Posts Populares

American Horror Story: 1984 – S09E07 – The Lady in White

Lily Rabe eu te venero!

Na minha última review eu me questionei muito sobre como a série manteria o enredo quente daqui pra frente, e, não é que deu certo? Que episódio sensacional meus amores, eu simplesmente fiquei preso em todos os momentos e as viradas de alguns personagens foram simplesmente geniais.

Mas antes de tudo, vamos lembrar que essa temporada de AHS tem como base o gênero de terror Slasher que foi muito popular nas décadas de 80/90. Dito isto, quem é de fato muito fã do gênero sabe que o que vem depois do primeiro filme é sempre uma viagem mais detalhada na vida do Assassino e na maioria das vezes eles sempre tem uma infância conturbada com uma mãe louca, e com o Sr. Tinido não seria diferente, a mãe dele é completamente louca. Depois de perder o marido na guerra Lavinia Richter e seus dois filhos vivem no acampamento golden flower, pois, era dali que saia o sustento dela e das crianças. Lavinia é mãe de Bobby por quem tem um amor devocional e até doentio e Benjamin, o gordinho desajeitado que só recebe desprezo por sua mãe. O fato de ser um menino gordinho atrapalhava muito sua relação com as outras crianças do acampamento e quando ele deixa o seu irmão sozinho no lago para ver o salva-vidas fazendo saliência, algo terrível acontece. Bobby é fatalmente morto por um barco e sua mãe perde completamente o juízo. Vamos ressaltar aqui o talento esmagador da Lily que já chegou dando o nome e arrepiando todo mundo com a cena da perda de seu filho.

Voltando para os dias atuais… Todo aquele contexto estabelecido pelos primeiros episódios tinha sido modificado e várias reviravoltas ainda iria chocar o telespectador, como por exemplo, a parceria criada por Brooke e Rita. Rita tirou Brooke definitivamente dos braços da morte, pois, quando a mocinha já estava pronta para receber a injeção letal, Rita trocou a substância por uma espécie de droga que imita o efeito de morte. Brooke passa por maus momentos e Rita não a abandona devido a culpa que sente por tê-lá levado ao Camp Redwood. Depois de muita relutância, Brooke decide dar uma chance a Rita que estava lhe oferecendo uma nova vida, mas, ela não iria deixar Margareth se safar do que fez e quando descobriu que a crente picareta estava organizando um festival no finado acampamento, a mocinha decide ir até lá e se vingar. O que nem ela e nem Rita imaginavam é que uma carona poderia fazer um mal e tanto para as garotas. Um cara beeeem suspeito que também estava indo para o festival vai de carona com as meninas e o que elas não esperavam é que ele era um serial killer louco, e ai que Ryan introduz na série de forma genial, como as pessoas romantizavam os serial killers naquela época, o cara se inspirava no Ramirez e fez até menção a Teddy Bundy, o que ele não contava é que tanto Rita quanto Brooke já tinham vindo de uma inferno, matar mais um mensageiro de satã iria ser fichinha para as meninas. Ele tenta obrigar Brooke a matar Rita, mas a menina da um ziginau no maluco e no fim quem se ferra é ele.

O plot dos retornados é algo que vem sendo desvendado aos poucos e entender onde tudo começou já esclareceu bastante. O reencontro do Ben com sua mãe depois que ela tentou matá-lo e acabou sendo morta por ele, Lavinia não morreu e voltou ao local de sua morte na esperança de encontrar Bobby por ali também, só que sem sucesso. Lógico que todo esse trauma bagunçou muito a cabeça do Ben e mais chocante ainda foi saber que ele era apaixonado pela Margareth e que quem induziu a retardada a cometer aquele massacre no acampamento foi ninguém mais, ninguém menos que a sua mãe, pois, ela sabia do quanto o seu filho amava Margareth. O diálogo entre os dois foi perfeito, pois os dois atores eram uns monstros né minha gente? O final do episódio com ele revelando a ela que o nome do seu filho era Bobby devido a culpa que senti por ter perdido seu irmão mostrou que ela ainda o amava, do jeito dela, mas o amava. E graças a Lavinia, Ben tirou a sua própria vida para poder retornar e matar Ramirez, o assistente do diabo.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Dam Souza

Baiano que tem caruru e vatapá no sangue, aquele que é o canto da cidade e só discute com quem entende de Inês Brasil.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries