Posts Populares

The X Factor UK – S14E27 – Live Shows 11: Final 1

Uma final justíssima pra uma temporada não tão boa assim! 

Fala, minha gente, tudo bem? Estou aqui pra comentar uma final muito digna e justa ao meu ver e que premiará um bom trabalho independente do resultado. Quando fiquei sabendo dos finalistas fiquei bastante feliz, pois, pra mim, são justamente os artistas que fizeram os trabalhos mais consistentes durante suas respectivas trajetórias no programa. É claro que eu tenho minhas preferências e pra mim Kevin é o rei dessa season, mas amo a singularidade de Grace e Rak-su, cada qual em seu estilo, mas todos eles bastante competentes.

Eu estou feliz demais em cobrir essa última noite de shows ao vivo e espero comentar ótimas performances, junto com Lucas e Matheus.  Então, sem mais delongas, vamos ao que interessa: às performances! Sempre acompanhadas com nossas opiniões e uns selinhos maravis pra resumir nossas impressões. Vamos lá? 🙂

Resultado de imagem para Becky hill x factor

Primeiramente tivemos a apresentação de uma ex-participante do The Voice Uk <3, Back Hill, que eu gosto muito cantando em grupo em grupo com os finalistas e eu simplesmente adorei. Apesar da música favorecer mais Grace, deu pra ver um pouquinho de todos. Eu não consegui achar a apresentação no Youtube, mas vocês podem assistir CLICANDO AQUI. Depois disso, finalmente, tivemos Kevin abrindo a noite.

Kevin Davy White – “Whole Lotta Love” by Led Zeppelin

Tati: Kevin é tão adorável e competente e eu fico tão feliz que ele tenha tido aceitação no UK mesmo sendo estrangeiro. E mais feliz ainda que já até abriu o show do meu outro mozão, James Arthur! Eu adorei a apresentação dele, essa música combina muito com estilo dele e desde o início deu pra perceber que ele estava se divertindo na performance e, por isso, ele conseguiu entregar uma apresentação cheia de energia e segurança. Parecia um convidado se apresentando de tão à vontade que ele me pareceu. Os vocais também foram muito executados, apesar que mais uma vez tivemos o destaque da guitarra, mas não adianta, gente, é o estilo dele e essa apresentação pede instrumentos. Enfim, ótima noite de começar à noite.

Mateus: –  PRIMEIRANTE EU AMO ESSE HINO. Kevin já mandou bem em alguns clássicos do Rock como Come Together e Voodoo Child. Ele cantou bem como sempre, e com a guitarra ele mostra o tipo de artista que ele é, que pra mim é a essência do programa, e o Kevin Arrasou com essa apresentação.

Lucas: Eu não tenho palavras pra descrever o quão incrível eu acho o artista Kevin. Essa performance sintetizou perfeitamente o que foi o Kevin durante a competição: habilidade na guitarra, vocalmente único e perfeito. Hoje mais uma vez ele se apoiou bem sobre a banda e não teve a voz engolida em nenhum momento. Com bastante energia e vocais maravilhosos, ele mais uma vez fez uma performance perfeita.

Grace Davies “Live and Let Die” by Wings

Tati: Essa música é muuuuito difícil, quando vi que Grace a cantaria já esperava uma versão boa, mas nada extraordinário, pois até hoje não vi nenhuma versão à altura dessa música. Mas Grace fez uma apresentação muito digna, bem executada, principalmente vocalmente. Amei as partes mais agudas e na parte inicial mais lenta da música a voz dela estava muito agradável. Eu realmente acho que ela se dá muito melhor com músicas mais emotivas às quais ela consiga se conectar mais com a letra (daí a razão por ela pisar em canções originais), mas eu achei que foi uma performance decente e com uma ótima entrega.
Mateus: Eu esperava mais da Grace depois de semana passada, não foi ruim, mas para uma final eu achei abaixo do que era pra ser, ela mandou bem, mas senti que ela foi engolida pela banda em alguns momentos.

Lucas: Meu Deus, o que foi essa performance?! MARAVILHOSA. Essa música encaixou na voz dela como nenhuma outra havia encaixado nessa temporada. Ela conseguiu explorar o alcance da sua voz, seus falsetes e todo o seu timbre lindo. O cenário tava um luxo com aqueles violonistas e isso também contribuiu para a estética da performance. Cada momento que se passava eu curtia mais a apresentação e mais ela me surpreendia. Minha performance favorita da Grace na competição e isso logo na final. Perfeito!

Rak-Su – Mamacita (Original Song) 

Tati: Dos três candidatos ao título, Rak-su são minha última opção, mas mesmo assim gosto demais da banda e da proposta que eles querem trazer. Eu os acho absolutamente vendáveis e basta ver a histeria de quanto eles cantam hahaha. Essa música é chatinha demais, um verdadeiro chiclete que eu tenho certeza que poderia pegar em algum lugar e virar sucesso, devido ao toque dançante. Pra mim, eles não apresentaram tanta evolução considerando a primeira vez que cantaram essa música, a não ser a organização no palco e alinhamento da performance em si com os vocais. Pra mim foi uma boa apresentação e mais do que suficiente para deixar o pessoal animado.

Mateus:  Não vi muita diferença da outra vez que ele cantarem essa, só o palco e as coisas que mudaram, continuo o mesmo de sempre que eles sempre fazem, uma apresentação boa, com presença de palco, música com cara de hit, mas o de sempre.

Lucas: Olha, não gostei que repetiram a música da primeira semana de lives. Mesmo eles tendo feito uma performance melhor do que na primeira ocasião, pouca coisa mudou. Os vocais continuaram bons, com o apoio necessário do playback, e os meninos estavam muito empolgados com a performance. A arena lotada e o grupo interagindo bem com a plateia e com o palco ajudou q performance ganhar brilho, mas a verdade mesmo é que nessa final eu esperava mesmo uma nova original deles.

Entre as performances, tivemos as apresentações de uns who chamados PrettyMuch, que eu vou ser BEM SINCERA, I don’t know them hahaha. Mas, até que eu gostei da apresentação, viu? Tinha um play back rolando na maciota ali, mas eu não achei a apresentação ruim não. Enfim, mais uma banda genérica, mas que fez quase tudo dentro dos conformes esperados pra uma boy band. Deu pra curtir.

Kevin Davy White & Tokio Myers ” Fastlove”, Pt 1 by George Michael

Tati: Esteja aberta minha sessão de reclamações sobre essas apresentações da última parte do programa. Primeiro que não sabia que o dueto seria assim e segundo por que cargas d’águas trouxeram apenas um mocinho pra tocar e não cantar durante esse dueto? Fiquei bem desapontada, viu? Ainda sobre a apresentação Kevin repetiu a música que arrasou semanas atrás, mas pra mim não teve nem metade do impacto. Ele não estava tão conectado com à canção como em sua primeira vez e não senti tanta emoção como senti na primeira vez. Não que tenha sido ruim, mas foi sem dúvidas uma apresentação bem inferior à sua primeira versão.

Mateus: Essa apresentação que ele fez ontem já tinha sido linda e agora com o Tokio ficou muito boa, ele apenas com a voz, a guitarra e acompanhamentos valorizou e muito a apresentação.

Lucas: Eu acho Tokio Myers genial e esse dueto foi um belo de um lacre. Reeditando sua melhor performance, eu gostei ainda mais dessa versão, com as batidas, com a mágica que Tokio consegue fazer com os intrumentos, com Kevin na guitarra e claro, com os vocais arrasadores de Kevin, que mais uma vez conseguiu juntar a carga emocional necessária com vocais encaixados perfeitamente.

Grace Davies & Paloma Faith “Roots” Original Song

Tati: Eu não me canso de dizer que essa música é um PRESENTE que Grace nos deu e eu a amo por isso. E que os fãs de Palominha me perdoem mas eu detesto a voz dessa mulher! É como se ela cantasse com algo na boca que lhe incomodasse sei lá hahaha. Não entendi muito bem porque cantar uma música da Grace e não da própria Paloma ou algum hit do momento, mas ok, no geral ele foi bastante agradável e mais uma vez Grace arrasou com sua melhor música original. Não posso dizer que amei o dueto, mas foi bem melhor do que Kevin, por exemplo, pois aqui tivemos mais conexão entre as duas.
Mateus: Essa é a minha original favorita dela de toda a competição, e nada mais que justo de ser o Winner Single dela, eu senti o talento puro que ela mostrou nas Audições com a experiência que ela adquiriu no programa, e a Paloma com a voz linda combinou com a música que já parecia algo que era dela. Para mim foi a melhor apresentação de hoje.

Lucas: Essa música n tem nota. Boa demais! Sobre a Grace, não tem o que criticar, pois ela foi impecável reeditando a música agora no piano. Os vocais restavam ótimos como na audição e a carga emocional ajudou a deixar a performance ainda mais perfeita. Quanto a Paloma, eu adoro a voz dela, mas não achei que se encaixou na música. Como dizem, parece que estava com um ovo na boca hahaha. O dueto em si não deu muito certo e só fiquei imaginando Adele cantando essa música hahaha.

Rak-Su & Wyclef Jean & Naughty Boy “Dimelo” Original Song 

Tati: Gente, o que foi esse moço com essa entrada triunfal vinda do chão? HAHAHAHA Olha, comentar sobre essa performance vai ser muito difícil pra mim, pois tem coisas boas e ruins. Primeiramente essa música é ótima e vai vender muito, tenho certeza. Uma boa produção que explora muito bem o que os garotos são como banda, bem divertido e atual. Agora esse moço estava bem avulso, perdeu o tempo em algumas partes, enfim, pra mim ele atrapalhou uma boa apresentação da melhor original de Rak-Su.

Mateus: Resolveram reprisar a música latina, eu achei essa apresentação melhor que a solo deles, senti mais energia que a anterior, a presença sempre é boa, o Wyclef dançando do nada foi meio estranho, mas ele se divertiu, e já parecia ser parte do grupo, foi bem divertido e deu pra curtir, mas como sempre ele mostraram o que podemos esperar deles como artistas.

Lucas: Adoro “Dimelo” e acho que foi uma das melhores performances deles. Nesse dueto, mais uma vez eles estavam muito a vontade e realmente repetiram a primeira performance da música, com vocais e até coreografia iguais. Quanto aos outros participantes da apresentação, tanto Naughty Boy quanto Wylclef acrescentaram quase nada. Por isso, esse foi a performance que menos entendi na noite. Se fosse pra trazer alguém, trouxesse alguém que realmente fosse dar outra cara à performance.

Depois das apresentações, tivemos essa gracinha de volta às origens, cantando uma música bem okeizinha, mas eu gostei da apresentação, viu?

Após todas as apresentações, todos os candidatos foram chamados ao palco e os artistas salvos foram:

Rak-Su
Grace

Com esse resultado, kevin ficou de fora, mas como já disse no início da minha review eu gostava da trajetória de todos os postulantes ao título. Agora minha torcida maior irá pra Grace, ela é MUITO maravilhosa e também acho sua trajetória no programa bastante sólida, apesar de todas as críticas que ela recebeu por cantar mais originais do que covers. Sobre a noite em si eu fiquei decepcionada, pois esperava mais de todos os candidatos, mas não foi nada desastroso. Amanhã estarei aqui novamente, só esperando o resultado e que tenhamos uma noite digna! Beijo gente e não esqueçam de dizer qual foi a apresentação que vocês mais gostaram nessa noite. 🙂

 

 

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Tatiane Silva

Sou uma Social Media e Community Manager que ama tanto o que faz, que acaba fazendo isso quase que o tempo todo. Eu moro na internet, por isso acrescento doses diárias de cultura inútil e memes que é pra eu não me entendiar. Amo realities musicais, gasto horas em grupos de discussão e sou viciada em coisas que me fazem dar boas risadas e esquecer da minha conta bancária negativada.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu