Posts Populares

THE X FACTOR UK – S15E12 – JUDGES’ HOUSES 1

Antes tarde do que nunca, né? Vem!

Fala galerinha. Como estão? Espero que preocupados. Ainda mais depois dos resultados das eleições do último domingo (7). (#ELENÃO). Bom, cá estou eu trazendo mais um episódio desta decadente temporada de ‘XFUK’. Até aqui, passamos pelas audições, 6CC bem esquecíveis – RIP Bootcamp.  Mas enfim, seguimos firmes e esperando que melhores apareçam, né?

Bom, o primeiro ‘Judges’House’, foi o das ‘Girls’ e o dono da zorra toda, Simon Cowell, tratou de rememorar os primórdios do American Idol e trouxe Paula Abdul, Randy Jackson e Ryan Seacrest para ajudá-lo na definição das representantes da sua categoria. Além de estarem presentes também diversas outras personalidades do mundo musical. Na labuta, trago comigo Ives e Valmir, que vão comentar as apresentações juntinho a mim. Vumbora para as performances?

GIRLS – SIMON COWELL 

Molly Scott – ‘Fake Love’ by BTS

Lucas S: Quanto poder é esse? Gente! Tô apaixonado pela Molly. ‘Fake Love’ casou muito bem com ela, pois foi perceptível o quanto ela pôde passear por áreas tantos suaves quanto mais ríspidas e poderosas. Sua conexão com a música também foi fundamental para que a perfomance foi no nível que foi.  Começamos o dia muito bem.

Ives: Primeiro que delícia ter uma performance completa e bem editada para comentar e pode analisar a trajetória do candidato com calma. Molly estava mais linda que nunca e escolheu uma canção perfeita para a voz dela e canção essa que foi extremamente atual, eu acredito fielmente que ela foi para os lives baseado nessa performance, pois pela apesar de ter pego o pimp no segundo dia de audições, ela ficou extremamente apagada no 6cc. A música ficou perfeita na voz dela, sempre bom relembrar, e ela estava conectada, se expressou o tempo todo, cantou a música com o corpo e foi realmente muito lindo.

Valmir: Primeiramente, os graves dela são lindos. Eu gosto dessa música na voz dela, é interessante com certeza, ver ela na voz de uma mulher é com certeza interessante, e essa garota parece ter muita personalidade. Gostei.

Georgia – ‘Somebody Else’s Guy’ by Jocelyn Brown

Lucas S: Simon tem uma categoria poderosa, hein? Olha essa menina! Georgia foi uma verdeira artista em cena. Se jogou na canção sem medo de errar. Creio que ela tenha se jogado tanto na performance que em alguns momentos o exagero tomou conta. Tirando isso, tô numa torcida fortíssima para essa menina estar nos ‘Lives Shows’.

Ives: Eu adoro essa música e achei um acerto e um erro ao mesmo tempo, um acerto porque ela é animada e por ser uma plateia grande ficou bem legal ver os convidados interagindo, mas foi um erro porquê de novo ela cantou uma canção antiga e extremamente batida, o que gerou comparações e falta de personalidade como artista atual. Eu não sou fã da Georgia e já sabia pelo o que ela apresentou e pelo seu tempo de tela que ela era carta fora do baralho, mas ela tinha uma rouquidão bem interessante, poderia ter tido uma trajetória BEM melhor.

Valmir: Essa música que eu amo de paixão ficou maravilhosa na voz dessa mulher. Adoro o timbre dela e super combinou com a música. Ela parece pronta. Só resta saber se o Simon também a quer.

Shan – ‘Get Back’ by Originals Song 

 

Lucas S: Que sacada inteligente, hein? A menina aproveitou o espaço, cheio de personalidades da industria da música e colocou em mesa uma original. E que original. Amei real. Shan é poço de simpatia, carisma e acredito que ela é a que mais tem postura para prosseguir na competição.

Ives: Inteligentíssima, em um lugar cheio de produtores já lançou uma original para mostrar que está pronta e ela está certíssima. A Shan é melhor girl disparada e a prova disso foi o Simon aumentar a faixa etária dos overs, apenas para ela estar em sua categoria, a mesma coisa aconteceu em 2015, pois queriam uma girl campeã. Essa performance foi a que eu menos curti dela, mas ainda sim gostei, achei animada, divertida e a letra é linda, o problema mesmo foi o refrão, pois ela desafinou bastante, mas sua desenvoltura salvou.

Valmir: Uau. Que voz linda. Gostei da proposta e da ousadia de trazer uma original, afinal, não são todos que arriscam, e ela se deu muito bem. Missão cumprida.

Maria Larocco – California Dreamin by The Mamas & the Papas

Lucas S: Quero começar falando que odeio que fica se humilhando para receber a chance de avançar de fase. Acredito que os candidatos que participam de um reality show musical, deve chegar e mostrar do que é capaz. Se a categoria é minha, ela já teria sido eliminada logo após pedir para continuar. Sobre a apresentação, ela foi muito bem no que se propôs a fazer. Sua voz é forte, é marcante, tem presença.. A canção escolhida foi ótima para o momento, mas devo dizer que as outras meninas estão à frente de Maria. Quem sabe ela não volta mais madura numa próxima temporada.

Ives: Vou começar falando da performance que eu achei um tiro no pé, o início é lindo, mas quando a banda entra a voz dela fica completamente apagada, ai ela começa a gritar, fica uma bagunça e ela canta tudo isso travada, mas o que eu mais queria comentar foi o modo como ela se apresentou, foi extremamente injusto com as outras candidatas, pois ela não enfrentou 50 produtores e com os participantes de outras temporadas que foram desclassificados, eu fiquei muito feliz por ela não ter passado, não apenas por não acha-la interessante, mas também para o x fator não ficar com mais um caso de favorecimento excessivo igual tivemos na audição do Brendan.

Valmir: Mais um timbre lindo, adorei a escolha da versão da Sia, agora, só não consegui entender a articulação das palavras dela. Mas gostei sim.

Bella – Same Love by Macklemore & Ryan Lewis

Lucas S: Temos aqui a sucessora do meu nenê, Mônica Michael. Bella, assim como Mônica, manda bem demais no rap. Além disso, essa menina tem um poder de me encantar. Nunca consigo desgrudar meus olhos das suas apresentações e isso, para mim, é maravilhoso. Aqui, eu gostei muito da música escolhida, foi ousada e interessante, ainda mais a maneira com a qual, Bella a executou. Minha ressalva vai para as partes cantadas. Acredito que ela muito a melhorar. Para o momento, acredito que ela fez o suficiente.

Ives: Minha favorita chegou, time Bella Brasil, total, ela não é melhor vocalista e isso é muito claro, mas ela é única girl diferente, todas as outras disputam a vaga de grande vocal e ela vem sozinha no rap/urban e por isso para mim, ela já era certa nos lives e amém que acertei, eu adorei a parte do rap e odiei os vocais, ela desafinou bastante, mas sua presença de palco e o rap foram definitivos para ser uma ótima performance.

Valmir: Mais uma escolha diferente, novamente interessante, ela é boa rapper e a voz dela é linda. Mas de resto, achei básico, por causa da música.

Scarlett Lee –  I Didn’t Know My Own Strength by Diane Warren

Lucas S: Scarlett veio decidida a ir pros lives, né? Ela pegou uma música dificílima de ser executada e fez parecer fácil. No decorrer dos lives, certamente vou enjoar do seu estilo de cantar, no entanto, hoje, devo dizer que a menina foi magnânica e dona da melhor performance entre as girls.

Ives: Para galera que não gosta dela, sinto informar, mas Scarlett já está garantida no mínimo até as semifinais, ela foi a única a usar uma roupa branca, já melhoraram um pouco a aparência dela tirando aquele tufo de cabelo atrás, mas espero mais ainda nos lives, ela teve o plot da escritora da música chorar e é descaradamente a girl favorita do Simon, pegou o pimp em TODAS as fases, nunca vejo alguém ser tão pimpado assim desde Louisa, se as performances forem boas igual a essa, eu não vou reclamar, achei ela realmente muito boa, ela criou todo um momento, só não curti a primeira nota esticada, se fosse apenas a segunda ficaria bem mais impactante. Scarlett, faça valer toda essa pimpação em cima de você.

Valmir: Sensacional, primeiramente, EU AMO essa música, e sempre me emociono quando cantam ela. A Scarlett tem um vozeirão maravilhoso, e o usa muito bem. Espero ver mais dela. E aliás, eu nem queria comentar, mas essa música é importante nesse momento, por razões óbvias…

****************

CONSIDERAÇÕES FINAIS + RESULTS

E não é que tivemos seis boas apresentações?! As meninas saíram um pouco das escolhas óbvias e trouxeram canções interessantes para suas apresentações. O destaque da noite com toda a certeza vai para a Scarlett. Ela até então vem correspondendo a toda a sua pimpação e espero que continue assim até onde ela conseguir chegar. Enfim… Simon escolheu e suas quatro finalistas são: Molly, Shan, Bella e Scarlett! Nada novo, hein? Essas quatro realmente fizeram por merecer seus lugares ao sol e espero que Simon faça um bom trabalho com as mesmas. Ele tem quatro meninas dinâmicas, cheias de personalidade e acredito que a possível winner virá de uma dessas quatro. Só nos resta saber qual. haha.

Até então é isso, pessoal. Termino aqui a review e espero que vocês tenham curtido. Me desculpem pelo atraso, comentem o que acharam do episódio e até mais!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Lucas Salles

Um baiano que é capricórniano, aspirante a jornalista, que ama festas, viagens assistir a sériados, ver uma boa treta e realitys shows! Ah, eu sou tirado a figura pública também, viu? Vão no instagram, busquem por @eulucassalles e vem seguir o paneleiro mais sã que já existiu, sqn!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu