Posts Populares

This Is Us – S02E13 – That’ll Be The Day

Quando tudo é tão bem feito assim, não há como não se emocionar.

Como de costume, sempre gosto de iniciar as reviews falando para vocês o quanto This Is Us é incrível, emocionante e recomendável. Quando trata-se dessa série, tudo me parece tão bem feito, trabalhado e construído, pois percebe-se que há carinho para os mínimos detalhes. E, por mais clichê que soe algumas vezes, a produção desta maravilha consegue nos surpreender positivamente.

Com todo o destaque que estão dando ao desfecho que envolve a morte de Jack, certamente a maioria dos plots acabam perdendo espaço. É chegada uma época em que a trama ambientada no passado começa a ter maior relevância, uma vez que tivemos episódios onde o presente possuía maior foco, ou mesclados como a maioria das ocasiões. Sendo assim, os irmãos Pearsons tomam um fôlego dos holofotes, para que acompanhemos de perto o esclarecimento de muitas de nossas dúvidas quando se trata do incrível Jack Pearson.

Por mais que tenha gostado de ver Randall e Kevin juntos, não ando apreciando muito o que temos atualmente para o filho adotivo dos Pearsons, e vocês podem até conferir na review do episódio anterior as storylines que gostaria de ver criando vida para ele e sua família, no entanto, acredito que haverá tempo para isso num futuro não tão distante. Já Kate me cativou bastante mais uma vez, tenho de inclusive aplaudir a atriz Hannah Zeile, responsável por interpretar a personagem na adolescência, pelo trabalho que tem desempenhado na série até então. Fico em choque com a diversidade de atrizes e atores interpretando o mesmo personagem em épocas distintas, mas conseguindo me transparecer a essência de cada um, independente do tempo. Uma ressalva só para o fofíssimo Audio, me emocionei pelo fato de desejar muito criar um doguinho, mas não ter tempo para isso.

Novamente consigo enxergar a importância de Kevin na trama, e ele simplesmente consegue ser protagonista ou responsável por muitos momentos marcantes e emocionantes na trama. Acredito que eu não era o único que torcia para o colar fosse recuperado, mas fiquei bobo como o momento para isso acontecer foi tão certo. E fica bem nítido o quanto a produção por trás disso tudo pensa e cuida desta série. Sinceramente, me faltam até palavras. A adicionar só consigo assumir que não vejo mais espaço para Sophie e, mesmo que ache que ela vá voltar mais cedo ou mais tarde, não sei se seja o certo para ela, depois de tanto sofrer.

E tenho de admitir, fui forte durante a maior parte do episódio, mas os momentos finais me dilaceraram. Admiro e tenho um carinho enorme por Jack, vê-lo sendo atencioso, fazendo todo aquele serviço e, principalmente, o tipo de pessoa que gostaria de ter ao meu lado. Veio como um tornado aquela sequência final, mostrando-nos memórias que relacionam-se a alguns dos bens materiais, incluindo o bilhete, que foram sendo consumidos pelo fogo. As lágrimas jorraram de mim como um dilúvio, e neste caso não havia nenhuma arca para me salvar. Eu realmente não estou pronto para o próximo episódio.

No mais, convido-os para assistirem ao vídeo promocional do que está por vir, compartilharem suas opiniões sobre o episódio e/ou review e, se possível, darem dicas ou sugestões, pois tudo é bem vindo. Espero encontrá-los em breve, abração e até a próxima!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Antonio Netto

Estudante de Engenharia Química. Pernambucano engraçado, dono de uma gargalhada única e de um sotaque marcante. Apaixonado por comida, séries, química e cálculos. Até gosta de estudar mas, sempre que pode, está pelo mundo curtindo e falando da vida alheia.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu