Posts Populares

American Idol – S17E10 – All-Star Duets (Parte 1)

Hora de receber as celebridades

Uma das melhores fases do Idol finalmente chegou, e é os duetos com os famosos. Ano passado tivemos ótimos duetos que definitivamente marcaram o programa, e gerou um up para o retorno do programa. Tudo bem que eu achei os convidados desse ano bem menos atrativos do que os do ano passado, mas ainda assim é de se esperar boas performances, principalmente com o cast maravilhoso que temos. Sem mais enrolação, vamos aos duetos! 

Walker Burrough & Jason Mraz – Have It All

Rick: Começamos com um dueto bem leve e descontraído, mas que foi muito bom de se ver e ouvir. Jason e Walker apresentaram uma excelente química e harmonia nas vozes, e Walker, em meu ponto de vista, conseguiu se destacar ainda mais do que o convidado, mostrando o grande brilho da sua voz nos momentos certos da música. Acabou que o resultado foi um ótimo dueto, bem leve e descontraído, mas com muito potencial e bons momentos. 

Kate Baernette, Pat Benatar & Neil Giraldo – Heartbreaker

Rick: Apesar de um tanto quanto inusitado, eu simplesmente amei esse dueto e a combinação das vozes das duas. Kate tem esse timbre suave e melódico, já Pat vem com esse timbre bem rocker e poderoso, e a combinação dos dois deu esse contraste incrível. A nota que a Kate soltou ao final da canção foi o único problema para mim, achei que foi bem desafinada, mas o que vale é a intenção né? Um hino de songchoice e uma ótima interação de todos ali no palco. Kate surpreendeu!

Riley Thompson & Brett Young – Like I Loved You

Rick: Eu vou ser bem honesto em dizer que não gosto da voz da Riley, pois me lembra a voz de várias outras cantoras countrys que já passaram por outros reality’s e me fizeram pegar ranço. O dueto em si foi bom, ela conseguiu manobrar sua voz para que combinasse bem com a voz do bonitão do Brett. De toda forma, até agora foi o dueto que menos gostei, então não vou me estender muito. 

Uché & Shaggy – I Need Your Love

Rick: Agora sim um dueto que realmente me deixou animado. Que presença a dos dois, eles rapidamente se identificaram e conseguiram dar um espetáculo ali no palco. Eu fico muito pasmo em como Uche fica confortável no palco e como isso demonstra confiança e se transforma em uma ótima apresentação. A voz dele está sendo cada vez mais agradável para mim, diferente do que foi nas audições, o que é ótimo, obviamente. Arrasaram na apresentação! 

Madison VanDenburg, Pat Benatar & Neil Giraldo – We Belong

Rick: Eu tava achando o início da performance bem estranho, a Madison parecia estar sendo engolida pela música e por Pat, mas depois acabou que foi o contrário e ela começou a engolir Pat, o que para mim mostra que não houve uma boa sincronia (ou harmonia) entre as duas. Eu adoro a música, e até acho que Madison cantou bem, o que me deixou incomodado foi justamente essa sinergia bem fraca, diferente por exemplo de Uche e Shaggy. 

Shawn Robinson & Elle King – Pround Mary

Rick: Não gente, pelo amor de Deus, se for pra fazer umas versões mortas de Pround Mary nem pega pra cantar, pois fica péssimo! Pra uma música dessas eu quero ver muita loucura e bate cabelo, e não essa coisa morta que foi a apresentação de Shawn. As vozes foram safes, não teve nada de especial, a não ser uns melismas aqui e acolá, e esses falsetinho chato que a gente já esta cansado de ouvir. De longe o pior dueto da noite. 

Ashley Hess & Jason Mraz – I’m Yours

Rick: Acho que essa é a maior música da rodada de duetos, e a expectativa é bem grande para ela, mesmo sabendo que não há muito o que fazer com a canção, já que ela é bem linearzinha, mas o dueto de Ashley e Jason foi bem bacana, com boas harmonias e uma certa dinâmica, com Ashley começando no piano, e depois indo para a plateia. No meio da performance eu senti os dois meio confusos, parecia que as coisas estavam sendo improvisadas ali, não sei se isso remete a pouco tempo de ensaio ou simplesmente não houve uma grande ligação entre os dois, mas pelo menos as vozes combinaram bastante. 

Bubbly & Shaggy – Angel

Rick: Ai, obrigado Shaggy por ser o melhor convidado dessa noite, pois mais uma vez ele contribuiu para um dueto excelente. Claro que não foi no nível do primeiro, mas chegou perto, com uma boa química entre Bubbly e Shaggy e um ótimo destaque para ela, que conduziu boa parte da música e ainda estava totalmente entregue a plateia. A canção é um tanto quanto chatinha, mas ainda assim foi um ótimo dueto. 

Laci Kaye Booth & Brett Young – Mercy

Rick: Então, foi bonitinho e tals, mas eu fiquei estranhando durante boa parte da apresentação pelo fato de que pareceu novamente algo pouco ensaiado. Eu junto com minhas amigas paneleiras estávamos em conclave sobre isso, pois os duetos dessa noite foram extremamente fracos, principalmente se comparados com os do ano passado, e tivemos em grande parte deles essa mesma impressão. A música foi bonita, e a voz de cada um deles separadamente é ótima, mas de alguma forma, não pareceu encaixar aqui. 

Laine Hardy & Elle King – The Weight

Rick: E assim a gente encerra a noite de duetos, com uma apresentação legal, cativante na medida certa, mas que ficou com um gostinho de que poderia ter feito mais. Laine e Elle foram bem nas harmonizações, e gostei da songchoice, mas não foi nada impactante. Sobre o cabelo do Laine, sei se gostei não viu, vou esperar as próximas aparições para eu decidir pois isso é também um fato muito importante -q. 

*** CONSIDERAÇÕES FINAIS ***

Os 7 candidatos que conseguiram avançar para o top 14, em ordem foram:

  • Laci Kaye
  • Ashley Hess
  • Walker Burrough
  • Madison VanDenburg
  • Uché
  • Riley Thompson
  • Laine Hardy

Que noite sofrível de duetos. Eu estava super animado, pois como já disse, ano passado essa rodada foi incrível, daí vem esse balde de água fria, em que se teve três duetos realmente bons foi muito. Esperava muito mais! Espero que amanhã seja melhor, pois se for desse mesmo nível vai ser difícil de defender viu. De qualquer forma, votem abaixo na nossa enquete no seu dueto favorito de hoje. Nos vemos amanhã galera, até mais! 😀

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ricardo Souza

Tem gente que diz que sou um amorzinho, eu digo que sou um trouxa. Viciado em maratonar séries e ficar na bad depois de assistir tudo em um dia. Amo muito música indie, quando quiser me chamar pra ouvir Florence já sabe onde procurar. Mineiro do interior que não puxa o 'r' quando fala, mas adora um pão de queijo.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries