Posts Populares

Black Mirror – S01E01 – The National Anthem [Series Premiere]

Somos verdadeiros telespectadores do circo pegando fogo!

Nós do Panela de Série resolvemos fazer review da série que foi e ainda é uma verdadeira febre: Black Mirror, então agora imagine você sendo o primeiro ministro britânico com baixa popularidade, tentando recuperar essa popularidade e sofre uma chantagem que pode destruir sua vida e seu psicológico, mas salvar sua carreira política e a vida de alguém, é desse ponto que inicia a história do piloto de Black Mirror.

Susannah é uma princesa muito querida pelos britânicos, mas ela acaba sendo sequestrada voltando de uma festa, mas para que sua vida seja salva, o sequestrador não quer dinheiro, fama e nada, “apenas” que o primeiro ministro tenha relação sexual e que chegue até a ejaculação com um porco, mas isso não reservado a poucas pessoas, mas sim com uma grande transmissão e um circo formado pela mídia. Por mais que quando o governo tentasse impedir que essa notícia toda se espalhasse, o vídeo não foi encaminhado as autoridades primeiramente, mas feito um upload no YouTube, pois o criminoso sabia que esse tipo de atrocidade, por mais que os hipócritas do mundo condenam, são os primeiros a verem e com isso compartilhar, sendo que na internet qualquer coisa se espalha de maneira absurda, ainda mais quando envolve humilhação a alguém, mesmo sem saber se era verdade ou não tudo.

A impressa televisiva no primeiro momento tentou não fazer muito alarde de tudo, mesmo já na internet, pois não sabiam como as pessoas reagiriam a isso e também não queriam transformar tudo em um circo como foi o caso Heloá aqui no Brasil, onde a imprensa por meio de Ana Hickmann, Britto Junior e principalmente Sônia Abraão fizeram, que acabou terminando de maneira trágica, porém a mídia não conseguiu se controlar, pois já era o assunto do mundo todo, com isso começaram a tratar o tema de forma muito sensacionalista, com programas dedicados a apenas isso, pois sabiam que daria audiência, pois a população estava eufórica com esse acontecimento e queriam saber o desfecho, onde eu percebi a péssima legenda que a Netflix fez nesse episódio, pois as legendas ficavam sobrepostas as notícias em rodapé.

As pessoas começaram a fazer inúmeras piadas, como sempre acontece (não é algo exclusivo do brasileiro ri da desgraça alheia sempre e fazer meme), com isso a esposa do primeiro ministro começou a ficar muito agoniada, pois não queria que o marido fizesse isso, onde não apenas ele, mas ela também seria exposta ao ridículo. Se já não bastasse a pressão da esposa, também tinha a pressão de sua equipe, onde chegaram a tentar simular uma relação com atores (que deu tudo errado e fez com que o criminoso enviasse o suposto dedo da princesa), mas a pressão maior estava por ele ser político e está ligado a rainha, que queria que ele fizesse isso, pois seria a oportunidade de salvar a neta dele e a carreira política dele.

A mídia depois que começou a fazer a cobertura exaustiva e sensacionalista, estava atrás de furos e nisso podemos observar como alguns repórteres podem chegar ao extremo para conseguir essa exclusividade, até mesmo seduzir pessoas ligadas ao governo. Outro ponto bem peculiar foi quando o sequestrador mandou o suposto dedo da princesa, porque a imprensa em momento nenhum não imaginou o impacto que isso poderia causar, mas como era uma exclusividade, colocaram no ar imediatamente, chocando ainda mais os telespectadores e com isso uma pressão maior sobre o primeiro ministro, mas na hora vem a grande dúvida se as pessoas querem realmente a princesa salva ou o primeiro ministro humilhado mundo afora?

Quando a polícia começou a desconfiar onde a princesa estava, o primeiro ministro sabia que aquela seria sua última esperança para não precisar decidir sua vida pessoal ou sua vida profissional, mas a imprensa mais uma vez querendo o tal furo de reportagem se mostra totalmente suja, onde aquela jornalista Malaika tentou ir descobrir e filmar o local (Que descobriu se vendendo a um informante dela no governo), mas a princesa não se encontrava lá e a jornalista é atingida, pois o que ela fazia em um local suspeito soaria muito suspeito, sendo que depois que tudo deu errado o primeiro ministro ficou de mãos atadas, para a felicidade da população que queria a sua humilhação.

As pessoas com a confirmação que o ministro estava a caminho dos estúdios, ficaram eufóricas, loucas querendo assistir à humilhação de uma pessoa e não o gesto de heroísmo, pois nesse momento ninguém se importava com a princesa e sim com a humilhação de alguém que a população não gostava, sendo que as ruas de Londres ficaram parecendo final de copa do mundo, totalmente desertas. Era nítida a ideia nesse momento que a série estava querendo mostrar a reação das pessoas quando estão próximas da humilhação de outras. Enquanto rolava a transmissão as pessoas ao assistirem essa humilhação ficaram com nojo como qualquer pessoa normal, mas muitas ficaram felizes por aquilo, mas não serei em hipócrita em dizer que talvez eu não ficaria se fosse um Bolsonaro ou um Temer da vida naquele momento.

Só que a série mostrou enquanto ele era humilhado o seu real sentido, o sequestrador havia soltado a princesa meia hora antes da humilhação mundial, mas como sabia que o país estava literalmente parado, ninguém iria encontrar ela pelas ruas, mas sim após a humilhação do ministro, porque as pessoas estavam mais focadas na humilhação do que no salvamento da princesa, mas graças a esse ato de heroísmo a sua vida pessoa acabou, pois sua mulher não o perdoou por isso, mesmo mantendo um casamento de aparências, mas sua vida política finalmente deu uma guinada e popularidade.

Esse grande episódio de Black Mirror nos mostrou como uma notícia dessa magnitude ganha repercussão, não apenas na realidade, mas também no mundo virtual, onde é “terra sem lei” e as pessoas são muito mais frias, irônicas e adoram causar, como nos comentários que a esposa do primeiro ministro lia. As pessoas sim queriam alguém humilhado, como diariamente acontecem mundo afora, até mesmo na esquina de nossas casas acontecem isso. Outro ponto marcante do episódio é como a imprensa em si faz de tudo e consequentemente atrapalha tudo por causa do “furo de notícia”, a Malaika é um ótimo exemplo do que mais acontece, aqui no Brasil principalmente pelo o que a Record ama fazer em seus diversos programas. O episódio é ótimo, um dos meus favoritos da série, pois é um grande tapa na minha cara e mostra como nós (população em geral) somos sujos e imundos sempre.

Então é isso, um forte abraço e até mais.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Phelipe

Um cara Fitness, gosta de esportes e um escorpiano nato, apaixonado pela vida. Um "nerd" que curte balada e um baladeiro que curte coisas "nerds", porque a vida é muito curta para se apegar em coisas pequenas, logo pode observar que sou uma pessoa muito eclética em todos os sentidos da vida.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu