1995, o ano em que nasceu o canto da cidade (eu) mas precisamente do dia 03 de outubro daquele mesmo ano, era divulgado o veredito de um dos maiores (senão o maior) julgamento dos US. Depois de 8 meses, finalmente o povo americano teria a sua resposta; O.J. Simpson é ou não inocente? Muitos concordaram, muitos descordaram, mas e você? Qual o seu veredito? Durante 3 meses acompanhamos esse caso, choramos com os conflitos da nossa eterna Marcia, torcemos por ela e Darden, odiamos Cochran com a nossa vida e amávamos as atrapalhadas de Shapiro. Então chega de enrolação e vamos ver no que deu tudo isso? Siga-me os bons.

O episódio já começa e eu já passo raiva, pois, o nojento do Cochran já deu o caso como ganho e quando ele pede para que O.J. fizesse as considerações finais, Ito deixa facilmente. As vezes me pergunto se o juiz estava ali só para ajudar O.J. a se inocentar. Também vimos Cochran montando o seu argumento final e criando a frase mais famosa desse julgamento.

ACM54

As alegações finais começam com Marcia mostrando que, mesmo com a defesa jogando sujo, inventando historias mirabolantes e conspirações inexistentes para tirar as atenções do júri das provas mais que incriminadoras, não tem como outra pessoa cometer esse crime ao não ser o próprio O.J. Simpson.

ACM55

Para completar o excelente e honesto argumento de Marcia, Darden vem confirmando o comportamento doentio e desequilibrado do O.J. E lembra das inúmeras vezes em que Nicole ligou para polícia em busca de socorro e temendo por sua vida. Darden deixa bem claro que o problema não era racial e que aquilo se tratava de um homicídio doloso.

ACM56

Logo em seguida, temos a cobra do Cochran que com aquele seu jeito persuasivo e amistoso contou a sua história para o júri transferindo toda culpa para Fuhrman e soltando a sua famosa frase:

ACM57

No primeiro dia da deliberação do júri, ficou claro que boa parte dele não tinha duvidas de que O.J. era inocente, e mesmo se tentassem convece-los do contrário não funcionaria, pelo simples fato de que Cochran conseguiu plantar aquele sementinha da duvida é ainda regou com a historia do racismo e da segregação social sofrida pelos negros. Só pela deliberação do Júri, já estava claro quem iria sair vitorioso nessa, o que deixou todo mundo bastante surpreso, foi o fato deles tomarem essa decisão em menos de um dia, foram necessárias apenas 4 míseras horas de relógio para que eles chegassem em um “senso comum”. Enquanto eles decidiam o destino de O.J Simpson, as ruas estavam efervescentes, os defensores de O.J. estavam lá para mostrar apoio e que ele não estava só, aqueles que sabiam que ele era culpado e não se deixou enganar por palavras bonitas e claro, Oprah Winfrey que foi a principal mediadora das mídias sociais naquela época.

ACM58

Estavam todos surpresos com a decisão rapidíssima do júri, enquanto unas ficavam extremamente nervosos outros começavam a criar esperanças, Caso de Darden e Marcia. Com o resultado da vida de O.J. Simpson em mãos, a parte final daquilo que iria decidir o destino daquele que se tornou uma lenda do futebol americano, o juiz Ito estava prestes e revelar a decisão final, palmas para direção que recriou tudo fielmente a cena original e até nos transportou para algo mais intenso, que foi poder sentir o nervosismo de O.J. a tensão de Cochran, e a esperança de Marcia e Darden para que a justiça fosse feita. Eu tremi de nervoso, mesmo sabendo o resultado e onde tudo iria parar, como boa Alice que sou, eu queria acreditar que naquele papel estaria escrito culpado, só que não foi isso que estava escrito, e O.J. Simpson foi declarado inocente.

(Aqui segue o video do exato momento em que O.J. é declarado inocente)

Para mim foi devastador ver Marcia chorar decepcionada, ver os parentes das vitimas desolados pela injustiça cometida. Na coletiva de imprensa dada pela promotoria, era claro o sentimento de tristeza e de dever não cumprido para com as famílias, quando Darden se emociona e abraça o pai de Tom, nossa! Aquilo de fato e verdade partiu meu coração por completo. Depois que a guerra já tinha acabado, Cochran tenta se acertar com Darden, só que, o negão não estava afim de papo e deixou bem claro para Cochran que o que ele fez não foi mudar a história, e que negros continuariam apanhando, continuariam sofrendo abusos de poder e ainda seriam presos injustamente, a única coisa que Cochran fez foi inocentar mais um rico, afirma Darden. Cochran tem seu momento de glória, quando, o presidente dos Estados Unidos comenta sobre o caso é assume que a América precisava ser mais ouvinte e complacente. Como esse era o ultimo episódio, é claro que a série não ficaria restrita só ao julgamento e fecharia o ciclo de todos os seus personagens, e claro, a cena em que Marcia relata que aos 17 anos foi vitima de estupro e que isso a motivava a acreditar que o júri sempre faria justiça pela vítima, mas que esse julgamento mudou a visão dela, sem duvidas foi uma das cenas mais lindas dessa série.

ACM61

(Foca na trilha sonora, Nina Simone <3)

Assim como eles estavam fechando o ciclo de Marcia,Darden e Cochran, não podia faltar ele, que foi o plano de fundo de toda essa história, que foi defendido por muitos e acusado por muitos também O.J. Simpson, que saiu da cadeia mais livre do que antes de entrar nela.

ACM62

Na sua volta para casa, nem tudo eram flores, e quando ele chegou na vizinhança que ele tanto ama, foi recebido com 4 pedras na mão, esse caso foi uma divisão racial na sociedade e em um Bairro com predominância branca, vocês acham realmente que ele seria bem recebido? O mais engraçado disso tudo é o fato dele ir festejar a sua liberdade, sendo que, quem morreu foi a mulher de seus filhos, aquela que ele dizia ser apaixonado. Mesmo sendo inocentado e podendo voltar a sua vida normal, O.J. sente o peso do reflexo de toda essa história e percebe que na verdade está sozinho e que essa rejeição era só o inicio do precipício desastroso que sua vida se tornaria.

ACM63

O episodio final se encerra contando o que cada um dos protagonistas dessa historia fizeram com sua vidas.

Marcia Clark: Marcia pediu demissão da promotoria e assinou um dos maiores contratos literários de todos os tempos, escrevendo livros de suspense e comentarista jurídica na TV.

Chris Darden: Também se demitiu da promotoria e se tornou professor de direito e logo depois abriu o próprio escritório, Darden & Associates.

Lance Ito: Continuou como Juiz da corte superior de L.A. até 2015. E é o único participante principal que não escreveu um livro hahahaha.

Robert Kardashian: Este que é o pai daquelas que seriam as personalidades mais famosas do mundo, admitiu que tinha duvidas sobre a inocência de seu amigo, e eles cortaram qualquer tipo de relação.

Johnnie Cochran: Continuou a fazer o que ele sabe de melhor que é ser um bom advogado de defesa e tem escritórios espalhados em mais de 15 estados, Cochran morreu de um tumor cerebral em 2005.

Roberto Shapiro: Advoga até hoje em L.A. e virou o advogado de estrelas como, Diana Ross e Eva Longoria.

Mark Fuhrman: Esse ser foi demitido da policia de L.A. e não contestou a acusação de perjúrio e mesmo assim se tronou escritor e comentarista da Fox News, pode uma coisa dessas.

O.J. Simpson: Depois de ser inocentado,porém, obrigado a pagar uma fiança de 33milhões de dólares aos Goldman, ele se mudou para Florida para proteger o restantes dos seus bens, em 2008 ele foi condenado por sequestro e roubo armado, ele foi condenado a 33 anos de cadeia e poderá tentar liberdade condicional em 2017.

É isso meus amores, durante 3 meses fomos imergidos nessa história que dividiu e dividi a opinião de muita gente até hoje, independente do que tenha acontecido, aqueles que não contribuíram para que a justiça fosse feita, sofreu nas mãos do tempo que fez a justiça do jeito dele.

Espero que vocês tenham curtido, se emocionado e sentido cada sensação que essa serie magnifica nos proporcionou. Quero deixar uma menção honrosa a todo o elenco que fez um trabalho primoroso e em especial a Sarah e Cuba que foram de uma maestria impecável, merecem todos os prêmios possíveis. Então amores até a próxima e muito obrigado pela atenção de todos.

Dam Souza
Dam Souza

Baiano que tem caruru e vatapá no sangue, aquele que é o canto da cidade e só discute com quem entende de Inês Brasil.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: