Posts Populares

Arrow – S08E10 – Fadeout [Series Finale]

Depois de oito anos, é bem difícil assimilar o fato de que Arrow acabou.

Eu devo dizer que a forma como a série acabou me deixou um tanto quanto surpreso. Se a gente for analisar o caminho que a série vinha tomando, nas últimas duas temporadas, não é exatamente surpreendente, óbvio, mas pensando no começo, no universo que surgiu em seguida, fica uma sensação de incredulidade ao ver um dos principais heróis da DC morrendo, fazendo o sacrifício final, para que todo o multiverso sobrevivesse.

Quando a Crise foi anunciada, eu sinceramente fiquei feliz porque acreditei que o Flash morreria. Tá certo que o espaço pra falar da série do corredor escarlate não é esse, mas fica difícil não tecer nenhuma comparação entre as duas histórias. Há pelo menos dois anos, Barry Allen e sua trupe já tão se arrastando pelas tabelas, com tramas chatas e enroladas, com aventuras que servem mais pra enrolar o público do que pra de fato avançar com alguma história. Pelo extremo contrário, Arrow foi melhorando, depois de amargar uma temporada tenebrosa com o Damien Darkh. Então era muito natural esperar que a melhor série, com as melhores histórias, iria continuar por um tempo indeterminado. E, infelizmente, eu tava muito errado.

Porém, dá pra pensar que essa última temporada só foi tão boa quanto foi (e ela foi muito muito ótima) por ser a final. Mesmo que esse pensamento seja verdadeiro, não dá pra ignorar o fato que tudo deu extremamente certo pra Arrow na reta final. Por mais estranho que pareça, não ter a Felicity como personagem serviu pra mostrar o peso do sacrifício que o Oliver tinha concordado em fazer, já que era doloroso demais pra ele, e pra todo mundo envolvido nisso – inclusive a gente – sentir que a ausência dela era quase sólida.

O interessante dessa temporada (e é algo que costuma acontecer com várias séries que tão no final) não foram as diversas homenagens que retornos que existiram, mas sim a forma como eles aconteceram. Como Espectro, ele reconstruiu o universo, mas focando na sua vida e na sua cidade, resolvendo erros e falhas que marcaram ele desde o primeiro momento. O Tommy e a Moira, por exemplo, são uma prova disso, porque nesse novo universo os dois estão vivos e estão lá, presentes no último momento. Mas é importante ressaltar que existiram mortes que foram necessárias pra que ele se tornasse o herói Oliver Queen, então essas mortes não foram revertidas.

E não dá pra esquecer do John, que vai virar Lanterna Verde, veja só. Isso me deixou bastante bastante empolgado, tô ansioso pra ele ver salvando o universo usando verde. Ele pode não ter sido o Arqueiro Verde real oficial, mas foi tão importante pra cruzada do Oliver que eles realmente são irmãos, porque só isso define o laço entre eles.

No final das contas, depois de 170 episódios, vou sentir saudade de Arrow. Mesmo que exista todo um universo depois disso, quando todas essas séries terminarem, é de Arrow que a gente vai lembrar. E acho que é isso que importa né?

gostou da matéria? deixe um comentário!

Rafael Augusto

Um hiperativo que não sabe viver sem ler, escrever, ouvir música, ver séries e filmes, geralmente tudo ao mesmo tempo. Fã de ficção científica, suspense, Stephen King e histórias em quadrinhos.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries