Posts Populares

The Voice Us – S15E11 – The Knockouts, Part 1

Finalmente os refrescos! A melhor fase do The Voice começou.

Quem me conhece sabe que eu AMO os Knockouts, então estou aqui para acompanhar a primeira noite com vocês. Estou muito animada, porque essa temporada está prometendo e se os acts cumprirem o que podem, essa fase será espetacular. Para comentar hoje, temos o Thiago e a minha rainha, parceira e amada Mari. Vamos lá que eu estou ansiosa demais. É MINHA FASE, GENTE!

Mais uma vez usaremos as luvinhas, pra ilustrar de qual candidato gostamos mais em cada KO. Usaremos os nomes dos candidatos em cima de cada sticker, pra ficar mais fácil de entender. Os dois comentaristas e este reviewer que vos fala têm o direito a dar uma luva para cada apresentação, como sinal se gostou ou não. Pra ficar mais claro: o candidato que ganhar 3 luvinhas foi super amado por nós; o que ganhar ZERO luvinhas foi odiado. É simples e fica mais claro ao longo da review, então vamos lá.

 

#TeamAdam

Keith Paluso – “You Are The Best Thing” by Ray LaMontagne

Avalie a performance:

Thais: Olha, não vou com a cara do Keith, mas achei uma forma bacana de começar a noite. A escolha foi MUITO boa para a voz dele. E por isso que eu gosto tanto dessa fase, porque os acts se mostram de verdade e se o Keith de verdade for o dessa performance, eu seria capaz de dar uma chance a ele, porque eu curti bastante.

Mari: Se eu não gostar eu tenho que falar que eu gostei? Na verdade eu nem sei exatamente o que eu achei da performance. Achei de certa forma divertida, mas o Keith é bem básico, apesar de uma voz legal. O fato é que eu não daria a vitória a ele e nem gastaria steal, pois não vejo futuro, mas posso me enganar pois isso ocorre com frequência.

Thiago: Olha não esperava gostar tanto… Quem me conhece sabe que eu não curto tanto o country, mas o timbre do Keith é maravilhoso e eu amei a performance. Todo country podia ser bom assim né? Meu sonho uma season só com country bom.

Tyke James – “Ring of Fire” by Johnny Cash

Avalie a performance:

Thais: Que songchoice da porra, viu? Tyke é bem irregular, talvez seja pela idade ou pela inexperiência, mas ele tem um timbre muito bonito, porque ao mesmo tempo que é suave, também é grave. O ríspido é natural, que as vezes parece que falha, mas a falha é boa. Ai, eu não sei explicar, espero que vocês tenham entendido. Só que Tyke precisa melhorar em muitos aspectos, principalmente na respiração e na dicção, e também a postura no palco, precisa demonstrar um pouco mais de confiança.

Mari: Tyke é outro que eu acho bem água de salsicha, mas até que eu gostei dessa performance. Achei a versão desse clássico bem gostosinha, ele usou bem a rouquidão da voz dele (não lembro se ele já tinha usado assim) e pela primeira vez me chamou atenção. Só tem que melhorar essa dicção, viu nenê.

Thiago: What??? Eu já estava pronto pra dar a vitória ao Keith por achar que o Tyke viria como sempre chatissimo, mas ele foi maravilhoso aqui também, o timbre dele dessa vez apareceu junto com algumas notas mais rasgadas super gostosinhas de ouvir. Achei esse KO super equilibrado.

Keith Paluso vs. Tyke James

VENCEDOR: TYKE JAMES | STEAL: KEITH PALUSO #TeamKelly

 

#TeamKelly

Kymberli Joye – “The Middle” by Zedd

Avalie a performance:

Thais: Adorei esse lado mais atual, pop e dançante da Kymberli. Ela é, provavelmente, a frontrunner do Team Kelly, então mostrar um lado mais eclético, sem acabar presa na gavetinha das músicas datadas que vemos tantas cantoras negras presas nesse programa. E isso é MARAVILHOSO. O que eu não gostei dela na battle, gostei aqui, achei que foi uma ótima forma de se mostrar para o público, ainda mais nessa fase que é um divisor de ág

Mari: Nunca tinha ouvido essa música e fui procurar a original e sinceramente gostei bem mais da versão da Kymberli. Achei super divertida, dinâmica e ela mostrou um controle vocal maravilhoso. Não precisou exagerar e berrar que nem uma desesperada como na battle pra mostrar potência. Excelente trabalho.

Thiago: Olha quando eu vi a songchoice eu amei muito, ai depois achei que não ia ficar legal no timbre dela, mas agora com a performance eu vi que ficou maravilhoso mesmo. Quando entrou o refrão a performance ficou incrível e bem empolgante. Me surpreendeu, amei muito.

Natasia Greycloud – “Tennessee Whiskey” by Chris Stapleton

Avalie a performance:

Thais: O que eu tinha gostado da Natasia na battle, elogiando a sua voz nas notas baixas, eu não gostei hoje. A voz estava estridente o tempo todo, não foi uma performance agradável para assistir. Não sei se era o nervosismo, se a música não foi ideal e ela não estava confortável, sei lá. Só sei que nessa disputa, ela saiu atrás.

Mari: Eu gosto muito da voz Natasia e achei interessante a escolha dela de vir com um country. Eu nao achei a performance ruim de forma alguma, mas ao contrário da Kymberli, acho que a Natasia não soube usar o melhor da voz dela. Ela tem um grave muito bonito, mas ela acabou não usando como deveria. Enfim, foi bom, mas poderia ter sido melhor.

Thiago: Gente como assim??? Achei que a Natasia seria esmagada nesse pareamento, mas muito pelo contrário kkk amei muito. Notas perfeitas e uma versão maravilhosa dessa song. Paguei com a língua :v

Zaxai – “Crusin” by Smokey Robinson

Avalie a performance:

Thais: Minha Nossa Senhora da Bicicletinha, que performance deliciosa foi essa? Zaxai, eu não tava preparada, migo. Confesso que tava trabalhada no preconceito esperando algo bem básico, mas ele veio e PAH na minha cara. Eu amei demais, amei o swing, amei o carisma, amei a presença de palco e amei a voz. Os falsetes lindos, a voz suave e aconchegante. Amei, amei, amei e amei. Meus dois vencedores desse time estão bem definidos.

Mari: Eu não tava esperando nada dessa performance. Não porque eu ache o Zaxai ruim, mas porque ele não estava entre meus favoritos, mas eu fui surpreendida por um excelente trabalho. Zaxai ARRASOU na versão da música e deu um show vocalmente. Os falsetes foram realmente impressionantes e eu tava toda eufórica vendo. Matou com bondade.

Thiago: A voz dele é muito linda e gostosa de se ouvir. Não vou mentir, eu notei ele naquela batalha incrível que no início achei a songchoice super esquisita para o pareamento, mas não sei pq eu ainda dúvido do potencial da Jennifer de fazer batalhas incríveis kkkkkkk em relação a essa performance eu achei ela muito boa, mas pra mim ficou atrás das duas girls :/

Kymberli Joye vs. Natasia Greycloud vs. Zaxai

(por motivos óbvios, não poderemos usar as luvinhas nesse embate)

VENCEDORES: KYMBERLI JOYE E ZAXAI | STEAL: NATASIA GREYCLOUD #TeamBlake

#TeamJennifer

Mike Parker – “Breakeven” by The Script

Avalie a performance:

Thais: QUE HINO DE SONGCHOICE AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA A execução deixou um pouco a desejar, né? Todas as firulas no meio da música acabou com a mesma, porque não precisa disso, Breakeven é aquela música pra gente cantar sofrendo, não gritando igual doido. Calma, Mike, me poupa.

Mari: A performance do moço já começou no refrão, não dá nem pra avaliar direito, mas eu não gostei do que eu vi não. Eu amo essa música e achei a versão bem porca. Os vocais do Mike que foram tão legais na battle, pareciam completamente fora de ordem. Ele arriscou uma nota ali mais para o final que saiu bem esquisita também. A missão que já não era fácil ficou quase impossível.

Thiago: Deram uma cortada na performance, mas deu pra ter uma ideia legal. Eu não curti muito não :/ achei que faltou alguma coisa e na hora da high note eu achei que ele deu uma falhadinha de leve.

MaKenzie Thomas – “How Deep Is Your Love” by Bee Gees

Avalie a performance:

Thais: Eu vim ao mundo para enaltecer Makenzie Thomas. QUE MULHEEEEEEEEEEEEEEER! Ela tem a capacidade de pegar uma música extremamente básica e até mesmo brega, e transformar numa performance linda, tocando e muito emocionante. É esse tipo de poder que eu busco num artista, que me deixe toda arrepiada e que me faça sorrir enquanto escuto. MaKenzie me dá tudo isso. Por isso ela é a minha favorita, DE LONGE, nessa temporada. VOA LINDA, VOAAAAAA.

Mari: FALA SE NÃO É UMA RAINHA PRONTA PRO SUCESSO. Mak é muito artista, a versão dela deveria estar no meu celular com uma bela versão de estúdio, The Voice porque me tiraste isso? Ela foi linda do início ao fim, arrasou nos vocais, nos melisma, na interpretação suave. Um refresco nessa nebulosa segunda.

Thiago: MEU DEUS QUE MARAVILHOSA AAAAAA Mackenzie vc quer o mundo? Eu te dou!!! Mano que performance maravilhosa socorro, ela tem uma dinâmica incrível na voz e a voz é a coisa mais agradável de se ouvir no mundo AAAAAA eu tô muito apaixonado mesmo. Atualmente é a minha fave número 1 já que as minhas outras faves ainda não se apresentaram, mas a Mackenzie é muito incrível. Eu vou sofrer muito nos Playoffs do Team Jhud pq a maioria dos meus faves estão nele e é muita pouca vaga pra muitos faves.

Mike Parker vs. MaKenzie Thomas

VENCEDOR: MAKENKIE THOMAS | ELIMINADO: MIKE PARKER

 

#TeamAdam

Radha – “I’ll Be There” by Jackson 5

Avalie a performance:

Thais: Eu amo a Radha, mas achei uma songchoice péssima. Música batida, que deixou ela meio travada, foi quase um passo atrás, se pensarmos na blind maravilhosa que ele teve. O vocal também pareceu afetado, não sei se era nervosismo ou apenas excesso de vibrato, mas parecia tremida demais a maior parte do tempo e isso me incomodou DEMAIS. Pra mim deixou um pouco a desejar, mas ainda amo muito.

Mari: Eu amo menina Radha, mas não curti tanto a escolha musical não. Porém, eu até curti a performance. Teve problemas, ela aparentava estar bem nervosa e teve dificuldade em segurar algumas notas, talvez até por isso ela tenha abusado tanto do vibrato, que ela deve usar como um bom recurso, mas não em toda nota como ela fez. Queria ouvir ela cantando Queen of The Night, pois desde que ouvi a voz dela é só nisso que eu penso. Adam eu sei que você tá lendo isso, faz favor.

Thiago: Que songchoice horrorosa bixo, tô me sentindo no The Voice Kids arrr. A performance foi bem okzinha, não foi ruim, mas pra mim não foi isso tudo não :/ espero muito ver uma Radah mais parecida com a da blind e menos parecida com a do KO.

PS: é muita beleza viu? A asiática mais linda do programa

Reagan Strange – “Dancing On My Own” by Robyn

Avalie a performance:

Thais: Reagan é uma baby, né? Tem tanto a crescer, tanto a desenvolver e confesso que já vi algum desenvolvimento da blind pra cá, mesmo ainda bem nervosa, ela conseguiu se apresentar de forma mais confiante. A voz também tava tremendo horrores, mas eu gostei da songchoice, gosto da forma suave com que ela cantou e como conseguiu me passar sentimento. É disso que a gente gosta, né?

Mari: Eu não sou grande fã da Reagan não, acho que ela tá muito verde e não tem nenhum diferencial. Ela é muito comum, tem uma voz ok e muita dificuldade em interpretar as músicas. Esse, aliás foi o meu maior problema de me conectar a essa performance. As expressões faciais de quem tava com dor de barriga, me afastaram completamente do que ela tava cantando. Talvez, esse seja o ponto que Adam tem que trabalhar mais forte a partir de agora.

Thiago: Me julguem, mas eu acho essa menina super crua. Ela é muito novinha e não interpreta a canção da maneira correta AAA quem canta Dancing On My Own sorrindo???? Esse sorrisinho dela a performance inteira em todo tipo de songchoice até mesmo as depressivas me incomoda de +… Pra não falar que eu não gostei de nada eu amei o início da performance, mas morreu ali mesmo. Pareamento mais fraco até agora.

Radha vs. Reagan Strange

VENCEDOR: REAGAN STRANGE | SAVE: RADHA

#TeamBlake

Katrina Cain – “Don’t Let Me Down” by The Chainsmokers

Avalie a performance:

Thais: De tempos em tempos, no programa, temos o que eu vou chamar de “Cometa Halley”, temos um participante que chama atenção na blind e consegue alguma torcida, depois ganha sua battle com tranquilidade e o coach pareia no KO com alguém que ele rouba, bem cordeirinho mesmo, ou outro act mais fraco do time, só pra ele passar com tranquilidade. Belos exemplos disso são Holly Henry, que na season 5 chocou todo mundo com uma performance bizarramente desastrosa de Creep e Ellie Lawrence e sua já famosa Cool For The Summer. Aonde eu quero chegar com isso? Na Katrina, que honrosamente garantiu seu lugar ao lado dessas duas já citadas. Além da escolha extremamente errada da música, Katrina soou estridente, desafinada e completamente perdida. Eu tô chocada.

Mari: E morreu! Wtf que que foi isso? Estou desnorteado com tamanha catástrofe. Selo Kota Wade, Ellie Lawrence e Holly Henry de mico em KO. Isso porque cortaram e a gente viu pouco tempo da quantidade de nota errada que essa moça soltou.  Eu tô de cara. Katrina, você prometeu pros seus fãs kkkkkkkkk

Thiago: KKKKKKKK Katrina o que diabos foi isso???? Mano a menina se suicidou na songchoice kkkkk era a melhor country da season e me vem com Don’t Let Me Down pqp é pedir pra ser eliminada. Amém que cortaram isso pq só esse trechinho foi horrível, parece até que ela perdeu o tempo da música AAA que tombo.

Funsho – “Earned It” by The Weeknd

Avalie a performance:

Thais: Depois da loucura que foi a Katrina, Funsho não precisava de muito para continuar no programa, né? Mas a escolha da música foi ótima, porque foi muito boa na voz dele, ele estava confortável e cantou o bastante para avançar. Nem além ou aquém do necessário.

Mari: Ai peguei um enjoo dessa música, sei lá porque. Funsho foi bem, mas tem alguma coisa no jeito de cantar do Funsho que me da uma certa aflição, nunca consigo curtir 100%. Mas pra não dizer que não falei das flores, o falsete dele é bem legal e bem executado.

Thiago: Escolher uma música do seu estilo musical faz toda a diferença né? Massacrou a coitada da Katrina. Foi uma performance meio chatinha no início, mas o Funsho foi crescendo com a song e ficou maravilhoso.

Katrina Cain vs. Funsho

VENCEDOR: FUNSHO | ELIMINADO: KATRINA CAIN

 

#TeamJennifer

SandyRedd – “Dangerous Woman” by Ariana Grande

Avalie a performance:

Thais: Eu e a Luana estávamos imaginando como seria essa performance da Sandy, desde que soubemos que ela cantaria essa música, e se fosse um bingo, teríamos acertado TUDO. O excesso de runs, cada nota, palavra, som que sai de sua boca, carregado com um quilo de efeito, o que torna tudo extremamente cansativo pra mim. Porém, o que eu gosto é o poder que ela emana no palco, a confiança que ela tem. Não via alguém assim desde Kimberly Nichole, minha rainha. Sandy não faz meu estilo, mas é um furacão em forma de mulher.

Mari: Opinião impopular talvez? Não curti muito não. Mas não sei se foi culpa da Sandy não, eu amo a versão original da Ariana e não achei que Sandy me trouxe a mesma vibe. Eu acho que ela exagera muito em algumas coisas e me tira um pouco foco. Mas ela é sem dúvida uma ótima vocalista, mas talvez não seja minha praia mesmo.

Thiago: Bom eu não curti o início da performance por causa do arranjo, mas foi crescendo e foi ficando muito boa. E a presença de palco que essa mulher tem gente??? Muito rainha. Eu tô amando esses KO mais longos, podiam aderir hihihi nessa eu fico com o Patrique, mas Sandy merece muito um save e todos os steals possíveis pq sabemos o potencial dela.

PS: Melhor pareamento até agora, e ninguém mais tem dúvida de que o Team Jhud é a coisa mais maravilhosa dessa season né? Prevejo altas lágrimas nos Playoffs AAA

Patrique Fortson – “I Don’t Wanna Miss a Thing” by Aerosmith

Avalie a performance:

Thais: Essa música é a que eu me imagino cantando numa final de The Voice, com um vestidão e um ventilador fazendo meus cabelos voarem, bem poderosa mesmo. Seria tipo a performance do Patrique, que com menos gritos, menos enfeites e mais emoção. Talvez emoção seja a palavra-chave nessa música, porque ela consegue atingir todas as pessoas, desde que cantem da forma correta. E Patrique, eu não me emocionei, sorry.

Mari: MEU HINO,NINGUÉM SE MEXE. Até hoje esperando um cover que me agrade dessa puta música e chegamos perto hoje. Eu gosto do Patrique porque ele tem uma ótima voz é sabe usar. Ele tem potência, mas não sai berrando pra mostrar, usa outros recursos e faz sempre um bom trabalho.

Thiago: Oh Lord que performance incrível socorro. Patrique foi simplesmente impecável vocalmente, notas executadas com perfeição. Num tenho nem o que falar, pisou muito.

SandyReed vs. Patrique Fortson

VENCEDOR: PATRIQUE FORTSON | SAVE: SANDYREED

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Foi uma boa forma de começar os Knockouts, né? Tirando a performance da Katrina, não tivemos nenhuma totalmente ruim e tivemos excelentes surpresas, como a Zaxai. Não discordei de nenhuma escolha de hoje, até mesmo nos steals e nos saves. Claro que um save já deixa clara a eliminação de um favorito meu, mas não vou me abalar. Espero que essa fase continue maravilhosa assim pelos próximos dois programas e que a gente chegue na fase ao vivo com vozes incríveis.

E vocês, curtiram o programa de você? Vota aí na enquete na sua performance favorita e cola aqui amanhã para acompanhar o segundo dia de Knockouts.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Thais Pereira

Feminista, leonina com ascendente em gêmeos e lua em virgem, viciada em memes, em Friends e problematizar na internet. Formada em História da Arte, mas consciente que nunca vai trabalhar com isso na vida. Normalmente eu escrevo e falo mais do que deveria. Eu mesma, Thais Mello.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu