Posts Populares

This Is Us – S02E09 – Number Two

O que dizer desse episódio?

Ainda estou tentando digerir a beleza e delicadeza dessa episódio. É incrível como conseguimos nos sensibilizar com situações como essa de Kate e lidar com a perda ou com o luto de alguém de uma forma geral nunca é fácil, pois, não há como saber o que a pessoa realmente está sentindo. E ter um episódio todo focado em Kate despertou em mim essa sensação de solidadriedade e mesmo sabendo que tudo aquilo não passa  de ficção e que aquelas pessoas de fato não existem é impossível não sentir a mesma dor que ela. Nos últimos episódios nós sonhamos, desejamos e esperamos junto com Kate a sua gravidez. Mesmo no inicio quando ela ainda estava insegura e meio incerta com a ideia de ser mãe, nós estávamos ali inseguros juntos com ela e quando ela aceitou o fato de estar esperando um bebê e de como ser mãe mudaria sua vida, nós também criamos esperanças junto com ela. Até que chegamos nesse episódio em que trata de mostrar toda uma construção linda de como aceitar a dor e o luto pode ser libertador. A adolescência de Kate não foi lá das melhores e sua insegurança acabou fazendo com que ela se fechasse para o mundo. Rebecca sempre tentou ser uma mãe em que os filhos pudessem encontrar apoio e saber que sua filha estava tão perdida e não poder ajuda-lá era doloroso para ela. É lindo ver como ela e Kate tem tantas semelhanças, não só pelo gosto por música, mas delas tentarem sempre ser autossuficientes e achar que podem resolver tudo sozinhas. E Rebecca não percebeu isso até perceber que estava fazendo muita pressão para Kate entrar na faculdade e descobrir que no fundo a filha só queria ser cantora e não contou nada para não decepcionar a sua mãe caso não passasse na faculdade de música. E algo que seria muito pertinente no futuro foi uma frase em que Rebecca diz para Kate que estará sempre de braços abertos esperando por ela que se ela corresse para os seus braços iria ama-lá como nunca e que se ela também não corresse, continuaria a amando da mesma forma.

Kate está totalmente entregue ao seu desejo de ser mãe e saber que algo dentro de seu corpo depende dela mexia muito com Kate. Quando ela perdeu o bebê acho que todo mundo meio que tentou achar um culpado para amenizar a dor e Kate fez o mesmo, Evitou Toby, tentou levar sua vida normalmente e se esforçou para não sentir a sua perda, mas era impossível, pois, tudo a lembraria dela. A sua discussão com o Toby e o meio que ela achou de se sentir melhor jogando a culpa da dor em cima dele foi muito ruim de ver, porque assim como sentimos a dor de kate nós também acompanhamos o processo do luto de Toby e tudo o que ele fez para poupar Kate da dor.

Mas a cena em que Rebecca bate na porta de Kate com os braços abertos. Nossa… Eu despenquei a chorar sem parar, foi como se eu tivesse recebendo aquele abraço, como se eu tivesse passando pelo processo que Kate estava e eu senti o conforto e o amor de  Rebecca como mãe. Foi simplesmente lindo de ver, que riqueza de episódio.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Dam Souza

Baiano que tem caruru e vatapá no sangue, aquele que é o canto da cidade e só discute com quem entende de Inês Brasil.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu