03 de janeiro de 2017
Vem Aí: The Voice UK, Season 6

Uma sexta temporada com nova bancada em um novo canal e com novo reviewer, ou seja, TUDO NOVO!

Em novembro de 2015 saiu a notícia de que a quinta seria a última temporada do The Voice UK pelo canal BBC, mas posteriormente o ITV, o mesmo que exibe o The X Factor UK, anunciou que havia comprado os direitos do programa, assim como declarou que iria criar um The Voice Kids UK. O canal foi tão lacrador que acabou também criando um programa nos moldes do The Xtra Factor para o reality, para falar sobre os bastidores, o qual se chamará The V Room e será apresentado por Cel Spellman, um ator e apresentador britânico. E as novidades não param por aí!

NOVA BANCADA

A princípio, a própria Emma Willis declarou que irá continuar no comando do programa, porém sem o lindo e querido Marvin Humes ao seu lado.

Assim como Emma, teremos will.i.am retornando, o qual está como coach desde o início do programa, já foi vencedor na 3ª temporada com o cantor de R&B  Jermain Jackman, e fez um trabalho incrível na 5ª com a sua finalista Lydia Lucy, tão tal que saíram até rumores de que ela poderia estar substituindo Fergie no grupo The Black Eyed Peas, do qual ele faz parte. Além disso, teremos Sir Tom Jones também voltando à sua red chair, após se ausentar na 5ª temporada e sendo substituído pelo incrível Boy George. Tom venceu a 1ª temporada do programa com a cantora de pop Leanne Mitchell e teve, no meu ponto de vista, o melhor trabalho com a sua finalista da 4ª temporada, Sasha Simone. Com isso, podemos esperar bons desempenhos, pois ambos já venceram e possuem experiência com o programa.

A primeira novidade na bancada se deu após a saída do maravilhoso Ricky Wilson, vencedor das duas últimas temporadas. Para substituí-lo teremos Gavin Rossdale, o ex-marido da minha querida Gwen Stefani. Gavin é um artista britânico, conhecido principalmente em seu país pelo trabalho com a sua banda de rock pos-grunge Bush, o qual teve como maior sucesso o álbum Sixteen Stone, lançado em 1994. Além de participações em filmes, ele teve o primeiro contato como mentor ao auxiliar o time Gwen na 7ª temporada do The Voice US, dando bons conselhos e dicas aos artistas que buscavam o estrelato. Rossdale me parece ser o mais apagadinho da nova bancada mas, devido a sua experiência no ramo da música, não espero que ele vá desempenhar um mau trabalho como técnico.

Como grata surpresa, ao menos para mim, teremos Jennifer Hudson também como novata na bancada dessa temporada. Substituindo a querida Paloma Faith, e sendo a primeira mulher americana negra a estar na bancada do The Voice UK, Hudson é conhecida pela sua participação na 3ª temporada do American Idol, terminando em 7º lugar e pelo seu premiado trabalho em Dreamgirls, o qual rendeu-lhe um Globo de Ouro e um Oscar de melhor atriz coadjuvante. JHud parece ser bem querida pelo público britânico, pois ela postou recentemente em seu instagram um vídeo da plateia do programa cantando seu hit, Spotlight. Além disso, ela participou como mentora do time Cee Lo na 3ª temporada, e também fez um dueto na final da 7ª temporada com o candidato do team Adam, Damien, ambas participações foram no The Voice US. Com isso, já me declaro muito #TeamJHud sim e espero que ela não me decepcione e acabe com a maldição das técnicas mulheres que nunca foram mais que 3º lugar no programa.

Façam que nem eu e confiram um promo da nova temporada:

FORMATO

Além de novidades na bancada, teremos algumas mudanças no formato do programa. Nessa temporada será permitida a participação de trios, o que pode ser visto de forma positiva para os artistas que fazem parte dessa categoria. No entanto, foi feita uma mudança que não me agradou muito: Os coaches que não virarem a cadeira para um candidato nas blinds, permanecerão de costas para o mesmo e, sendo assim, não poderão comentar ou dar dicas sobre a a apresentação ou críticas de onde ele poderia melhorar. Achei isso um desrespeito, imagina que ninguém vira? Se já não bastasse a vergonha de ter fracassado, ainda terão que sair como se fossem qualquer coisa. Espero que essa mudança venha promover a diminuição de uma semana de blinds, pois é um saco esperar 7 semanas para o início das batalhas, as quais não sofrerão mudança nessa nova temporada e os técnicos continuarão a ter direito a dois steals e roubarem candidatos de outros times que tenham perdido suas battles. Portanto, até então sem informações se haverá mesmo ou não alguma mudança nas fases de Battles e Knockouts.

Também haverá mudança no formato dos Lives Shows, que até então tem sido feito de forma injusta e desfavorecendo alguns candidatos em si. Na minha opinião, os lives do UK deviam ser como os do US e qualquer técnico poderia perder seu time mais cedo ou mais tarde. Por isso, não sei se o ITV seguirá essa ideia, mas eles resolveram adicionar mais DUAS semanas de lives, que agora totalizará em CINCO. Portanto, teremos mais chances de acompanhar performances dos candidatos que forem o mais longe possível. Eu, particularmente, amei todas as mudanças, podem trazer resultados positivos ao programa, detestei apenas a parte das blinds de os coaches permanecerem de costas, caso não apertem o portão.

The Voice UK estreará sua 6ª Temporada pelo ITV no dia 7 de Janeiro, num sábado como de costume, e aproveito para finalizar esse #VemAí com minha apresentação favorita proveniente do programa e convidá-los para virem acompanhar nossas reviews, as quais terão eu, Antonio Netto, e/ou meu ilustre colega Michel Araújo no comando. Nos encontraremos novamente em breve, até lá!

Antonio Netto
Antonio Netto

Estudante de Engenharia Química. Pernambucano engraçado, dono de uma gargalhada única e de um sotaque marcante. Apaixonado por comida, séries, química e cálculos. Até gosta de estudar mas, sempre que pode, está pelo mundo curtindo e falando da vida alheia.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: