Posts Populares

American Idol – S17E16 – Top 8 Performances (Queen Night)

Noite de Queen!

Olá pessoal, mais um episódio de American Idol no ar, e hoje a noite é novamente temática, trazendo o tema do Queen, os candidatos pegaram os maiores hits da banda para performarem, e além disso, cantarem duetos durante o programa. Sofremos alguns baques com a saída de fortes candidatos, mas será que o episódio de hoje foi diferente? Para os comentários, contarei com a ajuda dos meus migos maravilhosos Luana e Lindomar. Sem mais delongas vamos para as performances.

 

Wade Cota – We Are The Champions

As músicas do Queen em sua maioria possuem uma vibe muito épica, e nas apresentações da banda, eles sempre conseguem transmitir esse sentimento que é sentido por todos. Wade deixou muito a desejar nesse quesito, fazendo com que a música (que tem um título que fala por si só) perdesse grande parte do seu significado. Alguns momentos da voz dele foram bons, eu até curto esse timbre dele, se bem que ultimamente venho ficado bem saturado, mas no quesito de dar o nome para essa grande canção, ele pecou e fez feio.

Luana: Que bosta foi esta que eu acabei de assistir? Quase toda semana Wade entrega algo pífio e sua estadia no programa já se prolongou muito mais do que ele merece. Mas nossa, essa semana ele SE SUPEROU, hein? Performance horrenda do começo ao fim, eu só terminei essa bosta de vídeo porque tinha que comentar, mas meus ouvidos estão sangrando. Até esquecer a letra o homem esqueceu. Que coisa horrorosa, meu Deus. Eu não aguento mais. Freddy, me desculpe por isto.

Lindomar: Olha BRITO não ta dando mais pra suportar! Wade vem sendo arrastado no programa por ter uma voz rouquíssima que vem sumindo, sumindo e sumindo, além disso ele não tem a mínima capacidade de decorar as letras, pela segunda vez no programa ele esqueceu a letra. Sua voz ia sumindo, ficando estridente e ele todo fora do tempo, se depois disso a América ainda salvou essa criatura eu não sei nem o que dizer. Sei que os jurados quiseram ser gentis porque ele se cagou todo, mas gente umas críticas fazem bem, eles fizeram aquele discurso da despedida de certa forma mas infelizmente essa criatura continua sendo arrastada.

Alejandro Aranda – Under Pressure

Então… Eu achei a performance bem gostosinha e tals, mas nada muito diferente do que o Alejandro costuma fazer né? Ele tem uma voz bem bacana, e senti ele bem mais soltinho, mas o violão ta ali, e aqueles mesmos acordes também. Under Pressure é uma música bem boa, mas a meu ver não chega a ter essa vibe épica como We Are The Champions tem, então em questão de entrega, Alejandro foi bem e fez um trabalho melhor que o Wade.

Luana: O que aconteceria se um Coldplay falsificado decidisse cantar Queen? Bem, isto aqui. No fim das contas, eu nem achei ruim, só estou totalmente de saco cheio do Alejandro. O que eu posso dizer é que, possivelmente, esses foram os melhores vocais dele nos lives. Não teve muito desafio, e ao menos, deu pra terminar o vídeo sem morrer de tédio.

Lindomar: Eu to rindo porque ainda não entendi a vibe disso aqui, eu até curti essa vibe mais leve que ele trouxe a música com esse arranjo, mas achei a bateria e toda a banda muito alta para ele. Fora isso tivemos um total de zero dificuldades nos vocais aqui, sabemos que Alejandro arrisca pegando músicas e fazendo suas versões mas os vocais deixam a desejar quase sempre. A performance foi até boa e sabemos que na final ele vai estar, então seguimos.

Jeremiah Lloyd – Who Wants To Live Forever

Eu amooooo essa música, acho que é minha song favorita do Queen, e Jeremiah fez um belíssimo trabalho com ela. Aquele sentimento épico estava presente, principalmente nos momentos em que ele atinge as grandes notas da música. Além disso, sua interpretação foi bem consistente e arrebatadora, o que já era esperado desse reizinho né? Jeremiah vem fazendo um ótimo trabalho na competição, e essa apresentação aqui é mais uma prova disso.

Luana: Decepção, essa palavra não existe no vocabulário do Jeremiah, meus amores. Quando soube do tema “Queen”, já sabia que Jeremiah seria quem mais teria cacife para brilhar e não foi diferente. Ele escolheu uma música ótima para ele e ainda conseguiu criar uma atmosfera maravilhosa demais para si durante toda a performance! Pisou demais e sem nenhum dó nos colegas, como tinha que ser! Icônico!

Lindomar: Eu estou IMPACTADO DEMAIS! Que tiro foi esse? Jeremiah meu filho foi quem chegou mais próximo de fazer jus a Freddie Mercury. O garoto se entregou totalmente, construiu camadas e mais camadas até um refrão forte que ainda veio seguido de outra parte de crescimento, olha bicha a senhora é destruidora mesmoooo e se esse homem não estiver na final será a MAIOR INJUSTIÇA desse programa.

Walker Burroughs – Crazy Little Thing Called Love

Eu adoro o Walker, mas essa performance achei bem meh, devo admitir. Sei lá, acho que foi pela escolha da música… Eu acho que Walker ficou meio avulso na canção, apesar de o estilo dele estar bem presente e marcado. Faltou uma redenção melhor para a banda e eu esperava momentos melhores da voz dele.

Luana: Gente, mas é um príncipe mesmo, né não? Eu não gostei da escolha pro Walker, infelizmente, “Crazy Little Thing Called Love” é uma das músicas mais fracas do Queen (na minha opinião), e não acho que o estilo tenha casado com ele, era bem mais a cara do Laine. Ainda assim, não teve UM DEFEITO nessa performance, minha gente. Ele fez tudo que tinha que fazer de forma irretocável e entrou no clima como tinha que ser. Uma das jornadas mais sólidas do programa e uma das vozes mais agradáveis, sem nenhuma sombra de dúvidas. Walker é, pra mim, a última e única razão que eu sigo vendo essa temporada que aos poucos vai caindo aos pedaços.

Lindomar: Príncipe que estalou os dedos com mais classe que Thanos! Eu simplesmente AMEI ver esse lado popstar e totalmente fora da zona de conforto do Walker, ele saiu do piano, se jogou na plateia e remexeu o quadril, entrou na vibe que a performance pedia e se entregou totalmente. Zero defeitos para essa performance mágica do Walker e até agora a gente não compreende que tem gente como Wade sendo mais votada que esse ANJO! Alguém para essa Américaaa.

Madison VanDenburg – The Show Must Go On

Madi arrasou! Essa música também é uma das minhas favoritas, e eu sempre me arrepio com esse começo lento e depois a explosão no refrão. Madison controlou muito bem a sua voz, ela não soou estridente e além disso se entregou bastante no palco, com uma performance e conexão bem admiráveis. Amei ver Madi trazendo de volta o seu melhor para a competição.

Luana: Sabe, esse sistema de “temas” do Idol é incrivelmente idiota e eu posso provar. A performance da Maddison foi simplesmente incrível vocalmente, sem defeitos. Mas eu não senti UMA GOTA de verdade em absolutamente nada do que ela estava fazendo/cantando ali no palco. Eu não acredito que dada a liberdade, ela estaria cantando essa música. Nos lives, foi a melhor performance da garota! E eu estou adorando que ela vem ressurgindo novamente na competição, porque o nível da audição dela foi absurdo! Mas eu realmente gostaria que os artistas tivessem mais liberdade para mostrarem sua verdade no palco, sem essas cordinhas sem noção que a produção põe neles com “temas”.

Lindomar: Vocalmente IMPECÁVEL e com uma trajetória que se fosse por merecimento estaríamos apenas discutindo entre entregar o título a ela ou Jeremiah mas não estamos. Madison tentou se encaixar da melhor maneira nesse tema e como uma boa powerhouse que é “The Show Must Go On” acaba sendo uma das melhores músicas para ela, apesar disso e de todo o brilho que ela trouxe vocalmente, senti zero emoção durante todo o tempo e acho que no refrão ela precisaria ir um tom acima pois ela vim subindo, subindo e no refrão abaixava um pouco, tirando o impacto, mas enfim, tirando essas críticas foi uma performance completa e poderosa.

Alyssa Raghu – Somebody To Love

Nossa, que decepção… Alyssa me pega talvez a maior canção da banda e me entrega uma coisa totalmente apática e sem nenhum grande momento. A começar que a voz dela ainda é muito madura para alcançar as grandes notas da música. Madison faria um trabalho melhor com ela, já que seus agudos são bem melhores projetados e ela consegue ter mais alcance, já Alyssa tentou fazer muito com pouco e acabou ficando totalmente sem vida essa apresentação. Acho que foi a que menos gostei até agora.

Luana: E eis que você pega, quizá, a maior música do Queen… E o resultado é isto. Infelizmente, esse tema destruiu completamente qualquer mínima chance que a Alyssa podia ter de continuar seu crescimento e avançar. Foi extremamente superior ao Wade? De fato, mas ainda assim foram sapatos grandes demais para a pequena Alyssa. E a culpa nem é dela, afinal, tenho certeza que ela jamais escolheria algo assim para si. Enfim, foi uma performance bem razoável para uma música que sempre demanda algo extraordinário.

Lindomar: Esforçada, determinada e lutadora foi assim que Alyssa persistiu e chegou até aqui. Eu confesso que tinha uma grande resistência a ela antes dos lives e até achar que ela só chegou aqui por ter participado da temporada anterior mas nesses lives ela vinha fazendo um bom trabalho até aqui. Alyssa pegou uma música GRANDE demais para ela e não conseguiu dar conta do recado, passou longe disso, mas fez ainda assim um trabalho agradável e superior a candidatos como Wade. Eu gostei bastante do seu trabalho no palco mas acho que hoje será seu ponto de parada no show.

Laci Kaye – Love Of My Life

MEU DEUS DO CÉU, EU AMEI MUUITOOOO!!! Eu tava esperando essa música pro Walker, mas aí nós não teríamos essa maravilha que foi a performance da Laci. A song combinou perfeitamente com a voz dela, e ela conseguiu entregar todo o sentimento e calmaria, além da beleza que a música transmite. Que trabalho lindo que ela fez, além de tudo, foi uma performance simples e sem firulas, e sem sombra de dúvidas a minha favorita de hoje.

Luana: Puta merda, o anjo está de volta! Essa é minha música preferida do Queen, e sempre que ouço, meu coração fica em mil pedaços. Eu tinha expectativas altíssimas para a Laci com ela, mas ao mesmo tempo, estava super receosa, pois as últimas performance da moça vinham sendo bem qualquer coisa. Eu disse semana passada que Laci não poderia viver de timbre pra sempre e que precisaria urgentemente mostrar mais. E nossa, eu não poderia ter esperado um revés tão maravilhoso assim jamais. Além dos vocais terem sido os melhores dela nos lives, foi de longe, a performance com mais emoção e coração da Laci em toda a sua jornada no Idol. Foi quase como se cada “break” da voz dela carregasse uma dor absurda que encaixou perfeitamente com o que a música pede emocionalmente. Foi uma performance totalmente devotada e cheia de alma. Laci brilhou como o anjinho que eu morri de amores lá no começo de tudo. Linda demais!

Lindomar: Você quer uma performance angelical? Chamem Laci pro palco porque não foi nada menos que isso. Quando citei a Madison acima e falei sobre a falta de emoção, verdade era exatamente disso aqui que eu estava falando, Laci colocou verdade, sentimentos e conseguiu construir momentos que tocaram a todos. Ao lado de Jeremiah diria que essa foram as performances mais tocantes dessa noite e com certeza é uma subida na sua trajetória pois além desse hino ela mandou superbem no dueto. Continua brilhando anjinho!

Laine Hardy – Fat Bottomed Girls

Essa música é tem uma pegada bem legal, mas não achei que ela combinou com Laine não… A voz dele estava bem estranha para mim, e em alguns momentos pareceu que ele seria engolido pela banda. A energia estava presente, e em termos de domínio de palco ele foi muito bem, interagindo com a platéia e tudo mais, mas vocalmente ele foi bem aquém, e eu estava esperando mais dele. Gosto da vibe rock, mas acho que uma canção mais tranquila traria o melhor dele aqui.

Luana: Esse é o Laine que a gente quer, porraaaaaaaaa! Após semanas de um Laine completamente maçante, eis que o Laine das audições está de volta! Sinceramente, Laine precisa largar esse negócio “Elvis” que ele resolveu assumir na competição, e voltar pra esse Laine “south rock” que os vocais rasgados brilham. Eu não tinha muita familiaridade com a música e não sabia o que esperar, mas adorei ser totalmente espancada pela qualidade. É isso que a gente quer! E se for pra vencer, que o Laine ao menos siga entregando apresentações nesse estilo e nessa qualidade! Pisou!

Lindomar: Olha Laine veio em uma sequencia de performances mais “upbeat” mas é no rock que esse moço manda melhor e quando Adam disse a ele que ele poderia ser uma rockstar não estava nada enganado, Laine fica muito mais interessante cantando rock! Ele se entregou, os vocais estavam ótimos, presença de palco estava presente e virou um rock star transitando do country pro rock! Òtima performance e que junto com o dueto o colocam em um outro nível.

 

*DUETOS*

Alyssa & Wade – Ain’t No Mountain High Enough

Nossa, a radiação tá altíssima aqui hein? rsrsrs. Achei muito ruinzinho mesmo gente, me desculpe, mas os dois já possuem vozes bem distintas, e teve zero sincronia entre os dois, harmonias bem fracas e Alyssa toda hora com essas notas mais altas matando a música. Foi hard de engolir.

Luana: Nossa que original -sqn. Eu vim assistir aqui com uma super má vontade, então talvez eu esteja sendo idiota, mas sério… Pra que? Foi uma performance legal, mas que preguiça sem fim. Eu nem tenho muito o que falar. Alyssa fez o que sabe fazer e o Wade ficou lá arranhando a garganta como sempre. Foi isso aí, quem gostou gostou e quem não gostou paciência. Ainda bem que paciência é uma virtude que eu tenho de sobra.

Lindomar: Poor Alyssa que teve a missão de cantar com a bomba do Wade. E por falar nele sua voz terminou de sumir aqui neh? Gente parece que o microfone vai diminuindo, diminuindo e a voz da Alyssa se sobressaiu total sobre a dele. Enfim teria sido uma ótima performance de despedida de ambos mas a América não quis.

Alejandro & Walker – Mrs Robinson

Que dueto mais lindinhoooooo. Eu amei a música, e achei que combinou super com os dois, que estavam em perfeita sincronia. Um deu espaço para o outro brilhar, além disso, eles fizeram ótimas harmonias, diferente do dueto anterior. Acho que é sempre válido relembrar que menos é mais galera, e está aqui a prova disso!

Luana: Bicho, o ódio dentro de mim, kkkkkkkkkkkkkkk. De todos os duetos esse foi o mais triste de todos e nem foi porque foi ruim ou nada do tipo. O motivo é simplesmente porque acabou sendo algo TOTALMENTE unilateral e projetado para o Alejandro. O Walker teve que sentar ali com um violão e cantar em 10% de sua capacidade, apenas para estar a par de seu parceiro, que não é capaz de muita coisa vocalmente. Em todos os outros duetos houve um certo equilíbrio, mas não aqui. As harmonias em uníssono foram lindas, mas o dueto inteiro não passou disso. Algo totalmente na zona de conforto do Alejandro, mas tão descabido para o Walker. Enfim, nem adianta eu reclamar muito, pois não muda nada.

Lindomar: Que Alejandro ia matar meu menino Walker eu já sabia, ele teria que cantar naquele arranjo básico que valoriza zero os vocais e foi basicamente isso. Walker diminuiu seu tom para não cobrir o de Alejandro totalmente e ao menos as harmonias soaram lindas, enfim, alguém tinha que ir com Alejandro e pensando nas vozes a do Walker era a que mais se encaixava mesmo.

Jeremiah & Madison – A Million Dreams

PQP o pisão bichoooo!!! Os dois arrasaram muito, estavam entregues a música, harmonizaram lindamente, e em solo foram super bem, atingindo grande notas maravilhosamente bem executadas. Acho que com isso temos a certeza que os dois são os frontrunners da competição né? (junto com Alejandro). A recepção esta sendo calorosa e com muito motivo, foi facilmente meu dueto preferido.

Luana: LINDOS! ISSO SIM É UM DUETO EQUIVALENTE! Jeremiah e Madison são os melhores vocalistas da competição e eu não esperava nada diferente disso aqui! As vozes deles ficaram lindas juntas e em momento algum eles deixaram algo a desejar! Eu não morro de amores pela música, mas isso foi simplesmente divino e tudo que um dueto deveria ser. A música ótima para os dois, as duas vozes suficientes e em harmonia! Foi lindo e sem defeitos!

Lindomar: Você quer um HINO? Madison e Jeremiah não fizeram nada menos que isso, uma performance sem defeitos, sem erros e com entrega total de ambos. Eu achava que poderia dar ruim ainda por o tom do Jeremiah ser mais estridente, mas felizmente eu estava enganado, foi lindo, ambos fizeram uma performance com harmonias e espaço para ambos brilharem. Enfim, música perfeita, candidatos perfeitos e com muita entrega e é assim que se faz um DUETO, um ajudando o outro e como Katy destacou um poderia ir com uma nota mais alta e tentar ofuscar o outro e isso não aconteceu.

Laci & Laine – Jackson

Música chatíssima, mas os dois até que fizeram um bom trabalho. Como as vozes são um contraponto, com ele fazendo o grave e ela o agudo, tudo acabou soando muito bem. Claro que eu prefiro mil vezes a voz de Laci, mas tenho que dar créditos para o Laine que foi bem também. No mais é isso, a música é bem ruim mesmo kakakaka.

Luana: Putz, o tiro certeiro, bicho. Assim que li “Laci & Laine” eu já pensei “mas por qual motivo eles não vão cantar Johnny & June?”, porque né… Além da gracinha dos nomes com a mesma letra, Johnny e June casaria perfeitamente para ambos. Daí começou a performance e eu percebi que: É JOHNNY AND JUNE, haha. Apenas o primor de todos os duetos, amores. Jeremiah e Madison foi incrível, mas isso aqui foi totalmente perfeito. Além das vozes terem ficado ótimas juntas, eles cantaram algo completamente perfeito para eles e ainda realizaram meu pedido, lol. É isso que eu quero ver sim, nada menos que ICÔNICOS!

Lindomar: Essa é um dos clássicos country que eu gosto, existe uma versão entre Florence Welch e o vocalista do Queens of Stone Age que SIMPLESMENTE SOU APAIXONADO e essa aqui fez jus! A harmonia do tom rouco da Laci em uma música mais rápida e o timbre forte e marcado Laine fizeram mágica nesse palco, além disso os dois tocando violão e tocando como uma dupla que se conhece a séculos, foi simplesmente MARAVILHOSO e quem sabe os dois não lançam uma dupla pós-programa? Maior força para esses ícones e eu sou muito a Katy Perry na vida querendo Shippar TUDO e a TODOS! kkk

*RESULTS*

Em ordem os salvos e que avançam para o top 6 são: Jeremiah (lindíssimo abalou); Laci (obrigado deus por isso); Madison (amando até aqui <3); Laine (é né, foi justo); Alejandro (ok, ta certo) e por fim Wade (uke???), sendo assim, temos Alyssa e Walker eliminadíssimos coitados. Eu não gostei muito de nenhuma das duas performances solo deles, mas no dueto eu gostei do Walker, então para mim quem deveria ter saído é Wade e Alyssa. E o shock, os jurados não usaram o save, poxa vida hein, era pra ter salvado o cristal Walker :/

Resultados um tanto quanto tristes, mas no geral, estou bem contente, principalmente por ver Jeremiah, Laci e Madison arrasando na competição. E vocês, o que acharam das performances e resultados? Deixem aí nos comentários a sua opinião. Nos vemos na próxima galera, até mais! 😀

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ricardo Souza

Tem gente que diz que sou um amorzinho, eu digo que sou um trouxa. Viciado em maratonar séries e ficar na bad depois de assistir tudo em um dia. Amo muito música indie, quando quiser me chamar pra ouvir Florence já sabe onde procurar. Mineiro do interior que não puxa o 'r' quando fala, mas adora um pão de queijo.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu