Posts Populares

American Gods – S02E01 – The House on the Rock [SEASON PREMIERE]

American Gods voltou tão ou mais enigmática pra segunda temporada.

Escrever sobre essa série é uma tarefa um tanto quanto complicada. Descrever as coisas que acontecem não fazem sentido porque, no final das contas, não acontece muita coisa. Existem frases ditas, ações feitas e tudo o mais, mas escrever sobre elas me parece estranho, quase errado. Então, vou tentar fazer algo diferente, que pode dar certo ou não, mas a gente vê isso ao longo do caminho.

Neil Gaiman é um gênio. É difícil pra qualquer pessoa que tenha lido um livro dele discordar disso. A forma como ele escrever as histórias é algo que te prende e te deixa pensativo, meio que vendo o mundo de outro jeito. E Deuses Americanos tem esse efeito. A premissa inicial, das pessoas trazendo os deuses nos quais acreditavam pra América, voltou a ser abordada, já que a guerra entre os velhos e os novos deuses tá cada vez mais próxima. E a tal explicação sobre a Casa de Pedra, que já vinha sendo citada há tempos, é maravilhosa.

Existem lugares que atraem pessoas. Desde sempre isso acontece. A gente sente uma vontade inexplicável de ir até algum lugar e fazer alguma coisa que não tem muita relação com o lugar. E não é uma ou duas pessoas que sentem isso. Igrejas, catedrais, monumentos de pedra, foram construídos por pessoas que sentiram vontade de fazer isso. É um lance quase tirado do Campo dos Sonhos: “construa e eles virão”. E as pessoas foram, e seguem indo. A mesma coisa acontece com essa Casa de Pedra, que é uma casa em cima de uma montanha, com nada em volta, mas que um cara sentiu uma vontade inacreditável de construir essa casa. Eventualmente, ele começou a cobrar umas moedas e as pessoas pagavam, então ele começou a investir essas moedas em outras coisas na Casa. E eventualmente, o negócio se tornou imenso. Tão imenso que é lá que os Velhos Deuses, mais especificamente o Wednesday, resolveram marcar sua reunião.

Mas talvez imenso não seja a palavra certa. Acho que intenso chega mais perto, porque aquele lugar reúne poder. Assim como telefones celulares atraem as preces, assim como a televisão e a internet são nossos altares, o carrossel é um altar pra milhares de pessoas que vão lá, ano após ano. E é nesse lugar que a tal reunião acontece, mas não é muita gente que vai. Basicamente são aqueles que a gente viu na temporada passada, adicionando ou retirando um ou outro, mas quem tá ali acaba ouvindo o que o Odin tem a dizer. A grande maioria concorda com ele, mas a Bilquis tá lá de agente duplo, jogando no time dos Novos Deuses também. E o ponto de vista de que é possível juntar os dois mundo é trazido, mas aparentemente deuses têm uma ganância de querer tudo que for possível, não se contentando com pouco. A ideia então é encerrar a reunião é finalizar tudo em um jantar, pra não tornar a viagem de ninguém tão inútil assim. E aí que tudo começa a dar problema.

O pessoal do Mr. World sabe onde é o encontro e manda um atirador pra matar a maior quantidade de deuses possível. O conceito de matar um deus é complicado, já que eles seguem vivos enquanto alguém acreditar neles, mas como muitos dos velhos deuses acabaram sendo esquecidos, o retorno, ou o renascimento, acaba se tornando impossível. E isso acaba acontecendo com uma das irmãs Zorya, que leva um tiro e (aparentemente) morre. E como não tem muita gente rezando pras divindades eslavas…

Só que o Shadow, como bom segurança, vai atrás do atirador e até consegue impedir ele de ser levado pelos Novos Deuses. A Laura, obviamente, quer ir atrás dele, mas o Wednesday tem fé nele, fé de que tudo vai ser como tiver que ser. E, nesse mundo, fé é uma das coisas mais importantes.

Ah, a Mídia tá com um certo medo do Odin.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Rafael Augusto

Um hiperativo que não sabe viver sem ler, escrever, ouvir música, ver séries e filmes, geralmente tudo ao mesmo tempo. Fã de ficção científica, suspense, Stephen King e histórias em quadrinhos.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu