Posts Populares

Atypical – S03E05 – Only Tweed

O triângulo amoroso está cada vez mais confuso para Casey!

Começamos o episódio com uma das melhores cenas de abertura até aqui: Doug batendo na porta e Casey e Evan percebendo que ele dormiu ali sem querer e, se os pais descobrirem, ela está muito ferrada. Então, já que o Evan não pode simplesmente se jogar da janela, ela faz uma cena super engraçada no café da manhã (com o ponto alto da mãe perguntando se ela está possuída) para distrair a todos enquanto Evan desde as escadas e sai da casa. Brigette Lundy-Paine é uma atriz incrível e eu posso provar!

Enquanto isso, Paige fala com a diretoria da sua faculdade depois de jogar um burrito quente em um aluno por ele ter xingado ela. A cena, como a maioria das cenas com a Paige, é um pouco chata e exagerada ao extremo, com direito a ela entregando biscoitinhos aos membros da mesa julgadora e sair da sala bizarramente cantando o hino da escola. Digo e repito: a Paige é o ponto fraco da série, porque deveria funcionar como alívio cômico e na verdade é só um pouco patética e cringy ao extremo. Só serve mesmo como apoio emocional para o Sam.

Ela planeja um jantar para tirar sua mente da faculdade e, conforme o esperado, foi horrível para todas as pessoas envolvidas. Principalmente para Casey, porque para pesar ainda mais em seus questionamentos sobre sua sexualidade, a Gretchen disse que achava que ela e a Izzie eram um casal. Em seguida, Izzie dá um pití desnecessário com o Evan porque está com ciúmes. Como eu disse, horrível. E ela ainda abandonou a faculdade.

Sam tem problemas com seu seminário socrático, e acaba se sentindo tão sobrecarregado com a tarefa de falar no meio de tanta gente antes de um determinado horário que acaba não falando nada e tirando zero. Esse, sim, foi um momento que muitas pessoas tímidas conseguem se relacionar. Ai, Gabi, só quem já tirou notas super boas em provas e péssimas em nota de participação sabe. Porém, felizmente, a professora entendeu as circunstâncias especiais e Sam pôde entregar um seminário escrito para compensar o zero (e tirou C, mesmo achando que ia tirar A. Acontece nas melhores famílias).

Elsa encontra uma senhora enquanto está fazendo compras, e descobrimos em seguida que é a sua MÃE. Com certeza a relação delas foi mais traumática e bizarra do que já sabíamos (afinal, a mania de superproteção dela com os filhos com certeza veio de certa negligência parental dos próprios pais na infância).

Sobre Casey e Evan: com certeza essa relação está indo por água abaixo, mas por enquanto vamos fingindo que não porque o Evan é fofo. Ele conta para Casey que é disléxico, e por isso não foi ao treinamento de bombeiro com o pai dela: estava com medo do teste escrito que os paramédicos têm que fazer. Acho uma preocupação bem legítima da parte dele, e só espero que a Casey cumpra a promessa de não compartilhar essa informação pessoal dele com a Izzie (por mais que goste do casal, a Izzie é meio escrota às vezes).

O episódio foi bastante mediano, na minha opinião, mas ainda temos metade da temporada pela frente para que os plots possam se desenvolver. Vamos que vamos! E você, o que achou?

gostou da matéria? deixe um comentário!

Isabella Oliveira

Poderia estar matando ou roubando, mas provavelmente levaria pouquíssimo jeito para a coisa, daí eu faço Direito. @brockhxmptxn no Twitter.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries