Posts Populares

13 Reasons Why – S03E13 – Let the Dead Bury the Dead [SEASON FINALE]

O ciclo de más decisões continua.

Finalmente chegamos ao final dessa temporada cheia de mistérios e reviravoltas. Em termos de coisas inesperadas, com certeza foi a temporada mais intensa das três. Nunca sabíamos o que esperar, e, pessoalmente, toda vez que eu achei que sabia de alguma coisa acabou sendo revelado que eu estava bastante enganada. Jurei pra mim mesma que jamais ia mudar de opinião sobre o Bryce, e acabei mudando. E personagens que eu achei que estavam imunes a erros acabaram cometendo as piores atitudes imagináveis. Vamos lá:

É evidente que Monty é uma pessoa horrível, mas eu, pessoalmente, acabei sentindo muita pena dele durante toda esta temporada – e é nisso que eu acho que está o grande trunfo da maneira como essa terceira parte da história foi desenvolvida. O objetivo da série sempre foi mostrar como a conduta das pessoas afeta todos ao redor, e como as pessoas têm histórias privadas e complexas que nós não temos como saber a não ser que elas nos contem, e que nós estejamos dispostos a ouvir.

Monty acabou passando os últimos momentos de sua vida numa cela de prisão, depois de ter sido xingado e cuspido pelo seu próprio pai. É um círculo vicioso que continua e continua e continua: seu pai era homofóbico, e não do tipo que só faz piadinhas – o homofóbico que agride e xinga outras pessoas simplesmente por elas serem quem são. Em suma, o pior tipo de pessoa, mas ele próprio foi ensinado a ser desse jeito por alguém, e em seguida ensinou seu filho o mesmo. Mas seu filho era gay, e toda a homofobia internalizada acabou fazendo com que Monty cometesse atitudes terríveis ao longo de toda a sua vida – culminando no estupro absurdamente violento de Tyler, que quase fez com que este entrasse armado na escola e assassinasse talvez dezenas de adolescentes inocentes. Tyler, felizmente, teve amigos ao seu lado que o ensinaram que dias melhores são possíveis, mesmo depois que você faz escolhas terríveis, e Monty não teve essa chance. Não teve, inclusive, nem direito a uma cena de morte na série – anunciaram que ele tinha morrido sem mais nem menos, o que deu um aspecto meio irreal à coisa toda. Não sei se vão explorar isso futuramente, mas foi uma questão deste episódio que me deixou com a pulga atrás da orelha (de uma maneira negativa).

E, seguindo a série de atitudes questionáveis de Clay, Ani e os outros, eles decidiram utilizar o fato de que Monty era uma pessoa horrível e que agora está morta para livrar Alex e talvez Jessica de um bom tempinho de cadeia. Bem quando eles poderiam acertar tudo, e alguém nessa série iria verdadeiramente arcar com as consequências de seus atos, eles decidem cometer mais um crime e mentir para a polícia. Até este episódio eu gostava muito do Alex, entendo que o ódio que ele tinha do Bryce era legítimo, porém nada justifica um assassinato desse jeito. O próprio Alex tinha dado vários rolês com o Bryce, pôde ver em primeira mão que o garoto estava mudando aos poucos, encontrou uma prostituta com ele, usou drogas com ele, mas quando ele estava literalmente todo quebrado e sangrando no chão, Alex decidiu dar uma de machão (o que não funcionou para ele em nenhum momento dessa série) e o jogou na água congelante totalmente ciente de que ele não seria capaz de nadar. E não tentou salvá-lo. Entendo o Clay e a síndrome de herói dele, mas nesse caso o Alex não merecia salvação, na minha opinião. Se você tiver uma opinião diversa, comenta aí embaixo.

Quanto à Jessica, eu só consigo sentir tristeza. Acho que o estupro e todo o processo de cura posterior fizeram com que ela se tornasse uma pessoa totalmente diferente, porque eu não consigo imaginar a Jessica da primeira ou da segunda temporadas vendo uma pessoa se afogar e não fazendo absolutamente nada. Mesmo que seja o Bryce. Eu quero pensar que, independentemente de quem fosse – literalmente qualquer outro ser humano, que estivesse machucado, sofrendo e em seguida se afogando, que eu teria o gesto de humanidade de pelo menos tentar salvar. E, se não salvasse, que eu não permitiria que outras pessoas quase fossem para a cadeia no meu lugar (o Clay, no caso). Simplesmente triste. Porém, não me sinto confortável para realmente julgá-la, porque eu não fui estuprada e não tenho como saber qual seria minha reação vendo o estuprador numa situação vulnerável na minha frente.

Outra pessoa de quem eu esperava atitude diferente: o policial Standall, pai de Alex. Não sei vocês, mas se eu SOUBESSE, do mesmo jeito que ele SABIA, que meu filho tinha deliberadamente assassinado uma pessoa indefesa (não interessa quem fosse ou o que ele tivesse dito ou feito antes de morrer), eu jamais o protegeria dessa forma. Não estamos aqui falando de uma coisa leve, um erro adolescente. Estamos falando de um assassinato. Eu faria, provavelmente, o que os pais do Clay fizeram quando acharam, mesmo que brevemente, que ele tinha feito algo contra o Bryce: contratar um bom advogado e torcer para o melhor. Esconder de uma mãe como seu filho morreu (no caso, da mãe do Bryce) me parece a pior coisa que um pai poderia fazer. Ainda mais um policial, que fez um juramento de buscar a justiça.

Contrariando a maioria das pessoas, eu realmente GOSTO de 13RW e considero uma série (no geral) boa, bem feita e bem escrita, com algumas atuações bastante dignas de nota e outras bem pobres, mas (novamente, no geral) uma série que eu acho que faz mais bem do que mal à sociedade em geral. Mas esse final, eu não consigo defender muito. Queria que esse tivesse sido o final de tudo, com cada um vivendo sua vida após coletivamente matarem e depois encobrirem um assassinato, mas não: descobriram as armas que os meninos jogaram na água (não entendi exatamente onde), e agora vão ter que inventar novas desculpas para o Tyler quase matando metade da escola, fora que o garoto com quem o Monty ficou sabe que ele não matou o Bryce e parece disposto a contar a outras pessoas sobre isso. Aliás, mais um plot LIXO: o Monty ESTOUROU a cara do garoto na porrada, bateu nele na frente de todo por ele ser gay na frente de mundo e teria feito pior se o Bryce não estivesse ali, e depois embolsou uma grana para não falar pra ninguém o que tinha acontecido. Mesmo assim, na primeira chance ele decide transar com o Monty e, depois, a defender a sua honra quando ele é falsamente acusado, depois de MORTO, de um homicídio. Sério, de tudo que já aconteceu aqui, é isso o que mais me deixa indignada.

Aonde isso tudo nos leva? Não faço a menor ideia. Não consigo ver a Jessica, o Clay e os demais tendo uma vida de paz e indo para a faculdade tão cedo. Parece que a série adquiriu aquela vibe de Pretty Little Liars, que parece que os envolvidos nos acontecimentos nunca saem da escola e, mesmo quando saem, que a vida deles nunca mais vai dar certo de qualquer forma – então, talvez nem valha a pena continuar com essa história. Vamos ver no que dá, na quarta e última temporada. Só espero que amarrem bem os plots finais para não parecer que perdemos nosso tempo acompanhando tudo isso.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Isabella Oliveira

Poderia estar matando ou roubando, mas provavelmente levaria pouquíssimo jeito para a coisa, daí eu faço Direito. @brockhxmptxn no Twitter.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries