Posts Populares

Big Little Lies – S02E07 – I Want To Know [SEASON FINALE]

Uma grande variedade de reações.

A segunda temporada de Big Little Lies chegou ao fim com a promessa de que não teremos uma terceira, por conta da agenda conturbada dos atores. Mas já vimos isso antes, então não criaremos expectativas. Fato é que o final de temporada gerou diferente reações nas pessoas. Teve gente que achou fraco, teve gente que achou desnecessário, teve gente que amou e teve os mais calmos, tipo eu, que acharam coerente. E agora eu vou explicar um pouquinho o porquê.

Cada uma das 5 de Monterrey estava vivendo sua própria mentira, e todas perceberam que está na hora de pôr um fim nisso.

A trajetória de Celeste é, junto com a de Bonnie, uma das mais complexas aqui da série. O fato de ela perceber o tipo de vida vivia, mas também sentir falta disso, buscando em outras pessoas o que tinha com Perry, mostra bem o quanto as agressões marcam uma pessoa. O confronto de Celeste e Mary Louise serviu para advogada finalmente pôr fim à vida de mentiras que vinha vivendo, viciada em remédios e em pessoas aleatórias para substituir Perry. Celeste teve uma maneira diferente de lidar com o luto, principalmente pra proteger seus filhos, mas demorou pra perceber que algo ali dentro de sua família já estava morto. A cena dos tribunais foi realmente muito bacana de ver, apesar de eu esperar um pisão maior de Celeste em Mary Louise. Também esperava ver um pouco mais do passado de Mary Louise, entender tudo o que foi jogado ali. Mas a série nunca foi de dar muitas explicações, e não seria agora que isso aconteceria.

 

Antes de seguirmos para a próxima personagem, cabe pontuar que os ataques à Mary Louise foram nada mais do que uma forma de Celeste defender seus filhos. Ainda assim, ela mostra seu lado humano levando um vídeo sendo surrada por Perry, pra abrir os olhos da sogra iludida e dos demais, e também permitindo que os gêmeos abraçassem a avó após decisão de que eles deveriam permanecer com a mãe. Todo esse imbróglio judicial foi um terremoto que mexeu com o mundo de celeste, e a fez despertar para à necessidade de cuidar mais de si mesma e seus filhos.

Simultaneamente à decisão judicial, temos a morte da mãe de Bonnie, no hospital. Essa foi uma personagem que eu não dava muita bola, mas o desenvolvimento dela ao longo da temporada foi perfeito. Ela confessando várias coisas pra mãe no episódio passado foi perfeito! Enfim, Bonnie também decidiu dar fim às mentiras de sua vida, começando pelo seu relacionamento com Nathan. Achei forte a maneira como ela disse que nunca o amou, mas também mostrou sinceridade. A mesma sinceridade que ela teve pra de uma vez por todas dizer pra sua mãe que a amava. Às vezes esperamos alguns momentos críticos pra abrir nosso coração, enquanto temos tantas oportunidades. Bonnie percebeu isso com sua mãe, e não quis seguir cometendo o erro com Nathan. Maravilhosa demais!

As mentiras da vida de Madeline foram caindo ao longo da temporada, mas Ed ficou à cargo de dar a redenção para a personagem. Ele teve alguns episódios pra processar a traição, entender o que aconteceu, quem era aquela pessoa, e achei maravilhosa a forma que ele usou pra dizer pra Madeline que finalmente a perdoava. Realmente, as pessoas mudam com o tempo. É difícil imaginar que a pessoa que você se apaixonou vai continuar sendo a mesma por anos e anos a fio. É uma utopia, e a gente se agarra a isso, mas precisamos ser realistas e entender que os desejos, os sonhos e os medos mudam conforme amadurecemos e ganhamos experiência de vida. Devemos observar essas mudanças e nos comprometermos em mudar também. Um relacionamento é comprometimento, e é isso que Ed cobra de Madeline para perdoa-la. Achei linda a cena deles renovando os votos na praia, somente com as filhas. Sem toda aquela pompa que Madeline gosta, que quer mostrar pra todos que vive o conto de fadas. Vemos Madeline sendo real, sendo simples.

Jane perdeu um pouco o foco na temporada, mas vimos que sua mentira era a menor mentira de todas as cinco personagens principais. Na verdade, ela estava vivendo um trauma, e isso a impedia de se aproximar de outras pessoas. Ela não vivia a vida que queria, que podia viver, por ainda estar presa ao passado. E nesse episódio ela finalmente deu uma chance à felicidade e ganhou um final razoável. É ruim que a personagem ficou em segundo plano, pois assim não sentimos o quão grande foi sua superação.

Por fim, mas não menos importante, Renata era uma das que vivia a maior das mentiras né. Ela estava sendo enganada pelo marido o tempo todo. Se dedicou à sua carreira, construiu um império, abdicou da filha, pra no fim ver o marido debochando dela, pegando a babá, vendendo tudo o que ela havia conquistado por uma ação impensada. Renata foi uma grande surpresa da temporada, principalmente por vermos uma mulher sem aquele véu da perfeição que ela carregou durante toda a primeira temporada. Agora é aquela pessoa honesta, que é verdadeira e transparente mesmo, com problemas e imperfeições. A cena de Renata quebrando os trens de brinquedo do marido foi impagável! Surtada que amo! Tá errada? Não tá.

O encerramento da temporada foi o encerramento da maior mentira da série, que perseguiu as 5 de Monterrey durante o tempo todo. Bonnie sabia que ela deveria dar um fim naquilo, que deveria de uma vez por todas confessar a morte de Perry. Felizmente ela tinha o suporta das demais pra essa decisão. Finalmente todas perceberam que a mentira nunca é a melhor saída. O que aconteceu depois que elas entraram na delegacia fica à imaginação de cada um. Na minha, acredito que Bonnie deva ter sido condenada pela morte de Perry e as demais por encobrir o crime. Cada uma pagou como deveria e vida que segue. No fim, a “legítima defesa” deve ter aliviado a pena delas.

No geral, essa temporada foi muito boa. A entrada de Meryl Streep como Mary Louise foi icônica, entrando no hall das vilãs que amamos odiar. As atuações foram boas, o roteiro esteve muito bem escrito também. A trilha sonora segue impecável, com a música ótima de abertura e terminando com uma versão de “Have You Ever Seen The Rain” que ficou incrível também. Mas, como muito disseram, a temporada não era realmente necessária. Pouco acrescentou à história principal. Estaremos torcendo pra muitos prêmios, muitas indicações, mas torcendo mais ainda pra que não tenha mais nenhuma temporada hehehehe vai que uma hora errem né!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Gerson Elesbão

Um @gerson incomoda muita gente, um @gersonrealoficial incomoda incomoda incomoda muito mais! É DC, é Marvel, é Netflix, é reality. Se a série for boa, chama no probleminha, bebê!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries