Posts Populares

American Gods – S02E03 – Muninn

“A vantagem do amor à primeira vista é que ele não requer um segundo olhar”

Não é que a Betty segurou a bronca? E o trem? E a Laura, que ficou aos pedaços depois da explosão? É um começo de episódio bem caótico, até porque o Mr. Wednesday e o Mad Sweeney resolvem deixar o Shadow por lá. Mas, como sempre, o importante aqui é ter fé, é acreditar. E se o Odin acredita no Shadow, quem é a gente pra discordar dele?

O ponto de encontro é Cairo, não no Egito, mas uma cidadezinha nos Estados Unidos mesmo. É lá que o Ibis trabalha e é lá que ele costura as partes soltas da Laura. Mas a grande real é que o Pai de Todos e a morta-viva precisam ir atrás do Argus, já que ele é capaz de recarregar a moeda que mantém a guria viva. O leprechaun tem uma opinião diferente, mas a Noiva-Cadáver resolve seguir o Deus.

Aí que o episódio começa a ficar legal, porque surge um dos melhores personagens do livro: a Sam Black Crow. É um spoiler de que ela vai aparecer mais vezes? Talvez seja. Mas vai valer a pena. Ela que acaba dando carona até Cairo pro Shadow, então a gente vai vendo eles se conhecendo, mesmo que seja só por poucos momentos.

E quem é esse tal de Argos? Na mitologia, ele era aquele que tudo via, que a Hera “contratou” pra vigiar Zeus. Como o Zeus não era exatamente uma boa pessoa, ele mandou matar o Argos, o que deixou sua esposa-irmã bastante irritada. O que ela fez? Fez com que o Argos renascesse, mas como o deus da vigilância nos Estados Unidos. E o Mr. World tá lá, tentando usar o Argos como forma de vigiar o Shadow, mas um dos corvos do Odin, Muninn, derruba o drone. E seguindo na coisa da mitologia, o Wednesday vai lá e mata uma vaca, que na verdade era a Io, uma mulher por quem Zeus se apaixonou e o Argos deveria proteger. Mudança requer sacrifícios.

Aí tem um monte de coisa acontecendo, porque basicamente é assim que American Gods vem funcionando. O Jinn e o Salim vão atrás da lança do Wotam; a Laura coloca fogo na Biblioteca de Alexandria; a Sam tira fotos do Shadow e eles começam a se entender; a nova Mídia e o Technical Boy vão atrás do Argos, pra resolver a situação do problema no sinal dele; e o Mad Sweeney faz o que faz de melhor. E, enquanto a Mídia tá lá, num processo bastante sexual de conexão com aquele que tudo vê, surge uma Laura pra resolver a situação e matar o deus cego. E o Odin falou a verdade, porque a moeda de fato é recarregada.

Mas a vida não é tão simples. Em mais uma aula de atuação do Ian McShane, ele prova que a Laura só tá interessada nela mesma, não no Shadow e na segurança dele. E, além disso, deixa ela lá, sozinha, tendo que lidar com isso tudo. E quando o Shadow finalmente chega em Cairo, ou Cay-row, o Odin tá lá esperando ele, prometendo que as respostas vão ir com o tempo e que os próximos dias serão melhores.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Rafael Augusto

Um hiperativo que não sabe viver sem ler, escrever, ouvir música, ver séries e filmes, geralmente tudo ao mesmo tempo. Fã de ficção científica, suspense, Stephen King e histórias em quadrinhos.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu