHELBY BROWN SENTOU NA CARA DO BLAKE E FOI COM O ADAM! AAAAAAAAAAAAAAA ESSE MOMENTO É NOSSO, PLANETA TERRA! Mikele iconizinho que vai pra finale com a Kelly!

Dam: Não curti muito a performance não. Me soou um pouco preguiçoso e não senti nenhuma conexão muito forte com a música, visto que o ponto forte do country é a sua habilidade de conexão com a letra da canção. A emoção mesmo ficou por conta das filhas dele que encheu meu coração de amor. No mais, eu não curti.

Gerson: Ai, que delicia de Blind! Mikele escolheu uma música muito bacana e entregou uma performance bem gostosinha de ouvir. Ele tem muito potencial e quero ver o trabalho de Kelly com ele. Na verdade os argumentos de Kelly e ele a escolhendo foram k melhor dessa Blind! Hahahahaha.

 

[#TeamJHud] Patrique Fortson – “Get Here” by Oleta Adams

Avalie a performance:

Luana: Gente, que voz bonita! Nossa, entrou nos meus ouvidos como algodão doce, viu?! Bem verdade que temos muitos desses cantores toda temporada, mas ao menos a uma primeira impressão, é maravilhoso ter nossos ouvidos abençoados, né? Hahaha. Achei muito fofo quando no fim, quando o Adam virou, a JHud fez sinal de negação e o Patrique gentilmente fez um gesto com a mão, como quem diz “não precisa nem se preocupar, tá tudo certo”. Já amei a conexão dos dois!

Dam: Amigo, tu quer parar de espancar por favor? Menino que voz em? Eu fiquei simplesmente hipnotizado pela forma simples que ele executava cada falsete, cada melisma. Ouvir o Patrique faz parecer fácil cantar e a Jhud tem um forte candidato a ser adotado pelas tias, basta ser esperta.

Gerson: Olha, que grata surpresa! Patrique não é meu tipo de cantor favorito em realities musicais, mas é inegável que ele arrasou! Conseguiu passar a mensagem da música, alternou entre momentos suaves e mais fortes, não desafinou… foi um show e tanto! Quero ver como ele se sai com JHud agora!

 

[#TeamJHud] Kennedy Holmes – “Turning Tables” by Adele

Avalie a performance:

Luana: QUE RAINHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! Gente, estou chocada sem fim com essa menina! Que talento LINDO! É até difícil de acreditar que a Kennedy tenha só 13 anos, não é possível. Estou aqui sentada questionando todas as minhas escolhas de vida, porque olha… Não está sendo nada fácil. A menina já é perfeita, que absurdo! E o melhor disso: ela tem tudo para evoluir MUITO mais, surreal! JHud totalmente mereceu essa mini me, e eu não tenho a menor dúvida que essas duas irão arrasar demais nessa competição! Eu estou prontíssima! Ícone mirim!

Dam: Meu amor, isso sim é começar uma season com o pé direito. Que performance minha gente, tudo estava completamente na medida, foi emocionante e ela sabia o que estava fazendo com a sua voz, usou o falsete na hora certa pra demonstrar uma certa fragilidade que a letra pedia e ainda mostrou um pouco do seu alcance que com certeza vai além. A única coisa que eu mudaria seria a organização da música, me incomodou um pouco, achei meio bagunçado. Fora isso ela foi perfeita!

Gerson: Olha, eu sou um dos que tem problemas com essas crianças no The Voice. Primeiro porque eles nunca têm uma voz formada, madura, e segundo porque rola muita proteção (Shalyah, tô olhando pra você). Mas Kennedy veio pra calar minha boca! Achei ela uma linda, uma voz super segura, bem preparada, forte! Tem alguns problemas de colocação, mas que dá pra resolver facinho. Adorei como ela conseguiu entregar a performance de maneira singela! Linda demais!

 

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Olha, acho que dá pra dizer com convicção que foi uma premiere satisfatória, né não? O começo achei fraco, mas a medida que o episódio foi avançando, eu fui curtindo mais e mais as pessoas! A bancada está com uma energia ótima também, e isso sempre ajuda, né?! Bem, no fim de tudo, vamos lá ver como ficaram as equipes!

#TeamAdam: Tyke James, Radha.

Radha, sem dúvidas, é o destaque aqui! A menina é uma força da natureza e tem tudo pra arrasar na competição. Faz muito tempo que o Adam não consegue levar uma artista dessas nas audições, vamos torcer pra ele ainda lembrar como trabalha com elas, né não? HAHAHAHA. E o Tyke… Lindo, né. Ele pode crescer na competição porque tem um rasgado bem interessante, então vamos ficar atentos!

#TeamKelly: Sarah Grace, Mikele Buck.

Ué, isso é o #TeamKelly da finale da S14? HAHAHAHA. Uma novinha e um country, parece que Kelly tem um padrão, mores. Sarah é incrível, e se bem guiada pode ser um dos destaques da competição! Já Mikele vai ter competição fortíssima, pois ainda hoje o Blake levou um country de respeito.

#TeamJHud: TyShawn Colquitt, Patrique Fortson, Kennedy Holmes.

Rainha que fala, né?! A melhor cantora de hoje caiu no colo da JHud, e ela sozinha já coloca a Jennifer com o melhor time disparado! Kennedy tem tudo para ser a grande favorita da competição, basta ela e a mentora seguirem no caminho certo. TyShawn não me agradou muito, mas pode ter um arco crescente. E Patrique, ótimo cantor, né? Não faz muito meu estilo, mas não tem como negar a qualidade!

#TeamBlake: Mercedes Ferreira-Dias, Kameron Marlowe.

Nunca pensei que diria isso, mas… Eu amei os dois artistas do Blake hoje, haha. Mercedes é uma fofa, e Kameron tem “finalista” escrito na testa, não tem nem o que discutir. Espero que Blake cuide bem (e vai, pq ele é um ótimo mentor) de seus cristais, porque ele tem tudo para ter mais uma ótima temporada.

Amores, é isso! Essa review demorou 365 anos para ser finalizada e eu nem sinto mais meus dedos ou sequer sei o que estou dizendo, mas não desistam de mim! HAHAHA. Amanhã – hoje, na verdade – tem mais The Voice, então fiquem ligados!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Luana Medeiros

Imagine só que um dia me foi perguntado quem eu era, e juro, até hoje não sei responder. Mas os fatos são: tenho 21 anos; sou de escorpião; amo meu cachorro e meu gato mais que tudo; estudo Rádio/TV/Internet, ouço Maroon 5; piro no Adam Levine; consigo colocar os pés atrás da cabeça; e - contraditoriamente - por fim, nasci de 7 meses.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu