Posts Populares

Big Brother Brasil 21 – 8° Semana

Uma sensação um tanto agridoce.

Semana passada eu enalteci ao máximo esse jogo, foi entretenimento puro e por ter sido tão maravilhoso, eu acreditei que essa seria um pouco mais calma e eu não poderia estar mais errado. A saída de Projota se mostrou mais irrelevante que sua participação nas últimas semanas, completamente nula, mas os dois maiores protagonistas resolveram dar material para edição e começaram logo na quarta essa história tão complexa e que teve um final inusitado. Eu já havia dito que o Gil é uma pessoa falsa, ele mete malha por trás, mas na hora fica calado e foi assim novamente, Juliette acabou com todos os argumentos dele que já não possuíam base alguma e mostrou da maneira mais clara o quanto ele é influenciável, mas a maior jogadora não esqueceu seu jogo externo e no final pediu um abraço para manter sua narrativa de perseguida, mas boa ao extremo.

Chega a ser cansativo toda semana enaltecer o jogo da Juliette, mas fica impossível não comentar quando os caras entregam de bandeja o prêmio na mão dela. A semana inteira teve Fiuk, Sarah e Caio com o nome de Juliette na boca e certos de que ela sai para qualquer um, é de uma prepotência e burrice tão grande, só dão mais cordas para o jogo de perseguida da paraibana. Existe uma regra pessoal minha que é nunca confiar em um homem que fala manso o tempo todo e lá na primeira semana eu havia alertado sobre o jeito passivo agressivo do Fiuk, o cara fez um bolo e viu a mulher comer do lado dele, esperou ela estar em público para comentar sobre, deixando a menina sem graça, além de ter mentido sobre a quantidade de calda e a falta de leite condensado, ao ser desmascarado mudou rapidamente o discurso e começou a dizer que a Juliette era louca e que ela queria briga. Não satisfeito, fez mais calda e ficou de deboche, mas dizendo que tava sendo bonzinho e que ela que tava querendo brigar, é um nível de manipulação e falta de caráter tão grande, Fiuk é tão perigoso quanto a Mamacita, se não pior, pois ele faz e te faz sentir mal depois, uma bosta de ser humano e muito provavelmente abusivo em todas as suas relações, mas isso tudo serviu para desmascará-lo e por a Juliette mais uma vez como a mocinha da novela, é a atual namoradinha do Brasil.

A relação de Gil e Juliette foi outra coisa que mudou bastante nessa semana, Gil vinha falando bastante da Juliette e a própria foi encerrar a relação, mas por algum motivo eles se aproximaram novamente durante a prova do líder, os dois são os mais carismáticos do jogo com muita folga, então quando a uma interação leve entre os dois não há para ninguém. É realmente uma pena Gil ser tão influenciável e buscar tanta aprovação ao ponto de não confiar nos seus próprios instintos, pois os dois são os que possuem maiores torcidas e aquela cena no paredão de domingo mostra o quão complexa e linda é a relação dos dois quando não há interferência de fora.

Eu queria esperar para ter certeza do que realmente estava acontecendo para comentar da Sarah, durante as quatro primeiras semanas ela permaneceu como a melhor jogadora para mim e na quinta eu avisei que aquela seria a última vez que ela sairia com saldo positivo, mas não imaginava que ela fosse decair tanto. Podemos separar diversos motivos para tamanho hate que a Sarah vem recebendo, mas eu vou tentar criar uma linha do tempo e tentar entender o que ela veio pensando. Sarah passou praticamente a primeira semana invisível e teve sua virada no jogo da discórdia quando foi contra a casa toda, logo depois Gil começou a achar o mesmo que ela como sempre e trouxe Lucas e Juliette junto, quanto ao Lucas eu não sei, pois ele saiu cedo, mas olhando o jogo agora fica claro que ela apenas suportava a Juliette. O jogo continuou, Sarah retornou de dois paredões, viu seu maior aliado repetir o mesmo efeito e viu suas duas indicações diretas serem eliminadas, isso seria uma resposta para qualquer um e foi para Sarah, logo após isso os Bastiões se juntaram a ela e finalmente ela tava em um grupo confortável, era maioria, se viu confortável o suficiente para abrir mãos de alianças que apenas suportava e por isso Juliette foi descartada. Sarah fez o seu TCC sobre BBB, ela sabe que para ser uma mocinha precisa de uma vilã, com a Jaquepatomba eliminada, Carla virou seu alvo e até aqui ela não havia feito nada de muito errado, mas ao se ver em um grupo que se identificava passou a falar aquele show de horror, falou mal da Carla, esculachou a Juliette, defendeu o atual presidente e debochou da pandemia e de suas vítimas, Sarah sem dúvidas alguma precisa ser eliminada urgentemente, pois vem se mostrando um ser humano horrível e sem compaixão alguma.

Toda fã de reality que se preze assistiu pelo menos uma temporada de survivor, é um show maravilhoso para qualquer um que curta jogo interno e blindsided (pego de surpresa), o paredão dessa semana foi muito similar a survivor, pois ninguém esperava o que fosse acontecer. Com a saída do Projota, era óbvio que o Arthur seria o próximo eliminado, mas por Rodolfo não conseguir esconder o quão homofóbico é, ele foi a escolha de Gil, tirando o alvo da casa e deixando o grupo dos bastiões e companhia trocassem seu alvo, isso fez com que empatasse entre Juliette e Caio, tendo Gil que desempatar em uma linda cena que evidência o quão complexa é a relação dos dois e termina com Juliette sendo escolhida no dedo duro e descobrindo que sua ex aliada votou nela. Nem o maior diretor do mundo conseguiria replicar tamanhas emoções que foi esse paredão, foi maravilhoso do início ao fim, MUITO OBRIGADO GIL DO VIGOR.

Esse paredão foi o mais disputado da temporada e a Carla saindo era a melhor opção para o jogo, deixaria Gil, Sarah e os Bastiões confortáveis novamente, deixaria o outro lado sem entender e seria o fim de todas aquelas cenas horrorosas do casal Carthur, mas as vezes uma lição para o público é muito mais importante que o andar do jogo, homofobia deveria ser algo imperdoável, não era só para o Rodolfo sair, era para a carreira dele acabar, mas o Brasil preferiu homofobia a uma mulher cega de amor. A eliminação de Carla é muito agridoce, o jogo melhora, mas ela não deveria ter saído antes do Rodolfo, Fiuk e muito menos do Arthur, todo sucesso do mundo para essa atriz incrível.

Outras observações:

  • A partir de agora tentarei separar os grupos que temos na casa e são eles: Bastiões; Gil, Sarah e Fiuk; Vihh Tube e Thais; Gêmeos e Juliette; Pocah e Arthur sozinhos.
  • Carla pedindo para ser vetada no lugar do Arthur deu até o último fio de cabelo de todos os brasileiros.
  • Vihh Tube não aguentou nem uma semana fingindo que gosta da Juliette KKKK
  • Caio fundador do Britney Spears Brasil

Ranking Semanal:

12- Rodolfo- Não tem como perdoar um cara que nem esconde o quão preconceituoso é.

11- Arthur- A história dele acabou lá dentro, nem sua rivalidade com o Fiuk funciona mais devido a mais nova do seu inimigo.

10- Pocah- ….

9- João-…..

8- Thaís-….

7- Fiuk- Só xingaria aqui, então vou me abster.

6- Caio- E a cobra continua disfarçada.

5- Camilla de Lucas- Está em uma crescente excelente, já se tornou uma das grandes favoritas do jogo por ser manter tão fiel aos seus ideais.

4- Vihh Tube- Recebeu um voto pela primeira vez, mas continua intocável dentro da casa.

3- Sarah- Se assume hoje como a vilã do momento, ótimo para o jogo, péssimo para ela.

2- Juliette- Só se fala dela dentro da casa, uma das maiores protagonistas da história, esteve em TODAS as tretas da casa essa semana.

1- Gil do Vigor- Esse cara é entretenimento puro, quero muito na final!!!

 

 

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Ives

Um carioca estudante de direito querendo se formar, viciado em x factor´s do mundo e que ama uma praia

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries