Posts Populares

The Voice US – S15E06 – The Blind Auditions, Part 6

Uma noite intensa de Blind Auditions!

Boa noite, galera! Mais um dia de Blinds, possivelmente o penúltimo da temporada. Segundo nossas fontes, na próxima segunda-feira teremos as últimas audições e o começo das Battles! Então preparem-se! Já tem favoritos? O povo do Panelas tá meio dividido nessa temporada! Vamos ver o que acontece…

Resultado de imagem para kelly clarkson the voice gif

Na noite de segunda-feira, tivemos um programa meio sem graça, tipo pombo. Muitos candidatos medianos. Os destaques ficaram com OneUp e Natalie Brady, que aliás foi a mais bem avaliada por vocês, leitores, de acordo com as estrelinhas. Você pode conferir a review completa clicando AQUI.

No episódio de hoje o Nicolas <3 e a Luana <3 vão me ajudar nos comentários. Não posso dizer que eles têm bom gosto, então vamos pegar leve nas críticas à eles né gente kkkkkkkkkkkk

[#TeamBlake] Caeland Garner – “Dancing In The Moonlight” by King Harvest

Avalie a performance:

Gerson: Que delícia de songchoice! Que apresentação bacana do Caeland. Eu achei ele bem básico nos vocais, nada surpreendente, mas conseguiu segurar a marimba. Achei bacana a música escolhida, porque deu um dinamismo na apresentação e tal. No mais, queria que Gwen estivesse no programa pra fazer o makeover, a transformação! Imagina esse boy ia sair com coque samurai do programa KKKKKKKKKK

Nicolas: Ele já começou em dívida comigo só por ser amigo do Red Marlow, e automaticamente me fez esperar por uma blind chata. Porém, felizmente Caeland me surpreendeu positivamente. Gostei muito do timbre dele, e por mais que country não seja um estilo que me agrada muito, ele conseguiu fazer a música não ficar chata, dando sua cara a ela.

Luana: Misericórdia, era realmente necessário ele ser amigo do Red e levar pra audição? Eu sinceramente não tinha o menor interesse em rever o meu carrasco da S13. Mas enfim… Caeland foi legalzinho, né? Fiquei com a sensação que a voz dele é bem fraquinha e o alcance parece limitado. Mas usou dinâmicas bem legais que deixaram a performance bem divertida. Enfim, achei legal, mas o Blake já tá cheio de country guys com vozes bem mais fortes e marcantes.

 

[COMEBACK STAGE] Madison Cain – “You Oughta Know” by Alanis Morissette

Avalie a performance:


Gerson: Que desastre! Pareceu eu no karaokê real KKKKKKKKKKKKKKK Acabou com a música de Alanis. Acho que Madison estava muito nervosa, a coisa não fluiu, não encaixou as notas, perdeu ritmo da música, não conseguiu dar potência, colocar força e atitude. Enfim, vamos ver como se sai no Comeback, mas zero expectativas pra ver o que vem por aí.

Nicolas: Madison escolheu uma música bem difícil de cantar, e acabou não atingindo as expectativas. Eu, particularmente, achei que ela ia arrasar, porém o timbre dela não combinou com essa música, e o nervosismo não deixou ela soltar totalmente a voz. Para o palco, ela não trouxe tanta atitude, o que a música pede também. Tenho esperanças de que ela aproveite essa nova chance, e volte arrasando para o programa.

Luana: Que desgraça foi essa?! Pra mim, essa foi a primeira audição realmente HORRÍVEL da temporada, estou chocada. Nossa amiga, realmente não tem como te defender aqui. A música é um hino, mas a senhora destruiu tudo. O timbre soou extremamente estridente e irritante, Madison ainda tratou de desafinar as tortas e as direitas, perdeu o tempo da música algumas vezes no início… E pra completar, ela ainda conseguiu ficar abaixo do tom nas partes baixas. Enfim, um mini desastre real. Mulher… Boa sorte no Comeback, porque os outros estão algumas milhas na tua frente, visse.

 

[#TeamJHud] Lela – “Havana” by Camila Cabello

Avalie a performance:

Gerson: AAAAAAAAAAAAAAA que ícone! “Havana” é meu guilty pleasure total! E eu amei a Lela! Ela conseguiu fugir de um cover comum, fez algo bem próprio, dominou o palco, dominou a plateia e Kelly! hahahahaha Aliás, fiquei bem triste de Kelly não ter sido escolhida, ela tava muito empolgada HAHA. Enfim, achei Lela muito boa, um timbre ótimo, essa pegada Latina que amo, e muito controle vocal! Adorei, quero ver indo longe!

Nicolas: Gosto muito dessa música, mas por algum motivo só consigo gostar na voz da Camila. Não acho que seja uma música que permita o artista a mostrar muito potencial, e acaba sendo muito arriscada para uma blind. O timbre de Lela é lindo, as mudanças que ela fez na música até a ajudaram a mostrar bom potencial vocal, porém com uma música melhor, sei que ela pode render mais.

Luana: Princesa Latina cantando a versão em espanhol do hit da Fada Cubana, WE STAN KWEEEEENS! Gente, juro que não esperava por isso, mas o vínculo latino berra altíssimo quando aparece pessoas talentosas e latinas nesse programa! Adorei todas as mudanças que Lela fez na música, e teve um “havana” alongado que ela segurou ali perto do fim que ficou lindo demais! Foi a primeira artista diferente que a JHud levou nessas audições (porque infelizmente o time dela está bem unidimensional), e já quero Lela indo bem longe!

   

[#TeamKelly] Cody Ray Raymond – “Born Under A Bad Sign” by Albert King

Avalie a performance:

Gerson: Mais um WGWG, eu não aguento! Essa temporada tá cheio desses! Enfim, eu achei Cody bom, mas no nível de outros candidatos que temos na temporada. Ele tem o timbre próprio de quem curte cantar esses rock/blues, tem potência na voz, e bom controle. No geral, achei uma boa apresentação, mas nada muito marcante em si.

Nicolas: Cody tem um timbre bonito, bastante força na voz, e uma técnica muito boa. Gostei muito das partes que a voz dele ficava mais “rasgada”. Porém, já tivemos muitos artistas nesse mesmo estilo e com timbres parecidos no programa, e isso acabou deixando a apresentação não muito surpreendente.

Luana: Então tá, né! HAHAHAHA. Outro hino de música, mas dessa vez um pouquinho decepcionada. Cody começou super bem e eu fiquei “YASSSSSSSSSSSSSSS, VAMO SIMBORA”, mas daí ao longo da performance eu fui perdendo entusiasmo com ele, porque meio que ficamos no marasmo. Ele focou nos melismas, mas esqueceu de todo o resto. Enfim, tem potencial. Queria que tivesse ido com a JHud, mas a Kelly vai ser legal pra ele também. Atenta.

 

[#TeamAdam] Jake Wells – “When The Stars Go Blue” by Ryan Adams

Avalie a performance:

Gerson: Que bebê lindo esse Jake! Que escolha de música linda também! Que execução e interpretação incrível! Eu achei muito boa a execução das notas, achei que ele conseguiu se conectar, conseguiu entregar um ótimo trabalho e vejo muito potencial nele. Acredito que Adam possa fazer um bom trabalho e levá-lo longe na competição. Mas quero ver como ele se sai em músicas mais fortes, com mais presença de palco.

Nicolas: Acho que estou apaixonado. Que homem lindo, que timbre lindo, que interpretação maravilhosa! Gostei muito do timbre dele, e acabei viajando durante a performance, e quando voltei e percebi que estava no final da apresentação e NINGUÉM tinha virado, quase surtei. Adam me salvou, pq eu realmente gostei muito do Jake.

Luana: AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA, QUANTOS HINOS NUM ÚNICO EPISÓDIO! Meu Deus, essa música é belíssima e Jake é tão… Esquisito! Achei lindo demais, demais! Com certeza merecia mais cadeiras. Foi tão tocante e sensível, e a voz dele flutuou em diferentes zonas. Tem trabalho a ser feito, mas é um cristal bruto que poderia render demais! Fico triste que tenham colocado ele no penúltimo dia de blinds, porque normalmente isso é bad news pros artistas. Mas enfim, eu já fico com a “memória” de tudo que poderia ser com Jake, mas provavelmente não será. Lindinho demais, amei e já estou tristíssima.

  

[#TeamKelly] Abby Cates – “Scars To Your Beautiful” by Alessia Cara

Avalie a performance:

Gerson: Kelly está montando um time do The Voice Kids kkkkkkkkk Eu amo essa música, acho ela bem forte e com uma mensagem bem legal. Não gostei muito da execução de notas de Abby, achei ela meio verde, talvez nervosa, não rolou pra mim. Mas o principal foi ela não conseguir se conectar e entregar a mensagem da música. Dessa forma, não vejo ela com muito destaque na competição.

Nicolas: Eu já acompanhava a Abby, e quando vi no instagram dela que ela tinha feito a audition, já fiquei louco de ansiedade para ver. Aqui na blind, na primeira frase já me conquistou. Primeiramente que eu amo essa música, e a achei perfeita para o timbre de Abby. A interpretação não tava das melhores, mas sei que ela tem muito potencial.

Luana: Aw, que fofa. Ela me lembrou um pouco a Demi Lovato, só que bem mais imatura e inexperiente. Essa música é bem difícil e Abby segurou a marimba real. Não gostei de algumas partes que ela soou bem nervosa, mas no geral foi uma audição BEM legal. Kelly tem 4564654 teens, então não sei quais são as chances reais da Abby seguir em frente. Mas tem muito potencial aí e ela pode surpreender a todos ainda, viu!

 

[#TeamAdam] Funsho – “Finesse” by Bruno Mars

Avalie a performance:

Gerson: Primeiro, eu amo uma mulher e o nome dela é Kelly Clarkson! HAHAHA Ela dança e cantarola TODAS as músicas! Rainha humilde maravilhosa! Falando de Funsho (isso né nome de chá não?), eu achei ele muito bom! Gostei do timbre, do controle vocal, das notas que ele alcançou. Só não curti muito a songchoice, porque eu odeio essa fase 90’s do Bruno Mars. Enfim, no geral achei agradável, vamos ver como ele vai com Adam!

Nicolas: Não me julguem, mas eu não suporto essa música. Funsho tem um timbre comum, e a única coisa que me atraiu no vocal dele foi o falsete. No palco, ele se comporta muito bem, porém só isso não é o suficiente pra mim.

Luana: Primeiramente, eu odeio essa música, então já esperava odiar a performance. Maaaaaaaas, fui até surpreendida, viu. Funsho tem um falsete muito bonito e soube encaixar super bem na canção, o que deixou tudo bem tolerável. Ainda por cima, adorei o fato dele ser da Nigéria! África representada sim senhores! Não sei se ele tem futuro no time, já que o Adam já tem o DeAndre (poderiam ser battle partners? Fica aí no ar). Mas foi uma audição muito boa, arrasou!

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

E dessa forma terminamos o episódio de hoje! Agora restam apenas 4 vagas na competição, uma em cada time. Na próxima segunda, como falei, teremos 1h de Blinds e 1h de Battles. Então a chapa vai esquentar! Sobre os times e as novas adições, temos:

#TeamAdam: Anthony Arya, DeAndre Nico, Fousheé, Funsho*, Jake Wells*, Jarred Matthew, Natalie Brady, Radha, Reagan Strange, Steve Memmolo, Tyke James.

Adam conseguiu 2 nomes muito bons no episódio de hoje. Jake ainda pode crescer, mas é um fofo e tem uma identidade muito bacana. Funsho é um forte competidor, com bons recursos e controle vocal. Pode se destacar fácil no Team Adam.

#TeamBlake: Caeland Gardner*, Chris Kroeze, Dave Fenley, Joey Green, Kameron Marlowe, Kayley Hill, Keith Paluso, Kirk Jay, Mercedes Ferreira-Dias, Michael Lee, Rachel Messer.

Blake só conseguiu o namorado do Red hoje. Caeland é bacana, bem regular, foi um nome pra compor o time. Não o vejo indo longe, acho muito básico.

#TeamJHud: Audri Bartholomew, Colton Smith, Franc West, Kennedy Holmes, Lela*, Mackenzie Thomas, Mike Parker, Natasia Greycloud, Patrique Fortson, TyShawn Colquitt, Zaxai.

JHud também só conseguiu 1 nome, mas foi a incrível Lela! Eu amei, acho que ela é muito boa e pode desbancar alguns favoritos no Team JHud. Espero que a latinidade tenha espaço!

#TeamKelly: Abby Cates*, Chevel Shepherd, Claire DeJean, Cody Ray Raymond*, Delaney Silvernell, Erika Zade, Kymberli Joye, Mikele Buck, OneUp, Sandy Redd, Sarah Grace.

Por fim, Kelly conseguiu 2 nomes, sendo eles bem fracos. Abby senti muita imaturidade vocal, achei muito verde, não consegue se conectar e interpretar canções fortes. Cody é mais um do batalhão de caras brancos que cantam Blues/Rock e tocam guitarra. É talentoso, mas não tem nada de novo.

*adições de hoje

Enfim, assim encerro minha review de hoje. Espero que vocês tenham curtido nossos comentários! Volto pras Battles, então não precisam chorar de saudades de mim! HAHAHAHAHA Não deixem de comentar abaixo e votar na enquete! Amo vocês, #elenão!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Gerson Elesbão

Um @gerson incomoda muita gente, um @gersonrealoficial incomoda incomoda incomoda muito mais! É DC, é Marvel, é Netflix, é reality. Se a série for boa, chama no probleminha, bebê!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu