Posts Populares

As Five – S01E04 – Como pode um peixe vivo

… viver fora da água fria?

A historinha toda dos peixes e a analogia intencional com a relação de Anderson e Tina foi muito bem feita. A situação dos dois está cada vez mais insustentável e dando indícios de uma separação definitiva, já que a DJ acabou saindo de casa e foi buscar abrigo no apartamento de Lica e Benê.

Uma coisa que quero pontuar é que na briga que os dois tiveram, pareceu, para mim, que eles trocaram mais palavras do que em todos os episódios anteriores juntos, o que mostra que realmente há diversas complicações no relacionamento e eles precisariam se abrir mais um com o outro para tentar fazer com que continuasse dando certo. Anderson tocou em um aspecto que provavelmente é importante para a história: a forma que Tina está lidando com a morte da mãe. Como disse o rapaz, a jovem não chorou uma vez depois do falecimento de Mitsuko, dando a entender que ela tem muitas questões consigo mesma e que precisa lidar de alguma forma mais aberta com isso para poder ficar bem de verdade.

O que foi a Ellen e o Lito chapados??? Socorro. Claramente há uma atração mútua entre os dois e está cada vez mais difícil para ela resistir. Eu curti bastante a interação deles nesse episódio. A cena no parquinho foi legal, só fiquei com pena das crianças que estavam jogando futebol, porque os dois pegaram a bola e não devolveram mais. O problema de tudo é que a garota tem namorado, na verdade um noivo, e está se segurando por isso, mas até quando será que vai conseguir?

Já em outro plot, o tapa com luva de pelica sem querer que Keyla deu em Lica foi perfeito. Começar de baixo não é se humilhar, mas sim saber que tem de aprender muito ainda e se esforçar para chegar aonde você quer. Depois disso, a ex de Samantha se tocou e parece que começou a ter noção da realidade. Vamos ver se agora o desenvolvimento da personagem vem, de fato.

Falando nisso, é muito legal ver toda a evolução e maturidade que Keyla adquiriu, mesmo que no fundo consigamos ver aquela garota livre e sonhadora da Malhação ainda. Ela tem mostrado um compromisso com as responsabilidades e um senso de realidade, sem perder a leveza da personagem, que está sendo legal de ver. Isso se deve muito ao fato de ser mãe solo tão jovem, acredito. Aliás, a interação entre ela e Tonico continua ótima de acompanhar.

Já Benê está em um conflito interno sobre assuntos do coração. Sua corrida diária me trouxe logo à cabeça a cena do primeiro episódio de Viva a Diferença em que ela corre desesperadamente para buscar ajuda para Keyla, que estava dando à luz no metrô. A trilha sonora combinando com a ação e o sentimento da pianista foi um aspecto adicional interessante para o momento. A música tem tido um grande papel na série até agora, dando um charme a mais a ela, principalmente os instrumentais nas cenas de Benê.

A química dela com Nem tem ficado cada vez melhor. Gostei muito que, depois do momento doce, mas sensual, que eles tiveram no episódio passado, a jovem começou a se perguntar em que estágio realmente está o relacionamento dos dois. O fato de o garoto tentar fazer algo diferente e a levar para um lugar secreto foi legal, valeu a tentativa, apesar de não ter funcionado muito. O selinho quase no final foi fofo e mostrou que a tendência é essa relação evoluir cada vez mais.

O episódio foi muito bom e, na minha opinião, engatou várias narrativas consistentes que podem ir até o final da temporada. O que vocês acharam? Compartilhem suas ideias nos comentários e até a próxima review!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Luiza Pinheiro

Carioca da gema e jornalista de corpo e alma. A primeira série que viu mesmo, aquela que a deixou viciada, foi One Tree Hill. Depois disso nunca mais parou e engatou uma depois da outra. Também ligada em cinema, não perde uma cerimônia do Oscar.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries