Posts Populares

This Is Us – S02E01 – A Father’s Advice [SEASON PREMIERE]

Quando palavras não são suficientes para descrever a emoção de um episódio.

This Is Us retornou semana passada e pra não perder o costume, já voltou causando as famosas destruições emocionais em nós. No início do episódio, eu achei que seria uma destruição de leve, mas quando cheguei ao final, eu só quis morrer e me perguntei umas 500 vezes se vou aguentar o tranco de lidar com a morte do Jack porque, sinceramente, se já tá doendo agora, avaliem no tão temido dia… SOS! Mas, vamos por partes não é mesmo?

A série continua se mostrando uma das melhores produções atuais em diversos sentidos e o que mais me faz gostar cada vez mais é a leveza com que aborda certos assuntos, muitas vezes utilizando as crianças para isso, como por exemplo na cena em que Randall tá fazendo o café da manhã para as filhas e elas questionam se não é estranho a mãe trabalhar e o pai ficar em casa cuidando da casa e dos filhos e Randall rapidamente diz que isso é perfeitamente normal e que se surpreendeu delas pensarem assim e ainda cita Hilary Clinton como exemplo e as meninas apontam que ela não venceu a eleição já dando um leve tom de humor para a cena. Ao meu ver, é justamente assim que esses assuntos como nesse caso a cultura machista devem ser tratados em séries, programas de TV que não estejam com esse propósito explícito, pois é assim que se mostra que não é algo de outro mundo e sim algo normal e simples. Outra coisa que gostei bastante desse episódio e, na verdade, sempre gostei da forma como foi abordado foi o próprio preconceito de Kate com si mesma, quando ela foge da audição quando só vê mulheres magras para concorrer à vaga de cantora de uma grande banda de casamentos e depois da discussão de Toby com Kevin, que praticamente disputam como e quem deve cuidar dela, ela decide vencer seu medo e depois de um desabafo com o diretor achando que foi recusada por conta de seu peso, se surpreende ao ser revelado que o problema é sua falta de experiência, ou seja, o grande problema nessas situações não são os outros, somos nós mesmos.
E por falar em Toby e Kate, eu super entendi o que ele sentiu praticamente o episódio inteiro e que bom que Kevin entendeu também, porque tem momentos que precisam ser vividos com a pessoa que você ama e não tem como substituir, acho que Kevin se deu mais conta disso quando se deparou com Sophie no lobby do seu hotel e se deu conta de que era tudo que ele precisava, inclusive shippo tanto esses 2 casais: Toby & Kate, Kevin & Sophie, na verdade… não tem um casal nessa série que eu não shippe, que coisa mais maravilhosa e… triste, porque sofro bem muito rs

O que gostei muito nesse episódio também foi o paralelo que foi traçado entre o casamento de Jack e Rebecca e Randall e Beth, mostrando como pai e filho são parecidos e ao mesmo tempo diferentes, inclusive mostrando a mistura que William e Jack fizeram para Randall ser o que é e adorei a Beth relembrando William também, meu coração ficou pequenininho de saudade. Mostrou também que casamentos perfeitos são perfeitos de sua maneira imperfeita e que muitas vezes não é fácil e faz parte do matrimônio estar presente inclusive nos momentos difíceis, talvez principalmente nos momentos difíceis. A cena em que Randall tem aquela conversa com Beth sobre o casamento deles e da forma como ele quer lidar com eles dois, inclusive diferente um pouco do que os pais lidaram com a união deles e a cena em que Rebecca vai buscar Jack na casa de Miguel e ele assume o seu alcoolismo foram maravilhosamente bem feitas, construídas e se complementaram em suas semelhanças e suas diferenças, mas confesso que é lindo ver o quão parecido Randall se tornou com seu incrível pai, mas também o quanto da sua linda mãe mora nele. Já a cena de Jack com Rebecca começou a me destruir em pedacinhos, o sofrimento de Jack, a vergonha, a forma como Rebecca lidou com a situação foram… destruidoras e lindas. Que roteiro da p*rra!
Agora, o martelo da destruição foi batido quando Jack entra no carro, Rebecca diz que tudo vai ficar bem e em alguns meses eles estarão bem de novo e logo depois mostra ela voltando com as coisas dele no banco do carona, os filhos chorando a morte de Jack e a gente começando a descobrir como Jack morreu e vendo o desespero de Rebecca ao se deparar com a cena da casa incendiada… Meu Deus, fui totalmente representada por Rebecca naquela cena e foi onde me perguntei se conseguirei continuar após a morte de Jack nessa série, que dor começar a sentir a perda desse homem, SOS, Deus me e nos ajude, não é mesmo? :'(

É meus amigos, se começou assim já se preparem pro que está por vir e compartilhem tudinho aqui comigo para sofrermos juntinhos e sentirmos esse turbilhão de emoções maravilhosas juntos também, podem desabafar, venham!

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Caroline Azevedo

Seriadora de carteirinha. Shipper de plantão. Friendsmaníaca. Viciada em música. Feminista. Meu sonho é ser uma Sense8 e me dividir em várias partes para conhecer esse mundão afora, tudo ao mesmo tempo, agora.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu