18 de junho de 2017
Vem Aí: The Mist

Vem aí… The Mist

Uma série de terror e ficção científica  baseado no conto homônimo de Stephen King que narrar a história de David Droyton, seu filho e outros moradores de Bridgton, perto de Nova York, que se vêem presos num supermercado quando um nevoeiro misterioso se espalha pela cidade. E quando alguns deles tentam sair, são misteriosamente mortos, o que deixa a história ainda mais interessante.

Antes mesmo de ser lançado como série, The Mist foi para as telonas de todo mundo como filme pela visão do diretor  Frank Darabont que é um velho conhecido dos amantes de filmes de terror, pois, dirigiu clássicos como: “A hora do pesadelo 3” e “A Mosca 2.” 

(Logo abaixo você confere o trailer do filme.) 

Já a série, será dirigida pelo novato Christian Torpe que promete trazer uma visão mais atual e assustadora da história, o que será um grande desafio, pois, o filme é beeem assustador.

The Mist tem todos os elementos já conhecidos pelos seguidores de Stephen King e promete tirar o nosso fôlego e nos fazer vibrar a cada cena. Claro que nós do Panela de séries não poderíamos deixar uma série dessas passar batido e a nossa equipe já estava aqui especulando o que esperar da série:

Bruna – Como mais uma adaptação de um dos livros mais famosos de Stephen King, o trailer de The Mist lembra um pouco outra adaptação dos livros de King que foi encerrada a não muito tempo, Under The Dome, só que com uma pegada mais sombria e assustadora. Trazendo atores já conhecidos por nós como, Frances Conroy de American Horror Story, a série parece ter a mesma pegada filme, que foi adaptado dos livros em 2008 no Brasil. Esperamos assim como o filme, que a série seja assustadora, misteriosa e de tirar o fôlego!

Dandy – Na sua versão para cinema, The Mist foi muito mais que um thriller, mas um material para reflexões e discussões sobre o que você faria em um momento de desespero?

Um personagem marcante foi a Carmody, uma fanática religiosa que foi muito bem interpretada por Marcia Gay Harden – e que interpretação. O que dizer de uma pessoa que aproveitava-se da vulnerabilidade das pessoas dos amedrontados pelo mal que tomou conta das ruas? Coisa boa que não é.

Manipulando o conceito de fé e afirmando que todos seriam salvos através dela, Carmody formou um grupo de seguidores que eram capazes até de tirar a vida daqueles que fossem contra suas ideias – não muito distante da realidade. Mas como na vida nós colhemos aquilo plantamos, na ficção não foi diferente. Carmody colheu o que ela plantou.

Agora resta-nos saber se teremos uma Carmody  ou outro personagem que irá causar amor e ódio. Amor pela interpretação do ator e ódio pelo personagem. Dia 22/06 está chegando, vamos aguardar.

Rafael –  Além de ser simplesmente uma história de monstros gigantes e de outros elementos sobrenaturais, The Mist vai além desse estereótipo, abordando as relações entre os sobreviventes de uma misteriosa névoa, que cai em uma cidadezinha do interior após a mais forte tempestade dos últimos tempos, presos em um supermercado buscando respostas e sobreviver até o fim disso tudo. Lançado na coletânea de contos Tripulação de Esqueletos, a história usa a questão do terror e do suspense como plano de fundo para contar o que acontece com um grupo de pessoas quando precisam lidar com uma situação extrema em um ambiente fechado. Como você lidaria com o mundo que você conhece deixando de existir e deixando no lugar um mundo cercado por névoas e monstros dos mais diversos tamanhos e formas, enquanto você tenta resistir a isso tudo dentro de um pequeno supermercado?

Os protagonistas também não lidaram dos melhores jeitos. Alguns mataram, alguns traíram seus parceiros, outros sucumbiram a pressão e enlouqueceram. O livro mostra que não há jeito certo para lidar com esse tipo de situação, que todo mundo tem seu ponto de pressão e que se pressionados do jeito certo, todos cedemos. Stephen King é mestre nisso, em abordar os medos que todos temos e contar histórias que nos fazem perder um pouco da lucidez a cada página. E isso acontece em The Mist também, enquanto acompanhamos a personagem mais velha, religiosa, que inicialmente é vista como louca e que acha que na Bíblia há uma resposta para tudo, inclusive para aquela situação, se tornar fonte de sabedoria e quem dita quais seriam os próximos passos de um grupo de seguidores cada vez maior. E o que o grupo quer? Sacrifícios. Pois somente o sacrifício acabará com aquela névoa e salvará a todos. Percebeu como os limites, como as linhas que nos tornam humanos, caem muito facilmente em situações de extrema pressão?

Nessa história, o final é aberto, demonstrando a não importância dele. Livros são mais fáceis de lidar nesse aspecto, já que não demandam um final típico, onde todas as respostas são respondidas, como geralmente acontece em filmes – e como aconteceu no filme The Mist. O livro termina com um grupo ainda melhor de protagonistas dirigindo pelo o que restou do mundo, percebendo que a névoa era mais extensa do que o imaginado, cobrindo bem mais do que apenas a pequena cidade onde a história começou. Tudo que eles buscavam era sobreviver um dia após o outro, e não há ninguém para salvá-los, ninguém para resgatá-los de maneira miraculosa e impedir que os monstros gigantes finalmente ganhem a batalha. No final das contas, não resta esperança, não resta a menor possibilidade de que algo possa acontecer. O próprio protagonista, que também conta a história por meio de uma carta, deixa seus relatos em cima da mesa de um restaurante, imaginando que talvez um dia alguém leia aqueles escritos, mas sem ter muita certeza de isso irá acontecer. A última palavra do conto é ‘esperança’, mas ao terminar a leitura, a ideia que fica é que a esperança foi uma das primeiras coisas a irem embora, antes da névoa chegar.

Deu para perceber que nossas apostas na série estão altas não é mesmo? Então não percam dia 22/06 estreia The Mist e nós temos certeza que vocês irão amar!

Dam Souza
Dam Souza

Baiano que tem caruru e vatapá no sangue, aquele que é o canto da cidade e só discute com quem entende de Inês Brasil.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: